História Friendzone - Imagine Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Armxjimin, Bangtan Boys, Bts, Imagine, Imagine Jungkook, Jungkook, K-pop, Você
Exibições 983
Palavras 2.447
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá :3

Voltei com mais uma one shot mesmo não tendo tempo nem para os meus longs imagines huehue

Sou dessas ahshshhssh.

Não tenho muito o que dizer, apenas espero que vocês gostem :3

Boa Leitura szzzz

• Armxjimin

Capítulo 1 - One shot


Fanfic / Fanfiction Friendzone - Imagine Jungkook - Capítulo 1 - One shot

- Eu já entendi pai! - Revirei os olhos rindo enquanto o mais velho enchia meu rosto de beijos.

- Entendeu mesmo ______? - Perguntou segurando meu rosto com suas mãos grandes e olhando em meus olhos.

Meu pai era sempre assim comigo, me protege de todas as formas possíveis, talvez seja porque sou sua única filha. Quando Jungkook virou meu melhor amigo e pela primeira vez o trouxe aqui em casa, meu pai surtou, não aguentou ver um homem além dele e dos meus irmãos perto de mim. Mas depois tudo se resolveu e hoje em dia, meu pai, deseja Jungkook como genro.

E esse era o ponto no qual eu queria chegar! Todos, literalmente, todos, me empurram para Jungkook, porém, aos meus olhos, ele é apenas meu irmão. Não faço a mínima ideia se o mais velho tem algum sentimento por mim e se tiver, desejo, imploro de joelhos para não saber tão cedo. Eu não tenho coragem de jogar o meu melhor amigo na /friendzone/, mas também não tenho coragem de começar um relacionamento com o moreno "apenas" para vê-lo feliz. Eu quero muito que ele seja feliz, todos os dias de sua vida! Mas não ao meu lado. Eu não sou a mulher certa para Jeon Jungkook.

- Filha? - Perguntou meu pai me tirando dos meus pensamentos que me atormentavam à anos.

- Sim? Entendi pai! Ir para a escola e voltar com o Jeon, somente ele. - Bufei e o abracei.

- Feliz dezessete aninhos filha! Você consegue conquistar o amor da sua vida. - Dizia se referindo a Jungkook.

- Arg... - Respirei fundo e saí de casa rapidamente imitando o mais velho. - "O amor da sua vida." "O amor da sua vida." isso me dá vontade de vomitar. - Fiz uma cara de nojo sem perceber Jungkook caminhando nas ruas frias de Busan rumo a nossa escola, ao meu lado.

- O amor da sua vida? - Perguntou arqueando as sobrancelhas enquanto envolvia meu pescoço o aproximando dele.

- É, babaquice do meu pai, não liga. - Revirei os olhos e observei alguns alunos entrando na escola.

- Quem é o amor da sua vida? - Me parou brutalmente e me fez olhar em seus olhos com um sorriso grande no rosto.

- Não tenho amor da minha vida oppa. - Bati de leve em sua testa e vi o brilho dos seus olhos sumirem junto com seu doce sorriso.

- Ahh, entendi... - Soltou um ar frustado. - Ah! Feliz aniversário minha princesa. - Me puxou pela cintura colando nossos corpo, depositou um selar em minha bochecha, mas logo se afastou, entrelaçou nossos dedos indo comigo em direção a entrada do colégio e entramos dando de cara com o Park.

- Jungkook! ______! - Gritou Jimin me olhando e depois mordeu seu lábio inferior, eu juro de dedinho, que eu tive um ataque cardíaco, juro! - Está muito bonita ___… Posso lhe fazer uma pergunta? - Perguntou ignorando totalmente Jeon, me irritei com isso.

- Já está perguntando oppa, o que quer? Diga logo.

- Quero que você se encontre comigo hoje, depois da escola. - Um sorriso malicioso brotou em seus lábios, percebi Jungkook apertar mais minha mão e abaixar sua cabeça.

- Hyung! Ela vai sair comigo! - Se pronunciou Jungkookie.

- Em ______? - Perguntou desfazendo o meu contato com Jungkook e colocando uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha.

