História Freedom - ABO - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bangtan, Bts, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Mpreg, Namjin, Namjoon, Seokjin, Suga, Taehyung, Vhope, Yoongi
Exibições 461
Palavras 2.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meus amores <3 Desculpem a demoraaa.. ( #Desviando dos canivetes)
Eu estou com alguns probleminhas pessoais e o tempo tá complicado pra escrever, criatividade não ajuda :S
Espero que gostem desse cap <3

Capítulo 15 - Guerra de Almofadas


Fanfic / Fanfiction Freedom - ABO - Capítulo 15 - Guerra de Almofadas

Logo todas as memórias do dia que passamos juntos me vieram a cabeça, o ressentimento a aquelas palavras deixavam meu peito dolorido, eu sentia meu coração bater e doer a cada batida. Me pus a correr de volta ao castelo, não tinha coragem de encara-lo depois de ouvir aquelas palavras saídas de sua boca.  

Não sabia como o encarar nos olhos sem lembrar de tudo que dissera a Jin, tinha medo de como seria doloroso.  

Eu sempre quis ser um ômega destemido, como aqueles que protagonizavam muitos dos livros que cresci lendo, aqueles que contestavam tudo e todos em defesa aos seus ideais e sonhos, que desafiavam toda a sociedade e não tinham medo disso. 

Sonhei por muito tempo em ser forte, igual aqueles personagens que não se deixavam abalar por palavras ditas por aqueles que não os davam seu devido valor. Frustrante saber que mesmo almejando ser dessa forma ainda sou fraco, sequer tenho coragem de encarar aquilo que me fere. 

— Jimin! — Escutei me chamarem ao longe enquanto corria sem rumo. 

Virei-me em direção a voz vendo Taehyung vir correndo ao meu encontro. 

— O que houve? Por que você tá chorando? Você se machucou? — Perguntava preocupado enquanto me inspecionava de cima a baixo tentando ter certeza de que eu estava bem. 

O nó formado em minha garganta juntamente aos meus lábios trêmulos me impediam de falar, fazendo com que eu apenas soltasse um suspiro pesado, passando as mãos pelo rosto, me agachando fitando o chão. 

Vi Taehyung se agachar em minha frente segurando meu rosto com as mãos para que fitasse seus olhos. 

— Se acalme está bem? Vai ficar tudo bem, não precisa chorar Minnie, eu to aqui com você. — Dizia enquanto afagava meu cabelo com uma das mãos. 

— E..Ele..Ele diss..disse que n..não gosta-a de m..mim. — Eu disse tentando conter meus soluços. 

O vi arregalar os olhos com a minha fala. 

— Quem disse isso, Jungkook?! — Perguntou atordoado. 

Balancei minha cabeça em afirmação o vendo arregalar ainda mais os olhos, se é que isso fosse possível. 

— Mas vocês são almas gêmeas, isso é impossível! Não acredito que ele teve a capacidade de lhe dizer uma coisa dessas! Eu vou mata-lo!! — Dizia exasperado. 

— Ele não.. Não disse pra mim.. F-foi pro Jin. — Revelei um pouco mais calmo. 

Tae apenas assentiu e se levantou, me segurando para que eu levantasse junto a ele. 

— Vamos entrar e passar uma água no seu rosto, então você me conta direitinho o que aconteceu e nós resolvemos isso, tudo bem? — Perguntou e eu apenas assenti. 

Andamos até seu quarto para que eu lavasse meu rosto, meus olhos estavam inchados do choro e meu nariz estava avermelhado. 

Minha garganta ainda doía mas eu parecia já não ter lágrimas para chorar. 

— Então, o que aconteceu? — Perguntou dando leves batidinhas no sofá, como um convite para que eu me sentasse ao seu lado. 

— Yeonhwa disse que eu deveria falar com Jungkook, sobre sermos.. Almas gêmeas.. Ela disse que eles deviam estar praticando arco e flecha e me disse o caminho para que eu chegasse até eles.. — Olhei pra cima respirando fundo em tentativa de tomar forças para me lembrar. — Quando eu estava chegando até eles, vi Jungkook e Jin sentados em um banco e mesmo sem querer acabei escutando o que diziam. — Tae me escutava atentamente. — Ouvi Jungkook dizer, que eu era estranho e que não gostava de mim, que o único ômega que ele tinha interesse.. — Senti minha voz falhar, a dor no peito ficando mais forte. — Que o único ômega que ele tinha interesse era você.  

O vi abaixar a cabeça com um olhar pesaroso.  

— Tudo bem, talvez ele só não saiba dos sentimentos dele ainda, não fique magoado tudo bem? Tem que contar a ele sobre vocês, talvez ele perceba.. — Dizia um pouco incerto. 

— Tae — Chamei e ele me direcionou o olhar. — Yeonhwa disse que você iria falar sobre eu e Jungkook.. Para o seu pai, que eu devia avisar Jungkook logo.. Eu sei que pode ser egoísta da minha parte te pedir algo assim.. Mas você poderia me dar um pouco mais de tempo? Não acho que eu possa falar com ele agora. Não me sinto pronto. — Pedi sinceramente na esperança de adiar um pouco aquela situação. 

