História Friends with benefits - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Amizade Colorida, Baekyeol, Chanbaek, Comedia, Exo, Fwb, Hunhan, Kaisoo
Exibições 1.184
Palavras 3.748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Quem é vivo sempre aparece não é mesmo q

Não vou nem justificar mais minhas demora, mas espero do fundo do coraçãozinho que vocês não tenham desistido de mim </3
não tenho muito o que falar aqui, vão logo descobrir quem é o crush do novato KJSNDSDFN

AHHHHHH tem aviso nas notas finais gente, leiam pls <3

boa leitura~

Capítulo 14 - O crush do novato


Fanfic / Fanfiction Friends with benefits - Capítulo 14 - O crush do novato

 

 

 

E então Chanyeol começou a falar sobre o lançamento de um jogo o qual estava esperando há anos e que lançaria dali a duas semanas. É claro que Baekhyun não entendeu nem 5% do que ele falara.  

 

E é claro também que Baekhyun fizera de Chanyeol seu professor naquele dia, pois estava com muitas dúvidas na matéria.  

 

 

Tuesday  

 

- Bom dia. - Baekhyun disse assim que chegou próximo aos garotos; Chanyeol e Kyungsoo ao seu lado. 

 

- Bom dia, nossa! O cabelo de vocês ficaram lindos! - Yixing disse sorrindo ao ver os amigos. 

 

Todos os garotos ali presentes olharam surpresos e até admirados, principalmente para Baekhyun já que ele estava com uma cor bastante diferente.  

 

- Seu cabelo ficou muito legal Baekkie. - Minseok murmurou enquanto passava a mão pelos fios roxos do amigo. 

 

- Aish, porque você pintou o cabelo?? Agora não posso mais te chamar de palito de fósforo! - Jongin resmungou fazendo os outros rirem e o menor revirar os olhos. 

 

- Cala a boca cabeça de palha. - não perdia a oportunidade de implicar com o moreno e no mesmo instante mais uma discussão boba começou entre os dois, onde Jongin pedia para que Kyungsoo lhe liberasse logo do castigo para poder voltar a cor natural de seu cabelo. 

 

 

- Jaeyong-ssi! - chamou assim que saiu da sala, vendo o colega a alguns metros à frente.  

 

O garoto se virou e sorriu ao ver Baekhyun ali, este que apertou o passo até estar próximo do mais alto. 

 

- Olá Baekhyun-ssi, ué, você não estava loiro ontem? – perguntou rindo ao ver os fios roxos do menor.

 

- Resolvi mudar, ficou bom? – riu.

 

- Sim, gostei, agora é mais fácil te achar pela escola. – disse fazendo o menor gargalhar.

 

- Obrigada, e me desculpe por ter saído daquele jeito ontem, o Chanyeol é um idiota, nem deixou eu me despedir. 

 

- Tudo bem não se preocupe. - aquele sorriso lindinho de novo - Ele ficou com ciúmes? 

 

- Q-que? Não, claro que não, nós somos só amigos! - respondeu apressado e surpreso. Chanyeol com ciúmes?

 

- Hmm, ele parecia com ciúmes. – riu. 

 

- Claro que não. – riu nervoso – É... Você pode me dizer de quem estava falando ontem? Quando o Chanyeol atrapalhou... – resolveu mudar de assunto e ir ao que interessava.

 

- Ah claro, sobre isso- antes que o garoto continuasse falando, ele desviou o olhar para alguém que havia acabado de sair da sala. 

 

A figura pequena e adorável olhava para Baekhyun e calmamente andava até eles. 

 

- Oh, meu deus, é ele!! Ele tá vindo pra cá. - Jaeyong parecia nervoso e ansioso - Olha como ele é adorável Baekkie!! Parece um anjo! Me diz que ele também gosta de garotos, por favor?

 

Baekhyun então se virou nos calcanhares e um grande sorriso apareceu em seus lábios ao ver o amigo se aproximando. O pequeno, que andava em sua direção a fim de perguntar sobre a prova que haviam acabado de fazer, achou estranho o grande sorriso que era direcionando a si, mas acabou apenas o retribuindo. 

 

- Sim, ele também gosta de garotos. – o pequeno disse ainda encarando o amigo.

 

- Você vai poder me ajudar com ele? - o novato perguntou rápido antes que o próprio chegasse ali. 

 

- Uhum, fique tranqüilo. 

