História Roller Coaster - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Justin Bieber
Tags Bizzle, Chaz Somers, Christian Beadles, Imagine Belieber, Justin Bieber, Kidrauhl, Ryan Butler
Exibições 83
Palavras 2.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Magia

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heey galerous

Demorei mas voltei

Gent, eu ia postar o cap ontem mas fiquei sem Internet e aí só deu de postar hoje, me desculpemm

Espero que gostem do cap e boa leitura!

"Vadia"

Capítulo 20 - Bitch


— O que ta rolando entre você e o Justin? - disse Megan -



— Nada - falei óbvia -



— Não se faça de idiota, Jullien - disse e eu revirei os olhos -



— Não estou me fazendo de "idiota", estou falando a verdade - falei séria -



Essa garota está testando paciência né? A pouca que ainda me resta


— Acontece, que ainda não me convenceu - disse e eu ri -



— Problema é seu - falei sarcástica - Acontece que eu não vou cair nesse seu joguinho 




— Que jogo? É você que está jogando comigo, garota - disse e eu a olhei incrédula -



— Para de ser falsa e se olha no espelho antes de falar mal dos outros ou dizer coisas sem nexo - falei e parece que ela ficou com raiva -



— Eu dizer coisas sem nexo? Hahaha, até parece.. E não preciso me olhar no espelho, já sou linda naturalmente - disse e eu ri -




— Unhas postiças, alisamento no cabelo, cara rebocada de maquiagem, essas cintas pra deixar com cintura fina, isso é natural pra você? Ta bom - falei na cara mesmo, ela que tá pedindo -



— Olha aqui, garota você não tem o direito de falar assim comig.... - a interrompi -



— Ah, e vai fazer o que? Me bater? Isso,  pode vim, aí todo mundo sobe aqui em cima e vê a naja que você é. Ah, e acho que Chaz não irira gostar de você batendo na amiga dele... - disse e logo vejo Paige e Caitlin entrando no quarto -



— Jullien, a gente tava te procuran... O que ela tá fazendo aqui? - disse Paige e eu ri -



— Pergunte você mesma - falei e ela olhou para Megan com desgosto -



— Sai daqui, garota, ninguém te quer aqui não - Paige disse e Megan saiu bufando do quarto -



— O que foi isso? - disse Caitlin deitando na cama ao meu lado e Paige fez o mesmo -



— Ela chegou aqui perguntando o que tava rolando entre eu e Justin, claro que eu falei que nada mas... - Paige me interrompeu -



— Sabemos que tem algo sim, e não adianta negar - disse e eu ri -



— Posso continuar? - as duas assentiram - Ai quando eu tava quase me levantando dessa cama e dando uma surra naquela vadia, vocês chegaram... mas, ela ainda vai ter o que merece, só espera ela me provocar mais um pouquinho - falei e ouvimos um barulho muito alto -


Saímos do quarto assustadas vendo Megan no chão, ela caiu da escada. .


— Era só o que faltava - murmurei baixo para que os garotos que estavam no pé da escada não ouvissem -



Justin pegou ela no colo e levou até o sofá, a deitando no mesmo. Estavam todos lá na sala, menos Chaz


— Cadê o Chaz?  - perguntei para Chris que estava no meu lado -


— Foi comprar mais jogos pro vídeo game - disse e eu assenti -



— Foram elas... - disse Megan olhando para mim, Caitlin e Paige - Elas, me impurraram da escada - murmurou e eu virei os olhos -



— É mentira - falei óbvia -  Foi ela que foi atrás de mim e começou a discutir comigo,  aí Caitlin e Paige chegaram e ela saiu e depois caiu da escada sozinha - falei tentando me defender -


— Eu fui lá pedir se Jullien estava bem porque quando ela subiu lá pro quarto não parecia estar muito bem, só que ela começou a discutir comigo e depois as outras chegaram e praticamente  me expulsaram de lá, quando eu estava saindo do quarto pude ver alguém dizer algo como "ela vai ter o que merece" e quando fui descer as escadas senti duas mãos em me empurrando e quando vi já estava no chão.  Só não sei qual das três foi 



— IDIOTA. ELA TA MENTINDO - falei e fui pra bater nela mas me seguraram - Que lixo sua vadia 

Chaz chegou e eu saí de lá, fui para o jardim, no mesmo lugar de ontem a noite, perto de algumas árvores e flores. Começo a chorar de raiva porque aquela garota  definitivamente não merece um garoto como o Chaz.  E se ela está com Chaz porque quer saber se eu tô com Justin ou não? Ainda acho que ela só está aqui não por causa do amor, mas sim pelo dinheiro e bens materiais.  Chaz não merece ela, realmente não.


