História Forever Brothers - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Hentai, Incesto, Romance, Shoujo
Exibições 35
Palavras 1.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heey =3 Tenho uma oferta à vocês leitores ou leitoras, Gostariam de ser um novo personagem da fic? Se sim deixe sua aparência (Real ou anime) seus Hobbes,seu nome (Obrigatório ser REAL) se gostaria de ser do bem ou do mal, que relação com os personagens gostaria de ter, sua idade (Verdadeira ou falsa) Do que você gosta e sobre você. Qualquer dúvida deixe nos comentários E sua ficha com tudo que eu falei acima👆 Obrigado pela atenção e boa leitura

Capítulo 10 - Perca de memória?


Fanfic / Fanfiction Forever Brothers - Capítulo 10 - Perca de memória?

P.o.v Mark 

18:00 Hrs e eu vou pro quartel, vesti a farda e peguei minha pistola e a guardei e então saí do quarto Liz e Jessica no sofá —Noooossaaa que tesão hein - Falou Jessica mordendo o lábio inferior —Ta lindo Maninho —Obrigado Liz, Bem tô indo —Tchau Mano Gostoso - Disse Liz e eu saí e fui pro quartel e meu superior me deu as instruções e o que eu devia fazer —Senhor capitão, Fugitivo na avenida 22 —Vamos atrás do cara - Fomos até a viatura e entramos e então fomos atrás do meliante e vimos um sujeito de moto, aparentava ser o Sujeito —É ele? —Sim - Ele apontou uma arma pra nós e atirou e continuamos em movimento e nós atiramos de volta até que ele atirou na roda e o carro rodopiou e capotou, foi tudo tão rápido eu bati minha cabeça no volante e desmaiei 

P.o.v Liz

Ligação On

Alô? 

Liz? 

Sim com quem falo? 

Sou o major do quartel e tenho más notícias de seu irmão 

Oque?! Oque ouve?! 

Calma senhorita, ele sofreu um acidente e está desmaiado, ele está no hospital central 

