História Friendship for life - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Dra. Caitlin Snow, Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Moira Queen, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Sara Lance, Thea Queen, Tommy Merlyn
Exibições 103
Palavras 2.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me perdoem a demora, vou tentar postar frequentemente.

Amores comentem, quero sujestões para os próximos cap. Então comentem ((:

Boa leitura amores <3

Capítulo 18 - Cap18•


                                         Felicity Smoak

Depois de dois meses resolvemos nos mudar, Sara decidiu mudar a data do casamento não estava conseguindo mais nenhum vestido e sua barriga já estava enorme. Decidiu casar depois que os bebes nascessem. Eu e o Oliver decidimos nos mudar para a nossa nova casa, passamos dias em lojas de decoração, os meninos tinham se mudado uma semana depois que fui conhecer a nossa casa. Consegui uma secretária ótima Nyssa, ela se tornou uma amiga. Thea estava nas últimas semanas, ela me ajudou com algumas decorações na casa nova.

- Amor, cheguei! – Escuto Oliver gritando no andar debaixo. Desço as escadas e vou correndo até ele e dou um selinho.

- Oi amor, como foi na empresa? Desculpa, mas seu filho deu um show hoje, passei a manhã toda enjoada.

- Foi tranquilo, amor. Você está melhor?

- Sim, estava arrumando algumas coisas, adivinha só Cait me deu um jogo de panelas maravilhoso. – Faço uma dancinha com os ombros e ele ri

- Que bom amor, vem cá. – Estendi a mão e nos sentamos no sofá.

- Aconteceu alguma coisa?

- Não, fica tranquila. Só quero ficar um pouco com vocês. – Passa a mão na minha barriga.

Dou um beijo no seu pescoço e me levanto.

- Amor, preciso tomar banho, to um horror. – Ele ri

- Ok, vou daqui a pouco. Tommy chamou a gente para jantar lá hoje, vamos?

- Por favor, sem condições de fazer comida hoje. - Falo rindo

- Ok, vou tomar um banho no outro banheiro pra conseguir descansar um pouco.

Dou um beijo nele e vou para o banheiro. Tomo um banho coloco uma roupa levinha e me deito na cama esperando e fico esperando ele. Oliver aparece com uma toalha enrolada na cintura, me dá um sorriso e entra no closet.

- Amor precisamos ver as coisas do quarto do bebê – Falo folgando uma revista que estava na cômoda.

 Verdade, mas você não quer esperar para descobrirmos o sexo?

- Acho que não vou aguentar, estou ansiosa. Vamos descobrir com quase cinco meses eu acho bê, podemos dar uma volta nas lojas para dar uma olhada nas coisinhas.

- Você que sabe amor, podemos ir no final de semana.

Se deita do meu lado e dá um beijo na minha testa.

- Que horas é o jantar? – Pergunto me deitando sobre seu peito

- 19h30, agora mocinha vamos tirar um cochilo.

 

Já estávamos na casa deles para o jantar, chegamos 10min. depois mesmo morando em frente. Sara estava com o pé parecendo um pão de tão inchado. Os meninos estavam vendo um jogo e nós conversando sentadas no sofá

- Vão fazer o que final de semana? – Cait pergunta se sentando na poltrona na nossa frente

- Vou ver as coisas do quarto do bebê com o Oliver.

- Eu não sei, não tenho nada porque? – Sara fala alisando a barriga

- Podíamos fazer algo né? Nem temos mais tempo pra conversar. – Cait

- Verdade, também sinto falta. Essas mudanças nos deixaram sem tempo isso porque somos vizinhas.

- Gente amanhã é sexta, vamos sair sei lá. Uma volta no shopping depois do trabalho – Cait

- Pode ser, ai fazemos umas comprinhas. – Sara

 Comemos, conversamos e rimos com Tommy e suas pérolas. Eu e Oliver fomos os primeiros a ir embora estava morrendo de sono. Deitamos na cama conversamos um pouco e pegamos no sono.

O final de semana passou rápido. Fui ao shopping com as meninas pegamos um cineminha e depois fomos as compras, no sábado eu e Oliver fomos almoçar fora, passamos em algumas lojas de bebê mas não compramos nada, a noite o pessoal foi assistir um filme em casa com direito a muita pizza e sorvete, já no domingo eu e Oliver praticamente passamos o dia na cama nos amando, fomos levantar já era 16h, tomamos nosso banho, comemos, resolvemos coisas da empresa, assistimos um filme e fomos dormir.

