História Formation - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, , Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Suigetsu Hozuki, Temari
Tags Ino, Lobos, Narusaku, Romance, Sasuhina, Shikatema, Shino, Shinoino
Exibições 80
Palavras 1.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 7 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Formation - Capítulo 7 - Capítulo 7

- Ino, está tudo bem? - perguntou Sakura, preocupada. 

- Preciso ficar sozinha. - respondeu Ino, chorosa, o que fez a rosada abrir a porta de repente.

- Pelo amor de Deus, Ino, o que está acontecendo? - questionou a Uzumaki, se aproximando da loira. 

- Sakura, agora não... - sussurrou a Yamanaka, se encolhendo na cama. 

O cheiro peculiar que Ino exalava não passou despercebido à rosada e seus olhos se arregalaram ao reconhecer o cheiro que se misturava ao da loiraa. 

- Meu Deus… - exclamou Sakura, se aproximando mais da loira e tirando o cabelo dela da nuca com brutalidade, confirmando que algo ocorrera. - Desgraçado!

- Por favor Sakura. - suplicou Ino, agarrando a mão da rosada, para que ela não saísse do quarto. - Fique fora disso.

- Não me peça uma coisa dessas. - murmurou Sakura, com um tom de voz gélido, que fez Ino se arrepiar um pouco - Não quando aquele monstro se aproveitou de você debaixo dos nossos narizes.

- Fui eu,... - disse a Yamanaka, com lágrimas se formando novamente em seus olhos. - Eu fui idiota o suficiente para ir até lá atiçá-lo, provocá-lo. - completou, sentindo o gosto amargo daquela confissão.

As feições de Sakura se abrandaram com aquelas palavras. 

- Ino... - sussurrou a rosada, sem saber o que dizer. A vontade de perseguir Shino não mais presente em seus pensamentos.

- Agora possuo um laço inquebrável. - comentou a Yamanaka, enquanto era amparada pelos braços protetores de Sakura. - Com a pessoa que mais odeio no mundo.

- Não fale assim. - pediu a Uzumaki, afagando os cabelos da loira.

- Não deixe que Naruto o mate. - pediu Ino, antes de fechar os olhos e respirar fundo. Talvez assim ela acordasse de algum sonho maluco. 

Não. 

Pesadelo. 

XxXxX

Mesmo depois de um banho gelado a essência intoxicante dela permanecia em sua pele. Como se para lembrá-lo do pecado que cometera. Para atormentá-lo mais do que já estava antes de conhece-la. Ele não precisava de nada daquilo. Já tinha tido confusões demais por conta de mulheres. Mas agora era diferente. 

Ele marcou uma fêmea. 

Um laço inquebrável. 

Estaria unido a ela para sempre… Unido à uma encrenqueira mal criada.

- Ótimo. - resmungou Shino, enquanto arrumava a ventoinha de uma geladeira. 

Passara duas horas inteiras pensando em como lidar com o pequeno problema que criara. Pedir transferência da casa? Fingir que nada acontecera? Tentar um acordo? Droga. Nada parecia ser certo o suficiente.

- Shino Aburame! - alguém gritou de fora da oficina.

O moreno já sabia bem quem era o dono da potente voz.

- O que você quer, Naruto? - perguntou, ao sair da oficina, fazendo pouco caso.

- Ainda tem coragem de perguntar?! - exclamou o macho, tremendo. - Você achou mesmo que eu não ia perceber depois de ver que todos os machos haviam se distanciado da casa e que minha prima estava com seu cheiro impregnado nela?!

- Fique fora disso, Naruto. - respondeu Shino, em um tom cortante. - Essa questão não diz respeito a você.

- O caralho que não! - rosnou o Uzumaki, se aproximando mais ainda do moreno. - Ino, é como uma irmã para mim. Não pense que as coisas serão como antes, Aburame! 

- Eu sei que não serão. - respondeu ele, trincando os dentes.

- Saiba que terá que cumprir com a tradição. - falou o loiro, sério. - Terá que honrá-la. Fazer dela sua fêmea.

Shino quase riu ao escutar aquilo. 

- Se ela permitir. - respondeu ele, jocoso.

- Isso não é nenhuma brincadeira. - disse Naruto, em um rosnado ameaçador, enquanto erguia Shino pelas alças da regata. - Está na hora de vocês dois crescerem. 

- Você sabe tanto quanto eu que ela não vai permitir. - comentou Shino, se controlando para não socar o Uzumaki depois que ele o havia soltado.

- Espera para ver, então. - respondeu Naruto, ainda sério, lançando um último olhar ao moreno antes de se distanciar dali.

XxXxX

Ino tomou um bom banho para tentar retirar o odor penetrante de Shino sobre si, mas, como já era esperado, não adiantou.

- Ino. - chamou Naruto, batendo na porta do quarto da Yamanaka.

- Já vai. - respondeu ela, terminado de se vestir. 

