História Freedom - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Apink, Bangtan Boys (BTS), BoA, EXO, Got7
Personagens BamBam, Cl, D.O, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Suga, V, Yoon Bo-mi, Youngjae, Yugyeom
Tags 2ne1, Apink, Bambam, Boa, Bomi, Bts, Exo, Got7, Jackson, Jaebum, Júnior, Jyp, Mark, Romance, Suga, Suspense, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 11
Palavras 762
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


... e se

Bem esse é um especial ou um final alternativo ( para quem não gostou do final real e não queria um final feliz como eu ). Sabem aquela famosa frase " e se tudo desse errado ? e se tudo fosse diferente ? " Então esse final nasceu por ela ... e se ?
( vai ter pessoinha nova participando )
Boa leitura

Capítulo 20 - Special 1: ... e se ?


Fanfic / Fanfiction Freedom - Capítulo 20 - Special 1: ... e se ?

 

Olhei para o lado e não vi nada além de um grande vazio, uma luz apareceu no canto da porta e eu a segui com o olhar.

 

Era um imenso corredor com uma grande porta de madeira no final.

Segui a luz e hesitei ao abrir a porta, porém era a minha única saída dali.

 

Abri a mesma e era como se eu estivesse no mesmo lugar. Andei novamente e vi que cada porta que eu abria era como se eu estivesse em um ciclo, era tudo escuro e sempre algo me guiava.

 

Na sétima porta eu já tinha perdido totalmente a esperança de sair daquele labirinto, entretanto a abri mesmo assim.

 

Esta por sua vez foi diferente, tinha uma escada só de descida. Olhei para trás e a porta havia batido e eu só tinha uma opção, seguir em frente.

 

Algumas tochas iluminavam a escada. Comecei a descer e vi algumas coisas estranhas.

No inicio ignorei, porém começaram a aparecer com mais frequência.

 

Alguns sons começaram a me atormentar a cada vinte degraus. Um choro incontrolável, um tiro, gritos de agonia, um estrondo e por fim um apito de trem.

Todos eles me eram familiar.

 

Uma porta de metal enferrujada estava no final da escada. Eu não tinha certeza se seria a última nem onde ela iria me levar apenas a abri e um ar quente saiu pela aresta, fechei os olhos e entrei.

 

A porta se fechou e quando ouvi a bater abri meus olhos lentamente. Era um lugar parecido de onde eu vim, uma grande cidade, prédios e tudo mais, entretanto estava tudo destruído e parecia queimado. Olhei assustado andando procurando alguém que ainda poderia estar ali para me ajudar

 

- Você chegou - um homem meio criatura apareceu em minha frente me fazendo dar pequenos passos para trás

 

- Não, não fique com medo, é a minha aparência que te assusta ? - o homem assumiu uma forma totalmente humana, e não era kyungsoo

 

- Quem é você ? - perguntei ainda afastado

 

- Deixa eu ver como eu te digo isso sem te assustar - ele disse pensativo

 

- Sou Heechul, o rei Demônio, seu pai - ele disse sem parar e eu percebi que algo estava errado

 

Heechul tentou se aproximar e eu me afastei mais ainda, Kyungsoo apareceu sem mais nem menos ao seu lado e eles cochicharam algo

 

- Pegue ele - os olhos de Heechul ficaram obscuros

 

Corri o máximo que pude enquanto kyungsoo me perseguia entre os prédios. Vi que um estava aberto e entrei subindo as escadas sem parar até chegar na cobertura

 

Um ranger de portão me assustou me fazendo ficar vidrado em direção ao mesmo

 

- Vamos Young venha, me ajude e se ajude - Kyungsoo disse na porta

 

- Eu tenho que te entregar a ele - Kyungsoo dava alguns passos um minha direção

 

- Por que? - eu perguntei me afastando

 

- Virou a minha obrigação - Kyungsoo disse irritado

 

Me afastei mais ainda e acabei batendo na ponta da cobertura

 

Olhei para baixo e vi o quão longe eu estava do chão, não tinha mais escapatória para mim

 

- Então você precisa de mim vivo não é ?- perguntei subindo em um batente de cimento

 

- Não adianta você se jogar, pois você não irá morrer - kyungsoo disse isso e um medo apareceu de repente

 

-Você esta preso a uma maldição igual a mim, ou talvez pior que a minha. A maldição de viver sozinho sendo uma marionete - Kyungsoo falou ao meu lado

 

- Então o que vai escolher? - Ele disse e eu fechei meus olhos por um instante

 

Uma força inexplicável empurrava meu corpo para frente, olhei novamente para baixo e sem dizer uma só palavra me joguei.

 

Meu corpo sentia o impacto do ar, entretanto meus batimentos cardíacos e minha respiração pareciam normais. Lágrimas começaram a cair contra o vento.

 

Cheguei ao chão e era como se eu tivesse pulado a distância de um simples degrau à outro.

 

-Eu te avisei, nós somos iguais Young, nós somos um só- Kyungsoo disse me estendendo a mão

 

-Ninguém mais existe, somente nós somos capazes de te entender - Heechul apareceu falando

 

Eu levantei a cabeça e meus olhos já estavam começando a arder

 

- Nem para morrer eu sirvo - Eu disse me sentindo um lixo

 

- Shh! você não precisa morrer - Heechul disse afagando meu cabelo

 

Eu olhei no fundo dos seus olhos negros e um sorriso largo e pontudo apareceu em seu rosto

 

- Não se preocupe - Heechul sussurrou 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...