— Tudo bem, eu entendo, não é egoísmo de maneira alguma, sei que deve estar magoado agora, então tome algum tempo para criar coragem de contar a ele. Apenas tenha em mente de que não pode fugir disso pra sempre Minnie. — Disse me abraçando logo após. 

— Obrigado. — Senti meu coração aliviar de toda aquela tensão. 

— Acho que hoje acabou sendo um dia horrível, pra nós dois. — Disse com um semblante triste. — Minnie, seu cheiro está um pouco forte, acho que seu cio está voltando então acho melhor que não saia do quarto, podemos adiantar aquela noite de ômegas, vou chamar Seo e Yoongi para cá, espero que possamos nos divertir um pouco. 

— Tudo bem, eu espero aqui. — Respondi e ele sorriu bagunçando meu cabelo e indo em direção a porta a abrindo e virando em minha direção. 

— Não demoro, não me importo se mexer nas minhas coisas, fique a vontade Minnie. — Disse fechando a porta em seguida. 

Olhei na volta admirando com um pouco mais de calma, todas as paredes eram brancas, uma delas possuía uma pintura de uma árvore cheia de flores cor de rosa. Todos os móveis eram verdes, de variados tons. 

Levantei-me indo até a pintura, passando meus dedos por toda sua extensão, era lindo, as cores me fascinavam com sua vivacidade.  

Como um apaixonado por livros não pude deixar de perceber a pequena estante repleta de obras, minha curiosidade sempre fora insaciável e não demorou muito para que eu fosse bisbilhotar por entre as prateleiras em busca de um título que me chamasse a atenção. 

Até que encontrei um que se fez notar pela sua capa, feita de couro, sem nenhuma escritura em nenhum dos lados, o abri curioso em saber que história aquele livro contava. 

Em seu interior com as letras um pouco falhas era possível se ler: "Livro de desenhos." 

Folhei algumas páginas ficando encantado com os desenhos feitos ali, eram lindos, mas me intrigou que sua grande maioria era um retrato de um garoto, sempre o mesmo, porém em diversas poses diferentes, ele era lindo, cada traço do desenhista era impecável. 

Ouvi a porta ser aberta e fechei o livro o colocando de volta ao seu devido lugar. 

— Voltei, desculpa a demora, os meninos disseram que já vão vir, avisei Yeonhwa que você está comigo e ela pediu pra avisar que Mustafá está sob os cuidados dela. — Disse adentrando o quarto. 

— Tudo bem, não demorou muito, fiquei tão entretido com seus livros que nem percebi o tempo passando. — Falei um pouco envergonhado. 

— Há, não sabia que gostava de ler, particularmente prefiro desenhar. — Disse dando de ombros. — Se quiser algum livro emprestado pode pegar. — Se jogou sobre a cama fitando o teto. 

— Ah sim, eu vi que havia um livro de desenhos, então imaginei que lhe agradasse. — Respondi e Taehyung sentou na cama me olhando um pouco surpreso. 

— Hm, você viu? — Perguntou e eu assenti. — O que achou dos meus desenhos? — Parecia ansioso. 

— São seus?! Nossa, você desenha muito bem Tae! Comparado aos seus desenhos quaisquer coisa que eu já tenha tentado fica parecendo meros rabiscos! — Eu falei surpreso. 

— Fico feliz que tenha gostado, quando tivermos algum tempo livre quero desenhar você! — Disse animado se levantando e dando pulinhos sobre a cama. 

— Sobre a pessoa que você desenhou no seu livro.. É alguém especial? — Questionei curioso e vi a face de Tae tomar um tom avermelhado quase que instantaneamente. 

— Não! Claro que não! Só.. Alguém que eu conheço.. — Respondeu um pouco nervoso. 

— Aham, sei.. — Respondi descrente. — Vou fingir que acredito na sua resposta. — Provoquei. 

— É sério! Eu não gosto dele! — Disse afobado. 

— Eu nunca disse que você gostava dele, mas já que você disse.. — Eu falei rindo. 

— Yah! Isso não é justo, não ponha palavras na minha boca. — Disse enquanto jogava uma de suas almofadas em mim. 

— Por que não me conta quem é o garoto que você gosta, hm? Eu quero saber! — Falei provocativo jogando a almofada de volta. 

— Eu já falei que eu não gosto dele, ele é tipo um irmão.. Eu não gosto dele assim! — Arremessou duas almofadas em minha direção rindo.  

— Ah é? Por que ficou tão vermelho quando eu perguntei então? — Joguei  uma das almofadas de volta e o vi arregalar os olhos pegando a almofada e vindo até mim. 

— Eu não fiquei vermelho! — Disse enquanto tentava me bater com a almofada e eu defendia com a que tinha em mãos. 

— Por que você não admite? Está escrito na sua cara! — Falei tentando acerta-lo com a almofada. 

Estávamos naquela discussão a alguns minutos e Taehyung ainda negava inutilmente que não sentia algo assim pelo tal garoto do desenho. Totalmente improvável visto que não se deseja cinquenta vezes a mesma pessoa por motivo nenhum. 