- Você já ficou trancada nesse quarto a tarde toda. - comentou o loiro. - Está na hora de encarar os fatos, Ino.

A Yamanaka respirou fundo antes de abrir a porta e deparar-se com o olhar decepcionado que o primo lhe lançou. Não disse nada, apenas acompanhou o loiro até a sala sabendo que destino a aguardava.

- E então, quem vai começar a falar primeiro? - perguntou Sakura, se levantando do sofá, incomodada.

Shino simplesmente não conseguia encará-la. Tinha certeza que se olhasse no fundo daqueles olhos isso acabaria com ele.

- Foi minha culpa. - adimitiu Ino, sentindo seu estômago se revirar de desgosto. Ele era um covarde por não encará-la. 

Odiava-o.

- Eu podia ter me controlado. - murmurou Shino, pela primeira vez a encarando. Os olhos dele transmitiam arrependimento, e isso machucou a Yamanaka ainda mais.

- Mas acontece que os dois inconsequentes erraram. - soltou o Uzumaki, totalmente sem escrúpulos. - E agora vão ter que viver com isso.

- Naruto, por favor... - suplicou Ino, pela primeira vez em muito tempo, baixando a guarda. Ela se sentia completamente sem chão. O que iria acontecer? Teria que viver com Shino? Teriam que ter um relacionamento? Só de pensar naquilo, seu coração deu um salto.

- A culpa foi minha Naruto. Fui eu que a marquei, sem seu consentimento. - falou Shino, sério. - Podemos resolver isso de outra forma. Ela não precisa se sujeitar a uma tradição estúpida. - soltou, frustrado.

- Estúpida? - perguntou Sakura, perplexa. - Essa tradição é a única coisa de nossa raça que sobreviveu a todos os estragos causados pelos humanos, e você a chama de estúpida?

- Saiba Shino Aburame que vocês dois terão sim que conviver como companheiros. - falou Sam, o que fez Leah soluçar e tremer.

- Não! - exclamou a loira, limpando as lágrimas furiosa. - Eu não vou me unir a um idiota covarde como ele!

- Cala a boca. - sibilou o Aburame, furioso. - Foi você que foi me provocar, está lembrada? - disse, apontando o dedo na direção da loira. - Foi você que não conseguiu suportar a minha indiferença a você, admita!

- Como ousa falar uma coisa dessas?! - rosnou Ino, se aproximando dele.

- Basta você dois! - foi a vez de Sakura berrar, o que fez ambos ficarem em silêncio. - Eu não quero saber de quem foi a culpa ou mais explicações irrelevantes. 

- Vocês cumprirão conforme a tradição. - disse o Uzumaki, em um tom severo.

- Não podem me obrigar. - falou Ino, olhando com raiva para seus familiares.

- Ino, por favor, se não o fizer, os humanos interferirão. - falou Naruto, se aproximando da prima.

A Yamanaka estava tonta. Por mais que a razão viesse à tona, não suportava encarar os fatos.

Uma última lágrima escapou de seu olho direito, antes que ela assentisse e aceitasse seu fatídico destino em um futuro próximo: ser companheira de Shino Aburame.

XxXxX

Naquela mesma noite Naruto e Shino se encarregaram de retirar a cômoda do quarto de Shino e colocar a cama de Ino ao lado da dele, virando uma cama de casal. Olhar para aquele quarto fez com que a loiraa ficasse ainda mais enojada. 

- Seu novo quarto, amor. - falou Shino, sarcástico, entrando no aposento.

Ela tinha que ser forte e mostrar a ele que não era covarde como ele. 

- Nada de tentar colocar essas mãos nojentas em mim. - falou a Yamanaka, fechando a porta do quarto. Ela já vestia seu usual pijama puído.

- Você não pareceu achá-las nojentas hoje à tarde. - comentou o moreno, rindo, o que fez Ino fechar a cara. 

A última coisa que ela queria era lembrar de como Shino Aburame era maravilhoso na cama.

Ele ignorou-a e tirou a camisa e a calça, ficando apenas de cueca boxer. 

- Você dorme assim? - perguntou a loira, um pouco esganiçada. 

- Algum problema? - resmungou ele, sentando na cama e passando as mãos pelo cabelo, acabando por o despentear.

- Não. - respondeu ela, grosseiramente, se sentando na cama dela.

- Olha Ino, estou odiando isso tanto quanto você, então, vamos lidar com a situação como adultos. - falou o Aburame.

- E o que você sugere? - perguntou ela, entrando nas cobertas.

- Paz. - disse ele, estendendo a mão para ela.

- Ok. - respondeu a loira, colocando a mão dela na dele.
- Vai ser tão estranho não te xingar... - comentou a Yamanaka, o que fez o moreno rir.

E assim os dois dormiram. Limitando-se a se preocupar em sobreviver e não mais em saber conviver


Notas Finais


Comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...