O dia na empresa foi rápido não tive muito o que fazer a maioria das coisas já estavam adiantadas. Avisei Oliver que ia espera-lo em casa. Resolvo passar em uma cafeteria antes de ir pra casa, entro peço meu café e vou me sentar.

- Olha só, futura sra. Queen.

Olho para cima para ver quem é e meu sangue ferve.

- O que você quer Iris?

- Paz mundial, a cura da AIDS. Mas de você é outra coisa. – Se senta na minha frente

- Não tenho tempo pra joguinho, fala logo.

- Que bom, acho ótimo! Você vai largar o Oliver.

Solto uma risada, sem acreditar no que estou ouvindo.

- O que? Até parece.

- Ele vai amar saber que a futura esposa dele tem passagem na policia, como será que ele vai reagir quando souber que desviou milhões do governo e muito mais?

Ela lança um sorriso de canto sarcástico e sinto minha mão começar a suar.

- Você não teria...

- Abusa pra ver se não teria Felicity.

- Me fala o que você ganha fazendo isso? Sério.

- Só de te ver quebrando a cara já é o bastante. Você sempre conseguiu tudo muito fácil se fazendo de ingênua, virou vice-presidente de uma empresa, vai pra cama com o CEO dela e claro está esperando um filho pra dar o golpe. E como eu sei do bastardinho? Não vem ao caso.

- Cala sua boca! – Me altero – Você não vai falar assim do meu filho. E não vou te dar esse gostinho Iris.

- Ótimo – Se levanta e sai me deixando sem reação.

Ligo pra Sara e explico tudo pra ela. Ela está chocada e disse que Oliver acabou de entrar em uma reunião de última hora, assim que termino de falar com ela mando uma mensagem pra ele pra me ligar urgente.

Estou no quarto preocupada e decidida a abrir o jogo com o Oliver antes que seja tarde. Escuto a porta se batendo forte no andar de baixo, me levanto e desço as escadas e logo dou de cara com Oliver segurando uma pasta.

- Oliver...

- Eu nunca ia saber disso não é? – Cospe rude

- Eu ia te contar.

- Quando? Você nem se importou em me contar Felicity. Nos conhecemos a 4 anos, você sabe tudo de mim, eu nem sei mais quem é você. Aliás quem é você? – Praticamente grita e me assusto

- Oliver você está me ofendendo. – Sinto uma lágrima escorrer – Eu não queria mexer nisso, eu ia te contar eu juro.

- Não vem com essa, tudo gira em torno de anos atrás. – Grita, jogando a pasta no chão. Nunca vi ele desse jeito. Dou dois passos para trás com medo. – Sai gente lá do inferno vindo te atormentar aqui, antes eu não entendia, mas agora entendo o seu medo de alguns amigos ou seja lá quem for vir pra cá e se aproximar de mim. Por isso fica me rondando.

- Oliver não é isso, me deixe explicar só te peço isso. Depois você faz o que quiser.

- Explicar o que Felicity? Aliás esse é seu nome mesmo? – Me encara com os olhos cheios de lágrima, ficamos em silêncio nos encarando – Eu não acredito que confiei em você, me apaixonei por uma pessoa que eu pensei que conhecia e agora estou esperando um filho. Isso não pode estar acontecendo.

Ouvir tudo isso foi como levar uma faca no peito e girar. As lágrimas caiam uma atrás da outra e o soluço se fez presente.

- Oliver, não fala assim. Você me conhece sou eu, sempre fui. Só vou te dar uma explicação.

Ele respira fundo e vai pra janela ficando de costas pra mim. Coloco minha mão na barriga e começo andar de um lado para o outro.

