História Friendzone - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bottom!jimin, Bottom!jungkook, Bts, Jikook, Jimin Seme, Jimin Uke, Jungkook Seme, Jungkook Uke, Kookmin, Namjin, Taeyoonseok, Top!jimin, Top!jungkook
Visualizações 56
Palavras 4.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hellooooo, gostosos, tudo bom?

O dia de postar fic é sábado, porém, to muito feliz, finalmente férias para nossa alegria <3

Então, como estava com esse capítulo adiantado, aqui está~

Boa leitura!

Capítulo 14 - Capítulo 14 - Depois da Tempestade Vem a Calmaria


Fanfic / Fanfiction Friendzone - Capítulo 14 - Capítulo 14 - Depois da Tempestade Vem a Calmaria

O clima no carro estava tão pesado que era capaz de faltar oxigênio para respirar.

Depois de se passar longos minutos com Yoongi naquele quarto, o mais velho conseguiu se levantar e se recuperar rapidamente. Mesmo que não estivesse cem por cento, Yoongi se mostrou forte e eu fiquei mais preocupado dele ter outra recaída. Mas ignorei minha mente e apenas o ajudei a se arrumar para o ensaio.

Namjoon chamou o carro pontualmente assim que eu o avisei que poderia ligar para a revista, Jin me perguntou como estava Yoongi  e eu respondi que iria ficar bem. Não demorou muito para que o carro chegasse e todos entrarem no veículo.

Apesar de querer me sentar ao lado de Jimin, ainda estava preocupado com Yoongi, então me sentei atrás de Jimin com Yoongi ao meu lado, que só olhava para a janela. O caminho parecia ainda mais longo com todos em um silêncio mortal. Ninguém se atrevia a dizer nada. Quando chegamos, eu sentia alívio de poder sair do carro, não conseguia me imaginar mais tempo ali.

– Temos que nos preparar o mais rápido possível para o ensaio – se manifestou Namjoon, ele olhava para o relógio pela décima vez desde que saiu de casa.

A equipe da revista estava na porta do local, parecia uma mansão antiga. Às vezes era engraçado pensar em como eles alugavam um lugar somente para tirar fotos.

– Ah, que bom que chegaram! – uma mulher de cabelos curtos se aproximou de nós assim que outros da equipe deram espaço para ela – Eu já estava começando a ficar preocupada, pensei que o ensaio teria que ser cancelado hoje.

– Eu peço desculpas pela demora, houve um imprevisto e então só conseguimos chegar agora – Namjoon falava com calma e um sorriso fraco no rosto – Sabe como é, a pequena reunião na gravadora teve que se estender.

Era incrível como Namjoon conseguia driblar as pessoas com sua lábia.

– Tudo bem, por sorte de vocês, o fotografo chegou agora pouco. Parece que ficou preso no transito, por isso dissemos que não havia problema em uns minutos de atraso – a senhora sorria e parecia aliviada ao contar do atraso do fotografo. Acho que até eu irei agradecer o cara – Venham, a equipe já separou tudo para vocês começarem a se arrumar.

E seguimos a senhora juntamente com a equipe que vinha logo atrás. Todos entraram em um camarim improvisado a céu aberto no jardim daquela casa, os maquiadores pareciam entediados, provável que eles tiveram que esperar muito para nós chegarmos. Pegávamos nossas roupas com nossos nomes etiquetados, nem parecia que o que havia acontecido mais cedo existiu, tudo estava calmo pela primeira vez naquele dia.

Logo as coisas voltaram ao normal. Namjoon parecia mais calmo, Jin o ajudava a se arrumar já que ele era desastrado com a ordem das vestimentas, Yoongi parecia estar mais confortável pois conversava com Jimin e o resto da equipe que sobrou ali. Taehyung e Hoseok conversavam, mas pareciam estar quase em uma discussão. Melhor eu não me meter dessa vez, na última agora a pouco tive que consolar um amigo, não queria consolar mais nenhuma outra pessoa porque minhas forças estavam acabando. E ver mais alguém chorando poderia ser o fim.

Assim que Yoongi voltou de dentro da casa já vestido, parecia até melhor do que a minutos atrás. Estava vestindo uma camisa listrada, uma calça preta simples e um sapato branco bem casual. Eu tinha que admitir que até careca esse filho da puta conseguia ficar bem.