Eu estava sentada na grama até sentir alguém me abraçar por trás, vi que era Paige e Caitlin estava junto. 


— Vocês podem me deixar sozinha, por favor? - pedi e ela se afastou, logo alguém me abraça de novo - Mas que porra. Paige, sai daqui - falei brava -


— E quem disse que é a Paige? - disse e percebi que era Justin -


— Sai, por favor - falei e ele me abraçou mais ainda -


— Ahm, acho que não, tá bom aqui - disse e eu sorri. Só ele pra me fazer rir mesmo -



— Sai - falei e ele riu e negou com a cabeça - Por favor


— Não vai me convencer. E eu acredito em você - disse sussurrando a última parte -



— O que Chaz disse? - perguntei curiosa -


— Não disse nada, nada que importe agora - disse chegando mais perto. Ah, não, agora não. Pensei -


Já vi no que ia dar isso e me levantei. 


— Amn, acho que já vou pra casa - falei e ele assentiu, se levantando também -



— Tudo bem, eu te levo - disse e eu assenti, entrando na casa -


Passei pela sala para me despedir das pessoas, dei tchau para todos, e quando foi na hora de Megan falei


— Tchau, vadia - falei e ela me olhou com nojo -


Passei por Megan e sinto um puxão no meu cabelo, tão forte que me fez cair no chão e pelo que percebi alguém subir em cima de mim e puxar mais forte meu cabelo. Ah, merda. Era Megan, sim, a gente se estapeava e eu conseguia dar alguns tapas nela e arranhar seu rosto, e logo eu estava por cima dela, percebi que não durou muito quando senti alguém me puxar.


— IDIOTA - disse, ou melhor, gritou, e eu ri -


— FALSA - gritei enquanto arrumava meu cabelo -


— RIDÍCULA - falou se levantando do chão. Ah, coitada, ninguém a ajudou levantar -


— ESTUPID... - me interromperam, de novo -



— JÁ CHEGA, CARALHO! - gritou Justin exaltado - Vamos, Jullien. Só vou levar Jullien para casa e já volto - disse e eu entrei em seu carro -


Megan ficou lá, se fazendo de coitadinha para o Chaz e eu queria muito ter falado que ela pediu se eu estava com Justin ou não lá, na frente de todo mundo, porque eu só fui me defender, qual o problema? Ela que começou. 

A partir do momento em que saímos do portão da casa de Justin eu desabei em lágrimas, era de soluçar de tanto chorar. Não sou e nunca fui o tipo de garota de brigar ou arranjar encrenca na escola, sei que agora não é na escola mas mesmo assim, nunca briguei com ninguém, muito pelo contrário, sempre fui bem na minha, sem brigar nem discutir com ninguém, e agora isso? Ah, ta bom

Mas cara, todo mundo viu que foi ela que começou, né? Ela que veio me provocar e ela que puxou meu cabelo. Mas eu vou provar que foi ela quem começou, nem que seja a última coisa que eu faça na minha vida.


Eu não conseguia falar nada, apenas chorar, chorar e chorar. Eu estava encolhida no banco do carro, com a cabeça apoiada na janela e minhas mãos sob meu rosto, o cabelo todo bagunçado que metade dos fios estavam na minha cara e meu coro cabeludo doia muito. Até sentir a mão de Justin na minha perna, a afastei, ele colocou de novo. 


— Para, não vê que eu não gosto - falei tirando de novo. E era a verdade, nunca gostei que ninguém tocasse na minha perna, não sei porque -


— Pedi? Não.  Então fica quieta - disse e eu só pensei: "que porra é essa?" -



— Grosso - falei brava -



— E grande - disse e eu apenas ignorei -



— Hahaha, engraçadinho você, hein, idiota - falei brava e ele riu -



— Ui, idiota - disse irônico -



— Me poupe, se poupe, nos poupe, Justin - falei e ele riu -



— Seja menos, Jullien - disse e dessa vez eu ri -



— Menos com menos é mais - falei rindo -



— Nossa, achei que tu só ia na escola pra ver Paige, ah não, acho que é Adam mesmo - disse e meus olhos já estavam o encarando -



— Eu vou pra estudar, isso sim, já você quando diz que vai me buscar na escola acho que vai pra ver a Wendy e marcar encontrinho de foda com ela, é, deve ser isso mesmo  - falei sínica -


— Nossa, acertou! - disse e nessa hora eu quase chutei a cara dele -


— Para o carro, não to muito bem - falei e ele parece ter ficado preocupado -


— Não, Jullien - revirei os olhos -



— Sério, acho que vou vomitar - falei e fiz cara feia -



Ele foi parando o carro, nem parou direito e eu tirei o sinto de segurança e abri a porta.


