História Freedom - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila, Camren, Lauren, Liberdade, Romance
Exibições 241
Palavras 1.162
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo de hoje foi escrito ao som da trilha sonora de Aladdin kkkk
Recomendo, é bem relaxante e divertido!

Tá pequeno, mas tá cute! Espero que curtam!

- L

Capítulo 34 - Fica comigo


“E seus olhos castanhos são mais lindos que todo azul do céu”

- Amaury Caíque

 

POV Camila

 

A esta altura eu já me desmanchava em lágrimas na frente dela com um sorriso discreto no canto dos lábios, acho que uma das melhores sensações do mundo é saber que seus sentimentos são retribuídos, não apenas na vida amorosa, mas também em uma amizade, em âmbito familiar, social, a verdade é que ser retribuído, da forma que for, é uma sensação indescritível, saber que a mesma pessoa que te faz bem também se sente bem contigo é algo maravilhoso, ainda melhor que ser retribuído é retribuir, melhor que sorrir é fazer alguém sorrir, a arte de retribuir é algo gratificante, saber que sua existência não foi em vão porque ao menos uma pessoa foi feliz por sua causa não tem preço, era assim que eu me sentia no momento, feliz, retribuída, completa.

Percebi que demorei para responder quando Lauren fez uma cara de nervoso impagável, senti vontade de rir, seus olhos beiravam o desespero e meu coração apertou então decidi responder logo.

- Aceito Lo, claro que aceito – falei suavemente e ela abriu um sorriso largo, tão lindo e sincero que chegou aos seus olhos e isso me fez sorrir também.

- Tem certeza? – perguntou com o cenho levemente franzido.

- Ué, por que? Se arrependeu? – perguntei risonha e confusa.

- Não, claro que não – respondeu rápido me fazendo rir de leve do seus desespero – É só que... sei lá, você é tão incrível e perfeita e eu sou... bem... sou eu... toda confusa, complicada e cheia de problemas...

- Lauren – interrompi ela que me olhou atentamente – Eu aceito namorar com você justamente por ser do jeito que é, apesar de tudo não há nada que eu mudaria em você, amo cada uma das suas qualidades e seus defeitos, está enganada quando diz que sou perfeita, eu não sou, pessoas perfeitas não existem, somos todos errados em busca de alguém que aceite nossas imperfeições e eu aceito você da forma que é, tudo em você me encanta de uma forma que eu nunca pensei que fosse possível, eu aceito ser sua namorada, aceito seu jeito, suas manias, seus defeitos e qualidades, aceito seguir ao seu lado a partir de agora e aceito ser seu ponto de equilíbrio, aceito seus erros e seus acertos, aceito você, aceito nós – seus olhos brilhavam e uma lágrima escapou pelo canto do seu olho direito, estiquei o braço e sequei-a com o polegar – Eu amo você – falei olhando em seus olhos e ela sorriu.

- Também te amo – sussurrou emocionada – Podemos sair daqui? Quero muito te beijar agora e acho que seria um pouco chamativo demais para o ambiente – dei uma pequena risada e assenti.

Ela pagou a conta e saímos de mãos dadas do restaurante, abriu a porta do carro para mim fechando assim que entrei, deu a volta e sentou atrás do volante, olhou para mim por alguns segundos e sorriu abertamente, retribuí o sorriso e ela ligou o carro nos tirando dali.

Alguns minutos depois ela estacionava em frente a praia, por ser noite esta estava quase vazia, apenas algumas pessoas caminhavam ao longe, ela abriu a porta e segurou minha mão ajudando-me a descer, fechou e acionou o alarme, tiramos nossos calçados deixando-os próximo ao carro e caminhamos até perto da água, iluminadas apenas pela luz da lua.

Lauren nos parou em algum momento e puxou algo do bolso traseiro da calça, era um pedaço de tecido de veludo com as pontas amarradas, ela abriu e então revelou dois anéis de compromisso dourados com detalhes em prata.

- Você pensou em tudo mesmo – falei emocionada com o fato de ela ter comprado os anéis mesmo sem saber se eu aceitaria ou não.

- Minha namorada merece tudo que tem direito – falou segurando minha mão direita com delicadeza e deslizando a pequena joia pelo meu anelar, depositou um beijo sobre o anel e outro em meus lábios – Eu te amo – sussurrou próxima ao meu rosto, peguei o outro anel repetindo seu gesto e deixando outro beijo em sua boca.

- Eu te amo – falei e ela sorriu me puxando para perto e então me beijando de verdade, um beijo apaixonado e sem pressa, cheio de promessas, fomos nos separando conforme o ar foi faltando, demos uma volta pela praia trocando beijos, carícias e conversando sobre amenidades.

- Acho que está na hora de voltar, né – falou depois de checar rapidamente a hora no celular.

- Mas está tão bom aqui – resmunguei abraçando seu corpo e deitando a cabeça em seu ombro, ela me apertou forte beijando o topo da minha cabeça.

- Eu sei, amor, mas está realmente tarde e você tem aula amanhã – afastei a cabeça de seu ombro e olhei sorrindo abertamente para ela.

- Olha só pra você toda responsável e me chamando de amor – ela riu levemente e aproximou seu rosto do meu.

- Mas você é meu amor, não tem nada de surpreendente nisso – sussurrou sorridente me beijando em seguida.

- Tudo bem, vamos então – me soltei dela e segurei sua mão entrelaçando nossos dedos, olhei para ela que encarava nossas mãos unidas com um brilho no olhar – Encaixam perfeitamente não acha? – ela olhou para mim e assentiu.

- Nossas mãos foram feitas uma para a outra – falou em um tom brincalhão me arrancando uma risada.

- Tudo bem, vamos antes que surja mais alguma das suas frases de efeito – foi a vez de ela rir, começamos a andar em direção ao carro e Lauren fez todo o ritual de abrir e fechar a porta para mim, um gesto muito fofo da parte dela que me encantava muito.

Chegamos ao meu prédio e ela parou o carro me encarando em seguida.

- Está entregue, namorada – ri e puxei delicadamente seu rosto com ambas as mãos dando-lhe um beijo que iniciou calmo, mas foi ficando mais atrevido conforme o clima esquentava.

- Fica comigo hoje – pedi baixinho distribuindo vários beijos calmos por seu rosto e pescoço, ela suspirou e assentiu, dei um gritinho de alegria internamente e me afastei dela, Lauren desceu, abriu a porta para mim me ajudando a descer e fechou novamente acionando o alarme em seguida.

Subimos até meu apartamento e para minha completa felicidade Doug não estava, encontrei um bilhete sobre a bancada da cozinha onde ele dizia que passaria a noite fora e voltaria apenas na noite seguinte.

Voltei para a sala e ataquei Lauren que começou a me beijar com muita malícia, fomos esbarrando nos móveis até chegarmos ao meu quarto onde ela me empurrou sobre a cama ficando sobre mim.

Aquela noite foi repleta de entrega, desejo e juras de amor, ela me fez sentir a pessoa mais desejada do mundo e fiz questão de retribuir da melhor forma possível, ali nós selamos nossos destinos que passariam a agir em conjunto, eu e ela lado a lado, contra tudo e todos, ali nós éramos livres.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...