História Forever by your side - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Lucy Vives, Normani Hamilton, Norminah, Vercy, Veronica Iglesias
Visualizações 46
Palavras 1.855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie pessoas!

Voltei rapidinho kkk

Espero que gostem

Boa Leitura!

Capítulo 2 - Capítulo 1


 

Camila Cabello Point Of View

 

Depois de fazer a rematrícula meu pai me deixou em casa e foi trabalhar. Como eu não tinha nada para fazer chamei a minha melhor amiga em uma chamada de vídeo.

Não demorou muito para que ela atendesse.

 

-Oie DJ 

-Camilinha do meu coração, você sabe que horas são? - Pergunta com uma cara nada legal 

-São.... Quase onze horas Chee 

-É sábado, é só falta dois dias para as aulas voltarem! 

-E? 

-Deixa eu dormir! - Exclamou irritada

-Eu deixo você dormir depois que eu te contar uma super novidade! 

-Fala - Diz levemente curiosa

-Hoje eu fui com o meu pai no colégio para fazer a rematrícula, como eu te disse ontem - Faço uma pequena pausa dramática- Chee, você não vai acreditar, eu esbarrei com a menina mais linda da face da terra lá! 

-Não tem como, eu ainda não sai de casa hoje 

-Dinah! Eu tô falando sério, ela é linda, ela tem os cabelos pretos e lisos, ela é tão branca quanto papel, lábios vermelhos e os olhos... Ah, são os olhos mais verdes que eu já vi! 

-Meu deus você está descrevendo uma deusa, não é possível que é uma futura aluna do colégio 

-Ela deve ser parente de uma deusa mesmo - Suspiro- Mas eu não sei se ela vai estudar lá 

-Como assim Chan? Se ela estava no colégio provavelmente estava fazendo matrícula 

-Não exatamente, a Lauren me disse que foi lá para fazer a prova para ganhar uma bolsa 

-Lauren? 

-Sim, é o nome dela

-Ela foi lá para tentar ganhar uma bolsa? - Pergunta e eu  me limito em concordar com a cabeça- Ih, você sabe que raramente alguém passa nessa prova

-É eu sei - Digo triste- Mas sabe, eu conversei com ela depois da prova, ela falou para mim que estava virando noites a duas semanas para estudar, ela falou para mim com brilho nos olhos sobre a prova, espero que ela passe 

-Essa menina é perfeita não é possível - Ri- Pelo o que você disse, ela é linda e dedicada, cadê o defeito? 

-Boba - Falo rindo também- Quer vir aqui em casa? 

-Tia Sinuhe fez torta? 

-Fez sim, interesseira 

-Só vou me trocar e estou indo, beijo - Diz e desliga a chamada

 

Lauren Jauregui, quem é você? 

 

Essa é a única coisa que está circulando minha mente, essa garota é tão misteriosa. Pelo o que eu pude perceber apenas olhando-a, ela não deve ser rica, ela trajava uma simples calça jeans surrada, um vans preto no mesmo estado e uma camiseta de uma banda de rock desconhecida por mim, mas ao o que parece ela é tão alegre? Nitidamente esforçada, eu realmente espero que ela tenha passado...

Depois de um tempo, Dinah chegou aqui em casa acompanhada de sua namora e também uma das minhas melhores amigas, Normani.

 

-Oie Chee, oi Mani - Falo abraçando uma de cada vez

-Oi Mila 

-Eae bunduda - Diz Dinah já entrando e indo diretamente para a cozinha 

 

Folgada? Imagina 

 

-Mas então... Fala mais da menina lá - Fala já comendo algo

 

Eu e Mani vamos em direção da cozinha e nos sentamos na mesa, eu de um lado e elas do outro.

 

-Que menina? - Pergunta a morena me lançando um olhar malicioso 

-A Mila disse que hoje conheceu uma descendente de Afrodite lá no colégio quando foi fazer a rematrícula 

-Ela é tão linda assim? 