— Tchau, Bieber - falei e saí do carro. Ele ficou com cara de cu -



— JULLIEN, CARALHO, O QUE VOCÊ ESTA FAZENDO?  - me virei e vi ele saindo do carro -



— Você é um idiota, Bieber. Vai ficar com a Wendy, vai - falei e parei de caminhar, ou melhor, correr -



— Que merda você está fazendo, garota?  - disse parando em minha frente - 


— Não estou fazendo nada, apenas você é um idiota - falei e ele riu -



— Eu? Idiota? É você que tem esses surtos com a Wendy, Jullien - disse e eu assenti, quase matando ele -



— Pelo menos não sou eu que fico pedindo motivos pra sair com você ou Adam. Porque ele sim é um cara legal,  já você.... - deixei a pergunta no ar -


— Já eu o que? - perguntou e eu ri,  me virando e caminhando em direção a minha casa, que estava bem longe por sinal - 


Eu estava  praticamente correndo de Justin, posso parecer infantil, mas ele é um idiota, cara. Até sentir eu ser carregada, sim,  eu estava no colo dele. Bufei e esperei ele chegar até o carro, me rendi pois minha casa estava longe pra caralho e eu preferiria me jogar na frente de um caminhão e morrer atropelada ao ter que ir para casa sozinha, caminhando. 


Eu já estava no carro e estávamos indo para minha casa, quer dizer, ele só estava me dando uma carona, certo? 


             (...)



— Está entregue, moça - disse parando o carro em frente a minha casa -


— Okay, obrigada pela carona.  Tchau - falei saindo do carro -


— Ei - disse e eu me virei pra ele, o encarando -



— Qual é, Justin? - falei sorrindo sarcástica -



— Esteja pronta as 19 PM - disse e eu revirei os olhos -


Não o respondi, apenas fechei a porta do carro e entrei em casa.  Finalmente em casa, e adeus casa de Justin, espero não voltar tão cedo, já fiquei muito tempo lá. 


Cheguei e deitei no sofá, pensei em tudo o que havia acontecido nos últimos tempos. Na verdade estou fazendo isso todos os dias isso, parece que tudo mudou, literalmente. 


Deitei no sofá e fiquei lá, assistindo The Vampire Diares e comendo sorvete com M&M's. Melhor coisa da vida, até alguém tocar a campainha e estragar meu momento.

Bufei e atendi a porta, vendo Adam.


— Oi - falei surpresa com sua visita -



— Oi, ta ocupada? - disse e eu neguei com a cabeça - Ah, ta 



— Amn... entra - falei dando espaço para ele entrar em casa -



— Ah, sim - disse e entrou, fecho a porta e vejo ele com uma rosa e uma barra de chocolate na mão - Trouxe pra você 


 — Obrigada - murmurei tímida e peguei indo até a cozinha, deixei em cima do balcão da pia e voltei até a sala - Que bom que veio - falei me sentando no sofá ao lado dele -


— É, resolvi fazer uma visita - falou e eu sorri -



— Então, eu estava assistindo The Vampire Diares, mas se quiser assistir outra cois.... - me interrompeu -


— Não, eu gosto - disse e eu assenti -



               (...)



A gente estava assistindo e comendo sorvete, conversando e rindo, é, parece que ele não mudou nada desde dois anos atrás, continua o meu melhor amigo de sempre. 


Eu já havia mandado uma mensagem para Paige falar com Justin e inventar qualquer coisa para Justin não vir aqui em casa, e ver Adam, mas ela não me respondia, merda, e como vou dizer para Adam ir para casa? Não da. Resolvi mandar uma mensagem para Justin falando que eu não iria sair com ele, minha única opção, mas, tarde demais.


Eu estava fazendo brigadeiro e conversando com Adam que estava sentado em uma das cadeiras da mesa, até ouvir a voz de Justin. Merda



— Jullien já cheg.... - parou de falar quando entrou na cozinha e encarou Adam, como se fosse o matar -






















Notas Finais


Bye bye, babes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...