História Free Lance - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Exibições 49
Palavras 1.802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - 1


Fanfic / Fanfiction Free Lance - Capítulo 1 - 1

Ela gemia enquanto se masturbava, eu aumentava meu ritmo a cada estocada. Tão apertada. Tão deliciosa. Tão minha. Sakura é a melhor, sem dúvida. Seu corpo tremeu e ela soltou um grito, o orgasmo foi intenso, meti mais rápido e forte para então chegar no meu ápice também, seu ânus havia se contraído mais, me deixando extremamente duro, gozei tudo dentro daquele orifício rosado, gemi junto dela. Foi incrível.

Ficamos deitados na cama, ela apoiava a cabeça em meu ombro, impregnávamos quarto com a fumaça de nossos cigarros.

-Isso foi demais. -Comentou ela.

-Sou obrigado a concordar. -Beijei o topo de sua cabeça. -Estou exausto.

-Eu também, você acaba comigo senhor Uchiha.

-Não resisti a suas provocações e eu sei muito bem que você aguenta. -Apertei um de seus seios, arrancando um leve gemido dela. Ultimamente nossos fins de tarde tem sido assim. Eu venho a casa de Sakura, nós fodemos, muito, de todas as formas, fumamos um cigarro, comemos alguma coisa e eu vou embora.

Sim ela é minha companheira de infância, sempre fomos vizinhos, estudamos juntos, agora estamos na mesma faculdade, nossas famílias são aliadas de empresa, meu pai e o senhor Haruno são amigos de longa data. Talvez o sonho de nossas mães seja nos ver juntos, casando, tendo filhos, continuando o legado das famílias, mas eu e Sakura não pensamos assim.

Flash Back

-Qual seu problema viadinho nunca viu mulher pelada não? -Provocou Sakura, estávamos na casa de verão de meus pais, os Haruno vieram nos visitar, fui entrar no banheiro da casa de piscina, mas nele estava Sakura, colocando seu biquíni, na verdade ela tinha colocado só a parte de baixo, os seios ainda estavam expostos eu fiquei a olhando assustado.

-Viadinho? -Indaguei furioso, quem ela pensa que é pra me chamar assim?

-Você não é gay? -Não fez questão de cobrir o corpo. -Sempre achei que fosse, nunca te vi com mulher por aí e está sempre me olhando de cara feia.

-É porque você é irritante e não me atrai em nada. -Menti. Garota estranha essa Sakura, nunca nos demos bem, sempre chata, mas a garota é gostosa, puta que pariu, mas consigo controlar minha ereção. -Eu não sou gay, gosto de mulher sim, e se continuar assim na minha frente, não vou conseguir controlar meu pau de ficar duro, não quero ouvir você dizendo que eu te assediei de alguma forma. -Ela sorriu e veio caminhado em minha direção, mas passou por mim, ouvi a porta se fechando e sendo trancada.

-Você pode dizer que eu te assediei. -Se ajoelhou na minha frente e abaixou minha sunga. Eu já estava semi duro, mas essa rosada tinha uma boca de veludo, logo já estava a segurar seu cabelo e metendo meu pau totalmente duro em sua boca. Minutos depois ela se levantou e tirou a calcinha do biquíni, se ajoelhou na poltrona ali do banheiro ficando de quatro pra mim, não preciso nem de pedido, agarrei sua bunda e dei uma boa chupada antes de meter naquele rabo, devo comentar que sou viciado em sexo anal, Sakura se mostrou outra fã dessa prática, fodi ela todinha naquele banheiro, ela gozou duas vezes antes de eu atingir meu orgasmo, enchendo a boca dela de porra em meio a um boquete delicioso.

Nossa primeira transa, na realidade, nosso maior contato dentro dos dezessete anos que nos conhecemos. Nunca fomos chegados um no outro, eu a achava irritante e ela me achava mesquinho.

