História Friendship for life - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Dra. Caitlin Snow, Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Moira Queen, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Ray Palmer, Roy Harper (Arsenal), Sara Lance, Thea Queen, Tommy Merlyn
Exibições 109
Palavras 2.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não se esqueçam de comentar (:

Boa leitura <3

Capítulo 19 - Cap19


Me deito na cama, choro e acabo pegando no sono. Acordo com o barulho da campainha olho no celular e já são 7h30 da manhã, atrasada pro trabalho mas nem ligo, me levanto e vou atender a porta.

- Vim te ver – Sara fala entrando

Fecho a porta e cruzo os braços

- Estou bem.

- Ótimo, então pode conversar um pouco com o seu noivo.

- Sara, qual parte do “eu preciso de um tempo” você não entendeu? Não vou falar com o Oliver tão cedo, to magoada e se veio pra isso pode ir embora. – Falo irritada e ela fica surpresa.

- Uau! Bom, eu to indo pra empresa quer carona pelo menos?

- Não vou mais tarde.

Ela me dá um beijo na testa e sai.

Tomo um banho, coloco um vestido cinza e meu scarpin amarelo. Arrumo as coisas da e decido tomar café na empresa.
Paro o carro no estacionamento, desço e ativo o alarme. Entro na empresa, subo para o meu escritório e dou bom dia para Nyssa, fico revisando algumas coisas, quando escuto alguém bater na porta.

- Bom dia, vim ver como vocês estão. – Oliver fala com um sorriso e olhar triste.

Minha vontade é de levantar e me jogar nos braços dele. Mas logo as palavras dele começam a gritar no meu consciente.

- Bom dia, estamos bem. Só passamos uma noite fora por enquanto, fique tranquilo. – Tento soar mais fria possível.

- Podemos conversar?

- Acho que aqui não é o local adequado. – Volto meu olhar para o computador

- Amor por favor, vamos conversar.

Sinto meu coração acelerar, fecho os olhos e olho para ele.

- Oliver preciso de tempo, será que é difícil compreender isso? Nossa conversa agora não vai mudar nada. – Solto friamente e ele assente

- Foi a Iris que deixou a pasta, Regina recebeu por mim

- Eu sei. – Falo ríspida

- O que? Sabe como?

- Eu já disse que não vamos ter essa conversa agora e muito menos hoje. – Começo a perder a minha paciência. – Oliver por favor, to revisando documentos que exigem minha total atenção e...

- Está me tratando da mesma forma que eu te tratei.

- Não, não estou. Não chega nem perto, por enquanto estou sendo educada.

- Não queria ter dito aquelas coisas.

- Mas disse! E se quer ver o seu filho bem, se é que você pensa que ele é seu ainda, vai que pense que eu dormir com alguém ou sei lá enfim. Se quer a saúde do seu filho bem por favor me poupe estresse.

- Felicity, por Deus, o que está dizendo? Ele é nosso. Eu jamais desconfiaria disso.

- Será Oliver? – Ele não responde – Bom se me der licença tenho muita coisa pra fazer.

Mexo em alguns papéis.

- Eu te amo você sabe disso. – Fala com a voz um pouco embargada

- Tenha um bom dia Oliver. – Solto ríspida me virando pro computador.

Alguns segundos depois ele sai da minha sala e meus olhos se enchem de lágrimas.

 

Oliver Queen

Chego na minha sala e encontro Sara sentada no sofá alisando a barriga.

- Como foi lá? – Questiona

- Por que acha que eu fui até lá?

- Se eu não te conhecesse poderia até cogitar outras coisas, então pare de enrolar.

- Ela foi um pouco fria, não posso querer que ela me trate normal depois de tudo.

- Exatamente, por isso vai deixar ela sozinha com o tempo dela.

Respiro fundo e coloco as mãos na cabeça.

- Sara acho que fiz merda. Ela disse que não sabe se quer mais se casar.

- Ela está chateada Oliver e não é pra menos que mulher não ficaria? Você pelo menos se colocou no lugar dela quando te contou toda história?  Se imaginou ouvindo tudo o que disse pra ela sem dar uma explicação?

Vou em direção a minha mesa e me sento na cadeira.

- É horrível isso.