Obrigada, até mais

Ligação off

Ai meu deus! O mark tá no hospital! Tomara que ele não esteja em risco de morte, Calma Liz! Vá para o hospital —Vou Sair —Tanto faz - Eu saí e então fui correndo para o hospital e cheguei na recepcionista ofegante —Eu... Harf...huf...Mark...Policial...Capitão...  —Sala 2-J Senhora —Obrigada...  - Ela foi até a sala perto da sala e tinha um policial machucado e um médico —Sim, infelizmente ele- Ele se interrompeu ao notar minha presença —Sou Liz —Liz Souza Bernardo? —Isso —Creio que deseja ver Mark certo? —Sim, Como ele está? - Falei preocupada —Bom... Tenho más e boas notícias, A boa é que não teve nenhum dano crítico ao cérebro e a má... Ele perdeu 5% da memória Lamento...  —O QUÊ?! Como isso foi acontecer?! —Bem... Ao bater a cabeça no volante do carro o crânio bateu no cérebro causando isso —Posso vê-lo? —Claro - Entrei na sala e mark estava cheio de machucados e estava com uma bandagem curativa numa certa parte da cabeça [Autor:Não, não é a cabeça de baixo (Aquela carinha)] —Mark...  - Fui até ele e pousei minha cabeça em seu peito com bandagem que estavam com um pouco de sangue mas não liguei olhei para ele e ele estava dormindo —Mark, Por favor acorda... Se você morrer eu juro que te mato...... Mark? Se lembra de mim? Por favor se lembre...Eu te amo tanto... Se lembra do que fizemos... Lembra do que passamos juntos...Você me ama Mark...  - Comecei a chorar molhando a farda do Mark —Ahn? O quê aconteceu? Onde estou? —Mark! Você acordou! Do que se lembra? —Sei lá... Me lembro de...Estar 1 dia antes de meu aniversário e depois me deu um branco... Puta que pariu!  Meu deus meu corpo! CARALHO! O SEU CORPO! Liz, me traz um espelho rápido! —Tá bom - Eu dei um espelho meu há ele —PUTA QUE PARIU! MEU CABELO MANO! Quanto tempo se passou depois do meu aniversário? —8 Meses... —Nossa... Você mudou... Tá mais gatinha - Ele piscou pra mim e sorriu —Obrigada... Nem acreditei quando vi que você estava tão gostoso —Como é que é? - Falou ele surpreso —Mark... Você tirou minha virgindade...  —É O QUE?! —Shh, não grita porra, sim você tirou...e eu te amo Mark e você também me ama —Wow... Tá tudo tão rápido... Só falta eu ter virado policial agora... Ou não...?—Você virou mark, estamos em São Paulo e você é capitão do quartel —Caralho... Fiz coisas pervertidas com você? —Fez...  E eu com você - Mordi o lábio inferior —Cara... Eu fiz essas coisas e continuo com mente de um garoto de 17 anos...  —Vai ser mais divertido hehe - Olhei para ele com um olhar malicioso —Tô fudido —Mark —Hm? - Beijei ele e pedi passagem ele concediu e então nossas línguas dançaram num ritmo lento e eu subi em cima dele e rebolei no seu membro e logo ele ficou ereto separamos o beijo pela falta, estávamos ofegantes —L-Liz...  - Ele corou, que fofo... Faz tempo que o Mark não cora —Que foi Mark? Não estou fazendo Nada - Sorri maliciosa pra ele e dei uma quicada —Não me tortura —Hihi - A porta estava se abrindo e logo me retiro de cima do Mark,o doutor entra com Jessica e o policial de antes —Vejo que acordou, que bom - Disse o doutor —Mark, meu deus...você tá bem? - Disse Jessica preocupada, pelo menos acho que estava —Tô bem... Seja lá quem você for - Disse Mark olhando Jessica de cima a baixo —Não lembra de mim? —Não —Bem Mark, você e este policial estavam numa perseguição e o fugitivo atirou no pneu, o carro capotou e você bateu a cabeça - Disse o doutor —Meu nome é marcos vieira e sou 2° Soldado do quartel senhor - Falou o policial batendo continência —A vontade, prazer marcos, estamos num hospital pode me chamar só de mark - Mark sorriu de lado e marcos voltou a ficar normal —Mark, a batida não foi grave e aos poucos você vai se lembrar de tudo - Disse o doutor —Certo - Disse mark pensativo —Eu tenho que resolver algumas coisas no quartel,Até —Tchau - Todos falaram —Mark, a qualquer momento você pode sair do hospital, estou te dando alta —Obrigado doutor - E logo após o doutor se retirou —Então Mark, qual sua idade mental agora? - Disse jessica —17, Porquê? —Isso vai ser divertido hihi - Jessica Mordeu o lábio inferior —Posso saber seu nome? —Jessica —Ah, bonito nome... —Obrigada, você é mais gato - Ela piscou pra ele, Meu deus! Mark começou a se levantar e tirou a camisa —Mark! - Falei —Que foi? Não quero ficar vestido com essa camisa ensanguentada —Mas...as mulheres vão olhar pra você —Que que tem