História Free - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Dino Thomas, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lilá Brown, Lord Voldemort, Luna Lovegood, Merope Gaunt, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Tom Riddle Jr.
Tags Draco Malfoy, Dramione, Harry Potter, Hermione Granger, Hogwarts, Magia
Exibições 44
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - My sweet enemy


Fanfic / Fanfiction Free - Capítulo 3 - My sweet enemy

Após o trem chegar em Hogwarts, sai do vagão lentamente, a maioria das pessoas já haviam saído. Quando desci pude ver o grupinho do Malfoy, Pansy me olhava incrédula e com raiva, depois me virei para onde Harry e Rony estavam. Rony estava com os braços cruzados e nem olhou para minha cara, Harry apenas acenou.

Fui em direção a eles, quando me aproximei Rony começou a chamar por Lilá e andar a procura dela, apenas revirei os olhos.

- Então, é verdade mesmo Mione? – Sussurrou Harry.

- O que?

- Você e o Malfoy...

- Claro que não. – O interrompi. – Ele fez aquilo para o Rony ficar bravo...

Harry deu uma olhada rápida onde o amigo estava.

- Parece que funcionou. – Continuou rindo. – Mas, por que ele fez isso?

- Ele disse que foi por causa que eu deixei ele ficar na cabine. – Falei indiferentemente.

- Falando nisso... – Ele deu de ombros e começou a ficar com a cara emburrada. – Por que não ficou com a gente? Eu senti falta de você dando uns puxões de orelha no Rony!

Eu deixei escapar um riso, realmente era muito bom passar o tempo com eles, Rony e Harry faziam babaquices e eu os ignorava, mas depois de um tempo acabava ficando babaca também. Harry se sentiu satisfeito com o sorriso que dei.

- Pelo menos, vai ficar na mesma carruagem que a gente né?

- Claro – respondi. – Se não, quem vai fazer vocês pararem de falar sobre besteiras?

- Tem razão. – Ele pegou meu braço e o puxou em direção aonde estava o Hagrid.

Olhei para trás de relance e vi o Malfoy com Pansy, ela estava abraçada com ele, quando ele se virou em minha direção desviei o olhar.

Andei apressadamente para acompanhar Harry que se adiantava, Rony, Lilá e Gina já estavam lá. Quando Harry entrou e eu pisei dentro da carruagem fui abordada por Lilá.

- Ela vai ficar aqui?! Ela nos trocou no trem, lembra disso Rony, lembra Harry?

- Ela é nossa amiga, tem direito de ficar aqui. – disse Gina.

- Gina, ela nos trocou pelo Draco! Por que ela não fica com ele? Eles pareciam ser bem “ amigos “. – Lilá continuou.

Não me segurei, ela não era ninguém para se meter entre minha amizade com eles.

- Eu sou amiga deles antes mesmo do que você! E eu fui convidada para ficar aqui, estupida!

- Me chamou do que?! – disse Lilá se levantando, acho que foi para me intimidar.

- Ta surda? – Não sei o porquê de me exaltar assim, era só a Lilá Brow.

Por um momento todos os olhares caíram sobre mim, eu mesma me estranhei.

- Argh, que seja. – falei descendo da carruagem.

- Não, você vai ficar. – disse Harry, espremendo Gina para que fosse mais pro lado.

Me senti satisfeita com a cara de indignação que a Lilá fez. Subi e sentei ao lado de Harry.

Por todo o percuso, falamos sobre o que aconteceu no trem, sobre o Draco e sua volta triunfante como um “novo” rapaz e sobre os sapos de chocolate. Eu ri bastante quando Gina me contou sobre Lilá, que se engasgou com um deles.

Apesar o clima entre mim e Lilá não tivesse abaixado, me diverti bastante conversando com eles, ou pra ser mais exata, três deles.

- Hermione, então aquilo só foi pra o Rony ficar bravo? – falou Harry. Mas que raiva, garoto fofoqueiro! Vi os olhos do ruivo brilharem.

- N-não foi ideia minha, foi o Malfoy que...

- Mas você aceitou! – Se intrometeu Lilá.

- Foi só para curtir com a cara dele, nada mais. – falei sem olha-la.

- Não fiquei bravo por ela sair com outras pessoas, fiquei bravo por ser o Malfoy. – Ele ignorou completamente o que havia falado.

- Eu ficaria curioso pra saber até onde o Malfoy ia e...

- NÃO ESTAMOS JUNTOS! – Interrompi Harry que arregalou os olhos.

- Claro que não Mione... – disse Gina. – Ele não te merece, você é demais para ele.

A maioria começou a rir (inclusive eu), menos Lilá que parecia não ter entendido nada que aconteceu. O resto do caminho ficamos em silêncio, apreciando a paisagem de fora, estava escuro e a garoa já havia cessado; quando saímos da carruagem encontramos com a Luna e o Neville, os dois de mãos dadas, (ótimo, outro casal para suportar).

Vimos os alunos novos animados e nervosos, que ficaram admirados quando olharam para Harry, mas isso era previsível. No salão principal algo me surpreendeu, vários alunos estavam lá, mesmo depois de tudo.

Na nossa mesa encontramos mais alguns colegas, conversamos sobre o que acontecera com eles após a guerra até ouvimos um tilintar, os alunos novos se aproximava, um pisoteando os outros ou tropeçando nas vestes. Demorou um pouco para terminar a seleção das casas para os alunos novos, pois havia mais do que o normal, a maioria foi para a corvinal.

- Caros alunos! – Pronunciou a prof. Minerva. – Este é um novo ano, um ano em que recomeçaremos. Todos nós soubemos do incidente que houve aqui, e todos sabemos como prosperamos diante do inimigo, um bem-vindo a todos, os que já estiveram aqui e os que são novos, esperamos fazer de Hogwarts o seu novo lar!

Chuva de aplausos emergiu de cada casa, e em questões de segundos a comida estava na mesa. Rony, como sempre, já pegava uma porção e comia rapidamente, Harry e eu estávamos conversando com os novos alunos, seus olhos brilhavam alegremente. Nem percebi o tempo passar, nosso monitor nos levou até a escadaria que levava aos nossos quartos, encontramos os alunos da Sonserina, tivemos que esperar um pouco por causa da mulher gorda que pelo visto estava se “arrumando” para os alunos novos.

- Então a Hermione está gostando do Draco? – cochichinhos agitados formaram em um grupinho de meninas da Sonserina.

- Ouvi dizer que ela ficou com ele no trem.

Quem havia contado a elas? Nem tinha tanta gente naquele vagão, MALFOY!

Harry percebeu meu estresse e comentou:

- Não liga para isso, amanhã só é você dar outro soco nele, como fez quando estávamos no terceiro ano, lembra?

Um sorriso se estampou em meu rosto, realmente aquilo foi muito engraçado e divertido, poderia fazer de novo, sussurrei o nome dele e depois quando fui ver se o grupinho já havia se afastado dei de cara com o loiro, ele deu um sorriso fechado.

- Chamou, Granger? – Malfoy disse, Harry começou a rir da minha cara, desgraçado.

Apenas balancei a cabeça e me virei para Harry, que ainda estava rindo, dei um puxão de orelha no garoto. Começamos a finalmente andar, não queria olhar para trás, ainda estava envergonhada – eu não deveria me sentir assim, apesar dele ter mudado eu ainda o odiava, não podia estar... Apaixonada?

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...