História Friends To Fuck (long imagine Park Jimin - BTS) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 168
Palavras 1.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi, esse imagine vai ser curto, no máximo uns cinco capítulos eu escrevi ele agora e não é uma história que deva ir muito longe, mas eu tive essa ideia escutando mercy do Shawn Mendes - música linda mais nada a ver com a história kkkkk -

Capítulo 1 - 1 capítulo


     E lá estava eu mais uma vez, em um ciclo vicioso e doentio depois de mais uma vez satisfazer os desejos de Jimin, meu amigo.
     Ou pelo menos "amigos da foda" como ele julgava.
    Porque eu me submeti a isso ? Eu o amo, desde sempre.
    Maldito contrato que me faz sorrir quando estou com ele e chorar quando estou sozinha. Sempre assim, eu me sinto morta por dentro. Ele me destrói com cada palavra que ele dirige a mim, com cada ato e desato. Me despedaça mais ainda quando vem no meu apartamento esquecendo nossa amizade de anos e lembrando do nosso contrato "amigos da foda". Que porra. Todas as vezes que tinha um aborrecimento na sua empresa e vinha me procurar, não conversávamos, apenas gemidos e mais gemidos. Logo ia embora e eu ? Me punha a chorar e a me amaldiçoar. Isso é tão doentio. Por que eu tenho que gostar dele assim ? Por que ele só me destrói por dentro cada vez que vai embora sem dizer nada, por que eu não o odeio ?
    Me levanto com a visão embaçada e turva. Caminho descendo as escadas em direção a sala. Droga. O balde com gelos e uísque que ele bebeu ainda está na mesinha de centro na minha sala.

     Oh, isso dói tanto.

    Me sento no sofá com a garrafa em mãos. Estava praticamente cheia já que não bebo, só ele. Encosto minha cabeça no escoro do sofá e levo a garrafa até minha boca a bebendo de uma só vez não me importando com o gosto ruim que eu sentia, só queria me senti melhor e esquece isso de algum modo.
    Uma, duas, três garrafas eu já havia tomado e nada de esquecer. Tudo que aconteceu foi uma enorme dor de cabeça e o resultado; vomitei a casa toda e me sentia ainda mais inútil e suja. Fui até a estante da TV quase caindo nos outros móveis e peguei meu celular.

     Aquele cretino, filho da mãe vai ouvi...

    Disquei seu número e quando ia sentar no sofá, caio de bunda no chão e com as pernas abertas fico. Ele atende no terceiro toque.

- ________, eu estou em uma reunião importante  - falou sério e baixo
- ________, eu estou em uma reunião portante  - o imitei em meio a soluços
- Com licença senhores  - ouvi o proferir abafado com certeza tapou o celular com a mão  - Você bebeu ? - perguntou rudimente
- Somos amigos de foda, só vamos fuder e pronto, vou despedaçar a ________  - falava e embolava as coisas rindo
- Onde você está ? - gritou autoritário e eu não contive a risada por deixa-ló bravo  - Eu te fiz uma pergunta. Onde você está ? - dessa vez suou mais autoritário me causando um arrepio contínuo

     Desligo e jogo o celular longe.

