História Found Myself in You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Alfa, Bagntanboys, Bangtansonyeondan, Beta, Bts, Dinâmicaa/b/o, Kpop, Lemon, Ômega, Taekook, Vkook, Yaoi
Exibições 73
Palavras 1.299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse é menor, porém, acontecem coisas >:)

Espero que gostem!

Capítulo 2 - The Scent


Jungkook voltou a seu quarto acompanhado de Namjoon, que só abriu a boca para julgá-lo pelos erros que ele cometeu ao invés de parabenizá-lo por ter ganhado mais uma vez. Estava farto disso, mas se ele quisesse fugir teria de escolher outro dia. Hoje ele estava lá. O chefe de Namjoon se encontrava no prédio para tratar de seus bichinhos de estimação. Esse pensamento fez o corpo do garoto estremecer, deu-se olhando fixamente para a porta de metal fechada.

   Se mexeu. Dirigiu seu corpo até a pia para tirar o suor e ficar, no mínimo, apresentável. Ligou a torneira e encheu as mãos de água, lavou o rosto e usou as mãos molhadas para ajeitar o cabelo, pondo no lugar a franja e os fios rebeldes enquanto se olhava no espelho sujo que havia acima da pia. Foi até sua cama e abaixou para puxar uma caixa grande com roupas dentro. Aquele era seu armário. Em cima, havia coisas básicas para a higiene, como desodorante e sua escova de dentes. Ergueu um moletom preto liso, vestiu, sem se preocupar em trocar a parte de baixo. Voltou até a pia para olhar-se no espelho. O que viu o deixou espantado.

   Estava mais magro do que se lembrava, abaixo de seus olhos tinham grandes bolsas roxas devido às noites sem dormir, o corte em sua bochecha estava visivelmente inchado. Não estava reconhecendo a si mesmo. Soltou o ar que não tinha reparado que estava segurando, percebeu que estava muito cansado. Iria se deitar e esperar que Namjoon voltasse para lhe chamar para a avaliação. Então foi até sua cama e se jogou nela, fazendo-a ranger alto. O pequeno buraco na parede estava emanando sua mesma luz branca de sempre, logo ele sentiu suas pálpebras pesando. Fechou os olhos lentamente, entrando num sono profundo e sem sonhos.

 

Xxx

 

   Acordou num pulo quando Namjoon o sacudiu e gritou, tentando acordá-lo.

 – Acorde! Você tem que se levantar. Agora! – Namjoon gritou a última palavra, fazendo com que o garoto deitado na cama se levantasse com rapidez. – Ele quer te ver agora, Bela Adormecida. Vamos. – Namjoon saiu com pressa pela porta escancarada, enquanto Jungkook se perguntava por quanto tempo ele havia dormido. Foi até a porta, sentindo o frio do chão abaixo de seus pés. Precisava de algo para calçar. Olhou em volta do quarto e encontrou uma sandália velha, a calçou e saiu. Correu até conseguir se aproximar de Namjoon, que já estava há muito na sua frente andando com passos largos e apressados. – Você me fez perder tempo.

   O garoto não se importou com aquelas palavras, andava e esfregava os olhos afim de tirar o olhar cansado. Passava a mão no cabelo, estava nervoso. Fazia muito tempo desde a última avaliação. Dessa vez, tinha quase certeza de que não passaria. Vira-se no espelho pouco tempo atrás, com certeza seria tachado de não-utilizável aos olhos de seu avaliador. Magro do jeito que estava, não duraria muito tempo no ringue, pensou em como teve sorte em ter ganhado a luta de mais cedo. Cansado e visivelmente fraco, seria largado nas ruas do mesmo jeito em que fora encontrado.

   Namjoon estava irritado. Jungkook conseguia sentir isso, mas ficou calado. Preferia não tirar a paciência do outro nesse momento. A poeira no ar era mais densa naquela parte do prédio, quase intocada por outras pessoas. O garoto sentiu aquele mesmo cheiro de antes, estava fraco, mas ainda sim sentiu. A medida que eles se aproximavam de seu destino, o cheiro ia ficando mais forte e Jungkook se prendia cada vez mais a ele, sendo abraçado pelo odor tão suavemente como o toque de uma mãe em sua criança recém-nascida. Recebeu um empurrão de Namjoon que falara para ele para não fazer ou falar besteira alguma. Eles já estavam em frente a porta da sala.

