História Forever Yours (Para Sempre Sua) Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lobos, Originais, Romance
Visualizações 42
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


É né voltei. Desculpem os, *cof cof* doze meses de demora. Espero que não tenham desistido de mim, porque nem eu desisti...ainda.

Lembrando que a caligrafia e os erros ortograficos não serão os mesmos, e a fic vai ser mais complexa.
Boa leitura!

Ps: Vestido da Ammy como capa do capítulo.

Capítulo 3 - O Pedido


Fanfic / Fanfiction Forever Yours (Para Sempre Sua) Interativa - Capítulo 3 - O Pedido

Jackson Pov.s On

 

E se ela não vier??

O que eu vou fazer?????

Minha santa Lua me ajude!!!

Não! Não posso ser pessimista! Ela tem motivos pra vir! Eu!

Ela não pode se atrasar...

Como será que ela estará vestida?

 

- Jack eu juro que se continuar andando em círculos nesse maldito chão eu vou voar em você e rasgar sua jugular! –Brada Damon. Até penso em parar... só que não. Continuo andando fazendo ele soltar um rosnado.- Jackson!

- Cale-se! Não é você que está num dilema interno! –Rosno irritado.

Ele muda sua feição de irritado para debochado.

- Quer dizer que o ‘Grande Jackson’ que matou Ian, está com medo de uma garotinha humana?

- Não é medo, é pavor! –Fala meu pai aparecendo de Nárnia.

- Ah silencio você também. –Falo irritadiço fazendo meu pai rosnar. Mesmo eu sendo um Alpha eu devo respeito a ele.

- Dobre a língua garoto!

Seguro meus cabelos castanhos pela raiz prestes a explodir de nervoso, bufo e afirmo, rendido.

- Tá, desculpa.

- Reunião de homens? –Tinha que ser esse gato mauricinho!

- Olá John. –Cumprimenta meu pai sorridente.

- Will como vai? –Ambos trocam um aperto de mão firme. Seu olhar recai para mim.- Como vai cachorro sarnento.

- Melhor que você bichano fedido. –Sorri presunçoso e ele faz uma cara de tédio.- Ammy está atrasada junto com aquelas garotas irritantes!

- Não fala mal da Mônica, imbecil. –O folgado do Damon me ameaça deitado, eu mereço isso minha Lua?!

- Muito menos da Taty! –‘Chiou’ o bichano.

- Não quero saber! Eu devia ter pegado Ammy eu mesmo! –Resmungo, o que não tem muito sentido pois todos os presentes têm audição aguçada.

- Deixa de ser um lobo paranoico e doido meu filho.

Meu telefone toca e num piscar de olhos estou com o aparelho em mãos, atendendo quem quer que seja.

 

-Alô?

-Jack?

-Mônica? Aleluia você deu um sinal de vida!! Onde estão? A Ammy está com vocês??

-Calma senhor paranoico, ela está comigo sim e estamos a caminho.

-Como assim a caminho?! Quero vocês aqui agora!

-Não é assim que um carro funciona Jack.

 

 

Respiro fundo com os nervos a flor da pele. Desde que me tornei Alpha eu tinha modificado muito, tanto fisicamente como emocionalmente, eu vivia com os nervos a flor da pele sem ser Alpha, agora como Alpha isso triplicou e piorou, me forçando a ter um alto controle quase absoluto.

Mas com o que estou prestes a fazer eu mandei o controle para o espaço.

 

 

-Eu sei como funciona um carro Mônica!

-Que bom para você.

-Onde vocês estão?

-Indo.

-Que parte do caminho?

-No meio.

-Meio da onde?

-MINHA SANTA LUA JACKSON ESTAMOS A QUINZE MINUTOS DAÍ! PRONTO! FELIZ?!

 

 

Ninguém irritava ela melhor do que eu e o Damon.

 

 

-Obrigado pela colaboração Mô.

-Vai a merda garoto.

-Olha que eu sou seu Alpha, você me deve respeito e...

-Tá tá, tchau.

 

 

- Filha de uma loba parteira! Desligou na minha cara! –E todos riram fazendo minha carranca piorar.