    Tomo um banho gelado e saio pelada para meu quarto afim de me vesti, mas as lágrimas consistiam em molhar meu rosto.
  - Droga, porque diabos eu fiz aquilo ? - sussurei a mim mesma chorando
  - Também quero saber  - sua voz rouca suou em meu quarto me assustando, peguei uma toalha qualquer e me cobri  - Eu já vi o que você tem por baixo, não precisa cobri  - sorrio  - Por que está chorando ?
  - Eu ..... bom .... eu  - as palavras não saiam e o choro só atrapalhava tudo
  - Você ? - me encorajou a continuar
  - Eu não quero mais esse contrato  - falei rápido sentindo minhas pernas fraquejarem e cai na cama
  - O que ? Não pode fazer isso comigo  - gritou e eu sentei-me na cama o olhando
  - Como ? Você que não pode fazer isso comigo - gritei chorando ainda mais, isso acaba comigo
  - Do que está falando ?
  - De você  - gritei me levantando e ficando de frente a ele  - De você me machucar, me despedaçar, de você vim até aqui apenas querendo meu corpo e indo embora logo depois, me deixando sem coração sem alma sem dignidade  - suspirei  - Estou falando de você ter destruído meu amor a vida e me prendido a você, a sexo, estou falando de você ter tirado minha virgindade e sem ao menos saber sem se importar, de você ser meu único desde os meus quinze anos e eu ter apenas migalhas de você  - minhas forças se foram e eu sussurro  -  De eu ser apenas sua e você nem ligar  - meu rosto e meu corpo já estavam inundados com minha dor e lágrimas
  - Para de drama  - sussurrou e eu quis lhe matar por isso
  - Sai daqui, vai embora  - o empurro pelo peito batendo no mesmo soluçando
  - Eu não saiu daqui  - gritou me puxando contra si e minha respiração ofega ao bater em seu peito  - Eu quero você aqui e agora, quero você
    Seus lábios se apossaram do meu rapidamente e violentamente. Senti a toalha ser lançada longe e eu ficar nua a sua frente.
  - Eu não quero só isso, chega Jimin  - me separo
  - Eu quero fude-lá agora, eu preciso do seu corpo 
  - Isso é doentio  - murmuro baixo
  - E você acha que eu não sei ? - falou sério meio irônico  - Eu preciso de você como eu preciso do ar para sobreviver  - gritou e meu coração disparou, as lágrimas ainda caiam freneticamente
  - Eu te amo, Jimin, não faz isso comigo  - sussurro
  - Eu preciso de estar dentro de você agora, você não sabe o quão isso é importante pra mim
  - Você se importa com meu corpo e não comigo .... eu te amo porra  - o vi enguli a seco
  - Isso não existe, ________
  - Então sai daqui  - apontei a porta de meu quarto tentando me conter, em vão  - Eu não quero isso, eu não quero .....
  - Mas eu preciso, sabe que eu tento transar com muitas, mas não consigo  - grita  - Eu não consigo  - ele me dependeu contra a parede  -  Só você me faz esquecer os problemas e ficar feliz, seja apenas por pouco tempo, mas é, eu preciso que você continue sendo minha, só minha  - falou e mordeu meu lábio inferior o puxando
  - E você ? - pergunto em um sussurro
  - Eu ?
  - Vai ser só meu ?
  - ________, não complica, eu quero manter o contrato  - me solto de seu braços
  - Até quando ? Até se cansar e me jogar fora como se eu não fosse nada  - gritei  - lembra que nós éramos melhores amigos de infância e adolescência ? Lembra quando você falou que não ia deixar ninguém me fazer mal, me fazer sofrer ? - minha voz praguejava e meu coração se apertava
  - Lembro, e ninguém vai te machucar, eu prometo  - falou pausadamente
  - Não, Jimin. Você é o único que me machuca, é o que mais me dói é o que me faz chorar todas as noites.  - me joguei no chão  - Não me machuque mais  - sussurrei tão baixo que quase não escutei
  - Eu não vou te machucar, lembra que eu era quem cuidava de você quando os outros lhe machucavam ? - sentou-se ao meu lado
  - Agora é você quem me machuca e quem cura a mim mesma sou eu, são minhas lágrimas .... você é rico famoso tem uma empresa e eu sou o que ?
  - Você é quem eu quero 
  - Eu não consigo, não consigo ..... isso dói..... você não tem culpa ou pena de mim ? Sai daqui se você se importar um pouco que seja comigo, ou pelo o menos pelo que a gente já viveu quando éramos amigos de verdade  - gritei  e deitei-me no chão o vendo levantar cabisbaixo e com as mãos nos bolsos sair pela porta sem olhar para trás.

   " Lembra o quão éramos felizes ? Lembra da promessas de infância ? O que elas viraram ? Para onde elas foram ? Somos loucos, doentios um pelo outro é só admitir, me dê um sinal ...." - Lorrayne Cardoso
                 JiminieeeTae ...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...