Flash Back off

Já são três anos transando. Três anos. Claro, eu não fico só com ela e ela também não fica só comigo, temos uma relação casual de sexo, nosso gosto por sexo anal se completa, nos tornamos melhores amigos praticamente, Sakura já arrumou transas pra mim, assim como eu já apresentei amigos pra ela, eu gosto muito disso.

-Bem, hoje eu não posso jantar com você, então se arrume logo. -Ela levantou da cama depois de terminar o cigarro.

-Que pressa é essa Saki? -Me levantei e fui atrás de minhas roupas.

-Vou sair com o Sasori daqui a pouco. -Sasori, um amigo que apresentei a ela, já fazem duas semanas que eles vem saindo direto.

-O negócio entre vocês está indo bem né, nunca vi você sair mais de uma vez com alguém que eu apresentei. -Coloquei toda minha roupa pra lavar no cesto do banheiro, venho tanto a casa da rosada que já tenho um quarto só meu, com roupas e outros acessórios, por vezes trago garotas aqui pra comer, eu poderia morar sozinho, mas ainda vivo com meus pais, gosto da companhia deles e a mansão onde vivemos é enorme, tenho tudo que preciso com eles, mas ainda sim ninguém precisa saber da minha vida sexual, Sakura não se importa, até interage com as garotas.

-Ele é muito legal, temos gostos parecidos e ele fode gostoso, é de uma jeito carinhoso e atencioso.

-Se apaixonou?

-Não força a barra também. -Rimos e fomos tomar um banho juntos. Eu vou sair com uma garota hoje também, sexta feira sempre promete.

-Saki você vai voltar pra casa depois com o Sasori?

-Provavelmente. Porque, vai trazer alguém aqui? -Eu ajudava ela a tirar o excesso de shampoo do cabelo.

-Gostaria.

-Por mim não tem problema você sabe, Sasori é teu amigo e vocês já até dividiram a mesma garota, então sem comentários. Só saber se a menina não vai se intimidar sabendo que tem outras pessoas transando no quarto ao lado.

-Então está tudo bem. -Rimos novamente. -Será só uma transa, Karin é um ótimo free lance.

-Assim como eu? -Perguntou se virando e me encarando com aqueles grandes olhos verdes.

-Jamais. Você é especial no meu coração. -Beijei sua testa, ela se tornou especial de verdade pra mim, me abraçou.

-Eu gosto muito de você Sasuke. -Sorri e acariciei seus cabelos.

Sakura passou sabonete nas minhas costas e logo depois saímos do banho.

Já estava atrasado pra buscar Karin, a campainha tocou, fui atender já que a rosada estava se maquinado ainda.

-E aí cara. -Sasori me cumprimentou com um abraço. -Onde está Sakura?

-O que tu acha? Se arrumando, nunca vi mulher tão demorada. -Reclamei.

-Atrasada sim, feia nunca. -Ela disse vindo até a sala onde estávamos.

-Concordo. Você está maravilhosa. -Sasori disse ao abraça-la e beijar seu pescoço. Ele estava certo Sakura estava linda, fiquei com vontade de fode-la novamente.

-Ah esqueci minha bolsa no quarto. -Ela saiu dali, falei a meu amigo que iria buscar meu celular e já voltava. Por sorte os quartos ficavam longe da sala, buscar o celular foi apenas uma desculpa para ir até a gostosa da Saki. Entrei no quarto já a pegando por trás, subi seu vestido e meti a mão na sua intimidade, ela não usava calcinha.

-Sasori vai adorar descobrir isso. -Falei na sua orelha dando uma lambida e sorrindo.

-Espero que ele goste tanto quanto você. -Ela aperto meu membro já duro por cima da calça. -Você está muito gostoso nessa roupa, mas eu adoraria tirar ela e te dar até amanhã de manhã.

-Eu quero muito isso, por mim dispensava os dois agora mesmo e te comia.