O quarto estava uma zona, haviam penas para todos os lados, almofadas e travesseiros jogados pelo chão de todo o quarto juntamente a eu e Taehyung. 

— Meu deus, to morrendo, acho que meus braços vão cair a qualquer momento. — Reclamou Taehyung ainda jogado no chão. 

— Tudo porque você não admite que tem sentimentos por um certo garoto, de certos desenhos, de certo livro, de certa pessoa.. — Falei ofegante. 

— Tudo bem, eu tenho e não é reciproco. — Revelou um pouco emburrado. — Tenho certeza de que ele me vê como um irmão e que jamais pensaria em mim dessa maneira, então só me resta desenhá-lo porque ao menos os desenhos serão meus. — Parecia chateado. 

— Afinal quem é esse garoto? — Perguntei curioso. 

No exato momento em que Taehyung abriu a boca para me responder a porta fora aberta. 

— Nossa mas o que aconteceu aqui? — Falou Yoongi enquanto entrava olhando tudo a volta. 

— Parece que estavam se divertindo, que bagunça. — Disse Jin fechando a porta. — Pedi para que trouxessem o almoço para seu quarto Tae, espero que não se importe. 

— Ah, tudo bem, eu já estava pensando nisso agora pouco. — Respondeu Tae se sentando e fiz o mesmo. 

— Eu não sei vocês mas eu to com sono. — Disse Yoongi se deitando na cama. 

— Nem pensar em dormir, a gente tá aqui pra se divertir, nem se iluda. — Disse Jin puxando Yoongi da cama pelos pés o derrubando no chão. 

— Afinal o que vocês estavam fazendo pra causar esse caos no quarto? — Perguntou Yoongi ainda deitado no chão. 

— Uma guerra de almofadas, Taehyung não queria admitir que gosta de alguém. — Falei simplório e vi Taehyung arregalar os olhos e automaticamente levei minhas mãos a boca em choque por falar algo que não devia. 

— Hm, então Taehyung gosta de alguém? Mas e o meu irmão? — Questionou Jin curiosa. 

Eu e Tae nos encaramos tentando arranjar alguma desculpa, minha cabeça criando centenas de ideias de como escapar daquela situação. 

— Ah mas é o Jungkook mesmo. — Falei meio engasgado, quase tropeçando as palavras, levando um beliscão do Taehyung que me fuzilava ao meu lado como se me dissesse para me calar. 

— Awn, vocês vão formar um casal tão fofo, Kook me disse hoje que o único ômega que ele tem interesse é você, meu deus já estou imaginando meus sobrinhos. — Disse animada, completamente extasiada pelo fato de Taehyung gostar de seu irmão. 

Vi Taehyung me olhar de canto de olho com uma expressão digna de quem quer morrer. Senti um nó se formar em minha garganta e cruzei os braços segurando firme um no outro, tentando evitar que qualquer sentimento ruim se apoderasse de mim. 

— Mas e você Jimin, não tem interesse em nenhum alfa, sabe, eu tenho um irmão mais novo, Hoseok, ele é muito bonito e divertido, ele é um pouco brigão as vezes mas ele é adorável. Posso apresentar você a ele quando ele chegar. — Jin continuava seu falatório sem parar, tentando me convencer de como eu e seu irmão mais novo formaríamos um casal adorável. — Tenho certeza que vão se dar muito bem, você é tão fofo, tenho certeza que ele vai te adorar. 

— Então, Jimin não tem interesse em arranjar um alfa por enquanto.. — Disse Taehyung tentando me salvar daquela conversa incessável.  

— Mas como não, quantos anos você tem Jimin? — Perguntou curiosa. 

— Ah..Tenho vinte e dois. — Respondi um pouco sem jeito. 

— Então, já é hora de achar um alfa, tenho certeza que meu irmão vai ser perfeito pra você. — Dizia confiante. 

— Jin acho que já chega, ele não tem interesse no Seok, tá? — Disse Tae já um pouco nervoso com tudo aquilo. 

— Tenho certeza que vai mudar de ideia quando o conhecer, vocês ficariam lindos juntos, eu tenho certeza. — Continuava a insistir. 

— Ele já tem alfa! E é alma gêmea sabe, então sem chance, pois é, que chato, ficariam lindos juntos, mas como eu ia dizendo, ele não tem interesse Jin! — Tae disse exaltado e eu arregalei os olhos com a sentença. 

Yoongi que já havia dormido sentado mesmo até acordou assustado com o tom usado por Tae. 

— Ah, eu não sabia, me desculpe, eu realmente não sabia, desculpe por fazer você se sentir desconfortável. — Desculpou-se Jin envergonhada. 


Notas Finais


Hm, e esse Jin casamenteiro ai hein? Querendo empurrar o Jimin pro Seok a todo custo :V
Quem será que o Tae gosta hm? ( QUEM SERÁ, NÃO SEI NEM PQ AINDA PERGUNTO )
:V Espero que tenham gostado *u*
Beijo beijo beijoo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...