História Forever with you (imagine V) - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~Carolyoontana

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 202
Palavras 1.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OEEE GENTE! Demorei pra postar eu sei, mais é que eu tava em um conflito interno comigo mesma ajhsjshskjsh eu não estava satisfeita com o que eu estava escrevendo. Eu ia falar mais coisa mais como sempre eu estou com pressa.

Capítulo 14 - Stalker perv


Fanfic / Fanfiction Forever with you (imagine V) - Capítulo 14 - Stalker perv

Já era noite, para despistarmos o homem todos nós nos separamos, por segundos me desesperei ao não ver ninguém a minha volta, até que Jimin bateu de leve em meu ombro o que me causou um grande susto e assim acabei dando um soco no olho esquerdo.

-Que mão pesada em ____. -Ele tocava de leve a região do olho.

-Sinto muito, acabei me descontrolando. -Falo sem jeito.

-Olha ____ um parque de diversões abandonado. -Jimin apressava o passo até um parque de diversões que era rodeado por grades velhas.

-Conhece esse lugar?  -Na entrada do parque havia um grande letreiro que já estava caindo aos pedaços, os brinquedos estavam velhos, alguns com a tintura descascando e com uma grande quantidade de poeira, o parque em si estava caindo aos pedaços.

-Eu já vim duas vezes aqui, mas ele não era assim, funcionava normalmente e era bem movimentado. -Jimin desenrosca as correntes das grades de entrada e as joga para longe, deixando a passagem livre.

-Venha! -Jimin faz sinal com a mão.

Caminho até sua direção e fico um pouco mais a frente, olho tudo em volta e volto para Jimin:

-O que faremos aqui? 

-Não faço a mínima ideia. -Jimin começa a andar pelo parque e eu apenas o sigo, o mesmo entra em uma mini cabine que parecia servir para ligar a roda gigante. Luzes coloridas começaram a ascender da roda gigante e as cabines começaram a se movimentar lentamente, o que nos deixou surpresos.

-Uau! Essa velharia realmente ligou. -Jimin diz animado saindo de dentro da cabine.

-Que tal então darmos uma volta. -Alterno meu olhar entre Jimin e a roda gigante. O puxo pelo braço, e juntos subimos a escadinha de ferro que nos dava acesso a roda gigante. Esperamos a cabine mais próxima para pularmos dentro.

 

...

 

Tae PV

 

-Será que ____ está bem? 

-Espero que esteja. -Yoongi hyung responde.

-Eu quero encontra-la logo. – Distraidamente começo a olhar para o chão até encontar um celular. Pego o aparelho do chão e balanço na frente do hyung por uma longa duração de tempo que pareceu se irritar um pouco.

-Estou vendo, estou vendo.

-Vamos ligar para o Jin hyung. Ele é o único com celular. -Antes de conseguirmos fazer a chamada o celular começa a tocar, não um toque padrão de celular ou uma música coreana, no lugar disso o toque do celular tinha uma batida interessante, e um homem cantava ao ritmo da batida, o idioma parecia com o idioma que _____ falava.

-Estou gostando da batida. -Yoongi balançava a cabeça de leve.

-Porque ele está falando do Shota Yamada dono do café que costumo ir? -Pergunto curioso.

-Como vou saber? Agora desliga isso ai, todos estão olhando. -Yoongi olha em volta onde havia pessoa nos observando.

Desligo a chamada e ligo para Jin hyung que atende no quarto toque.

 -Alô?

-Hyung sou eu Tae tae.

-Tae onde você está?

-Estou com Yoongi hyung em uma rua cheia de comércios e bem movimentada.  

-Acabamos de passar por lá não foi?  -Jin parecia estar falando com alguém que estava com ele.

-Hey! Você está com quem?

-Com todos os outros. Tirando Jimin e ____.

-Se você encontrar os dois ligue pra esse celular.

-Taehyung de quem é esse celular?

-Do Shota que faz um café muito bom.

 

...

 

PV____

Jimin e eu estávamos conversando sobre nossas famílias, o que deu chance para mim perguntar algo que me incomodava desde que conheci seu irmão.

-Pelo que vi a relação entre você e seu irmão não é muito boa.

-Ela já foi boa, até eu entrar no BTS. – O sorriso que antes Jimin tinha foi desfeito.  

-Você sabe o motivo

-Não. Eu ligo frequentemente, sempre tento falar com ele, mais ele só quer distância.

-Ele sempre foi esse garoto birrento? 

-Sim, mais ele só tem piorado.

-Deve ser horrível ter uma relação difícil como essa com o próprio irmão.

-Sim é. -Jimin terminava de arrancar o resto da tintura da portinha da cabine com as unhas, parecia até mesmo concentrado naquilo, assim achei melhor esquecer aquele assunto e ficar quieta.

Sinto o olhar de Jimin sobre mim e olho para seu rosto. Nossos olhos se encontram mais ele vira a cara rapidamente.

-Tudo bem Jimin? 

-S-sim. -O mesmo gagueja.

-Tem certeza?  -Me aproximo do mesmo e tento ver seu rosto.

Talvez eu estivesse errada, não queria me achar, mais eu tinha uma leve impressão que talvez Jimin sentisse uma queda por mim.

-Jimin você tem alguém que goste? 

-O-o que? -Ele estava tão fofo corado.

-Somos amigos, me conte logo.  -Seria péssimo se realmente fosse verdade.

-Eu acho que não. -Ele diz com um biquinho.

-Bom não vou insistir. -Me viro como se tivesse desistido, aproveito sua distração e aperto suas bochechas.

-Jimin você é tão fofo.