– Parece que você está melhor – falei enquanto chegava perto dele.

– Eu só quero acabar com isso logo e ir dormir – Yoongi respondeu simplista e eu dei risada do seu comentário.

– Você é um dorminhoco.

Mesmo que Yoongi tenha feito mais gracinhas naquele momento, eu sabia que isso era um disfarce para sua dor. Ele estava machucado demais e a última coisa que queria demostrar era fraqueza. Eu o entendia perfeitamente.

– Eu vou me trocar, a maquiadora já vai terminar, então vai para lá também – apontei para onde Jimin estava sendo maquiado – Acho que as fotos vão ser casuais pelo que vi da roupa de todos.

– Que bom, porque eu não estou com paciência para fazer muitas poses.

Concordei assentindo a cabeça. Yoongi realmente estava segurando as pontas ali.

– Já volto.

E entrei na casa, encontrei o banheiro facilmente pelo corredor e me troquei. Minhas roupas também eram casuais, tirando o fato dos meus sapatos serem mais sociais, mas isso não deixava minha aparência estranha. Recolhi minhas roupas e as dobrei. Quando sai da casa, todos pareciam animados, o fotografo já começara a trabalhar com Taehyung, que tirava algumas fotos do mesmo. Provável que ele queira começar com cada integrante e depois as fotos de todos nós. Era sempre assim.

Fui em direção a maquiadora, que já estava terminando de deixar Yoongi perfeito para o ensaio. Ele se levantou em um pulo, nem queria se olhar no espelho. Não o chamei para não deixa-lo irritado, mas eu queria ter visto como seu rosto ficara. Me sentei logo em seguida na cadeira, a maquiadora sorriu fraco para mim e eu retribui o sorriso. Talvez ela estivesse com vergonha, mas a maioria da equipe em que nós ensaiávamos era animada e faladeira.

Então para me distrair, peguei um utensílio estranho que parecia uma tesoura e soltei:

– Para que serve isso? – perguntei curioso.

A maquiadora olhou para minha mão, ela parecia distraída para escolher a base e o pó que iria aplicar em mim, mas eu estava com medo de ter feito uma pergunta idiota.

– Isso? – ela apontou para o objeto na minha mão e eu assenti – É um aplicador de cílios, eu raramente o uso, mas é essencial ter, nunca sabemos quando precisaremos.

Eu confirmei com a cabeça.

– Nunca tinha visto um... – sussurrei.

– Deve ser porque nunca precisou usar isso ou os maquiadores são excelentes porque isso a gente usa quando não temos muita prática – a maquiadora me respondeu com um pequeno sorriso.

– E você trabalha quanto tempo nisso? – perguntei.

Eu sabia que estava sendo curioso demais, mas eu gostava de falar sobre isso e quanto mais eu falava sobre o assunto, mais eu descobria. Era engraçado como nós inventávamos um monte de coisas para nos deixar bonitos.

– Eu trabalho há 5 anos como maquiadora profissional – me respondeu com um sorriso enorme no rosto – Você é o Jeon Jungkook, né?

Me surpreendi com a pergunta, não que eu costumava responder isso para as pessoas, mas era no mínimo engraçado ela perguntar algo até óbvio já que ela trabalhava em uma revista famosa.

– Sim, sou eu – respondi enquanto sorria de canto.

– Não que eu não saiba quem você é, me desculpe por parecer isso – ela parecia constrangida – É que gosto de me apresentar formalmente, prazer em conhece-lo, sou Yang Mi – respondeu rapidamente e se curvou levemente.

Agora aquilo fazia sentido.

– Prazer, Yang Mi, sou Jeon Jungkook, como disse – me curvei também enquanto sorria aliviado pela situação.

Yang Mi parecia mais aliviada assim como eu, então sorriu de volta e pegou sua maquiagem.

– Bom, vamos começar, se não, serei demitida – ela riu e eu concordei, rindo também.