Meu pai me empurra para ver os preparativos para O Jantar e, para me distrair obedeço. Vejo a mesa posta com vários doces, salgados e a decoração do jardim.

Reservei o salão só para uma ‘declaração’ e um ‘pedido’ em família.

Minha tia e a mãe do amor da minha vida estão perambulando e elogiando a decoração azul bebê e branco.

Meu pai saiu de onde estava e foi junto com o pai do bichano conversar sobre sei lá o que.

Olhei meu bolso e respirei fundo. Tudo ia dar certo! Tinha que dar!

 

(...)

 

Depois dos quinze minutos mais longos da minha vida, finalmente as pestes chegaram. Uma a uma estão deslumbrantes mas meus olhos se focam na Ammy, o vestido verde-água que comprei para ela, sim eu comprei porque senão eu ficaria louco sem saber como ela viria, cai perfeitamente no seu corpo, realçando sua pele branca, a trança de lado deixou-a com um ar jovial. Me coço para não agarra-la.

- Jack! –Mô vem em minha direção, a abraço.- Melhorou o humor senhor lobo paranoico?

- Não começa você também. –A censuro.

- Onde está Damon? –Sorrio e inclino a cabeça para a porta onde eu estava antes, ela sai correndo.

Meu lobo pula em meu peito louco para correr até Ammy e a cerca-la. Ando normalmente até ela.

- Está linda.

Ela cora lindamente.

- Você também está lindo.

Estendo a mão e ela a pega, a levo para a mesa de jantar onde todos começaram a cercar. Meu pai pede para nos sentarmos e o jantar é servido, os doces continuam sendo o centro das atenções. Jantamos e as meninas atacaram a sobremesa.

-Vão ficar gordas. –Falo.

- Gulosas. –Damon.

- Depois que ficam com diabetes. –John.

- Nem parecem mulheres. –Will e Paul.

Elas olham para nós com raiva.

- COMO VOCÊS FALARAM DESGRAÇADOS?!

- Nada! –Respondemos em uníssono.

Espero minha pequena predadora de doces devorar suas vítimas e a puxo para longe de todos. Esperei por esse momento a noite toda.

Ela olha o lindo jardim a noite com a Lua Cheia, o jardim tinha um banco de marfim e tinha algumas violetas como decoração, a puxo e nos sentamos de frente com as flores.

- Ammy, tem uma coisa que eu queria lhe perguntar.

- O que? –Ela me olha inocentemente.

- Desde que nos conhecemos... (NA: Temporada passada) eu tenho sido um canalha com você e...

- É, você ainda é um canalha porque pensando bem...

- Ammy, não estraga minha declaração. –Falo fazendo uma careta.

Ela solta uma gargalhada.

- Estou brincando querido.

Sorrio bobo, e ela percebe.

- O que foi?

- Adoraria que me chamasse de querido mais vezes. –Ela cora de novo.

- Você estava falando...

- Ammy... eu amo você, muito. Muito mesmo. –Ela sorri abobadamente.- E eu quero lhe fazer um pedido... eu sei que posso estar sendo precipitado mas... bom, eu não tenho dezoito ainda, tecnicamente não sou adulto.

Na verdade eu tenho 17 em contagem de lobo e 15 em humano, mas ela não precisa saber disso.

- Jack... –A olho e ela aperta minha mão.- tudo bem, se acalma e fala, ok?

Limpo a garganta.

- Bom... –Me levanto ficando ajoelhado a sua frente com um pé na frente, tiro a caixinha de veludo verde-água, abro e mostro a ela.

- Ammy Ryuria Antonelli, você aceita ser minha esposa?

Ela ficou de boca aberta.

- Sei que é muito recente o meu pedido de namoro para você e, o pedido de casamento também mas eu não me importo. Eu te amo Ammy, como nunca amei nenhuma mulher. –Ela continua me olhando com os olhos arregalados.- E então...topa ser minha?

...

Jackson Pov.s Off


Notas Finais


Bom, é isso. Os personagens das fichas ainda aparecerão com o tempo.
Obrigada pela espera e agradeço a todos os meus amores que não desistiram de mim, e para aquela especial que me chamou no privado ;) obrigada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...