-Sabe ____.  Eu acho que você não deveria fazer isso. -Jimin adquire uma expressão séria e tira minhas mãos de suas bochechas.  

-Qual o problema? 

-Acho que o Tae não gostaria nada de ver isso.

-Não tem nenhum mal, somos amigos. Ah não ser...

-Não é isso que você está pensando. – Jimin se levanta em um salto e cora mais ainda.

O mesmo acaba se desiquilibra e eu o puxo para que não caísse. Mas como Deus é ótimo, Jimin cai por cima de mim. Sinto sua respiração em meu pescoço e por um segundo me arrepio.

-Acho melhor irmos embora. -Digo envergonhada enquanto Jimin se levantava também envergonhado.

-Também acho.

 

Jimin e eu ficamos o caminho todo sem dar uma palavra se quer. Estávamos muito constrangidos com a situação que ficamos.

A única coisa que eu conhecia pensar era no que eu havia sentido antes, isso é normal de sentir quando se trata de Park Jimin certo? Ou será que meu amor pelo Tae não era tão forte quanto imaginei.

...

 

Ao chegarmos no portão da casa dos pais de Jimin, percebermos que todos dentro de casa começaram a fazer um alvoroço, provavelmente todos já haviam chegados.

-Porque demoraram tanto? -A senhora Park nos metralha de perguntas enquanto envolvia eu e Jimin em um abraço apertado.

-Só queríamos ter certeza que ele não nos acharia. -Digo. Olho para todos que estavam ali em pé, pareciam aliviados, Tae tinha um sorriso no rosto.

Aquele sorriso já fazia meu coração acelerar, eu queria apenas abraça-lo e pedir desculpas por ter duvidado de meus próprios sentimentos, e é isso mesmo que faço, tirando o fato que me desculparia em voz alta, mentalmente já bastaria.

 

...

Entro no quarto do irmão de Jimin sem bater, o que foi uma péssima ideia, o mesmo estava se trocando.

-Bata antes de entrar. -Ele me olha com cara feia.

-Ok. -Não me importo com figura seminua e me jogo em sua cama.

-Ei! Sai daqui, não ta vendo que to me trocando.

-Estou com sono. -Minha voz sai um pouco diferente por estar com a cara no travesseiro.

-Não ligo se você está com sono, apenas saia.

-Eu não vou sair.

-Vai sim. -Sinto o tecido de minha blusa sendo puxado até ser rasgado.

-Eu não acredito que você rasgou minha blusa! -Subo em cima da cama e grito com o mesmo.

-Agora sai!

-Você não está vendo que rasgou minha blusa seu pirralho dos infernos?   

-Sai logo! -O mini demônio pega o travesseiro da sua cama e me acerta no rosto, o que me faz desiquilibrar e cair de bunda no chão.

-Ai! -Digo massageando minha nádega direita.

-HAHAHAHAHA SUA BURRA!

-VOCÊ ME PAGA!

....

Todos estavam arrumando seus lugares para dormir. Do outro quarto dava pra se ouvir a gritaria entre ___ e o irmão de Jimin, pareciam estar se dando bem.

-Alguém manda aqueles dois calarem a boca! -Suga hyung colocava o travesseiro em sua cabeça para tapar os ouvidos.

Todos ficam em silencio. Um barulho estrondoso se é ouvido seguido de algo de vidro se quebrando e os gritos de ____.

-O que foi isso? -Pergunto.

-Melhor irmos ver.  -Jin se levanta e o sigo até o quarto ao lado.

-Vocês estão bem? -Pergunto em voz alta. A maçaneta da porta começa se mover, exibindo uma _____ descabelada, com a blusa rasgada e com cara de morta.

-A gente está bem. -Ela diz tentando recuperar o folego.

-Não é o que parece.

-Parece ter caído algo, precisa de ajuda? -Jin boceja e lhe faz a pergunta.

-A peste e eu daremos um jeito nisso.

-Então boa noite. -Dou um beijo em sua testa.

-Boa noite. -Ela responde sorrindo.

-Boa noite ___! -Era a vez de Jin hyung.

-Boa noite!

 

Voltamos para o quarto e todos já estavam dormindo, estava sem sono por isso pego o celular que estava em cima de meu colchão e começo a jogar um joguinho que já vinha instalado, não faria nenhum mal, no dia seguinte eu tentaria o devolver o celular mesmo.

Na barra de cima aparece uma notificação, clico na mesma e abro a mensagem, que não era nada além de uma mensagem de operadora, ao voltar vejo o nome de ____ na lista de pessoas que o dono havia trocado mensagens recentemente. Seria ela mesma ou outra pessoa? 

Leio toda a conversa e vejo que se trata de uma viagem para os Estados Unidos, só que uma viagem definitiva, a tal da ____ ficaria lá por conta de uma proposta de emprego, o dono do celular insistia para que ela fosse.

Deixo de ler as conversas e abro a galeria. Uma pasta com fotos de uma garota que parecia ____ desperta minha curiosidade, a abro e fico perplexo em ver que era realmente ___, fotos intimas da mesma se trocando no quarto de nossa casa, dela andando na rua, tomando sorvete, e até mesmo comigo.

O dono do celular era um stalker da ____. E ainda por cima a conhecia, e que história era aquela de ir para o Estado Unidos, eu estava atrapalhando os sonhos dela?   

Ao pensar nessas coisas e ver mais uma vez aquelas fotos da____ sinto a raiva me dominar, queria quebrar qualquer coisa daquele quarto, ou melhor, quebrar a cara daquele stalker pervertido.

 

 


Notas Finais


kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...