Fiquei com o rosto imóvel para a maquiadora poder trabalhar, mas ainda continuávamos a conversar sobre a sua profissão, até porque, comentar algo de mim era meio óbvio e a internet já fazia isso muito bem. Quando achei que ainda seria necessário passar mais alguma coisa no meu rosto, Yang Mi me dispensou, dizendo que tinha acabado.

Me olhei no espelho a minha frente e pude ter a certeza que ela realmente era muito boa. Não tinha nem se quer um defeito em meu rosto e minha pele parecia ser mais jovem do que já é. Eu a agradeci e sai de lá, contente pela minha aparência. Me dirigi aos outros dentro da casa, que estavam esperando as suas vezes de tirar as fotos, pois agora Jin e Taehyung estavam sendo fotografados. Até pareciam irmãos.

– Uau, olha só quem finalmente apareceu – disparou Yoongi, que sorria em minha direção.

– Por que demorou tanto, Jungkook? Era para você ter sido o próximo – comentou Namjoon, que antes de se virar em minha direção, estava observando Jin bobamente.

– Ah, desculpe, acho que me empolguei conversando com a maquiadora – respondi enquanto coçava minha nuca constrangido com aquilo.

– Huuum... – Yoongi me dirigiu um olhar malicioso e, por um breve segundo, desejei que ele estivesse mal o bastante para não começar com suas insinuações, mas claro que ele não estava pois soltou: – A Yang Mi? Ela é muito simpática, pena que eu não estava com cabeça para conversar, acho que a deixei deprimida quando a cortei com uma resposta, mas ainda bem que você a animou, Kookie. 

Meu rosto esquentou, eu estava corando. Yoongi conseguia me deixar nervoso mesmo não tendo culpa de nada.

– Ah, que fofo... – Yoongi apertou minhas bochechas quentes – Está com vergonha.

Dei um leve tapa na sua mão, afastando do meu rosto e coloquei uma das mãos em meu rosto. Eu não queria ter ficado assim sem jeito, mas era impossível com as malícias de Yoongi, ao contrário do que as pessoas acham, eu ainda era tímido.

– Já chega, Yoongi. Não está vendo que o Jungkook não se sente a vontade? – meu coração disparou quando ouvi a voz grossa de Jimin banhada de raiva.

Eu acharia sua voz sexy naquele momento, porém, eu estava de queixo caído por ele estar me defendendo de Yoongi, só que seu rosto parecia vermelho também e eu não soube o porque. Yoongi olhou na direção de Jimin com um sorriso de deboche. Ai, ai, aquilo não era nada bom.

– Relaxa, Jimin, só estou brincando com o Kookie. Certo? – ele perguntou virando em minha direção. Eu queria muito saber o que se passava naquela mente maligna.

Respirei fundo.

– Não vamos falar mais sobre isso – respondi finalmente.

Yoongi deu de ombros, não se importando com minha resposta, mas seu olhar foi para Jimin, que parecia que a qualquer hora iria explodir de tão vermelho, Yoongi sorriu e foi em sua direção, cochichou algo em seu ouvido e vi Jimin arregalar os olhos, serrando os punhos. Boa coisa ali não saiu, mas Yoongi fingia que nada acontecia e saiu de perto dele, indo ao lado de Namjoon que dava dicas para Jin posar nas fotos.

Jimin ainda parecia muito bravo e eu queria saber o que Yoongi dissera para ele, mas estava com medo de perguntar. Então fui chegando perto de Jimin aos poucos e quando estava ao seu lado, toquei em seu ombro, o despertando de seus pensamentos.

– Jimin, está tudo bem? – sussurrei só para ele ouvir. Eu estava começando a ficar preocupado.

– Sim – respondeu secamente.

– Jimin, não tente me enganar, eu sei que você não está bem. O que o Yoongi hyung disse? – perguntei diretamente, pelo visto enrolar com Jimin não seria a melhor opção.

– Nada – respondeu secamente de novo.

Já estava começando a me irritar. Era óbvio que tinha a ver comigo.

– Se você não me disser o que é, eu não vou poder te ajudar – comentei simplista, estava tentando conter minha irritação, mas parecia quase em vão depois da sua resposta seca.

Jimin me olhou, seus olhos transmitiam raiva e eu engoli em seco para o que estivesse prestes a acontecer.