- Na época que namorava o Cooper ele me obrigou a invadir o sistema do governo. – Falo sentindo as lágrimas novamente molhar meu rosto. – Precisava apagar algumas provas dos amigos dele que iam a julgamento, se eu não fizesse isso iam matar a minha mãe na minha frente. – Solto entre um soluço e ele se vira, respiro fundo e continuo – Ela tinha sido sequestrada e mantida em um cativeiro deixaram ela sem nada para comer e beber durante horas, só iam solta-la quando depois que eu fizesse o que queriam. Tive que ficar com ele durante esse período, depois que passou não consegui me separar, ele me ameaçou de diversas maneiras. Pra mim tudo tinha terminado quando o peguei na cama com Isabel, pra mim foi um alivio. Sei que agora ele mudou e segue outro rumo, mas não consegui esquecer. Quase perdi a única pessoa que eu tinha no mundo, por um fio eu quase acabei com a minha vida e com a minha carreira. – As lágrimas escorrem entre os soluços e não consigo me acalmar.

Ele me olha por um tempo e tenta se aproximar, mas saio da sala e vou para o quarto arrumo uma mala e decido ir para o meu apartamento. Desço e Oliver me olha surpreso.

- Aonde você vai?

- Pro meu apartamento, preciso de um tempo sozinha.  – Falo de cabeça baixa e tiro a aliança – Não se preocupe vamos ficar bem. – Passo minha mão na barriga.

- Felicitu não...

- Oliver você nem sabe se esse é meu nome, não sabe quem eu realmente sou. – Solto irônica e ele balança a cabeça em negação

- Você tá carregando um filho meu.

- Fica tranquilo não vou te privar disso, ele vai ser nossa única ligação.  – Solto com a voz embargada – Eu sinto muito por não ter te contado antes. Eu preciso desse tempo e você também.

- Nós vamos nos casar Felicity.

- Não mais. Não sei se quero isso. – Pego a mala – Oliver eu te amo, mas não quero fazer uma coisa para me arrepender depois.

- Você não vai! Por favor vamos conversar. Eu estava com a cabeça quente, eu...

- Vai ser sempre assim, nós tentamos fazer o melhor um pro outro e sempre acabamos nos ofendendo e machucando. – Solto sem paciência – Oliver demorei esse tempo todo pra te contar, mas você tem ideia do que eu passei? Chegar ao ponto de ter sua mãe ameaçada de morte na sua frente e qualquer coisa que você fizesse ela não estaria mais ali. Eu não queria ter que mexer nisso, não dessa forma. Eu estava me preparando.

Ele me olha, vai em direção a porta e sai. Sinto meu chão se abrir, me sento no sofá e choro os soluços começam a ficar compulsivos, as palavras rudes dele começam a gritar na minha mente. Me levanto com raiva e passo o braço na estante onde tinha nossos porta retratos e enfeites, começo a gritar e atirar as coisas na parede quando a porta da sala se abre. Sara e Cait me olham assustadas e caio de joelhos no chão, passo a mão a minha barriga lembrando da única coisa que me importa agora, nosso filho. Elas me levantam e colocam no sofá.

- Tempo. – Falo entre um soluço

- O meu amor. – Cait me abraça – Vai dar tudo certo.

- Ele me falou cada coisa, foi horrível. Ele estava fora de si.

- Vocês precisam ficar sozinhos, por um tempo. Respirar um pouco. – Sara fala cautelosa.

- Amiga eu entenda o lado dele um pouco, não deve ser fácil descobrir isso depois de um certo tempo...

- Eu sempre entendo o lado dele, mas será que é difícil entender o meu? Pelo menos uma vez? – Me altero

- Ei calma, não é só você mais, lembre-se disso. Tommy viu ele na rua, disse que nunca o viu tão desligado. – Sara Fala

Escutamos barulho na porta olhamos e Oliver aparece, as meninas logo se levantam e dizem que voltam mais tarde. O cumprimentam e saem.

- Podemos conversar? – Questiona

- Pra que, vai vir me acusar?

- Felicity antes de tudo, você é minha melhor amiga, te contei diversas coisas e falamos sobre nosso passado. Me sinto como se não te conhecesse. – Respira fundo fechando os olhos – Era só isso que me escondia esse tempo todo?

Minhas lágrimas escorrem e assinto. Não acredito que ele está desconfiando de mim.

- Sim – Falo com a voz embargada – Oliver por favor preciso ficar sozinha, vou pro meu apartamento, fique...

- Me desculpe perdi a cabeça...

- Por favor, pelos meus sentimentos por você, não quero falar nada de cabeça quente.  – Ele assente – Bom eu já vou, tchau.

Pego minha mala e saio.


Notas Finais


comentem por favor, amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...