História Friends... (Kaisoo) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Xiuchen
Visualizações 75
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura e desculpa a demora! 😘

Capítulo 6 - Eu não dou a mínima!



Acordei com o meu celular despertando (lê-se anunciando que eu teria que aguentar pessoas chatas, a semana inteira), me levantei e fui me arrumar para ir a faculdade, fiz o que faço praticamente todos os dias e desci para tomar café sozinho como sempre, pois os meninos ainda estavam dormindo bom menos o soo acho que ele já foi.

Desci as escadas, entrei na cozinha, fui para geladeira peguei o leite, depois o cereal ainda estava com sono então fiz isso meio de olhos fechados, como normalmente faço todo dia terminei de pegar as coisas e me sentei na mesa para comer, só fui perceber que Kyung Soo estava ali quando finalmente abri os olhos ele estava olhando para mim e rindo:

S- Ahn..bom dia Jong In..

J- Bo...bom dia.

Respondi meio sem graça por não ter percebido sua presença e um pouco assustado:

S- Te assustei?

J- Ahn, não exatamente é que eu estou acostumado a tomar café sozinho e também achei que você já tinha ido para faculdade..

S- Ah sim, bom a partir de hoje não toma mais..isso se você quiser, talvez você prefira ficar sozinho eu entendo..

J- Calma Soo, eu gosto dá sua companhia..

Falei o interrompendo e rindo do seu desespero, ele ficou meio corado e abaixou a cabeça- Alguém aí sabe o por que ele é tão fofo? Se souber por favor me diga, eu quero entender- é impressão minha ou eu estou olhando tempo de mais para ele? Tenta disfarçar pelo menos Jong In:

S- Eu também gosto dá sua...

Ele falou ainda olhando para sua e tingela:

J- Você vai sozinho para faculdade ou com o Lu...

Antes tivesse a chance de terminar o que dizia, LuHan entrou (praticamente pulando) e se jogou em cima do Soo:

L- Bom diaaaaaa...

S- Me explica de onde vem tanta empolgação assim em plena na segunda-feira?

L- Só se você me explicar de onde vem a sua falta de empolgação..

J- Essa até eu sei responder, hoje é segunda isso significa que a teremos que aguentar gente chata o resto dá semana e hoje.

S- Nossa finalmente encontrei alguém que me entende, olha que eu nem fui para faculdade ainda e já estou tendo que aguentar um chato.

L- Me senti ofendido agora..

S- O engraçado é que eu nem ao menos citei nomes, está vendo como você mesmo reconhece que é chato.

L- Você que sempre está de mau humor e eu que sou chato? Olha a injustiça em Soo..

Pera...eu ouvi isso mesmo? Só eu posso chamar ele assim:

S- LuHan já falei para não me chamar de Soo..

L- Tá, tá estressadinho agora vamos que já está na hora..

LuHan falou se levantando e Kyung Soo fez o mesmo:

S- Tchau Jong In, até mais tarde..

J- Tchau Soo.

L- Tchau, até mais..

Ele veio até mim e me deu um beijo (não, não foi na bochecha como está pensando) eu apenas ri meio anasalado, e fiquei sem graça afinal aquela foi a primeira vez que a minha boca, encostou na de outro garoto(mesmo que tenha sido por dois segundos):

J- Tchau LuHan até..

A última coisa que vi Soo fazendo antes de passar pelo porta, foi dar um tapa na cabeça de LuHan.

Terminei de comer, peguei minha tingela e a do Soo e as coloquei na pia, peguei minha mochila e fui para faculdade também..

Jong In off

Kyung Soo on

Eu não via a hora de ir para casa, ainda bem que já estávamos na última aula, não suportava mais ter que ouvir a voz dá minha professora nada contra ela, mas acho que se mais alguém além dela falasse a aula não seria tão chata, quanto ela:

L- Kyung Soo, Kyung Soo, Kyung Soo..

Infelizmente fui tirando dos meus pensamentos por LuHan que não parou de encher a paciência (que eu não tenho), desde que chegamos e sei que ele não vai parar enquanto eu não responde-lo:

K- Que é? Será que você não consegue ficar quieto por dois segundos se quer?

Sussurrei para que apenas LuHan consegui ouvir, pois se a professora (ou ditadora que está mais para o que ela é mesmo) pega-se a gente conversando ia dar uma bela bronca:

L- A sério que você vai ficar assim o dia todo só por causa do beijinho que eu dei no Jong In?

K- Assim como? Que eu saiba, estou normal.

L- Não está não, tá bom você pode até não ser a pessoa mais legal do mundo, mas hoje você se superou...foi só um beijo na bochecha..

Desde quando a bochecha fica no lugar dá boca?

K- Aí LuHan não pira, eu não dou a mínima para o que aconteceu mais cedo tá legal, agora para de me encher por favor..

