História "Friends" - Norminah - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Exibições 355
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - Fuck Me Harder


Normani kordei 

 

Comecei a beijar dinah intensamente enquanto a loira começava a rebolar em meu colo, roçando seu sexo em minha barriga. Mordi seu lábio inferior, fazendo com que ela gemesse e aumentasse as reboladas. Passei minha mão por todo seu corpo ate encontrar seu sexo, onde o massageei com vontade, esfregando meus dedos em seu clitóris inchado. Ela gemia e se contorcia, puxando meus cabelos com força. 

 Penetrei um dedo e comecei a movimentá-lo lentamente, fazendo a loira gemer manhosamente. 

 

-mani...eu preciso...forte...Me fode, normani- ela geme pausadamente rebolando em meu dedo, me fazendo morder seu pescoço com vontade e lhe meter logo 3 dedos, fazendo a loira gritar e quicar em meus dedos, sentando com vontade, esfregando toda sua buceta em meus dedos. 

 

Chupo forte seu pescoço, fazendo ela gritar mãos ainda. 

Suas unhas se cravam mais em meu ombros cada vez que ela senta em meus dedos, emitindo gemidos misturados com gritos. 

  

Seus olhos estão fechados com força e a cabeça jogada pra tras. Agarro seus cabelos com força, enquanto mordo, chupo e lambo seu pescoço, ela arranha minha nuca e ombros, sentando em meus dedos loucamente. Geme descontroladamente e começa a tremer, anunciando seu orgasmo.  

 

Ela goza, enquanto seu grito ecoa pelo banheiro e se deixa cair o corpo em cima do meu. Meus dedos dentro de sua buceta continuam se mexendo, deixando seu orgasmo mais longo.  

 

Ela distribui beijinhos por meus ombros 

 

-mani...preciso fuder...preciso fuder que nem louca...- ela fala sem folego. 

 

-vamos resolver isso...a muito tempo que não prendo você e nem te bato- mordendo seu ombro.- tenho sido muito boazinha com você 

 

-eu quero fuder com força, daddy- ela fala sorrindo maliciosamente 

 

Eu beijo seu maxilar.  

 

-levanta- ordeno e a mesma faz isso ficando em pe na minha frente, dentro da banheira. 

 

Levanto também, enquanto deslizo as mãos por seu corpo. 

 

Ela sorri me olhando e eu puxo a tampa da banheira para que ela esvazie. Saio da banheira e logo pego Dinah no colo, sem me importar com nossos corpos molhados, a levo para cama, onde a jogo deitada la. A mesma rapidamente senta na cama e abre a primeira gaveta, onde ela sabe que guardo suas algemas de metal. Ela roda o objeto nos dedos me olhando com uma cara de quem esta jogando comigo. Puxo seu tornozelo, trazendo-a para mais perto e sento sobre sua cintura. Esfrego meu centro em sua barriga, rebolando de um jeito em que meu clitoris seja tocado diretamente por sua pele.  

 

Ela geme ao me sentir molhar sua pele úmida do banho e eu desfiro um tapa em seu rosto. 

 

-caladinha, babe...minha cadelinha vai ficar quietinha hoje...-seguro seu maxilar com força fazendo ela olhar para mim. 

 

Ela agente engolindo em seco. 

 

-muito bem- falo e levanto seus braços ate o alto. Me estico para prender seus pulsos Na cama e dinah passa a língua por meu seio 

 

-isso...mama gostosinho...do jeito que você sabe que eu gosto- gemo baixinho, deslizando meu sexo babado pela sua barriga. Prendo seus pulsos na cama enquanto ela chupa, lambe e morde meus seios, olhando diretamente para mim. Quando me "satisfaço" me levanto, sentando ereta em sua cintura. 

 

Começo a rebolar, batendo minha bunda levemente em seu sexo.  

 

Quando ela começa a não controlar os gemidos eu levanto e pego na mesa de cabeceira uma venda. Cubro seus olhos fazendo a loira me dar um sorriso perverso. Dou um tapinha em seu rosto e logo em seguida dou um beijinho em seus labios rosados. 

 

-Daddy vai buscar alguns brinquedinhos para ela fuder bem gostoso com você, entendeu?- ela  concorda com a cabeça - ótimo, seja uma boa menina então, não faça barulho. - vou para meu choset e pego algumas coisas. 

 

Um vibrador, um chicote, que o cabo e um consolo, e um gelzinho que fica quente depois de passar. 

Abro minha bolsa e pego duas Halls pretas, botando-as na boca.  

  

Volto para o quarto, deixo o vibrador na mesa de cabeceira e bato com o chicote, não muito forte, nas coxas da loira, fazendo ela se assustar de leve. 

 

-sentiu saudades baby?- pergunto, ouvindo ela emitir um "Uhuum" arrastado. Dou uma chupada leve em cada seio dela e passo o gelzinho em seus mamilos. Ela começa a gemer om o efeito dele e eu chicoteio seu sexo com  pouco de força, mas não para machucar- quieta!- falo firme. 

 

Ela morde o labio forte reprimindo o gemido enquanto sopro seus mamilos, oque a deixa louca, ainda mais com as duas balas dentro da minha boca. 

 

Passo o gel pelo caminho de sua barriga, fazendo ela se contorcer. 

