História Formation - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, , Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Suigetsu Hozuki, Temari
Tags Ino, Lobos, Narusaku, Romance, Sasuhina, Shikatema, Shino, Shinoino
Exibições 100
Palavras 1.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura!!!

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Formation - Capítulo 3 - Capítulo 3

 

- Você vai me tratar com respeito, Ino.- falou o Aburame, se aproximando perigosamente de onde ela estava. - Se não for por bem, vai ser por mal. - murmurou Shino, com os olhos fixos nos da loira.

 

Engoliu em seco diante da ameaça do rapaz.

 

- Quem você pensa que é? - rebateu Ino, furiosa. - Acha que pode chegar aqui já mandando nas pessoas? - disse, empurrando o moreno.

 

- Eu não estou mandando em ninguém. - respondeu ele, rangendo os dentes. - Eu só estou deixando claro pra você que eu não sou um idiota qualquer que você domina com essa sua prepotência. - falou Shino, se aproximando novamente dela. - Eu sou Shino Aburame, garota, acho bom você começar a se acostumar com isso. - E sem mais, ele deu-lhe as costas e rumou para fora do quarto. 

 

O coração de Ino batia forte e sua respiração era pesada. Mais um obstáculo que ela teria que superar nessa merda de vida. Conviver com um macho solteiro diariamente, olhar para aquela cara misteriosa e masculina todos os dias… Como se não fosse o suficiente ter que trabalhar fazendo comida para vender aos moradores de Konohagakure e lutar nas arenas. 

 

Realmente, aquela não era a melhor de suas semanas.

 

XxXxX

 

Depois de um banho, como sempre gelado, a loira foi para a cozinha para que pudesse continuar a preparar a sopa que venderia mais tarde. Por um momento pegou-se pensando onde estaria Shino. Odiou-se por isso.

 

- Que cheiro bom. - comentou Sakura, sorrindo, enquanto entrava na minúscula cozinha.

 

- Vou deixar um pouco para comermos no jantar e o resto podemos vender. - falou Ino, com um meio sorriso. 

 

- Quer que eu vá sozinha para que você possa descansar um pouco? - perguntou a cunhada, pousando a mão sobre o ombro da loira.

 

- Não será muito pesado pra você? - perguntou Ino, com certa preocupação.

 

- Não seja boba. - respondeu Sakura. - Amanhã sou eu que vou preparar a comida, então você poderá fazer as entregas para mim. 

 

- Isso parece justo. - murmurou Ino, enquanto apagava as chamas do forno a lenha.

 

- Descanse. - falou a cunhada, empurrando a loira para fora da cozinha. 

 

XxXxX

 

Água gelada escorria por todo seu corpo, relaxando seus músculos tensos e dispersando os problemas de sua mente. Os únicos momentos de paz que o moreno tinha eram no banho, quando ele não tinha que pensar em como agir ou no que fazer, simplesmente deixava que a água fizesse seu trabalho.

 

Desligou o fluxo de água e agarrou a toalha puída que Sakura havia lhe dado. Enrolou-a em torno da cintura e caminhou em direção a seu quarto. Tudo estava muito quieto, mas ele sabia o porque. Todos da vila tinham que trabalhar para não morrer de fome, assim como ele teria de fazer. Mas, ao passar em frente ao quarto de Ino, percebeu que ele não estava vazio. 

 

A loira estava deitada sobre sua cama com os olhos cerrados. Seu peito descia e subia lentamente e sua boca carnuda estava ligeiramente aberta. Os cabelos longos e com cachos nas pontas estava espalhado pelo travesseiro e a regata branca que ela vestia estava ligeiramente levantada, exibindo um pedaço de sua barriga lisinha. Respirou fundo e pôde captar o aroma que exalava dela. Algo como flores silvestres e afrodisíacos. 

 

Ino Yamanaka definitivamente exalava perfeição. 

 

Desviou o olhar, encabulado. Como alguém que dormia daquele jeito poderia ser a mesma pessoa com que havia discutido horas antes? Preferiu não perder tempo com tal reflexão e rumou para seu quarto, fechando a porta atrás de si. 

 

XxXxX

 

- O jantar está pronto. - exclamou Sakura, da cozinha, fazendo com que Ino desviasse sua atenção do livro que lia. 

 

Depois de alguns minutos todos já estavam na sala, menos o novo morador.

 

- Será que ele não escutou eu chamar? - indagou Sakura, preocupada.

 

- Daqui a pouco ele aparece. - murmurou Ino, já se servindo da sopa que havia preparado mais cedo. 

 

- Não é melhor você ir avisa-lo Ino? - perguntou Naruto, quase como um pedido, o que fez a loira revirar os olhos.

- Tá. - resmungou a Yamanaka se levantando da mesa.

 

XxXxX

 

Toc toc

 

- Já vai. - respondeu Shino, se levantando da cama e colocando uns calções até ao joelho, abriu a porta e se deparou com a morena.

 

- O jantar está servido. - falou Ino, com seu usual tom impaciente.

 

Mas por trás dessa impaciência Ino sentiu um incomodo na boca do estômago. Ver aquele peito musculoso a sua frente não fez bem a sua sanidade. Sentiu vontade de tocá-lo, mas reprimiu a ideia no momento que o moreno disse algo.

 

- Desculpa, acabei adormecendo. - falou Shino, dando um meio sorriso.

 

- Que seja. - resmungou a garota. - E vê se põe uma camisa antes de se juntar a nós na mesa.

 

- E porquê? - perguntou ele, com certa malícia. 

 

- Bom, nós temos certas regras nessa casa. - disse Ino, cruzando os braços em frente aos seios. - E uma delas é não andar seminu por aí.