- Oliver a Fel já passou por tanta coisa, desde que a conheço, isso que ela está vivendo é um sonho. Construir uma família, casar e ter um ótimo emprego. Eu a conheço bem e sei que ela estava se preparando para te contar, ela não ia esconder isso de você pode ter certeza.

- A Iris que deixou essa maldita pasta aqui.

- Eu sei, a Fel me ligou desesperada. Elas se encontraram e a maldita a ameaçou com a ficha criminal, se ela não se separasse de você. E foi o que aconteceu. Ela queria falar com você, mas você estava na reunião com o conselho.

- Porque ela não me disso isso?

- Faria diferença? Aliás você deixou?

Balanço a cabeça negando

- Então... – A interrompo

- Sara o que eu faço?

- Dá espaço, quando ela pede isso o melhor a fazer é aceitar. Você a conhece muito bem.

- Quanto tempo isso vai levar? Não suporto ficar longe deles.

- Oliver eu não sei, ela está magoada. Só aceite, não pressione.

Assinto e ela dá um sorriso de canto

- Ollie, ela te ama muito não se esqueça disso. Com tempo tudo volta ao normal

- Eu sei, também a amo.

- Bom vou indo, qualquer coisa me chama. – Fala se levantando do sofá

- Ok – Ela vira de costas – Sara obrigado.

Ela me olha e dá uma piscadinha e sai.

 

Felicity Smoak

Faz quase dois meses que eu e Oliver estamos separados, evitei ir a casa das meninas elas sempre aparecem no apartamento. Blog de Starling já publicou que estamos separados desde então as notícias não param, perguntaram para o Oliver sobre mas ele não respondeu ou seja ficou no ar. Os funcionários na empresa no começo olhavam como se fosse coisa de outro mundo. Eu cogitei sair da empresa mais Oliver não deixou, ele não confia em ninguém e a empresa é importante pra ele, só por isso aceitei ficar. Fui na consulta do bebe e não consegui descobrir o sexo, infelizmente. Sara está no oitavo mês e Thea está pra ganhar o bebê essa semana. O casamento da Cait é daqui a 15 dias, ela está nos deixando louca, minha mãe surtou por causa da nossa breve separação, cogitou vir passar uns dias aqui comigo mas não deixei.

Meu celular toca na mesa e atendo

- Oi mãe, ia te ligar mais tarde.

- Oi bebe, tudo bem por aí?

- Sim estamos bem e você?

- Estou bem meu amor, você e o Oliver voltaram?

- Ainda não mãe. – Sinto um nó na garganta

- Filha você já ficou tempo demais afastada, ele deve estar sofrendo tanto quanto você, não me entenda mal bebe, eu sei o que aconteceu. Mas tente entende-lo por um momento, eu também ficaria assustada e nervosa, ele praticamente te entregou a empresa de bandeja e depois aparece essa ficha. Qualquer um surtaria, mas ele te conhece e pelo o que você me contou ele te ouviu e não disse nada, ele precisava de tempo pra digerir tudo amor. Então não perca mais tempo deixando aquele gatão te esperando, conversem e tentem esquecer isso.

Respiro fundo e apoio meus cotovelos na mesa.

- Mãe e se ele não esquecer e se tudo acontecer de novo?

- Filha converse com ele. Você saiu de casa sem nem escutar o que ele tinha pra dizer.

- Eu te amo mãe, obrigada.

- Vai atrás do seu amor bebe, não fique esperando essa mágoa passar. Ela vai se curar sem ao menos você perceber.

- Já saiu boatos do fim do nosso noivado e que ele está solteiro de novo.

- Eu vi amor, mas ele e nem ninguém confirmou isso, então são só boatos. Não ligue pra isso vá ser feliz. Relacionamento tem isso, nem sempre vai ser um mar de rosas e nem sempre vai poder ficar quase dois meses fora, tem que enfrentar.

- Eu já disse que te amo né?

Ela ri e começo a rir junto

- Eu sei filha, também amo você, tento te ligar mais tarde ok?

- Tá bom mãe, beijos.