– Então não faça nada que é melhor – soltou enquanto me dava as costas.

Eu fiquei ali estático por cinco segundos, ainda não acreditando no que aquele idiota acabara de dizer e fazer ao me dar as costas. Pisquei algumas vezes para saber se aquilo era mesmo real e quando notei que Jimin não estava ali, me virei na direção para onde ele caminhava. Jimin estava pisando duro e bagunçava os cabelos em frustação.

Eu não acreditava nisso. Antes que eu pudesse tirar satisfação com Jimin, Namjoon me chamou e eu fui em sua direção, estava com o maior bico do mundo e irritado.

– Aish, que cara é essa, Jungkook? – perguntou Namjoon.

Tentei diminuir a cara emburrada que eu tinha no rosto, mas foi em vão.

– Nada – foi tudo o que respondi e Namjoon apenas suspirou.

– Tudo bem, sua vez de tirar as fotos, o fotografo acha melhor tirar as fotos naquela janela ali – ele apontou para uma janela enorme de vidro e um banco que tinha ali – Logo será a vez de Jimin, você sabe onde ele está?

Contraí o rosto automaticamente ao me lembrar de Jimin.

– Não sei, acho que ele foi ao banheiro – lhe dei uma desculpa antes que ele desconfiasse que Jimin e eu brigamos.

Era muita dor de cabeça para nosso líder saber disso, ele já tinha problemas suficientes.

– Certo. Suga, vá procura-lo, eu vou precisar falar com Hoseok seriamente agora – Namjoon disparou, fazendo Yoongi dar um pulo e o olhar assustado, parece que eu tinha perdido alguma coisa importante.

– Namjoon, o que você vai dizer? – perguntou Yoongi, claramente preocupado.

– O que acabou de me contar, oras – respondeu Namjoon, que já dava as costas para nós.

Olhei em direção a Yoongi.

– O que você disse para ele que o deixou tão nervoso? – perguntei mesmo já suspeitando da resposta.

– Sobre o que aconteceu de manhã e meus sentimentos por aquele imbecil – Yoongi parecia mais branco que o normal, sua expressão era de horror.

– Você contou para ele? – quase gritei se não fosse pela mão de Yoongi na minha boca para poder falar mais baixo – O que você estava pensando? A culpa não é do Hoseok, ele nem sabia dos seus sentimentos, Yoongi!

Já estava começando a ficar desesperado, eu não sabia o que poderia acontecer e nem como ajudar. Não era momento para ter aquela conversa, o que Namjoon iria fazer?

– Ele vai matar o Hoseok – se pronunciou Yoongi.

– Provavelmente, mas não podemos deixar isso acontecer. Yoongi, vai atrás do Namjoon e não deixe as coisas ficarem piores do que já estão e eu vou procurar o Jimin – disse rapidamente para ele.

– Mas você já vai ser o próximo...

– Eu irei acha-lo antes de posar para as fotos, agora o importante é não deixar que nada aconteça de ruim – disparei em busca de Jimin antes que Yoongi pudesse me dizer mais alguma coisa.

Corri pela casa e fui em direção ao banheiro, Jimin não estava ali. Fui para o grande jardim que havia ali e nada, caminhei novamente pela casa e encontrei Jimin no cômodo da cozinha, onde só havia materiais de fotografia. Ele bebia água em uma garrafa, nem parecia aquela pessoa que estava brava até poucos minutos atrás.

– Eu estava procurando por você – fui em sua direção enquanto tentava recuperar o ar que faltava em meus pulmões.

Jimin apenas parou de beber água e me olhou de cima a baixo.

– Estou vendo que deve ter procurado mesmo. O que houve? – ele perguntou seco, deixando a garrafa em cima de uma mesa improvisada.

– Namjoon mandou você estar por perto pois logo você será fotografado também – o respondi, tentando não ser grosso quanto ele ao perguntar.

O que diabos aconteceu com ele?

– Mas você será fotografado antes de mim... – Jimin franziu a testa, não entendia nada pelo visto.

– Exatamente, então é bom você já estar por lá – o interrompi antes que ele pudesse dizer algo que me deixasse mais irritado, me direcionando para a saída e voltar para o trabalho.