liz? Não sou nenhum deus grego ou algo do tipo - Disse ele dando de ombros —Claro que é - Falou Jessica —Obrigado? - Mark agora estava sem camisa e com sua bandagem que cobre o seu peitoral todo à mostra e seus gominhos e seu abdômen definido com um pouco de suor deixando ele um gostoso irresistível, eu e jessica ficamos que nem duas idiotas fitando o corpo de mark —Liz...Liz,Liz! - Mark estava me chamando e eu nem notei —Oi —Meus olhos estão aqui - Falou ele apontando para os próprios olhos —Desculpa —Vamos logo - Falou ele meio arrogante, estranho... Mark não é assim, saímos da sala e fomos pra sala de espera que era lá que a saída ficava as mulheres não paravam de fitar mark e morder o lábio ao mesmo tempo, os homens o olhavam com raiva e até inveja, Mark parecia não ligar muito e então fomos andando ao apartamento com mark nos seguindo para não se perder e entramos no apartamento e Julia e André e sua namorada lá preocupados vendo uma notícia de um acidente que aparentava ter sido o do mark, todos olharam para mark e então foram até ele —Caralho Mark, primeiro dia e você sofre um acidente?! - Disse André —Que bom que você ta bem Mark - Falou a namorada de André, Julia abraçou Mark —Mark, Você tá bem... Que bom, não sei o que faria sem você aqui —Ai meus machucados! - Falou Mark gemendo de dor ela logo se separou dele —Desculpa —De boa, Vocês podem falar seus nomes? —Não se lembra de nós? - Disse André e mark negou com a cabeça —Meu nome é André —Meu nome é Julia —Meu nome é Carol, Namorada do André —Prazer à todos - Mark sorriu e todos também —Bem, vou colocar a minha farda pra lavar - Mark estava indo pro quarto —Não é aí mark - Falei rindo um pouco —Pode me ajudar? - Acenei positivamente com a cabeça e levei ele até lá e então ele botou a roupa na máquina de lavar —Mark Totozooo - Falei com uma voz manhosa e então beijei ele voraz mente e ele quase caiu mas a parede o impediu e então ele apenas foi junto botou as mãos na minha cintura e eu entrelacei meus braços envolta do pescoço de Mark e então ele deu um tapa na minha bunda de leve e eu soltei um leve gemido —Eu te quero mark, Aqui e agora - Falei ofegante pelo beijo e antes que fizéssemos qualquer coisa Jessica gritou nossos nomes —Estraga prazeres... Depois agente continua - Falei o olhando com desejo e então voltamos a sala e André, Jessica, julia e carol estavam de saída mas antes jessica me abraçou —É melhor não fazer nada com ele garota - Sussurrou jessica —Claro que não vou - E então eles saíram e eu empurrei Mark até seu quarto e o joguei na cama e comecei a beija-lo e então tirei sua calça e sua cueca Junto e então abocanhei o Pau de mark e fiz movimentos de vai e vem o lambendo com a língua e o mark gemia bastante e quando senti o Pau do mark pulsar coloquei ele todo dentro da minha boca e ele gozou eu engoli tudo e então mark me deitou na cama com carinho e tirou minha camisa e meu sutiã com os dentes e observou meus peitos com desejo por alguns segundos acho que ele tem uma tara por peitos hehe e então rodiou o boquinho com a língua e depois chupou ele e mordeu de leve me fazendo me contorcer de prazer e foi traçando um caminho de beijos até minha vagina e penetrou com três dedos fazendo movimentos de vai e vem e depois lambeu cada canto de dentro e eu gozei na boca dele e ele engoliu e então ele botou o seu pau na entrada —Pronta? —Sim - E ele penetrou de uma vez só e foi com movimentos vai e volta gentis e depois foi com tudo eu já estava louca de tanto prazer, gemia loucamente e estava com a língua pra fora e então Mark sem aviso prévio gozou dentro e fundo eu nem liguei na hora —Me desculpa liz - Mark caiu na cama ofegante e arrependido —Tudo bem mark...uso anticoncepcional —Na verdade liz...Não me imagino Pai responsável e essas coisas, mas se for pra ter um filho ao seu lado...Eu viraria o melhor pai e homem do mundo - Essas palavras me alegraram imensamente, saber que o mark quer ter um futuro comigo —Você é o melhor homen do mundo —Te amo Liz —Também te amo Mark - Nos beijamos e mark foi tomar banho e eu fui junto, sem gracinhas apenas beijos e carícias e então vestimos umas roupas quaisquer e fomos dormir





Notas Finais


Obrigado por ler, Amo comentários e favoritos viu? Quem quiser participar da história apenas deixe sua ficha como nas primeiras notas, até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...