Me encosto na cadeira e fico pensando em tudo o que minha mãe disse. Boca de mãe é uma coisa e se ela está dizendo, prefiro não correr riscos. Saio da minha sala decidida, entro no elevador e quando saio Regina me olha assustada. Eu não subia aqui desde que nos separamos.

- Oi Fel posso ajudar?

- Oi, pode sim. Avisa o Oliver que tem uma pessoa importante querendo falar com ele, não diga que sou eu.

- Ok. – Ela disca o ramel – Sr. Queen, tem uma pessoa importante aqui que deseja falar com o senhor.. Não nada marcado, o senhor tem 1h livre antes da reunião.. Tudo bem. – Fel ele pediu pra você entrar.

- Obrigada, não precisa me acompanhar, ele vai desconfiar. – Ela sorri

A porta está entre aberta, ele está com os olhos vidrados no computador, entro na sala e ele logo se vira pra mim.

- Oi, podemos nos falar daqui a pouco? Tem uma pessoa querendo falar comigo e nem sei quem é.

Vou até ele e o levanto, olho em seus olhos e o beijo. Nosso beijo é de urgência, paixão, saudade. Ele me puxa para colar nosso corpo. Sinto uma lágrima escorrer pelo meu rosto e me afasto.

- Droga de hormônios. – Falo limpando o rosto e ele sorri. Nos encaramos por alguns segundos e levo minha mão ao seu rosto. – Senti tanta sua falta.

Ele me puxa pra um abraço.

- Eu também, você não sabe o quanto.

- Podemos conversar? – Questiono, saindo do abraço

- Sim, senta ali – Aponta pra cadeira.

Ele se ajeita na sua cadeira, respiro fundo.

- Oliver porque não confirmou o fim do nosso noivado?

- Porque não terminamos, se toda briga cogitar em separação não sei nem o que dizer.

- Porque se afastou?

- Felicity, você me pediu um tempo. Então respeitei.

Assinto.

- Suas palavras me machucaram tanto, quero muito esquecer tudo isso e não pensar que passamos por isso. Mas antes preciso que me fale tudo que pensa sem tirar e nem por.

- Fiquei cego de raiva por ficar sabendo por outra pessoa. Eu estava possesso falei coisas sem pensar, foi de momento. Depois que me explicou fiquei me sentindo um lixo por ter jogado tanta coisa em cima de você, assim que te vi com as malas falando que ia voltar pro seu apartamento, me quebrou no meio. Sai na rua desorientado, encontrei o Tommy ele falava comigo e eu não conseguia escutar nada. – Ele estende a mão sobre a mesa e coloco a minha em cima e ele aperta. – Fel não quero mais saber sobre o seu passado, eu estou com tanto ódio do Cooper por isso e de mim mesmo por ter te machucado. Não consigo imaginar o que vocês passaram na época, deve ter sido um terror eu entendo. Mas estou aqui, nada mais me importa a não ser vocês dois.

Respiro fundo, fecho os olhos e abro.

- Quero voltar pra casa. – Solto e ele me olha surpreso

- Tudo bem, quer ajuda com alguma coisa? – Fala sem jeito

Me levanto e vou até ele e dou-lhe um beijo e retribui.

- Estarei em casa mais tarde. – Arrumo minha roupa

- Estarei esperando. – Abro um sorriso e ele retribui com um lindo.

Me abaixo e dou um selinho nele, quando vou me levantar ele segura o meu pulso.

- Esqueceu isso – Fala abrindo a gaveta e pegando o meu anel na caixinha

- Você estava com ele esse tempo todo? – Pergunto chocada e ele assente – Oliver e se eu...

- Ia continuar sendo seu, somente seu!

Ele se levanta coloca o anel no meu dedo e dou um abraço nele.

- Minha mão ficou até mais bonito.

Ele ri e passo a mão em seu rosto.

- Eu te amo Oliver.

Ele abre um sorriso lindo e me abraça.

- Eu te amo! – Me dá um selinho

- Te vejo em casa, preciso ir. – Sorrio

- Ok, fico aguardando – me dá um beijo na testa e saio de sua sala.

Me sinto flutuando, sei que deixamos coisas em aberto, mas precisava dele, precisava de nós. 


Notas Finais


Gostaram?
Resolvi antecipar um pouquinho a reconciliação deles <3
Comentem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...