L- Ai está vendo, só de falar nisso você fica mais estressado do que já é..

K- LuHan vai se...

Pr- Senhor Kyung Soo tem interesse em compartilhar com a classe, o que tanto conversa com o senhor LuHan?

Como que ela ouviu a gente conversando?

Devo ter me irritado demais e falado um pouco mais alto, não tenho outra explicação para isso:

K- Não senhora, desculpa..

Ela se virou para lousa, voltando a passar a matéria..

Depois de alguns (longos, bem longos) minutos o sinal tocou, anunciado que eu só teria que voltar para esse inferno amanhã (coisa que provavelmente não vai acontecer), arrumei minhas coisas e sai resolvi ir sozinho, porque se eu fosse com o LuHan aposto que ele ficaria o caminho inteiro me enchendo sobre o beijo, coisa que eu realmente não dou a mínima..

Entrei em casa e fui direto para meu quarto, já que aparentemente não tinha ninguém além de mim, troquei de roupa, peguei meu celular junto com o fone e me joguei na cama..

Não demorou muito para LuHan aparecer na porta do quarto e me assustar, porque nem ao menos ouvi ele me chamar ou algo do tipo:

K- Que porra LuHan, resolveu me assustar agora?

L- Não foi a intenção, eu te chamei uma trezentas vezes você que não ouvia então resolvi entrar, já que ninguém apareceu também.

K- Será porque eu estou com fone e ninguém chegou ainda?

L- É pode ser..

Revirei os olhos, me sentando e tirando os fones não iria conseguir ouvir música enquanto LuHan estivesse por perto mesmo:

K- O que você quer?

L- Nossa grosso, não posso ter vindo apenas te visitar?

K- Não.

L- Por que não?

K- Porque não faz nem uma hora que nos vimos direito e quando eu morava com os meus pais você não ia me "visitar" com tanta frequência assim..

Falei dando ênfase na última parte, LuHan apenas fez uma cara de pessoa mais ofendida do mundo:

K- E nem vem fazer drama, falar que é mentira, injustiça porque você sabe muito bem que não é..

L- Claro que é, e além de uma injustiça é uma calúnia eu sempre ia te visitar..

K- Não tanto quanto aqui, normalmente você só aparecia lá para me arrastar para as festas onde você acabava sempre, sempre mesmo indo embora com algum menino sendo que já havia pegado outros cem, e eu tinha que ficar de vela fora que no final tinha voltar sozinho.

L- Que exagero..

K- Exagero nada, e se veio aqui por causa do Jong In saiba que ele só chega mais tarde, bem mais tarde então tchau LuHan.

L- Ah não acredito que você ainda está bravo, e acha que eu vim aqui só por causa dele..

K- Primeiro não estou bravo, e não teria o porquê de estar, segundo..é só por isso mesmo que você veio..

L- Então vai me dizer que não ficou com ciúmes por causa do beijo?

Apenas balancei a cabeça em negação, LuHan se aproximou mais de mim e formou uma expressão maliciosa, o que será que esses garoto vai aprontar agora:

L- Calma D.O foi só um selinho, mas se quiser também posso te dar um para não ficar com ciúmes..

K- Que? Como assi..

Antes que terminasse de falar LuHan me beijou, em anos de amizade ele nunca tinha feito isso por que resolveu fazer agora?

Não sei o que é pior ele ter me beijado, ou eu ter correspondido...e ainda estar correspondendo, quando ele pediu passagem com a língua eu dei um "leve" empurrão para que ele se afasta-se:

K- LuHan por que você fez isso?

L- Não sei...

K- Como não sabe? Agora deu para fazer coisas sem saber, o por que?

L- Por que você correspondeu?

K- Ahn também não sei..

Abaixei minha cabeça, e comecei a "brincar" com os meus dedos, desde criança faço isso quando estou envergonhado:

L- D.O?

K- Hm..

Murmurei sem olhar pra LuHan, estava com muita vergonha e sentia minhas bochechas queimarem:

L- Olha pra mim, por favor...

Evitei em fazer isso por alguns minutos, mas depois ergui minha cabeça:

L- É só um beijo...

Eu até poderia dizer que não entendi o que ele estava querendo dizer, ou que ele estava se referindo ao que acontece mais cedo (Jong In), mas eu entendi e concordo.. é só um beijo não é?

L- Tudo bem?

K- Sim...

Um sorriso (que provavelmente, pode ser visto até de costa) surgiu nos lábios de LuHan, ele se aproximou de mim novamente e voltamos a nós beijar, e dessa vez quando ele pediu passagem com a língua eu cedi...afinal não vai passar disso não é?

Continua..


Notas Finais


Desculpe qualquer erro, e novamente a demora espero que tenham gostado! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...