 

- Sei. - zombou ele, fazendo-a levantar uma das sobrancelhas. - Desculpe se ameacei a sua pureza. - completou sarcástico, sorrindo abertamente.

 

Ino apenas fechou a cara e voltou para a mesa onde estava servido o jantar. 

 

XxXxX

 

- Shino. - saudou Naruto, quando o moreno se sentou para jantar. 

 

- Descansou? - perguntou Sakura.

 

- Um pouco. - respondeu o moreno, com um sorriso, enquanto se servia da sopa.

 

Ino se limitava a encarar sua refeição, sorvendo gole após gole do delicioso líquido.

 

- Soube que estão procurando por uma pessoa na oficina mecânica da vila, por acaso estaria interessado, Shino? - perguntou Naruto, antes de levar uma colherada de sopa à boca.

 

- Claro. - respondeu Naruto, tentando mostrar certo entusiasmo. - Parece ótimo.

 

- É bom mesmo você começar a trabalhar. - resmungou Ino, não encarando o moreno diretamente. – Aprender que todos aqui têm que se esforçar para conseguir as coisas.

 

- Não se preocupem, mês que vem já poderei contribuir nas despesas da casa. - respondeu Shino, o mais educadamente que conseguiu, mas deixando escapar um rosnado.

 

- Ino. - ralhou Naruto, lançando um olhar reprovador à prima.

 

- Que foi? - respondeu a morena, se fingindo de desentendida. - É bom que ele saiba quais são as regras!

 

- Acho que ele já entendeu. - respondeu o loiro, tentando quebrar o clima tenso que se instalara.

 

- Bom, se vocês me dão licença. - disse Ino se levantando da cadeira. - Vou para o meu quarto.

 

- Mas Ino, hoje é seu dia de lavar a louça. - falou Sakura, o que fez a loira revirar os olhos.

 

- Porque vocês não pedem pro novato? - perguntou Ino, se apoiando na parede da cozinha. - Afinal, ele não contribuiu comnada hoje.- completou, com um sorriso presunçoso.

 

- Ino! - advertiu Naruto, já perdendo a paciência com a garota.

 

- Tudo bem, deixa. - pediu Shino, se levantando de seu assento enquanto fuzilava Ino com o olhar. 

 

A Yamanaka pareceu não se ofender e, dando de ombros, deixou o aposento. 

 

XxXxX

 

Na manhã seguinte Ino acordou bem-disposta, o que para ela era uma raridade por conta dos horríveis pesadelos que tinha. Sonhava com o caos e a destruição que vivia nas arenas. Os pensamentos do lobo rival sofrendo e pedindo ajuda, o divertimento doentio das pessoas ao assistir o massacre, o sangue, o cheiro de infecção e carne apodrecendo, o ódio que eram forçados a expressar. Era demais para uma pessoa só aguentar. 

 

- Ino! - exclamou Sakura, de fora do quarto do loira. - Vou comprar alguns ingredientes para fazer um ensopado hoje, ok? - perguntou.

 

- Tudo Bem. O Naruto já foi para o trabalho? - perguntou a Yamanaka. O Uzumaki trabalhava como supervisor de Konohagakure. Uma de suas funções era observar se tudo estava andando corretamente na Vila, se todos estavam realizando suas funções corretamente. E se algum problema ocorresse, era ele o encarregado de solucioná-lo, é claro que na companhia de um humano petulante.

 

- Já sim. - respondeu Sakura. - Já vou indo. Se cuida, Ino.

 

- Claro! - respondeu Ino, com um meio sorriso. Sua cunhada era mesmo uma em um milhão. Apesar de pequenas viverem em pé de guerra, com o tempo e as perdas familiares que ambas tiveram, aprenderam a conviver e se tornaram inseparáveis. 

 

Depois de ouvir a porta da frente bater, a loira resolveu se levantar da cama e tomar um banho. Depois de separar uma muda de roupa e sua toalha, rumou para o único banheiro da casa. 

 

Ao abrir a porta do banheiro, teve que conter uma exclamação.

 

XxXxX

 

Shino mal dormira noite passada. Ainda não havia se acostumado com o novo quarto. Seu coração doía de saudade de Hinata. A única pessoa que conseguia trazer ânimo para sua vida infernal. Mas claro, algo tinha que dar errado. Foi tirado às pressas de Amegakure quando descobriram da amizade que o mesmo tinha com a filha do chefe da Guarda da Vila. Uma Humana. A vida é mesmo cruel.

 

Juntou forças para se levantar e quando foi em direção ao banheiro para tomar uma ducha, pôde ouvir Sakura se despedindo de Naruto. Ouvir aquilo só fez aumentar ainda mais o desconforto que sentia. Soltando um muxoxo, entrou no banheiro.


Colocou as roupas e a toalha na bancada e logo depois ligou o precário chuveiro, deixando que a água corresse. Se despiu e foi acolhido por aquele frescor. A água acompanhava os músculos de seu corpo enquanto os relaxava. Se permitiu respirar fundo, apoiando ambas as mãos na parede do box enquanto deixava a água correr e levar embora suas frustrações. Depois de alguns minutos se ensaboou, lavou e, por fim, desligou o fluxo de água. 


Pegou a toalha e se secou. Depois de terminar enrolou a toalha em volta da cintura como o de costume.


E então a porta do banheiro se abriu abruptamente, revelando uma Ino Yamanaka de pijamas. 


Notas Finais


Eu sei que o capitulo não teve grandes revelações ainda, mas é o começo da fic, daqui pra frente fica muito mais excitante ! Espero que tenham gostado comentem,beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...