História Freak Love - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Jelena
Exibições 370
Palavras 1.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Ele realmente gosta de você.


A parede e os móveis brancos da sala de espera já estavam me irritando a ponto de fazer com que eu ficasse andando de um lado para o outro. Justin já estava na sala de cirurgia a aproximadamente 3h e eu não tinha nenhuma notícia. Pattie já estava na cidade e a caminho do hospital, pensei em ligar para Ashley mas do que adiantaria, eu iria continuar nervosa e ainda ia fazer com que ela passasse por isso comigo. De qualquer forma Justin salvou a minha vida hoje, aquele tiro era pra mim e ele me salvou, eu seria grata até o dia da minha morte. Eu o devia tanto, ele não pode morrer e me deixar sozinha agora, nós ainda não vivemos tudo o que tínhamos para viver. Pedi baixinho para que Deus deixasse ele viver, era egoísmo pensar assim mas sem ele aqui o que seria de mim?  

Nada. Eu não sou nada sem ele e só agora havia percebido.  

Um homem de jaleco branco se aproximou o bastante para que eu pudesse ler o seu crachá, Doutor Sloan.  

— Você é a irmã do senhor Justin Drew Bieber? — Ele me pergunta olhando em meus olhos.  

— Sim, sou eu, como ele está? Ele está bem? — Falei implorando por boas notícias — Por favor me diga que ele está bem.   

— Ele perdeu muito sangue, por sorte a bala não perfurou nenhum órgão vital. A cirurgia foi um sucesso mas vamos mantê-lo no hospital em observação essa noite.  

— Graças a Deus — Fiquei tão feliz que acabei abraçando o médico — Eu posso vê-lo?  

— Ele ainda não acordou mas sim, vou te levar até o quarto dele.  

Soltei um suspiro de alívio enquanto caminhava ao lado do médico pelos corredores do hospital, meu coração ainda estava acelerado porém só de saber que Justin estava bem eu já conseguia me sentir melhor. 

Assim que entrei no quarto o vi deitado na cama, todos aqueles aparelhos em sua volta me assustou um pouco, mas não me deixei abalar.  

— Vou deixá-los a sós — O médico falou e saiu do quarto.  

Me aproximei e me sentei na beirada da cama, observei o seu peitoral subir e descer com a sua respiração calma enquanto ele dormia feito um anjo. Se eu soubesse que era tão bom vê-lo respirando teria prestado atenção mais vezes. Seu cabelo estava bagunçado porém continuava perfeito, nem em uma cama de hospital Justin perdia a sua beleza. Coloquei a minha mão sobre a sua mão gélida e a acariciei com o meu polegar.  

— Me desculpe — Eu sabia que ele não estava ouvindo mas algo dentro de mim falava mais alto — Me desculpe por não confiar em você, me desculpe por não te entender, me desculpe por ter te magoado escolhendo a Zayn hoje de manhã, eu sou tão estúpida. Eu te amo e jamais farei isso de novo. Eu fiquei com tanto medo de te perder.  

Fechei meus olhos e limpei uma lágrima que escorreu pela minha bochecha. Justin movimentou a sua mão e o olhei surpresa.  

— É a primeira vez que você diz que me ama. — Ele falou baixo com a sua voz mais rouca que o normal, curvei meus lábios em um sorriso enorme.

— Você acordou, meu Deus. — Me aproximei dando um selinho rápido em seus lábios — Eu estava com tanto medo.  

Justin sorriu e me encarou por alguns segundos, apertou a minha mão e depois suspirou fundo  

— Relaxe, gatos tem sete vidas, eu não vou morrer tão cedo.  

Soltei uma gargalhada e o beijei de novo, só que agora mais intensamente.  

— Obrigado por não morrer.  

Justin levou a sua mão até o meu rosto e alisou de forma carinhosa. 

— Selena, tem alguém tentando te matar, você se lembra da placa do carro?  

— Vamos pensar nisso mais tarde, agora você precisa descansar.  