-Infelizmente Sasori já está aqui e você não pode deixar a tal Karin esperando, nós dois podemos transar a hora que quisermos. Sasori fez reserve no meu restaurante favorito, não quero me atrasar. -Saiu rebolando na minha frente, essa garota me deixa louco, esperei mais alguns segundos para sair, meu pau estava duro ainda.

Voltando a sala, nos despedimos e fomos para a garagem do prédio, fui para meu carro e Sakura acompanhou o ruivo no dele.

-Achei que não viria mais. -Disse Karin quando cheguei em sua casa.

-Sakura demorou no banho. -Usei tal desculpa, ela não precisava saber que eu tomei banho junto da rosada. Todos sabiam que Sakura era minha melhor amiga e tínhamos um ótima relação, ela em minha vida não era segredo alguma, as pessoas só não sabiam do nosso relacionamento casual de sexo. -Vamos? -Ela beijou minha boca e entrou no carro, aproveitei para dar um tapa em sua bunda. Ela usava um vestido preto e curto, eu adoraria tira-lo mais tarde, fomos a um restaurante super requisitado, eu tinha reservas, mas mesmo sem ela poderia entra e conseguir um bom lugar, o nome Uchiha abria muitas portas e pernas.

-Você está linda Sakura. -Sasori segurava minha mão em cima da mesa, sorri.

-Muito obrigada. Você está muito elegante também. -Ele era tão lindo, Sasuke só tinha amigos bonitos e ricos, por sorte a maioria eram babacas e uma transa já bastava, nos dávamos sempre bem com isso, mas Sasori era diferente, educado e respeitoso, inteligente e sabia entrar no jogo. Ele desconfiava de mim e Sasuke, mas que se dane também, provavelmente se ele souber vai querer participar e eu não acharia nada ruim. -Eu adoro esse lugar, obrigada por me trazer aqui. -Fiz um singelo carinho em sua mão, ele me retribuiu com um sorriso de derreter qualquer coração, nem tudo era sexo e sedução ao seu lado, esse ruivo me encanta.

-Eu queria te agradar, afinal, o tempo que venho passando ao seu lado e maravilhoso.

-Claro que é, quem não quer ter Sakura Haruno em sua cama?

-Você sabe que não é só isso. Eu não procuro só sexo em ti. Gosto do seu sorriso, sua conversa, sua preocupação comigo, como já me mostrou ter.

-Preocupação? -Não me lembro de ser tão carinhosa assim.

-Simplesmente perguntar como foi meu dia, como andam os negócios, se estou me relacionando melhor com meu pai e como vai a saúde de minha irmã. É educação acima de tudo, eu sei, mas você não tem essa obrigação já que somos apenas parceiros de sexo. -Ele me arrancou mais um sorriso, porém estava envergonhada.

-Culpada. -Tive que admitir, eu gostava de saber como andava tudo e talvez ser útil caso ele precisasse.

-Eu adoro essa sua expressão de vergonha. Sempre foi tão forte e indecifrável, mas quando vejo, mesmo que por segundos, esse seu lado mais frágil eu me encanto.

-Sasori...

-Eu não quero me apaixonar por você Sakura. -Bebeu o vinho de sua taça, fiz o mesmo. Estou meio atordoada pelo que me foi dito.

-Você sabe que eu não posso retribuir tal sentimento.

-Seu coração já foi roubado, eu sei bem disso.

-Como?

-Sakura, você acha que eu não vejo como você olha o Sasuke?

-Ele é meu melhor amigo de anos.

-Ainda sim, vocês tem uma relação bonita e ele te olha da mesma forma. Quando estamos só entre homens ele te defende e sente ciúmes quando alguém fala alguma gracinha indecente. Eu sei que ele gosta de você. -Fiquei sem palavras, isso não podia ser verdade.

-Isso é bobagem. Pare com isso, vamos aproveitar o resto do jantar, nossa noite está só começando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...