 

- Olá. - ele disse assim que parou perto dos dois - Como foram na prova? 

 

- Eu acho que fui bem, ontem eu suguei todo o inglês do Chanyeol. 

 

- E-eu acho que fui bem também, e você?  

 

- Ah, acho que minha nota não vai ser boa, tenho a impressão de que errei umas três questões. - disse cabisbaixo.  

 

- Ele sempre diz isso, mas no final a nota dele é sempre a melhor. - Baekhyun revirou os olhos segurando a vontade de rir, pois o novato estava tão bonitinho todo timidozinho – Aliás, Jaeyong-ssi, esse é o meu amigo Luhan. 

 

- Prazer Jaeyong-ssi, espero que esteja gostando daqui. - o pequeno disse dando um sorriso e lhe estendendo a mão.  

 

- O prazer é todo meu. - apertou a mão macia e branquinha - Eu estou gostando bastante da escola. Você é chinês?  

 

- Sim. - o loiro murmurou animado, era a primeira vez que percebiam que era chinês sem ele precisar dizer. 

 

- Woaaah, isso é tão legal! Eu fazia curso de chinês na cidade em que morava, acho que encontrei alguém para treinar! - começou animado - Quer dizer... Se você quiser é claro.  

 

Baekhyun mordia o próprio lábio inferior a fim de segurar a risada, Jaeyong era um amorzinho. 

 

- Tudo bem, eu posso te ajudar, é até bom, pois sinto falta de falar chinês. - Luhan sorriu para o mais alto. 

 

O coreano que agora possuía os fios em um tom escuro de roxo sorriu ao ver a cena de seu amigo simpatizando com o novato, já estava começando a shippar. 

 

- Licença, eu vou ali falar com o Kyungsoo rapidinho, conversem a vontade. - Baekhyun disse enquanto se afastava e lançava um olhar incentivador para Jaeyong.  

 

 

 

- Kyungie, Kyungie. - chamou o amigo que andava na direção oposta à qual vinha. 

 

O garoto, que agora possuía os fios em um tom escuro de castanho, se virara para olhar o mais velho. 

 

- Hm? - perguntou assim que Baekhyun parou a sua frente.  

 

- Olha lá. - disse sorrindo e apontando para o lado oposto do corredor onde estava Luhan e o novato conversando. 

 

- Omo! Não vai me dizer que o crush do novato é o Hannie? 

 

- Uhum. - respondeu com um sorrisinho.  

 

- O Lu já sabe? 

 

- Não, acho melhor não contar, mas Jaeyong me pediu ajuda com ele. 

 

- Ah, que pena que não é por mim! - Kyungsoo se lamentou fazendo o outro rir - Mas se for pelo Lulu e o novato for uma pessoa boa, eu ajudo!  

 

- Sim, você precisava ver, Jaeyong-ssi ficou todo timidozinho perto do Lu, uma gracinha. 

 

- Aí que fofo! Vou fazer de tudo pra ajudá-los, nosso Hannie merece alguém legal! 

 

- Sim, quem sabe assim ele não esquece aquele lá?  

 

- É, já está passando da hora. 

 

 

Durante o intervalo Baekhyun e Kyungsoo passaram conversando com Jaeyong afastado do resto dos garotos, Chanyeol até propôs que o chamassem para sentar com eles, mas os dois disseram que havia coisas particulares para tratar com o novato, o que acabara deixando o mais alto incomodado novamente e se xingando mentalmente por ter mandando o mais velho ir falar com ele no dia anterior. 

 

Mas a verdade era que Kyungsoo e Baekhyun foram conversar com o garoto a fim de passar informações sobre Luhan e arrumarem formas de ajudá-los, por este motivo não podiam chamá-lo para sentarem todos juntos; Luhan também estaria lá.  

 

 .

.

.

- O que vocês tanto conversavam? - Chanyeol perguntou curioso seguindo Baekhyun pelo corredor. 

 

- Não é da sua conta.  

 

- Deixe de ser chato e me conta, eu não falarei pra ninguém. Por acaso ele aceitou? 

 

- Aceitou o quê? - o menor perguntou confuso. 

 

- Te beijar ué. - respondeu e o outro riu, ele ainda estava pensando naquilo?  

 

- Talvez ele tenha aceito, e daí? - disse só para implicar e seguiu para a sala de aula, deixando um Chanyeol surpreso para trás.  