— Não, não podemos deixar para depois, eu me lembro que era um J3 Turin. Eu acho que já tenho um palpite de quem está por trás disso, mas vou rastrear o carro e ir até o filha da puta que fez isso.  

— Justin, deixe isso para depois, ok? Você precisa se recuperar antes de tudo.  

Ele revirou seus olhos e ficou em silencio. Depois me olhou com uma expressão estranha.  

— Acho que vou me recuperar mais rápido se você continuar me beijando.  

Dei risada com o seu comentário. 

— Nem em uma cama de hospital você deixa de ser safado? — Perguntei  e comecei a dar uma série de selinhos em seus lábios.   

Ouvi um barulho vir da porta e me afastei assustada, olhei para trás. Era Pattie que aparentemente nos pegou no flagra, voltei a olhar para Justin, até ele havia se assustado um pouco.  

— Selena — Pattie correu em minha direção e me abraçou forte — O que aconteceu com vocês dois?  

Nos separamos do abraço e ela olhou então para Justin.  

Ela fingiu não ter visto o nosso beijo, eu poderia jurar que ela viu tudo. Pattie estava usando uma peruca chanel, queria perguntar o porque daquilo mas o momento não era apropriado. Comecei a explicar tudo o que aconteceu hoje mais cedo, ela não expressou nenhuma reação.  

— Deve ter sido algum dos seus inimigos Justin, eu já pedi para que... — Pattie parou de falar e olhou para mim. 

— Selena já sabe de tudo. — Disse Justin 

— O que? — Pattie quase deu um grito — Como você pode fazer isso? Sabia que ia colocá-la em risco. — Ela me olhou e balançou a cabeça — Selena, pode sair do quarto? Preciso conversar a sós com Justin.  

Eu queria poder protestar, mas apenas obedeci saindo do quarto e indo para a sala de esperava novamente, me sentei em um dos bancos e encostei minha cabeça na parede, alguns minutos mais tarde Pattie apareceu. 

— Ele vai dormir um pouco, amanhã de manhã podemos levá-lo para casa. — Assenti com a cabeça e continuei em silêncio — Me desculpe por tudo, Selena.  

— Como assim? — Respondi confusa enquanto ela se sentava do meu lado.  

— Era melhor te deixar no orfanato do que te fazer correr risco de vida. — Ela abaixou o olhar. 

— Você é a minha mãe e eu prefiro correr risco ao seu lado do que ficar no orfanato.  

Pattie expressou o seu melhor sorriso e me abraçou mais apertado do que da última vez.

— Você passou muito tempo na frança, senti sua falta.  

— Desculpe querida, eu tive muito trabalho lá.... Mas eu preciso te fazer uma pergunta importante agora.  

Ela tirou os seus braços de mim e me olhou nos olhos.  

— Justin realmente te salvou e levou o tiro no seu lugar?  

Não entendia o porque ela estava duvidando de uma coisa dessas.  

— Sim, ele me salvou, o tiro era pra mim.  

Pattie sorriu e depois tentou disfarçar tossindo, eu daria tudo para saber o que ela estava pensando. 

Ele realmente gosta de você. 

— Talvez ele tenha feito sem pensar.  

— Não, eu conheço o meu filho, ele nunca faria isso por alguém que não goste, Justin é frio como o Alasca.  

Eu nem percebi quando já estava sorrindo, Pattie achava que Justin gostava de mim, embora ela não saiba o modo que ele gosta, aquilo já me fazia ter borboletas no estômago.  

— Bom, eu vou ficar olhando ele dormir, se não se importar...  

Pattie assentiu e me levantei, fui novamente até o quarto e me sentei sobre uma cadeira que tinha ao lado da cama, Justin dormia profundamente, eu só conseguia lembrar da noite em que dormi em seus braços, ele era tão quente, tão imprevisível, e agora que eu sabia que ele estava apaixonado por mim, nada poderia parar nos dois.

 


Notas Finais


oi people
nao se esqueçam de comentar
acho que a fanfic só vai ter 30 capitulos então estamos na reta final


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...