   Vagarosamente, Namjoon empurrou a porta. Jungkook imediatamente sentiu o cheiro em sua maior concentração, sentindo uma onda invisível bater em seu corpo e arrastá-lo em direção ao mar. Fechou os olhos e inspirou profundamente o odor doce e nauseante. Teria ficado parado ali mesmo, apenas sendo embalado pelo perfume que o rodeava. Se perguntou se Namjoon também se sentia assim. Sentiu seu braço sendo puxado para dentro da sala, mas sua visão estava turva, ele estava tonto. Ainda estava de pé? Não sabia explicar ao certo, o cheiro era forte. Num momento de clareza, viu dois dedos sendo estalados na sua frente, seu nome sendo chamado. Logo sua visão voltou ao normal, seus sentidos estavam de volta ao seu controle, mas ainda sentia a forte fragrância que tomava conta dele sem que ele percebesse. Reparou que havia mais duas pessoas na sala.

 – Obrigada, Namjoon. Você pode sair agora. Espere lá fora. – Falou com uma voz tão doce quanto seu próprio odor. Jimin estava sentado numa cadeira atrás de uma mesa. A sala em que se encontrava não era diferente que o próprio quarto de Jungkook, apenas não tinha uma cama, nem uma pia. O rapaz de cabelos cinza o olhou de cima a baixo, julgando-o silenciosamente, deixando-o o mais desconfortável que conseguia. Um pequeno sorriso surgiu em sua boca. – Jungkook... Quanto tempo não é mesmo? – Disse, com o mesmo tom de voz que usou com o treinador. Se levantou, arrastando a cadeira para trás com um ruído. – Eu vi sua luta mais cedo. Você foi impecável como sempre, está de parabéns.

 – Obrigado. – Respondeu. Jimin o lançou um olhar confuso.

– Por que está sendo tão rude? Eu te fiz algo? – Sorriu. – Pedirei que tire seu moletom, se não se importar, é claro. – Continuava com um sorriso maldoso no rosto, mas Jungkook o fez. Tirou o moletom e o colocou em cima da mesa, revelando seu corpo com hematomas que não havia visto antes. Jimin se aproximou dele, andou em volta do garoto o olhando criticamente. Ele esticou uma mão para tocá-lo numa das marcas. Assim que sentiu o toque de sua mão fria, Jungkook tremeu. Há muito não havia sentido esse toque, suave e doloroso. Então Jimin se dirigiu ao rosto, percebendo as bolsas abaixo dos olhos de seu lutador. O garoto de cabelos castanhos controlava sua respiração, o outro se encontrava muito perto. Evitava também os olhos do de cabelo cinza, que ao contrário dele, olhava-o com toda a energia de um jovem de vinte e poucos anos. Jimin usou seus dedos para virar o rosto de Jungkook, soltando um murmúrio assim que viu melhor o corte. Virou a cabeça do garoto à sua frente, afim de que ele o encarasse, passou o polegar na bochecha cortada, assistindo o nariz do outro contorcer-se de dor, mesmo que mínima.

– Ainda dói. – Sussurrou Jungkook, abaixando a cabeça para esconder o rubor que surgiu em suas bochechas. Jimin se afastou em silêncio para sentar-se novamente na cadeira.

 – Precisa comer mais Jungkook. – Disse em tom sério. – Precisa dormir mais também. Mandarei mais comida para seu quarto se assim for necessário. Seu treinamento será reduzido no tempo, mas será mais pesado. – Concluiu, ainda sério. Jungkook o olhou melhor dessa vez. Estava usando um terno branco, gravata e sapatos pretos que se destacavam, além de seu cabelo cinza desbotado, que fechava a suavidade que queria passar. O garoto havia esquecido completamente do cheiro, procurava vestir seu moletom e voltar ao seu quarto. Abriu a porta, deixando Jimin para trás.

  Seguiu até seu quarto em silêncio ao lado de Namjoon que agora estava mais calmo, mas ainda sim tenso.

– Por que ele não me dispensou? – Perguntou Jungkook, aparentemente para o nada.

– Eu também queria saber. – Respondeu o outro, fechando a porta com um estalo.

   Jungkook ficou algum tempo encarando a porta, sua mente estava em outro lugar, mas quando voltou, não se lembrava em que estava pensando. Deixou para lá, já devia estar perto de amanhecer, então decidiu voltar a dormir. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até o próximo capítulo! bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...