 

 

- Aish, omma! Hoje não, prometo que vou no final de semana! - Chanyeol dizia enquanto se jogava na cama ao lado de Baekhyun, este que o olhava de forma curiosa. 

 

"..." 

 

- Eu prometo que vou outro dia! É porque eu tô com visita aqui. - continuou e o menor o cutucou com o pé, perguntando através de gestos do que ele falava. 

 

"..." 

 

- Levar ele? Mas e se ele- Chanyeol não conseguiu terminar de falar, pois sua mãe desligara o telefone em sua cara. 

 

- Aish! - o maior resmungou jogando o celular na cama. 

 

- O que foi?  

 

- Minha mãe, ela quer que eu vá lá hoje.  

 

- E porque você não quer ir? 

 

- Primeiro porque ela vai me esfolar vivo porque eu disse que ia no final de semana, mas nós viajamos e segundo porque ela fica me enchendo de perguntas tipo: você comeu? Você tá estudando direito? - respondeu emburrado olhando pro teto e o outro riu. 

 

- Comer você come demais, agora estudar... - o pequeno debochou e acabou por levar um tapa na coxa.  

 

- Tsc, agora eu vou ter que ir de qualquer jeito. - se levantou e foi em direção ao guarda roupa - Você quer ir? 

 

- Eu? - perguntou surpreso. 

 

- Sim, meus pais têm um restaurante e nós vamos jantar lá, então com certeza é melhor do que comer comida congelada. E além disso, você vai poder conhecer a Yura e vocês vão ficar surtando como toda vez em que ela conhece um sone. 

 

Baekhyun estava pronto para recusar o convite, pois tinha vergonha de ir, mas veja bem; teria comida boa e uma sone pra conversar! 

 

- Eu quero. - o pequeno disse animado e o maior revirou os olhos, já sabendo o motivo da animação do pequeno. 

 

- Então se arrume que nós vamos daqui a pouco. - Chanyeol disse antes de sair do quarto e seguir para o banheiro. 

 

 

 

 

Chanyeol ensaboava seu cabelo quando sentiu uma mão em sua cintura o empurrando para o lado, olhou para trás e viu Baekhyun ali, o pequeno passou por si e foi para debaixo do chuveiro, deixando com que a água morna caísse por sua cabeça. Assim que se molhou por completo, foi a vez de Chanyeol ir para debaixo do chuveiro enquanto o outro se ensaboava. 

 

Quando já estava completamente sem sabão, Baekhyun puxou o mais alto pela cintura e ficou na pontinha dos pés para poder encostar os lábios aos semelhantes.  

 

Mas ele não teve tempo de aprofundar o beijo; Chanyeol se afastou e o empurrou pro lado, entrando em baixo do chuveiro em seguida para se enxaguar. Baekhyun arqueou as sobrancelhas, confuso com o ato do mais novo. 

 

- O que foi?  

 

- Acho que você não pode me beijar mais. - o outro murmurou e Baekhyun só soube ficar mais confuso. 

 

- Porque não?  

 

- Você não vai ficar com o novato? - perguntou fazendo o mais velho o olhar desacreditado antes de começar a rir. 

 

- Deixa de ser idiota Chanyeol, é claro que não! - gargalhou.  

 

- Ué, você disse que ele tinha aceitado! 

 

- Eu tava zoando com você! Eu não vou ficar com ninguém.  

 

- Aish! Você fez eu achar que o mico tinha dado errado. - apesar de se mostrar emburrado, por dentro Chanyeol estava mesmo era aliviado. 

 

- Essa era a intenção. - riu. 

 

- Hm. – o maior fez uma careta acompanhada de um bico, o que fez o outro rir mais uma vez. 

 

- Agora eu posso te beijar, senhor Park Chanyeol? – perguntou com um meio sorriso e as sobrancelhas arqueadas. 

 

O outro pareceu ponderar por um momento, mas acabou não o respondendo; apenas se aproximou do menor e o puxou pela cintura, colando as bocas enquanto o pegava pelas coxas, fazendo-o enlaçar as pernas em sua cintura e lhe abraçar pelos ombros.  

 

Por ter chegado para frente para poder pegar Baekhyun no colo, acabaram ficando em baixo do chuveiro, fazendo com que a água passasse a cair em suas cabeças. Baekhyun acariciava os fios encharcados do mais novo enquanto sentia o mesmo apalpar e apertar suas coxas. 

