História Forever C.L. crazy love - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Vhope
Exibições 22
Palavras 591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cooontinuação

Capítulo 18 - Cap.18


Fanfic / Fanfiction Forever C.L. crazy love - Capítulo 18 - Cap.18

Yoongi Pov On

Coitado...

  Como dizer pra ele? Como explicar??

- Oi gente...- diz sorrindo. - Por que não estão lá dentro?

- Ah.... o que... você tem ai?- pergunto trêmulo.

- Comprei um anel de compromisso pra gente. .. legal ne?- Tanto Jin, quanto eu olhamos pro chão. Kim percebe. - Tá bom falem logo. Por que essas caras?

Olho pro  teto e suspiro.

Mas antes que falemos algo, Tae abre a porta do quarto.

- Cadê. Hoseok.?- pergunta com a expressão mais seria que já o vi.

*~*

Nunca na minha vida, vi alguém ter uma crise nervosa daquele jeito.

Assim que SeokJin falou. Nosso amigo tremeu as pernas e, ameaçou cair. Nós o seguramos e, o ajudamos a sentar.

Depois de uns três minutos de um silêncio mortal. Ele pegou as flores, e as amassou de tal maneira que, parecia que queria vê- las chorar.

Não se importou nem mesmo com os espinhos. Deu agonia ao ver espinhos perfurando sua pele, e o sangue pingando  e ele de olhos fechados, lábios trancados. Porque comprou um buquê tão grande assim?
Só esse ai pra comprar flores de verdade ...

Eu nunca o vira assim.

Depois de fazer picadinho das flores, começou a se machucar na cabeça . Puxava os cabelos da nuca e chorava. ..

Jin correu até ele e tirou suas mãos do cabelo.

  - Isso não vai adiantar. - tentou acalma-lo .- Olha suas mãos totalmente machucadas. Vem- Jin pegou V pelo pulso, com cuidado, e o levou em direção à recepção.

Depois de uns minutos, eles voltaram juntos. V tinha alguns curativos nas mãos.
Em silêncio chegaram, e permaneceram.

@-@

Quase quatro horas depois. Silêncio. Silêncio e Silêncio. Ninguém havia aberto a boca. E nada de Hoseok.

De repente,Jin sai. Troco olhares com Tae, mas o mesmo simplesmente olha para o chão, como nas últimas horas.
O mais velho se aproxima com uma bandeja com três copos  plásticos de café.

   - Aqui.Peguem. - ele diz, e entrega um copo para cada um de nós.

Sinto o celular vibrando.

@-@

    MENSAGEM ON
NAM: gente. porque vocês não dão notícias?
JIN: por que elas não são boas...
JIMIM: O QUE???? TO INDO PRAI.
KOOKIE: eu também.

@-@
  Depois de uns vinte minutos, todos aqueles barulhentos chegaram.
Afoitos, juntos. Loucos, e escandalosos.

Depois que pararam de perguntar, Jin contou a situação.
JungKook e Jimim abraçaram V cada um de lado, e lá permaneceram.

@-@

Eram quase onze da noite, quando um médico veio falar conosco.

Só ai vi Taehyung falar.

- Não enrola por favor. C-como ele tá?
- Bom ne... tivemos que retirar o tumor. As pressas. Ele não estava muito espalhado, mas mesmo assim, estava provocando uma inflação no órgão.
Fizemos um transplante. Por sorte, muita sorte, havia um órgão compatível com o paciente.

- Então, ele está curado - Nam logo perguntou.

- Por ora está de observação. É muito cedo para afirmar tal coisa. Temos que esperar.

- Quero vê- lo- Tae diz mais autoritário do que nunca.
- Perdão, esperem um pouco. Ainda está muito frágil. E por favor não o deixem nervoso. Ele está no pós- cirúrgico. Vai ficar lá por umas horas, e vocês não podem ir lá.

- Aff- Jimim reclama.
- Fiquem calmos,  as chances dele são altas.

Depois que o  médico fala isso, Tae meio que volta ao "normal"  começa a sorrir, e lágrimas escorrem pelo seu rosto.
Ele olha pra cim e grita, ou melhor urra um "Obrigado"  em direção ao céus.

No meu interior eu também agradecia.


Notas Finais


continuação, desculpa por qualquer erro.
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...