História Found my way - Yoongi imagine - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Suga, Você
Visualizações 400
Palavras 602
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GEEEENTE, FALTAM 3/4 DIAAAAS SOCORRO... Passou, voltei
Oin bolinhos de arroz (pq amo onigiri), to postando mais cedo essa semana pq minha escola só tem doido. Teve enem fim de semana e eu chego na escola tendo prova final. SOU DE FERRO NÃO N TIO
Desculpem-me
Boa leitura

Capítulo 7 - Sétima lembrança


Acordei com uma forte dor nas costas devido a um peso sendo forçado sob meu peito. Abrindo os olhos vagamente para tentar ver o que me causava aquilo, me deparo com o rosto de Yoongi próximo ao meu com os olhinhos fechados e a boca semi aberta. Quando abri totalmente os olhos, percebo que era um de seus braços que estava largado em meu peito. Demorei pra raciocinar, mas logo notei que não estava em casa, estava no quarto de Yoongi. Como fui parar lá, era o que passava por minha mente que foi cortado pelo alto som de meu celular tocando num móvel meio distante da cama. Retiro o braço dele de cima de mim meio que depressa e levanto alcançando rapidamente o aparelho atendendo sem nem ao menos ver quem era.

   (S/N): "Alô?"

 Sussurrei com a intenção de não acorda-lo. Do outro lado da linha? Era meu pai desesperado "perguntando" onde eu havia dormido. Entre aspas já que ele não falava e sim gritava. Expliquei que esqueci a chave e eles me trancaram do lado de fora. É, eu tentei inverter a situação, mas ele começou a me chamar de irresponsável e coisas de sempre. Obrigou-me a voltar e na mesma hora o fiz, mesmo hoje com meus 25 anos tenho medo dele, imagina naquela época, com 18. Eu cagava. Enfim, sai de fininho da casa do Yoongi, só não esperava da de cara com Kim Seokjin a caminho da sorveteria.

   - Bom dia! -- dei um sorriso forçado, rezava internamente pra ele não saber que aqui é a casa do nosso professor.

   -Bom dia. -- ele retribui com um sorriso doce. Acreditava que ele não sabia de quem era a casa. Trouxa que sou por acreditar que Seokjin era santo.

  Bati na porta de casa já me preparando para ouvir os berros, mas meu pai me atendeu com um sorriso, o que era mais assustador. Sinal de castigo e assim foi. Ele me proibiu de ir na festa que teria na escola naquele fim de semana. Tudo bem, não queria ir mesmo, ia caçar o que la? 

  Subi até meu quarto e tomei um banho, sorte que papai tava tão concentrado em uma punição que não notou na minha roupa, espero que Jin também não. Não é normal sair andando de cueca pela vizinhança, ainda mais uma garota. Depois de me banhar e vesti o uniforme, desso e pego um pão de forma.

  -Já vou, beijos. -- não recebo resposta de volta. Normal, só era enxergada quando fazia merda. 

   Sai de casa e avistei Jin acompanhado de alguém um pouco a frente. 

  -Ue, esse menino não estava indo pra sorveteria? -- comentei pra mim mesma em português.

  O caminho até a escola foi como sempre, e como minha rotina diária, Namjoon e as pulgas vêem me atazanar.

  - Da pra gente conversar? --Namjoon chega me puxando. 

  - Se vai me obrigar, pra que pergunta? -- não sei porque insistia em perguntar as coisas pra ele, ele nunca me respondia. Chegamos até a biblioteca e aquilo me fez rir. -- Rap Monster sabe onde fica a biblioteca?! -- digo em português e começo a rir. Ele me força a sentar em uma cadeira e se senta logo a minha frente.

  - Para de rir, não é carnaval, até porque aqui não tem isso. -- um estraga prazeres andante. -- (S/N) -- ele me encarava tão sério e exalava uma áurea estranha, não era um clima de retardado que o rodava como sempre, era algo inédito. -- o que você fazia na casa do Min Yoongi hoje mais cedo? 

   - Ha?


Notas Finais


Até a proxima, jya ne
Kisu~ ( ˘ ³˘)❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...