 

Suas línguas quentinhas se acariciavam e exploravam cada cantinho da boca alheia, gotinhas de água acabavam entrando por entre os lábios, se intrometendo no ósculo e deixando-o mais molhado. 

 

Após alguns minutos daquele beijo rápido que era pausado vez ou outra apenas para que o ar fosse recuperado, Chanyeol largou os lábios finos a sua frente, deixando uma última mordida na boca macia antes de direcionar a sua própria para o pescoço alvo enquanto começava a distribuir selares por ali. 

 

Chanyeol então andou os poucos passos que lhe separavam da parede, encostando as costas de Baekhyun na superfície gelada e fazendo-o ficar completamente arrepiado pelo contato com seu corpo nu.  

 

No mesmo momento em que distribuía beijos e mordidinhas pela pele macia do pescoço a sua frente, Chanyeol impulsionou seu quadril contra o do menor, imprensando-o na parede e fazendo-o gemer baixinho e surpreso. Baekhyun passeava com suas mãos pelo corpo pouco definido e molhado do mais novo, em seguida subindo com suas mãos pelas costas dele, arranhando-a de leve até chegar à nuca, onde enlaçou e puxou os fios castanhos, puxando Chanyeol por ali para mais um beijo. 

 

Ao passo em que mordia e maltratava os lábios cheinhos, o pequeno sentiu novamente o outro impulsionar o quadril contra o seu, causando uma fricção gostosa entre os corpos e os membros que estavam juntos e já começavam a dar sinais de vida ao serem estimulados. 

 

- Chan... Nós vamos nos atrasar. - murmurou com os lábios próximos aos do outro quando sentiu o mesmo infiltrar a mão por entre os corpos e segurar os dois membros juntos, começando a masturbá-los.  

 

- E daí, eu não quero ir mesmo. - ele respondeu voltando a sugar o lábio inferior a sua frente. 

 

Chanyeol apertava Baekhyun cada vez mais contra a parede, ouvindo-o gemer baixo contra seus lábios ao passo em que sua mão se movia lentamente pelos membros juntos. Assim que os lábios se separaram, Baekhyun encostou por completo suas costas na parede gelada e passou a observar a mão grande deslizar gostosamente pelos falos. 

 

Enquanto sentia Chanyeol massagear seu membro que estava cada vez mais desperto, Baekhyun aproveitou para passear mais uma vez com suas mãos pelo corpo a sua frente, pressionando suas unhas pela barriga lisinha dele, vendo-a se contrair levemente. Por fim, suas mãos acabaram escorregando para junto à do maior, ajudando-o nos movimentos. 

 

Selares voltaram a ser distribuídos nos lábios finos assim que a mão bonita do garoto a sua frente envolveu seu membro, começando a fazer movimentos para cima e para baixo, deixando o outro livre para que fizesse o mesmo. Chanyeol então continuou com os movimentos, acelerando um pouquinho o ritmo e vez ou outra pressionando a glande apenas para ouvi-lo gemer baixinho.  

 

O barulho da água caindo diretamente no chão abafava os gemidos baixos que se desprendiam das bocas que estavam próximas o suficiente para que vez ou outra fossem depositadas mordidas nos lábios alheios. Chanyeol se empurrava cada vez mais contra o corpo menor, causando um aperto gostoso nas intimidades inchadas e que já gotejavam pré-gozo.

 

No momento em que Baekhyun voltou a juntar as bocas em um beijo apressado e quente, Chanyeol aproveitou para envolver as duas ereções com uma só mão novamente, bombeando-as juntas e de forma rápida, causando diversos arrepios em ambos acompanhados de um calor repentino mesmo que os corpos ainda estivessem orvalhados por conta do banho recém tomado.

 

 

Após alguns minutos fazendo os movimentos frenéticos de vai e vem, parando de vez em quando para pressionar as glandes inchadas e vermelhinhas, Baekhyun pendeu sua cabeça para trás, encostando-a no azulejo gelado e fechando os olhos assim que começou a sentir o repuxar característico na região da virilha.

 

Depois de passar alguns segundos admirando a face contorcida em prazer do menor, Chanyeol direcionou seu olhar para baixo, aumentando o ritmo o máximo que sua mão já cansada lhe permitia quando também começou a sentir as mesmas sensações anteriores ao orgasmo.