Eu não queria ter sido rude assim, mas não estava mais aguentando Jimin e suas alterações de humor. Jimin me seguiu em silêncio, por mais que eu sentia seus olhos direcionados na minha nuca, eu não me importei. Estava pouco me importando para ele agora.

Cheguei ao cômodo onde o fotografo estava e ele parecia ver as fotos que acabou de tirar. Parecia feliz com seu trabalho.

– Ah, você é o Jungkook, certo? – assenti ao fotografo após sua pergunta – Pode se sentar ali e vamos começar, tudo bem?

Assenti novamente e me sentei no banco onde a luz da janela refletia. Luz natural sempre foi a melhor amiga de uma boa foto e eu soube disso depois de perguntar para um fotografo porque adoravam nos colocar expostos ao sol. Sim, eu realmente era muito curioso.

– Ótimo, agora pode fazer uma expressão mais séria? Isso, assim... E agora uma cara um pouco mais sensual... Ótimo, perfeito...

Eu seguia todas as ordens do fotografo, mas depois eu mesmo comecei a escolher minhas próprias expressões e quando escutava um clic da câmera, mudava de novo. Pelo canto do olho, conseguia ver Jimin me observar fixamente, aquilo me incomodava um pouco, mas já que ele me olhava tanto, aproveitei para seguir a ordem seguinte do fotografo:

– Jungkook, pode se deitar e apoiar os cotovelos no banco? Isso, assim mesmo! Ótimo trabalho...

Por algum motivo, pude ver Jimin ficar surpreso por eu estar naquela posição e eu não pude conter o meu riso. Será que eu estava o provocando daquele jeito sem ao menos me esforçar para isso? Ah, Jimin...

– Isso mesmo! Perfeito, Jungkook – e o fotografo tirou uma foto de mim sorrindo, o que era raro pois eu não gostava de sorrir para fotos como os outros – Você tem um sorriso muito bonito, devia sorrir mais vezes.

E eu corei pela segunda vez daquele dia. O fotografo pareceu não se importar, pois tirou uma foto de mim mesmo com as bochechas ruborizadas e ainda agradeceu o fato de eu ser tímido até com um elogio pois as fãs acham isso muito fofo e aquela foto faria a resvista vender bastante.

Depois de vários minutos ali, pude ser liberado para comer alguma coisa no camarim e esperar o fotografo terminar o trabalho com todos os integrantes. Era a vez de Jimin e ao contrário do que ele pareceu achar que eu ficaria ali com ele, fiz justamente ao contrário do que eu fazia todas as vezes que tirávamos fotos seguido do outro, eu me afastei e deixei um Jimin confuso para trás.

Mas ao contrário do que achei que iria acontecer assim que saísse dali, que seria comer e aproveitar um intervalo, logo escuto vozes próximo de onde eu estava. Caminhei em direção as vozes e me deparei com a cena mais bizarra de todos os tempos. Hoseok, Taehyung, Yoongi, Namjoon e Jin conversavam seriamente e pareciam estar discutindo. Jin e Namjoon estavam sentados em uma poltrona e os outros três em um sofá.

Decidi por fim não atrapalhar os cinco ali, com certeza devem estar conversando seriamente sobre o que aconteceu e podia até imaginar que todos ali, principalmente Hoseok, já sabiam dos sentimentos que Yoongi carrega pelo Jung, até que ouvi:

– Hoseok – gritou Namjoon – Yoongi gosta de você!

– Namjoon! – agora quem gritou foi Yoongi.

Eu não pude me conter e dei risada, e só naquele momento os cinco pareceram notar minha presença.

– Desculpe, mas não resisti – tentei segurar o riso e me conter.

– Ótimo – bufou Yoongi – Era tudo o que eu precisava.

– Por que está rindo, Jungkook? – perguntou Hoseok extremamente chateado pela situação em que se encontrava, também não era para menos, o coitado não sabia de nada e me ver debochando podia pensar em coisas ruins.

– Desculpe, Hobi hyung, não foi por mal – respondi – É que achei engraçado você não saber disso depois do ataque de Yoongi hoje cedo.

– E como você sabia disso? – quem perguntou agora foi Namjoon.