- Não vai dar Jiminnie, realmente, o Kookie pediu primeiro. - Falei após me lembrar que Jungkookie oppa já marcara isso dês do mês passado. Percebi um sorriso vitorioso brotar nos lábios de Jungkook que logo me puxou pela cintura para mais perto de si.

- Aman... - Jimin foi cortado pelo som do sinal que ecoou por todo o local. Jungkook me puxou correndo para nossa sala, sem deixar mesmo o ChimChim falar algo, o que eu achei grosseria da parte dele, já que o Jimin sempre fez muito para Jungkook.

- Eu não quero você falando com ele! - Gritou Jungkook parando perto do banheiro.

- Oppa, eu falo com quem eu quiser, você não manda em mim. - Tentava ao máximo regular minha respiração e Jeon o mesmo já que corremos quase um campo inteiro.

- ______… - Sussurrou o moreno ao pé do meu ouvido colando nossos corpos e alisando minhas coxas. Me arrepiei e logo arfei ao sentir os lábios do mais velho em contato com meu pescoço totalmente nu.

- Ya! Kookie pare! Você não é disso! - Aumentei meu tom de voz cada vez mais tentando afastá-lo, empurrei seu peitoral de leve por conta da minha fraqueza. Jungkook parecia ter paralisado percebendo o que fizera.

- Desculpa princesa! E-eu... Não sei... - Abaixou a cabeça e respirou fundo.

- Tudo bem, acontece. - Sorrio de lado e entrelaço nossos dedos o puxando para a sala. - Desculpe o atra...

- Foi tudo culpa minha, eu a fiz demorar mais um pouco antes de vir para cá, me desculpe. - Disse Jungkook ainda segurando minha mão, percebi olhares maliciosos em nós, mas ignorei voltando minha atenção ao professor, que por sua vez, estava entortando sua boca nos analizando, provavelmente tentando achar algum indício de mentira.

- Irei deixar passar dessa vez, mas da próxima, irão limpar a sala e não me interessa quem for o autor do atraso. - Arrumou seu óculos e voltou sua atenção para o quadro enquanto nos sentávamos.

- Posso ir na sua casa às duas? - Perguntou Jungkook sussurrando no meu ouvido, mas não foi qualquer sussurro, foi um bem rouco, que chegou ao ponto de despertar-me algo entre as minhas pernas, fiquei visivelmente arrepiada, isso sem citar no meu coração, que acelerou muito. A voz de Jungkook, sempre me encantara, não só a voz como ele ao todo, seu cabelo sedoso no qual eu sempre fazia cafuné, seus olhos, não tenho palavras para descrever seus olhos, quando se encontravam com os meus, sentia coisas estranhas dentro de mim, sua boca, tão chamativa, gostaria de saber se o gosto de sua boca era doce... Jeon Jungkook sempre mexera comigo, mas, somos apenas amigos e isso sempre seremos.

Que merda, esses pensamentos que sempre me cercam, estou cansada de pensar essas coisas. Eu não amo o Jeon!

Eu não amo o Jeon!

Eu não amo o Jeon!

Repeti diversas vezes para mim mesma, em uma tentativa falha de tentar guardar essa informação, uma informação totalmente falsa. Eu amo o Jeon!

Eu amo o Jeon!

Eu amo o Jeon!

Sentia meu coração acelerar cada vez que eu dizia isso para mim mesma.

- Como assim me ama? - Perguntou Jungkook segurando fortemente meu ombro.

- O-omo! Amo como irmão né Kookie! - Expliquei brincando com a minha mão, para — Tentar — amenizar o nervosismo.

- Entendi... - Soltou meu ombro e se sentou novamente com um olhar, decepcionado. - Enfim, posso ir na sua casa às duas? - Perguntou novamente sentado em seu lugar, atrás de mim.

- Pode sim... - Sorrio para o maior ainda nervosa e volto minha atenção para a aula.