 

-shhhhh quietinha baby- ela tenta relaxar e eu abro suas pernas. Assopro sobre seu clitóris, fazendo ela se arrepiar e arquear as costas. Começo a beijar sua buceta e a lamber, ela abre mais as pernas. Começo então a chupá-la com vontade, como se chupasse  picolé dela fica inquieta. 

Bato em suas coxas, mas sem tirar a boca de sua buceta toda babada. Esfrego o finalzinho da bala sobre seu grelo e ela solta  grito, enquanto puxa as algemas e arquei as costas.  

 

Meto fundo minha lingua dentro dela e ela goza, forçando seus pulsos nas algemas e se desmanchando na minha boca. 

 

Tomo todo seu liquido e me levanto de seu sexo, deixando que ela se recupere  pouco. Passo a lingua por cada lugar em que passei o gel fazendo ela tremer com o contato.  

 

Pego o chicote e bato em seu sexo ainda sensível, fazendo ela fechar as pernas. 

 

-maniiii- ela geme arrastado e eu bato de novo, e de novo. 

Fico batendo bastante tempo em seu clitoris inchado e sensível, e quando percebo que ela vai gozar, penetro o cabo do chicote que e um consolo, sem avisar a ela, fazendo-a gritar de surpresa. 

 

Começo a movimentar o consolo ate onde ela aguenta e ela rebola longamente, acolhendo o consolo cada vez que ele entra com força dentro dela. 

 

Deixo ela movimentar o quadril e gemer o quanto quisesse, sendo que ela só gritava enquanto rebolava. Quando vejo que ela esta quase gozando, tiro o consolo de dentro dela e ela grunhe 

 

-porra normani- ela cinta mas eu bato com o chicote em sua barriga fazendo com que ela se cale 

 

-fica de quatro, quero ver esse rabinho empinado para mim, vamos...- ela sorri e eu a ajudo a ficar de quatro, se segurando na cama. Ela empina a abunda e eu me ajoelho na cama, com minha cara de frente para seu sexo e seu cuzinho. Bato com o chicote, forte, algumas vezes em sua bunda, fazendo ela gemer baixinho. Aperto com força os dois lados de sua bunda, abrindo elas, deixando seu sexo todo exposto, onde eu passo minha língua, de seu sexo ate seu cuzinho, fazendo dinah gemer como uma putinha toda manhosa. 

 

Fico masturbando seu grelo, levando seu "melzinho" ate seu cu onde o deixo bem lubrificado. Continuo massageando seu clitóris, enquanto enfio com cuidado um dedo meu, fazendo ela gemer manhosamente.  

Beijo sua bunda, dou umas mordidinhas, que eu sei que vao ficar roxas depois, e dou um tapa bem forte de um dos lados, fazendo ela contrair a bunda e seu cuzinho apertar meu dedo de leve, sao me faz gemer. Forço um segundo dedo a entrar nele e ela me xinga mais. 

 

-porra normani...dois?- ela geme, mais em momento nenhum para de rebolar em meus dedos 

 

-voce sabe que voce aguenta mais...- digo, esticando minha mão livre para pegar o vibrador na cabeceira. Passo um lubrificante nele e tiro meus dedo- baby, agora quietinha okay? Não grita...-digo encostando a pontinha do vibrador na entrada de seu cuzinho, fazendo ela se arrepiar toda, mais a empurrar a bundinha contra o aparelho 

 

-que issO... MANIII-ela grita sem conseguir terminar a frase quando eu meto todo o vibrador em sua bundinha. Ela perde o folego e eu regulo o aparelhinho, na base, eu nem enfiei ele todo. Deixo na vibração mais levinha fazendo ela gemer manhosamente.- porra mani...que delicia...- e então eu posiciono minha boca em seu sexo, enquanto o vibrador esta atolado em sua bundinha. 

 

Chupo seu grelo e meto 3 dedos em sua bucetinha. 

 

Dinah rebola freneticamente e grita horrores, grita meu nome, xingamentos e coisas que não consigo entender muito bem, afinal estou ocupada de mais em fazer ela gozar loucamente. 

 

Aumento a velocidade do vibrador, fazendo ela soltar um grito histérico e a arranhar a madeira da cama. Meto meus dedos sem dó nem piedade em sua buceta enquanto ora ou outra dou tapas fortes em sua bunda.  

 

Seus gritos ficam cada vez mais histéricos a partir do momento em que ela começa a gozar. Aumento a velocidade do vibrador e me concentro em só massagear seu clitóris, deixando que ela se desmanche em meus dedos com um grito longo e sem folego. 

 

Desligo o vibrador e tiro com cuidado de sua bunda. Ela esta ainda de quatro tremula, devido ao orgasmo tão intenso, e porque ainda esta presa na cama. 

Desafivelo a algema e ela cai na cama, deitada de bruços, respirando com dificuldade. 

Beijo toda sua coluna e sento sobre sua bunda que esta bastante vermelha de tanto que bati e arranhei. 

 

-hey...ta tudo bem?- pergunto calmamente tirando a venda de seus olhos. 

 

-ta sim...eu so....nossa- ela fala sem folego 

 

-descansa um pouco..-falo deitando ao seu lado. 

 

Ela vira o rosto  

 

-acho que não vou conseguir sentar por um tempo- ela ri 

 

-desculpa(?)- falo afastando seus cabelos do rosto 

 

-mani...- ela fala depois de um tempo 

 

-oi?- eu respondo 

 

-estou pronta para o segundo round



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...