História Friends - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus
Personagens Marco Reus, Personagens Originais
Tags Borussia Dortmund, Marco Reus
Visualizações 146
Palavras 1.037
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa será uma pequena história, com não mais que três ou quatro capítulos.

Capítulo betado por LUSWEETLU, do Perfect Design.

Capítulo 1 - Prólogo



Não somos, não, nós não somos amigos
Nem nunca fomos
Nós apenas tentamos manter esses segredos à luz
Mas se eles descobrirem, tudo vai dar errado?

 

 

Kiara ainda se recordava do dia em que havia conhecido Marco, lembrava-se porque odiava clubes noturnos. A música alta lhe causava enxaquecas, as luzes piscando não faziam muito para melhorar seu estado, era difícil manter qualquer tipo de conversa sem ter de gritar para ser ouvido e ela não sabia como mover seu corpo ao som da música ambiente. Mas gostava de fazer seus amigos felizes, mesmo que isso significasse fingir sorrisos e sempre escapar do movimento com a desculpa de buscar mais bebidas para todos, e fora exatamente numa dessas ocasiões pouco prazerosas que Kiara Abernati trocou as primeiras de muitas palavras que dividiria com Reus.

Ele havia sido apresentado por um amigo em comum, Kyle. Diferentemente do que se poderia pensar os dois não trocaram olhares apaixonados à primeira vista, quando deram um aperto de mão, Kiara não sentiu seu coração acelerar ou uma conexão de almas. Na verdade, para a mulher, Marco era apenas mais um do grupo de amigos de seus próprios amigos, Kiara não era do tipo que pensava ser melhor que os recém-chegados, simplesmente tinha dificuldades em dar o primeiro passo em um conversa.

Mas não daquela vez, não naquela noite e não com aquele rapaz. Algo nela havia chamado a atenção daqueles olhos verdes e antes que pudesse perceber, Marco estava tentando iniciar uma conversa. O começo foi o que se espera de momentos como aquele, palavras ditas de modo formal, impessoal e completamente desconfortável, Kiara não acreditava que fosse melhorar, entretanto algo no jeito dele de falar ou olhos que reagiam a cada palavra de forma atenta fizeram com que ela se sentisse confortável para contar tudo àquele rapaz que tinha acabado de conhecer. Como se fossem amigos que não se encontravam há anos e precisassem atualizar suas vidas um para o outro.

Marco lhe contou que era o mais novo de três filhos e o único do sexo masculino, muito próximo de sua família e que havia nascido e vivido a maior parte de sua vida em Dortmund, se afastando alguns anos para jogar no time de Mönchengladbach. Aí se encontrava uma peculiaridade, do ponto de vista dela, o rapaz era um famoso e talentoso jogador de futebol, mundialmente conhecido e o tipo de pessoa com quem nunca nem trombaria pela rua.

Ela contou ao rapaz sobre sua comum infância pelas ruas de Dortmund, que sua família se restringia a avó, uma mulher sempre honesta em suas palavras não importava o que qualquer pessoa poderia pensar. “A verdade e sempre a verdade” era um lema repetido para Kiara desde menina. Havia perdido ambos os pais muito cedo num trágico golpe do destino, mas Helga sempre estivera ao seu lado, amava a menina duas vezes mais para compensar a perda; quando crescida Kiara se deu conta do quão forte sua avó fora ao superar a perda de seu único e amado filho não muitos anos após a do grande amor de sua vida e seu companheiro, Otto.

Relatou com paixão em suas sentenças seu dia a dia trabalhando em uma pequena editora, traduzindo as mais diversas obras nas línguas que dominava. Também contou a ele como sua vida era incrivelmente comum e, mesmo assim, perfeita em suas imperfeições.

Ficaram imersos nas palavras um do outro por horas a fio. Durante todo o tempo não importou a ela que houvesse um grupo inteiro de pessoas ao seu redor, que a pouca iluminação não permitisse uma imagem clara do rosto a sua frente e nem que tivessem de aproximar seus corpos a ponto de se tocarem para serem ouvidos. O cheiro amadeirado do perfume dele, sua voz e a mão que tocava levemente o ombro direito da moça era tudo em que Kiara podia pensar, e, naquele momento, percebeu a verdade que estivera a sua frente durante toda a noite. Marco Reus não era mais um desconhecido apresentado pelo seu grupo de amigos, ele não sairia de sua vida ao fim das horas naquele clube, não seria apenas um rosto qualquer num mar deles, se destacaria pintado em cores únicas e ainda desconhecidas a ela.

 

--- Xx ---

Seu instinto se provou correto no dia seguinte ao primeiro encontro dos dois. Na tarde daquele mesmo sábado, o celular de Kiara recebeu mensagens de um número desconhecido, mas foi preciso apenas alguns segundos para que um sorriso se espalhasse pela delicada face da jovem. Os dizeres na tela eram simples, agradeciam pela noite anterior e diziam estar muito feliz por tê-la conhecido, a resposta seguiu o mesmo tom e, assim, se iniciou o que seria uma longa série de mensagens até o momento em que os dois resolveram se encontrar novamente.

Mas assim como ao final daquela noite em que Kiara tinha consigo a certeza de que Reus seria alguém presente em sua vida, mas não a maneira como aquilo aconteceria à relação deles era uma espécie de interrogação confortável.

Eles não eram amigos. Amigos não se olhavam da forma como acontecia a eles, não entrelaçavam mãos por debaixo da mesa, não trocavam beijos apaixonados e que podiam dizer muito mais do que qualquer palavra, vê-los entrando pela porta não fazia seu coração se agitar de uma forma dolorosa e voraz como o dela batia toda vez que seus olhos captavam a esguia figura.

Eles não eram um casal. Casais não saem à noite para festas e passam todo o tempo dela sem nem ao menos olhar de relance na direção do outro, não se sentavam para conversar sobre amores passados e recentes de forma tão fácil e sem sentimentos envolvidos como ocorria a eles, não passavam dias sem se falar. Mas talvez a diferença mais significativa era que casais não precisavam se esconder, Kiara e Marco sim.

Apesar disso, os dois pareciam ter encontrado uma perfeita harmonia naquela curiosa forma de se relacionar. Tudo corria bem para os dois, sem corações partidos ou compromisso, até o momento em que tudo mudou, até o momento que alguém conseguiu ultrapassar as barreiras que ambos sempre respeitaram. Até o dia em Marco Reus se apaixonou por outra pessoa.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e que voltem para os próximos. Por favor, não deixem de dar suas opiniões.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...