 

E não demorou muito para que, em meio a respirações descompassadas contra a pele sensível do pescoço do Byun, Chanyeol acabasse gozando primeiro. Continuou com o ritmo frenético em sua mão até que o aperto em seus ombros ficasse mais firme e Baekhyun soltasse um gemido um tanto mais alto e arrastado; seu gozo sendo liberados em jatos no meio dos corpos unidos, misturando-se ao já liberado de Chanyeol e melecando ambos os corpos ainda mais.

 

 

- Posso saber o motivo da demora, Park Chanyeol? – já chegou sendo recebido por uma expressão brava de sua mãe.

 

- Você quem disse pra eu trazer a minha visita, a culpa não é minha se ele demorou pra se arrumar. – respondeu emburrado e no mesmo instante se arrependeu ao sentir um puxão da mais velha em sua orelha. – AI!

 

- Você acha que não te conheço, Park Chanyeol? Eu sei que ele demorou para se arrumar por sua culpa, você fica horas no banho! – ela disse o puxando pela orelha até que chegassem ao local onde ficava as mesas do restaurante, a maioria ocupada por clientes, e por este motivo ela soltou o garoto para não chamar atenção.

 

Baekhyun seguia os dois um tanto assustado, porém precisara segurar a risada ao ver a mulher que sabia ser a mãe de Chanyeol o puxando pela orelha, talvez fosse esse o motivo delas serem tão grandes.

 

- Aliás, deixe de ser mal educado e apresente o seu amigo. – olhou feio para o maior mais uma vez.

 

- Esse é o Baekhyun, Baekkie, essa é minha mãe. – disse mal humorado.

 

- Oh, então é você quem se prontificou a ajudá-lo a estudar? – perguntou e o garoto de fios roxos apenas concordou com um aceno tímido – Você merece um prêmio pela paciência que está tendo para ensiná-lo! Sinta-se a vontade para pedir o que quiser, ok? É por conta da casa.

 

- Obrigado. – agradeceu tímido e logo os três voltaram a andar, dessa vez seguindo para uma mesa em um canto próximo ao balcão.

 

- Fiquei à vontade Baekhyun-ssi, pode escolher o que quiser e a hora que quiser. – sorriu para o menor que se curvara em respeito antes de se sentar – E você. – apontou para Chanyeol – Sem sobremesa hoje.

 

- Quê?! – levara um peteleco por usar um tom de voz mais alto que o necessário, atraindo alguns olhares para si – Por quê? Isso é injusto!

 

- Por me enrolar por quase um mês! E se você continuar com isso não vai ficar só sem a sobremesa, vai ficar sem a casa! Porque se não se lembra, ainda é menor de idade e eu quem decido se você vai morar sozinho ou não. Agora abaixe esse tom de voz comigo ein? Preciso voltar a trabalhar, mas logo sua irmã estará aqui.

 

A mulher saiu marchando em direção ao balcão, e quando já estava longe o suficiente, Baekhyun finalmente se permitiu rir da cena que acabara de presenciar.

 

- Pare de rir. – Chanyeol disse emburrado enquanto abria o cardápio, começando a pensar no que pediria, ainda ouvindo a risadinha baixa de Baekhyun ao fundo – Saiba que você vai dividir sua sobremesa comigo.

 

- E posso saber por que eu deveria fazer isso? – perguntou com uma sobrancelha arqueada.

 

- Porque a culpa por termos nos atrasado é sua.

 

- Eu avisei que nos atrasaríamos.

 

- Você avisa isso depois que eu já tava... – não terminou a frase por medo de alguém próximo ouvir, mas não precisou; sabia que ele havia entendido ao vê-lo corar de leve e desviar o olhar para o pequeno livro que continha os pratos servidos ali.

 

 

Os dois decidiram esperar pela irmã de Chanyeol antes de fazerem os pedidos e por não ter o que fazer, Baekhyun resolveu levantar-se e começar a andar pelo restaurante, foi até a parte da frente onde havia uma pequena varanda, já que o restaurante era no segundo andar, havia algumas mesas ali, mas a maioria estava vazia.

 

Depois de um tempo observando o movimento da rua, Baekhyun entrou novamente com Chanyeol em seu encalço e seguiu para a parede próxima ao balcão, onde pôde ver que havia diversas fotos da família dona do restaurante; riu quando viu fotos de Chanyeol quando mais novo, ele era gordinho e em quase todas ele segurava um furão.

