História Friends In Luv - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Bts, Etc, Namoro
Exibições 33
Palavras 649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - .


E mais 2 semanas e eu estava muito cansada... Essas férias estão sendo um saco. Não faço nada de diferente. Olhei para o meu celular e eram quase 2:00!!!!!!! Corri para a cozinha fazer algo pra mim. Vejo que Mamãe e Sarang estão vendo TV. De repente meu pai entra como um furacão em casa gritando:

SUN HEE??? AMOR??? (Chega o meu pai com alguns papéis na mão).
— O que foi Chung-Ho?? Por que você tá tão agitado assim??
— CONSEGUI A MELHOR PROPOSTA DE EMPREGO DO MUNDO!!!!

Nesse momento todas nós estávamos paradas olhando para o meu pai meio confusas...

Amor, acalme-se primeiro e sente-se... Agora me diga devagar... O que aconteceu?
— Eu estava no centro da cidade tentando achar emprego, e depois de andar um pouco eu vi um prédio muito alto. Aquele que estava em construção! Realmente acabaram rápido...
— Vai logo pro ponto Pai!!!!! (Disse a Sarang)
— Calma princesa... Então eu respirei fundo e entrei... Não custava nada tentar não é?... Acontece que um homem que mora em BUSAN conversou algum tempo comigo... Ele disse que está no Brasil pra procurar pessoas que tenham interesse em trabalhos para a Coréia do Sul... E ele disse que conhece o Chung-Yeong... Meu irmão que mora em Seul...
— Pai, quer parar de enrolar? (Disse irritada e curiosa ao mesmo tempo).
— Ele me disse que achou que tenho potencial e quer que eu vá trabalhar na empresa dele... EM SEUL... VAMOS TODOS NÓS!!!

Nesse momento meu mundo parou... SEUL??... Alguém me diz que eu ouvi errado??

Meu Deus, amor eu estou muito feliz por você!! (Disse minha mãe beijando meu pai, e fiquei vendo minha irmãzinha com cara de nojo).

Fui correndo para o meu quarto e fechei a porta, acabei sentada no chão tentando absorver o que tinha acontecido ali na minha mente...

Como isso pode ter acontecido? Eu estou muito feliz pelo meu Pai mas...E a minha escola?... Meus amigos?... Ai Meu Deus LYDIA!!... Como ela vai reagir?... Vou perder minha melhor amiga... Vou perder essa cidade... Vou perder a minha vida...

Depois de um tempo com a cara enfiada no meu travesseiro, ouço alguém bater a porta... (Já estava quase morrendo asfixiada).

Filha? posso entrar?...
— Entra mãe... (Disse abafadamente por causa do travesseiro).
— Filha eu sei o que você está pensando... Isso também está sendo difícil para mim... Imagine só, com quem irei fazer minhas tardes de sem as minhas vizinhas?
— Nesse momento sentei na minha cama... Estava chorando e rindo ao mesmo tempo...
— Minha filhinha... (Mamãe disse afagando meu rosto). Está com medo não está?
— Mãe... Como fica a minha vida aqui?... E a Lydia?... Com quem eu vou passar a madrugada mandando mensagens?...
— Então quer dizer que você fica mexendo no celular até tarde não é moçinha?...
— Mãe... (Disse começando a chorar outra vez).
— Vai ficar tudo bem meu amor... Vai dar tudo certo, vamos dar um jeito... Mas imagine se você e sua irmã não soubessen falar em coreano? Não seria mais difícil?...
— Mãe isso não tá me ajudando não...
— Desculpe... Só tentei dar um ar de risos um pouquinho...

Mamãe ficou um tempão me abraçando e dizendo aquelas palavras que só uma Mãe sabe dizer...

Depois de 5 dias fomos para o aeroporto... Lydia estava lá... Ela chorou mais do que eu... Eu sempre vi ela sendo muito durona... Mas ela também estava sentindo a dor da saudade... Ficamos abraçadas até a 2° chamada... Foi difícil... Mas entrei no avião... Fiquei na janela... Coloquei meus fones de ouvido e dei um tchauzinho para a cidade quando decolamos... Chorei... Mas dormi mesmo assim... Estava pensando que quando eu acordasse, estaria no meu quarto, na minha casa, ma minha cidade em Vitória... E tudo voltasse ao normal... Mas sabia que não iria acontecer...

Próximo Capítulo...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...