-Maravilhosa, acho que é a menina mais linda que eu já vi Mani! E ainda por cima ela foi super simpática comigo

-Finalmente achou alguém! Que bom que ela vai estudar com a gente

-Aí que está o problema...

-A bunduda disse que a Lauren foi lá no colégio para tentar passar na prova para ganhar bolsa 

-Para ganhar bolsa? Que merda hein, a não ser que ela seja super inteligente, vai ser muito difícil a vermos por lá, quase ninguém passa nessa prova

-É eu sei - Digo meio para baixo- Mas eu tenho certeza que ela vai passar, ela parecia tão dedicada... Eu não sei explicar

-Me diz uma coisa Mila - Dinah diz tomando um gole de suco de laranja- Para ela estar fazendo prova para ganhar bolsa, quer dizer que ela não pode pagar a mensalidade, certo?

-Olha, pelo o que eu vi, ela não parece ser rica não, longe disso

-Ainda bem, porque pelo menos já temos uma certeza, ela provavelmente não é uma patricinha mimada igual a última - Dinah fala me encarando- Droga! Agora eu estou curiosa para conhecê-la 

-Eu também amor - Mani diz abraçando DJ pelos ombros 

 

Lauren Jauregui Point Of View

 

Depois de uma longa caminhada chego finalmente ao orfanato, e meu deus, a diferença é notável, quando eu sai daqui hoje, estava tudo tão quieto, e agora todas as crianças já estão acordadas e agitadas. 

Vou diretamente para a cozinha contar as novidades para Neide, a melhor cozinheira do mundo! 

 

-Cheguei Neide! 

-Menina Lauren, onde estava, você saiu tão cedo hoje, nem tomou café, quer me matar de preocupação? - Neide é uma das únicas pessoas que realmente se importa comigo, ela é tipo uma mãe para mim

-Desculpa - Falo coçando a nuca- Lembra que eu iria fazer uma prova para tentar ganhar uma bolsa naquela escola particular, que fica do outro lado da cidade? - Pergunto e ela assente com a cabeça- Então eu tive que sair bem cedo pra não perder a hora, mas eu juro que comi antes de sair! 

-Uma maçã não te da energia o suficiente para dar praticamente a volta na cidade duas vezes - Fala forçando um tom sério 

-Como você sabe que eu comi só uma maçã? 

-Eu te conheço, se você tivesse tentado preparar algo, provavelmente o orfanato pegaria fogo! - Diz dando risada, e eu acabo rindo também- Mas me conta, você acha que foi bem na prova?

-Eu tenho certeza! Eu me esforcei muito como você me disse, eu passei quase duas semanas sem dormir direito só para estudar, se eu passar eu juro que serei a aluna mais dedicada do colégio! Vou fazer você se orgulhar de mim - Digo, sorrio ao ver que os olhos da senhora ao meu lado brilharem 

-Você sempre me traz orgulho menina - Bagunça meus cabelos em forma de carinho- Agora vá tomar um banho que logo o almoço estará pronto! 

-Sim senhora - Digo batendo continência e ela ri 

 

Saio da cozinha e vou até o meu quarto, o qual eu dividia com outras duas meninas, Yasmin de treze anos e Isabella de oito anos. Yasmin é descendente de japonês então seus olhos puxados e seus cabelos pretos e grossos são inconfundíveis, ela está no orfanato já fazem mais ou menos sete anos, seus pais morreram em um acidente de carro, e como nenhum dos avós queriam cuidar, a colocaram aqui. Isabella diferente de Yasmin chegou no orfanato recentemente, ela sempre está grudada em mim, diz que eu sou a irmãzona dela, ela é baixinha, tem lindos olhos cor mel e cabelos loiros, é a criança mais alegre que eu já conheci. 

Chego no quarto e por incrível que pareça Isabella estava lá, deitada em sua cama, com um pequeno livro nas mão. É um de seus livros favoritos, mas ela não me parece bem. 

 

-Ei princesa, o que está fazendo aqui? Não quer sair para brincar? - Falo sentando em sua cama, atraindo seu olhar para mim

-Laur! - Fala pulando para me abraçar fortemente- Onde você estava? 