 

- Onw, você era tão fofinho quando pequeno. – Baekhyun disse um tanto irônico, olhando para a foto em que ele segurava um furão. O maior ao seu lado apenas revirou os olhos e resmungou algo sobre precisar sumir com aquela foto dali.

 

 

- Cheguei! – uma voz feminina soou animada ao entrar no restaurante. Os dois se viraram para encará-la e Baekhyun ficou surpreso ao ver a garota; ela era extremamente parecida com Chanyeol! Mas, além disso, o pequeno a conhecia! Já havia visto ela algumas vezes na televisão, ela era uma das apresentadoras do jornal o qual seu pai assistia todos os dias!

 

- Finalmente, já estava desistindo de te esperar, to morto de fome.

 

- Quando você não está? – a garota perguntou revirando os olhos – Esse é o seu amigo que gosta de SNSD? – ela perguntou sorrindo e olhando para o menino de fios roxos.

 

- Sim, esse é o Baekhyun, Baekkie, essa é a Yura. – Chanyeol disse entediado.

 

- Aaaaaah, como ele é fofo! – Yura disse se aproximando de Baekhyun que até então estava quieto apenas observando-a e apertando suas bochechas, fazendo com que ele formasse um pequeno bico – Agora eu tenho um amigo sone!

 

O menor sorriu tímido para a garota enquanto ela começava a lhe puxar em direção a mesa para que se sentassem. Os três se sentaram e logo um garçom veio atendê-los. Após fazerem os pedidos, Yura começou a fazer perguntas à Baekhyun sobre as Girls enquanto Chanyeol permanecia com sua completa cara de tédio apenas esperando pela comida.

 

- Yura-ssi, me tire uma dúvida, você é a apresentadora do jornal, não é? – Baekhyun perguntou um tanto tímido após alguns minutos de conversa.

 

- Sim! Chanyeol não te disse? Chanyeol, por que não disse a ele? – ela perguntou indignada.

 

- Ué, você mesmo diz pra eu não dizer a todo mundo.

 

- Mas os seus amigos próximos podem saber! E se o Baekhyun está dormindo na sua casa, significa que ele é próximo o suficiente para saber!

 

- Aish, eu esqueci. – o maior murmurou levando um beliscão da irmã, que em seguida voltou a conversar com Baekhyun, contando animada sobre às vezes em que tivera a oportunidade de falar sobre as Girls Generation no jornal.

 

E durante o resto da noite Chanyeol continuou entediado enquanto Yura contava animadamente sobre o show que havia ido das GG e sobre como fora conhecê-las, causando uma pequena inveja no menor.

 

Porém, antes de irem embora, eles foram rapidamente à casa dos Park que ficava no andar acima do restaurante, apenas para que a menina mostrasse à Baekhyun todos os seus álbuns, fotos e pôsteres. E antes que eles finalmente fossem, Yura presenteou Baekhyun com um pôster da Taeyeon – a bias do garoto -. 

 

 

 


Notas Finais


KSKSKSKSK Vocês são muito chatos, af
Eu aqui de boas achando que tava fazendo mó mistério com o crush do novato, achando q ninguém ia descobrir, e metade do pessoal que comentou no cap passado acertou, aish não quero mais brincar! SNDFJKSNFJKN q
/TO BRINCANU VCS N SÃO CHATOS, SÃO MEUS AMORZINHOS <3

Pois é gent, ceis viro o dia no começo do cap? a amizade colorida deles ta acabando ): só mais dois dias;;; MAS isso não quer dizer que a fanfic esteja acabando também! Ainda tem algumas coisas pra rolar jkdfnjsd

MEU AVISINHO;;;;;;;;;;;; Gente to postando fic nova, long... PERA AI N PARE DE LER CALMA eu não vou demorar nessa JURO DE MINDINHO até porque 80% já está escrita. ela é lecau gente, é de comédia e sobre táxis JKNDSFJKSDN e obviamente, chanbaek. Ceis vão me dar 1 chance? diz que sim pfvr
vou deixar o linkezinho aqui caso queiram dar uma olhadinha, ta? espero que vcs gostem <3
https://spiritfanfics.com/historia/o-taxista-6619203

agora me digam o que vocês acharam do capítulo <3 nfddfm
até o próximo amores, qualquer coisa to 25/7 no twitter: @kkaebaekyeol


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...