História Forever Yours, Daddy. - CHANBAEK - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jimin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Baekyeol, Chanbaek, Drama, Exo, Hunhan, Kaisoo, Romance, Xiuchen
Visualizações 301
Palavras 2.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura❤️❤️

Capítulo 22 - Unwanted Things


Fanfic / Fanfiction Forever Yours, Daddy. - CHANBAEK - Capítulo 22 - Unwanted Things

Eu acho que não tinha percebido, mas depois daquilo, eu completamente já virei um criminoso junto com Taehyung e Chanyeol.

Depois de um certo tempo Taehyung nos deixou em casa, Chanyeol pegou uma grande parte das joias e Taehyung ficou com a outra parte, Entramos em casa e eu sentei no sofá e respirei fundo, que alívio.

— Eu gostaria muito de não te falar isso mas... você seria um perfeito criminoso Baekhyun. — Chanyeol diz. — Você combina muito.

— Sabe... eu também acho — Falo e Chanyeol ri.

— Mas pra mim, você sempre vai ser aquela garotinho fofo e inocente que eu conheci naquele dia. — Chanyeol diz e logo depois me dá um selinho.

— Aquele garoto ficou pra trás, eu já não sou mais daquele jeito, eu mudei muito nesse tempo, tudo isso por causa de você. 

— Tenho que admitir que eu prefiro você desse jeito. — Chanyeol diz e dá um beijo em meu pescoço.

— Mas Chan... eu tô com medo.

— Que isso Baekhyun? Relaxa, não vai acontecer nada com você, nem comigo — Chanyeol diz e sorri, e eu junto os nossos lábios num beijo lento.

— Mas.. — interrompo o beijo. — Eu preciso descansar.

— Então sobe e vai descansar, daqui a pouco eu já estou indo — Chanyeol diz.

— Ok — Dou um selinho em Chanyeol e subo as escadas e vou até o quarto, coloco uma roupa confortável pra dormir, e deito na cama.

Até que algumas lembranças estavam vieram na minha cabeça, momentos com os meus amigos na escola, na pizzaria, na minha casa, momentos com a minha omma e com alguns outros amigos.
Eu sentia muita falta deles, muita mesmo, aqui eu ainda não tenho amigos, e eu acho que nunca vou ter amigos iguais a eles, Luhan, Kyungsoo, Sehun, Xiumin e Yoongi eram únicos, eu amo eles demais.
Eu não sei quando vou voltar pra coréia, e pelo menos se eu voltar né, mas passar a vida longe da minha omma não vai ser fácil.
Não consegui conter as lágrimas e acabei deixando algumas lágrimas escorrem, quando ouço Chanyeol subir as escadas seco as mesmas e fecho os olhos.

— Baek? Já dormiu meu amor?  — Ouço Chanyeol dizer.

Continuo com os olhos fechados e finjo estar dormindo, se eu respondesse Chanyeol com certeza ele ia notar que eu estava chateado, e eu não gosto de demonstrar isso pra ele.

— Acho que você já dormiu, boa noite meu amor — Chanyeol diz e me dá um beijo na bochecha.

Chanyeol deita na cama e me abraça, e eu acabo adormecendo.
                ♡♡♡♡♡

Acordo e ainda eram 9h, Chanyeol como sempre estava dormindo lindamente, vou ao banheiro e faço minhas higienes e depois desço pra cozinha.
Faço algumas panquecas porque eu sei que Chanyeol ama, coloco alguma na mesa com um pouco de mel, quando eu ia sentar na mesa pra tomar o meu café, ouço a campainha tocar, quem será que era?
Vou andando lentamente até a janela e olho quem estava na porta, era o Jungkook.
Vou até a porta e abro a mesma.

— Oi Jungkook.

— Oi Baekhyun? Oi? — Jungkook diz e me empurra. — Oi porra nenhuma, eu te falei que não era pra contar que você me viu beijando outro cara e você foi lá e contou. — Jungkook diz.

— Como você chega na minha casa e ainda vem me empurrar? Você tem que resolver as suas coisas com o Taehyung não comigo, eu não contei porra nenhuma, idiota — Falo de volta.

— Idiota é? — Jungkook diz se aproximando de mim.

— Que porra é essa aqui? — Ouço a voz de Chanyeol, ele estava descendo as escadas.

— Esse louco chega aqui me empurrando e me acusando de coisas que eu não fiz.

— Qual é a tua Jungkook? — Chanyeol grita. — Ficou louco? 

— Se não foi você, foi quem Baekhyun? — Jungkook pergunta.

— Foi eu porra — Chanyeol grita. — Porque? Vai me bater? — Chanyeol diz.

— Não, não vou bater em ninguém, obrigada Baekhyun por ter contado pro seu namoradinho, eu confiei em você, tchau, tô indo embora. — Jungkook diz e sai andando. 

— Essa moleque é louco — Chanyeol diz e fecha a porta. — Se não fosse esses gritos dele eu ainda estaria dormindo.

