História Forever does not exist — OneShot ( MarkSon ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Amor, Got7, Markson, Morte, Romance, Tragedia
Visualizações 53
Palavras 690
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não sei o que dizer sobre isso , tchauzinho :')

Capítulo 1 - Único. — Forever ? No.


Mark sempre foi um garoto doce que um dia em uma festa de 18 anos de um amigo chamado BamBam, ou melhor. Apelidado por tal nome. Conheceu um garoto drogado que era um dos melhores amigos de BamBam também. Jackson estava com uma garrafa de soju nas mãos deitado sobre o balcão do mini-bar que tinha ali. E Mark, com seu coração puro resolveu pergunta-lhe se havia acontecido algo.

— Está tudo bem ?  — Disse Mark cutucando o maior alí que estava bêbado.

— O que você acha ?  — Disse Jackson grosso.

— Desculpe, não vou mais incomodar.  — Disse Mark se retirando.

— Ei, espere. Preciso alguém para conversar, e você foi o único que se dirigiu a mim.  — Disse Jackson puxando o braço do garoto percebendo a sua figura angelical meio assustada — tanto quanto corada. — os olhos de Jackson observavam atentamente o rosto de Mark, principalmente aqueles lábios cor de rosa fazendo pensar em diversas coisas impuras. Sabendo que, Jackson nunca foi uma boa pessoa. Principalmente com relacionamentos.

— Certo, como é o seu nome ?   — Disse Mark quebrando aquele gelo.

— Jackson, e o seu ?   — Disse Jackson oferecendo um lugar para o menor.

— Mark.  — O moreno sorriu.  

Não precisa dizer o que tanto conversamos aquele dia, já que foi Jackson desabafando sobre ter se arrependido de ter agredido a ex namorada, por que ela havia o traído com um dos seus amigos. E para Jackson, como era uma rapaz com o pavio curto era muito fácil coisas assim acontecerem. Enfim, depois disso tudo, a única coisa que poderia dar eram conselhos para o maior ficar um pouco mais animado. E naquela mesma noite começou uma bela amizade, um pouco estranha já que começou com um assunto tanto quando estranho para estar em uma festa. Mas depois isso tudo foi esquecido em garrafas de soju e muita dança naquela festa de BamBam.

Os resultados finais daquela festa foi Mark e Jackson em um pequeno motel que por sinal era fora da cidade e ainda em vista ao mar. Possamos dizer que sim, as coisas entre os dois foram bem rápidas. Mas, eu acho que normalmente isso acontece muito em casos de uma noite, e Jackson tinha em mente que não iria ser diferente. Porém, estava totalmente errado. Os dois começaram a ter uma amizade colorida. Mark dizia que não era homossexual, que tinha sido tudo culpa da bebida. Mas na verdade, Mark tinha medo de Jackson, medo de tudo aquilo que ele já fez com a ex, possa ser igual com o pobre garoto.

Isso, são apenas memórias ditas depois de cinco anos, e, só faltava um dia para um próximo ano e outras datas comemorativas que faziam o " casal " celebrar com seus amigos, ou até mesmo sozinhos.

Onde eu quero chegar com isso ? Pra ser sincero, sim. Já se passaram cinco anos desde o caso entre mim e Jackson. E eu nunca imaginaria que no sexto ano, aconteceria algo totalmente fora do contexto fazendo nunca mais querer viver. Jackson estava com um grave tumor que não havia mais jeito de se curar. E ele vinha guardando isso de mim a anos, sem me contar para não desistir dele até o último suspiro, para que se eu soubesse antes ele não pudesse sentir o meu perfume de todas as manhãs inalando seu nariz lhe trazendo arrepios e mãos vontade de me amar a cada segundo. 

Sempre soube que o pra sempre não existia. Tudo tinha o seu final.

Um ano tinha seu final, uma vida tinha o seu final, e o amor tinha seu final. Para Mark e Jackson, eles sempre tiveram o acordo de seguir a vida sempre em frente independente do que acontecesse. E no último dia com Jackson, Mark pôde sentir que ele seguiria em frente, porém, sozinho. Apenas com lembranças de seu namorado.

— Qual foi o sentido de lutar, sabendo que iria morrer ?   — Mark disse pegando a mão de Jackson  a acariciando vendo o seu namorado naquela maca de hospital que já se encontrava em estado crítico.

— Por você.  — E foi a última frase de Jackson antes de morrer.


.

.



Notas Finais


Se eu ainda shippo MarkSon ? Shippo mesmo, com licença.
Gente, perdoa eu :') sei que só escrevo coisa triste, mas sou do bem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...