•°•*°•*°•°*• Quebra de Tempo •°*•°•*°•*°•

- Duas horas, você promete que vai estar aqui mesmo? Não quero passar meu aniversário sozinha Kookie. - Fiz um bico e senti o olhar de Jungkook fixamente em meus lábios, ele não dizia nada, apenas fitava meus lábios enquanto mantinha sua boca entreaberta. Limpei minha garganta no intuito de chamar sua atenção, o que funcionara. - Vai?

- Hm... - Murmurou piscando os olhos várias vezes. - ______, eu moro aqui do lado, se eu não for você vai até a minha casa e arranca minhas tripas fora. - Riu e depositou um selar em minha bochecha direita. - Até princesa.

- Até! - Gritei vendo-o se afastar. Entrei  casa bufando e jogando minha mochila no sofá. - Só o que me faltava! Jeon Jungkook tentando me beijar! Eu já não sou uma pessoa que controla seus sentimentos muito bem, aí o bocó – Um bocó muito lindo por sinal. – vai lá e tenta me beijar!! Arrrg! - Falava sozinha enquanto subia as escadas em direção ao meu quarto.

Peguei uma roupa confortável e fui em direção ao banheiro, chegando, tiro minhas roupas e as coloco em um cesto de roupa suja, coloco uma música, entro na banheira enquanto coloca sabão na mesma, logo a enchi vendo a espuma cada vez mais evidente. Me deitei e relaxei, hora ou outra brincando com a espuma e rindo sozinha. Esse é o poder da solidão.

Ouvi alguns barulhinhos, mas logo ignorei fechando meus olhos.

– Deve ser apenas o papai ou um dos meninos. - Pensei e comecei a esvaziar a banheira ainda dentro dela.

- Ai meu deus! - Disse Jungkook com os olhos arregalados me observando.

- J-Jungkook!! - Tentei achar a toalha mas não conseguia e ele não tirava os olhos de mim. - Vira!

- Eu já vi! Não faz diferença você tentar tampar... Você é linda. - Dizia se aproximando de mim. Me levantei rapidamente ainda com minhas mãos tampando – Quase. – tudo. - ______, eu sei que não é a melhor hora, mas eu queria te desejar um feliz aniversário e dizer que... - Repremiu seus lábios e abaixou a cabeça.

- Que...? - O encorajei.

- Eu te amo. Dês da primeira vez em que coloquei meus olhos em você, toda noite antes de dormir eu rezo, para que deus te faça minha, eu penso, como seria o gosto dos seus lábios, como você reagiria a cada toque meu, se você me ama como eu te amo. Hoje, na sala, você me disse que me amava como irmão. Então, eu sou capaz de pecar e cometer incesto por você, pelo seu amor, ______ eu te amo, com todas as minhas forças, não sei descrever o tamanho do meu amor por ti - Dizia chegando cada vez mais perto, logo colando nosso corpos - e se você não me amar assim como eu te amo, sabe, tudo bem... Eu não deixarei de ser seu ami...

Sem pensar duas vezes, o interrompi e coloquei minha mão em sua nuca o puxando para um beijo necessitado, pouco me importava agora se eu estava nua e se ele tinha parado o beijo apenas para tirar suas roupas também.

Espera...

ELE ESTÁ TIRANDO SUA ROUPA?!

- JEON! COLOCA ISSO! - Gritei segurando seus braços para não tirar sua box branca, na qual já mostrava claramente sua ereção. Era muito grande, meu deus. Arregalei meus olhos e olhei para cima corada.

- ______… - Jeon resmungou no meu ouvido e voltou a colar nossos corpos. - Nós vamos apenas brincar. - Sussurrou em meu ouvido.

- Kookie eu te amo, mas estamos passando dos limites.

- Já falei ___, vamos apenas brincar. - Sorriu de forma maliciosa e atacou meus lábios de forma selvagem, explorando cada canto da minha boca, apenas deixei o maior ditar os movimentos enquanto sentia seus toques pelo meu corpo, direcionei minha mão até seu membro e comecei a acariciar de forma lenta o vendo gemer em meu ouvido. - _______… - Deu um forte aperto em minha bunda e sem muita pressa, direcionou sua boca até meu pescoço, distribuindo mordidas e beijos alí.