— Ainda teve a coragem de me empurrar — Falo e reviro os olhos. — Mas você também, eu disse que não era pra contar pro Taehyung, o que você tem na cabeça Chanyeol?

— Eu não vou deixar o meu amigo sendo traído por aí.

Reviro os olhos e sento na mesa, e volto a tomar o café da manhã junto com Chanyeol.

— Acho que se você não chegasse ele ia me bater. 

— Ele nem é louco de fazer isso — Chanyeol diz e se levanta da mesa.

Levanto da mesa e me sento no sofá e logo depois ligo a TV, Chanyeol estava arrumando algumas coisas na cozinha, eu nem ajudada ele, coitado.
Ligo a TV e acabo me assustado com a reportagem.

"Nessa madrugada ocorreu um assalto em uma joalheria em Seul, foram três bandidos, as funcionárias disseram que não conseguiram ver o rosto de nenhum deles, no momento eles estão foragidos, e levaram 40 mil em joias."

— Essas funcionárias são burras, o lugar não tem nem câmera. — Chanyeol diz e ri.

— Ainda bem, imagine se passa eu roubando na televisão, credo. — Baekhyun diz.

— Vida de bandido é assim Baekhyun, eu já estou acostumado. — Chanyeol diz e sobe as escadas.
                       ♡

Vou pro quintal e me deito sobre a grama, o sol refletia sobre o meu rosto, e eu fechei os olhos e comecei a pensar em tudo o que eu fiz nos últimos dias.
Abandonei minha omma, meus amigos e minha escola, e agora eu tô me tornando um marginal? A uns meses atrás, esse tipo de coisa nunca passaria pela a minha cabeça, mas o amor muda as pessoas, você é capaz de se transformar radicalmente por alguém, e foi isso que eu fiz pelo Chanyeol, larguei tudo que eu amava e estou me transformando em uma pessoa que ele quer.
Chanyeol não me obrigou a nada, não culpo ele de nada, eu fiz isso porque eu quis, e sinceramente, eu acho que farei muito mais.

— Baek? O que faz aqui? — Ouço a voz de Chanyeol dizer.

— Pensando — Falo com um sorriso fraco.

— Você está triste ou arrependido de algo? — Chanyeol diz.

— Não, apenas pensativo.

— Baek... você quer voltar pra coréia? Você não está feliz aqui comigo? — Chanyeol diz e se deita ao meu lado.

— Que? — Falo e me sento na grama. — Eu não quero voltar pra coréia Chan, eu estou muito feliz aqui com você, eu só estou pensativo, não é nada a ver com isso, ok? — Falo e dou um beijo em Chanyeol, que continuou o beijo.

Ficamos ali no quintal trocando beijos e carinhos, e assim passamos o resto do dia.
                 ♡♡♡

Chanyeol estava se arrumando e eu também, nós íamos a uma festa de um amigo de Chanyeol, confesso que eu estava meio desconfortável porque eu não conheço esses amigos de Chanyeol, mas enfim, estava terminando de colocar os meus sapatos e Chanyeol estava terminando de colocar os seus.

— Vamos? — Chanyeol pergunta.

— Vamos. — Falo com um sorriso fraco.

— Você não quer ir? Nós podemos ficar em casa se você quiser. — Chanyeol diz.

— Aish Chanyeol, eu estou bem.

Nós estávamos indo a pé, porque a boate era perto da casa de Chanyeol, e as vezes só andar de carro é chato, era legal andar para conhecer a cidade.

— A minha omma gostava de caminhar por aqui, ela gostava de pegar todas as flores que encontrava pelo caminho — Chanyeol diz com um sorriso fraco.

— Ah chan, não fique triste, ok? — Falo e dou um abraço em Chanyeol. — Eu te amo.

— As vezes não tem como não ficar triste sabe? Mas você sempre consegue me alegrar. — Chanyeol diz e me abraça.

Depois de uns minutos andando nós chegamos nessa tal festa, era em uma casa bem grande, dava pra ouvir a música lá de fora, e também dava para ver as luzes coloridas.

— Vamos entrar? — Chanyeol diz.

— Vamos.

Entramos na casa e um cara veio nos cumprimentar, era muito bonito por sinal.

— Quanto tempo Chanyeol — Ele falou em coreano, o que me deixou surpreso. — Senti sua falta cara. — Ele diz e abraça Chanyeol.

— Eu também senti a sua Jonghyun, mas enfim, estou de volta.

— Olá, meu nome é Jonghyun, prazer. — Ele diz olhando pra mim.

— Prazer, meu nome é Baekhyun.

— Então, divirtam-se, qualquer coisa é só me chamar.

Chanyeol pega uma taça de champanhe e eu pego a outra, e fomos pra onde as pessoas estavam dançando.

— Um brinde a nós, e a você Baekhyun. — Chanyeol diz e nós brindamos.