-Eu tive que sair hoje de manhã para ir em uma escola fazer uma prova. Mas isso não importa, por que você a princesa mais alegre do mundo está com essa carinha triste? - Pergunto fazendo carinho em seus cabelos 

-Eu estava pensando, por que me deixaram aqui, será que não gostava de mim e pegaram outra filha? - pergunta com uma carinha triste 

-Se eles te trocaram por outra, posso te afirmar que são as pessoas mais burras da face da terra! Não existe uma criança que seja mais alegre que você - Beijo sua testa, e sorrio ao ver que a mesma não estava mais com uma carinha triste- Eu quero que você saiba que eu amo você independente de tudo ok? - Pergunto e ela assente- Agora vai brincar com as outras crianças! 

 

 A pequena sai do quarto saltitando e eu vou para o banheiro tomara banho, nada muito demorado. Saio do mesmo já vestida, pois havia levado a roupa para o banheiro.

Depois de descansar um pouco, saio do quarto e vou até a cozinha, onde vejo Neide e outras funcionárias do orfanato almoçando, eu sempre me senti mais a vontade almoçando com elas mesmo. Me sirvo e sento ao lado de Neide.

 

-Já estava indo te chamar menina Lauren 

-Eu estava descansando um pouco - Dou de ombros- Sabe Neide, hoje eu conheci a menina mais linda do mundo! 

-Verdade? Me conte mais sobre ela 

-Ela tem cabelos longos , ela é pouco menor do que eu, e os olhos delas são tão lindos, são castanhos, quase a mesma cor que o cabelo dela, e tenho certeza de que ela tem um forte parentesco com latinos - Descrevo-a com um sorriso bobo nos lábios 

-Como é o nome dela? -Pergunta interessada 

-Camila, Camila Cabello

-É um belo nome 

-Eu pensei a mesma coisa quando ela falou 

-Posso te fazer uma pergunta menina Lauren? - Diz e eu me limito em acenar com a cabeça- Você se apaixonou?

 

Quase morri engasgada com aquelas palavras, eu estava tomando meu suco quando ela me soltou uma pergunta dessas, poxa Neide, quer me matar? 

 

-Como assim Neide? Eu nem conheço a garota direito...

-Ok, vou fingir que acredito, agora vá escovar os dentes, e não adianta tentar me enrolar! 

-Tá, eh estou indo - Falo levantando e deixando meu prato e meu copo na pia, saio da cozinha e vou até o meu quarto, escovo meu dentes e deito na minha cama. Acho que vou ler o último livro que eu ganhei... Todo ano Neide me dava dois livros, eu sempre amei ler, são os melhores presentes do mundo! 

 

Retiro da gaveta da minha escrivaninha, lá estava ele, Ainda lacrado, "O Médico e o Monstro", dizem que é um livro muito bom, infelizmente ele não é tão grande, mas estou muito curiosa, vou começá-lo,m hoje, tenho que me distrair com algo mesmo...

 

~Algumas horas depois~

 

Meu deus, eu simplesmente amei este livro, tenho que agradecer imediatamente a Neide por ter feito uma escolha tão fascinante! 

Saio do quarto e vou correndo até a cozinha, chegando lá quando eu ia agradecer a Neide pelo maravilhoso presente, Cíntia, uma das mulheres que trabalha no orfanato me chama. 

 

-Lauren pode vir aqui um instante? É algo importante 

-Claro - Acompanho a mulher que beirava seus quarenta anos de idade até sua sala - Do que se trata? 

-É do colégio que você foi fazer a prova hoje- Faz uma pausa dramática- Eles estão ligando e querem falar com você 

-T-tá - Digo pegando o telefone

-Estou falando com Lauren Jauregui? 

-Ela mesma

 

Continua 


Notas Finais


Então é isso, espero realmente que vocês tenham gostado

Escreve nos comentários -só se você quiser obviamente- o que você achou :)

Beijos e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...