Eu não acredito que vou perder a minha preciosa virgindade em uma banheira com o meu melhor amigo.

Porra…

Foda-se.

Fechei meus olhos e percebi que Jungkook deixara meu pescoço de lado e sua respiração estava muito próxima ao meu seio direito, arfei o sentindo tão perto e o mesmo, sem pensar duas vezes, começou a dar algumas mordidas – De leve, claro. – hora ou outra, chupava, tudo isso enquanto estimulava o outro. Trocou de seios e fez o mesmo no outro, enquanto eu gemia cada vez mais agarrando seus cabelos já encharcados de suor.

Nos separei, direcionei minha cabeça para o seu membro, o tirei de sua box e arregalei os olhos.

- Kookie, eu não consigo… Eu não sei fazer isso. - Respirei fundo e me levantei o vendo tirar totalmente sua box.

- Não tem problema princesa, você vai fazer isso tantas vezes comigo que hoje irei deixar passar. - Sorriu e me sentou na banheira vazia, direcionou sua boca para minha intimidade e começou a "brincar" com meu clitóris, segurei com força as bordas da banheira e mais uma vez me deixei levar por seus toques.

Jungkook sem muita cerimônia penetrou um dedo em minha intimidade e fez movimentos indescritíveis enquanto eu gemia descontroladamente.

- Kookie… - Mordi meu lábio inferior para – Ou tentar. – parar de gemer já que meu pai poderia estar em casa.

Logo Jungkook penetrou mais um dedo e sua língua também, o que me fez arregalar os olhos, mordi ainda mais o lábio – Que já começara a sangrar. – e segurei seus cabelos mais uma vez no dia.

- Jungkook, ah... - Gemi chegando ao meu limite e o vendo lamber tudo.

- Shhh princesa, não podemos fazer muito barulho. - Me beijou colando nossos corpos. - Desconte sua dor arranhando minhas costas, tudo bem? - Concordei com a cabeça, coloquei minhas mãos em suas costas, o senti me penetrar, arranhei suas costas e percebi que o mais velho estava parado dentro de mim, esperando eu me acostumar, enquanto beijava toda a área do meu pescoço.

Logo me acostumei e mexi um pouco minha cintura em uma forma de dizer que já podia ir, Jungkook começou com estocadas lentas, pra ter certeza se eu me acostumei mesmo, joguei minha cabeça para trás e fechei os olhos sentindo a onda de prazer que o mais velho nos proporcionava.

- Mais rápido Kookie... - Sussurrei em quase um gemido, sem pensar duas vezes, Jungkook acelerou os movimentos e logo estava acertando meu ponto sensível me fazendo revirar os olhos de prazer. Já esquecendo que tinha pessoas em casa – Ou não. –, soltei gemidos altos e com Jungkook não foi diferente, porém mais baixo enquanto apertava ou dava alguns tapinhas em minhas nádegas. Com o cheiro de sexo já presente, chegamos ao ápice juntos após algumas estocadas.

Regulamos nossas respirações depois de alguns beijos e carícias, então Jeon ligou novamente a banheira, tomamos um banho divertido, brincamos e sorrimos o tempo todo.

- Kookie, eu te amo. - Falei sem pensar enquanto me enxugava.

- Eu também te amo, muito. - Sorriu mostrando seus dentinhos de coelinho e me abraçou por trás. - Olha... - Continuou beijando meu pescoço. - Não tenho nada aqui e não é uma ocasião muito boa, mas, aceita namorar comigo?

Eu sou a mulher certa para Jeon Jungkook.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :3

Caso alguém aqui esteja lendo algo escrito por mim pela primeira vez e se interessou na minha forma de escrever, saiba que eu tenho mais quatro histórias, duas "one shots" e dois longs imagines.

Desculpa se tiver algum erro e pela minha falta de empolgação, estou realmente cansada.

Enfim, espero que tenham gostado :) se sair um próximo, provavelmente será do Hoshi meu mozão :3

xoxo *-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...