Chanyeol me puxou para um beijo que foi tão rápido que eu até derrubei um pouco de champanhe no chão.
No final do beijo Chanyeol mordeu os meus lábios e eu sorri contra os seus lábios.
Algumas luzes se apagaram e começou a tocar Lust For Life da Lana del Rey com o The Weeknd, eu amava muito essa música, eu sempre pensava em Chanyeol quando eu ouvia.

— Take off, take off, take off all your clothes, take off, take off... — Chanyeol sussurrava em meu ouvido.

Todos dançavam lentamente, alguns com os seus namorados e uns sozinhos, Chanyeol me olhava e eu me perdia em seu olhar, parecia que naquele momento só existia eu e ele, eu reparava em todos detalhes do rosto de Chanyeol e ele juntou nossos lábios lentamente.

Eu beijava Chanyeol lentamente ao som de Lust For Life, Chanyeol segurava forte a minha cintura e separou os nossos lábios.

— Eu te amo muito — Ele sussurrou em meu ouvido. — Mais que tudo.
                      ♡♡♡

Já eram 03h da manhã e Chanyeol já estava um pouco bêbado, ele não conseguia parar, eu já estava agoniado.

— Chan, já deu né? 

— Me deixa Baekhyun, só mais uma — Ele estava falando isso a 2 horas.

Eu queria ir embora mas Chanyeol queria ficar, eu já estava irritado com ele.

— Eu vou no banheiro Chanyeol — Falo irritado e vou a procura dps banheiros.

Acho que era no andar de cima, subo as escadas e ao chegar lá em cima, havia umas pessoas se beijando e outras sentadas no chão  bebendo, estava uma bagunça, eu andava pelo o corredor a procura do banheiro até que senti alguém me puxar pelo braço.

— Quem é você? Coisa linda. — Um garoto moreno diz.

— Me solta, eu tenho namorado. — Falo desesperado.

— Ele não precisa saber — O garoto diz e me empurra dentro do quarto.

— ME SOLTA, ME SOLTA — Eu gritava desesperado, e ele segurava fortemente as minhas mãos, enquanto beijava ferozmente o meu pescoço.

Ele passava as mãos pelo o meu corpo e meu coração batia forte de desespero.

— Alguém me ajuda eu gritava. — Eu gritava já com algumas lágrimas em meus olhos.

— Shhh, fica quietinho viu? — Ele diz.

— QUE ISSO JUNHOE? — Jonghyun diz entrando no quarto. — Solta ele porra. — Jonghyun diz e empurra o garoto.

— Sempre tem que ser você pra me atrapalhar Jonghyun.

— Você tá forçando o garoto a fazer uma coisa que ele não quer, ficou louco? — Jonghyun grita. — Sai daqui agora.

O garoto me olha de cima a baixo e sai do quarto rindo.
Sento na cama e começo a chorar, aquilo nunca aconteceu comigo, eu estava me sentindo desprotegido, sujo e o pior, sozinho.

— Meu deus, eu não sei nem o que dizer, ele fez algo a mais com você? — Jonghyun diz.

— Não — Falo chorando. — Mas se você não chegasse podia ter acontecido algo pior.

— Cadê o Chanyeol? — Jonghyun diz.

— Eu estava procurando o banheiro, ele está lá em baixo. 

— Olha, eu vou chamar ele ok? E explicar tudo.

— Não! Não conte isso a Chanyeol, ele pode fazer algo muito pior, eu vou descer e dizer que quero ir embora.

Saio do quarto e Jonghyun vem atrás de mim, desço as escadas trombando em algumas pessoas, e vou até Chanyeol.

— Vamos embora Chan, eu quero ir agora — Falo secando minhas lágrimas.

— Mas já Baek? — Ele diz.

— Eu vou levar vocês em casa. — Jonghyun diz.

Saímos da festa e entramos no carro, Chanyeol estava bêbado, acho que não levantava nem o nome, e eu não conseguia tirar aquela cena da minha mente, eu estava traumatizado.
Chegamos em casa e Jonghyun ajudou Chanyeol a subir as escadas, minutos depois Chanyeol dormiu.

— Obrigado pela carona — Falo com um sorriso fraco.

— Por nada — Ele diz. — Acho melhor você contar para o Chanyeol.

— Eu vou ver, tchau — Falo e Jonghyun vai embora.

Subo as escadas e vou até o banheiro, me olho no espelho e sinto as lágrimas em meus olhos, aquela cena estava perturbando a minha mente.

Volto pro quarto e coloco uma roupa simples e me deito ao lado de Chanyeol, eu estava chorando baixinho, para Chanyeol não ouvir.

Minutos depois, eu adormeci. 

                 ♡♡♡

Acordei e Chanyeol já não estava mais ao meu lado, me levantei lentamente da cama, e desci as escadas, e Chanyeol estava na cozinha tomando um remédio.

— Bom dia — Falo com um sorriso fraco.

— Bom di... — Ele diz e se assusta ao olhar pra mim. — O que é isso no seu pescoço Baekhyun? Quem deixou essas marcas? — Chanyeol diz.


Notas Finais


Mano....
Até o próximo capítulo😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...