– Eu sempre soube que Yoongi gostava do Hoseok – dei de ombros, como se aquilo fosse óbvio – E soube que Hoseok gostava de Taehyung e Taehyung gostava de Hoseok...

– Espera, você sabia disso? – perguntou Yoongi, indignado – E não me disse nada, Jeon Jungkook?

– E como você soube? – agora quem dirá era Taehyung, surpreso por aquilo tanto quanto os outros.

Droga, eu tinha falado demais. Não vi outra alternativa que não fosse contar a verdade.

– Jimin me contou – respondi num fio de voz, mas todos ali ouviram.

– EU VOU MATAR AQUELE ANÃO DE JARDIM – gritou Taehyung.

– Kim Taehyung, fale baixo! – disse Hoseok, reprovando o mais novo – Alguém pode nos escutar.

– Aqui não é a casa de vocês, seus idiotas – repreendeu Yoongi enquanto olhava feio para Taehyung e apontou para o mesmo – Agora tudo faz sentido, foi por isso que você beijou o Jimin, não é?

Bang.

A guerra estava formada.

– VOCÊ BEIJOU O JIMIN? – gritou Hoseok enquanto levantava em um pulo e olhou mortalmente para Taehyung.

– Ops, falei demais – disse Yoongi.

Ai, meu Deus. Tem como isso piorar mais?

– Gente, por que essa gritaria toda? – chamou quem eu menos queria que chamasse nossa atenção.

Jimin.

Droga, tem como piorar, sim.

– Eu vou te esganar, Park Jimin – disse Hoseok assim que viu Jimin, parecia a ponto de matar alguém e eu me intervia no meio do caminho.

– Você não vai esganar ninguém, Hoseok, se controle! – coloquei uma das minhas mãos em seu ombro – Tudo isso que aconteceu foi antes de Taehyung beijar você, ele só estava confuso pelos sentimentos que sentia por você.

Hoseok me olhou seriamente, nunca o tinha visto tão sério, era raro ele se mostrar tão bravo assim.

– Isso é verdade? – perguntou Hoseok, mas este se virou para Taehyung, que assentiu prontamente.

– Sim, eu beijei o Jimin porque eu queria ter certeza pelos meus sentimentos por você, mas eu não senti nada com o beijo e concluí que eu gostava mesmo de você, Hobi – Taehyung se aproximou de Hoseok e o olhou no fundo dos olhos – Por favor, acredita em mim.

Pude notar Hoseok perdendo as forças, sua armadura estava abaixando e eu achava incrível como Taehyung conseguia fazer isso com tanta facilidade.

– E como Jungkook sabe disso? – perguntou Jin, ele parecia mais confuso que todos ali e eu notei o olhar de todos em minha direção.

– B-Bem, e-eu... hã... – gaguejei, não tinha coragem de me confessar.

– Ele viu o beijo e ficou muito mal com isso – Yoongi se pronunciou e vinha em minha direção enquanto sorria fracamente – Ele me contou do beijo e, em um primeiro momento, eu achei que o Taehyung era realmente um conquistador de corações, mas agora sabendo de tudo, dá para entender o que aconteceu.

Yoongi olhou para mim e senti a culpa me pegar, eu não havia contado para o mais velho o que sabia sobre Taehyung, mas eu não podia, prometi segredo. No entanto, ver os olhos tristes do Min parecia mais doloroso do que quebrar essa promessa.

Todos ali assentiram, tudo parecia fazer sentido para eles e eu só conseguia me sentir culpado. Até alguém quebrar o silêncio e se pronunciar:

– O que me faz pensar agora é: por que Jimin beijou o Taehyung? Ele sabia disso também? – soltou Namjoon, jogando a bomba.

Jimin estava atrás de mim e todos olharam para ele, inclusive eu. Suas bochechas pareciam pegar fogo, o mais baixo estava sem palavras pois não imaginava que a situação chegaria a esse ponto. Eu o entendia.

– E-Eu... – ele gaguejou, então forçou uma tossida para ajeitar a voz – Eu sabia que Taehyung estava confuso, só o beijei por isso e nada mais – Jimin olhava para mim enquanto confessava isso e quando nossos olhares se encontrou, ele desviava corando mais ainda – No começo, achei loucura, mas Taehyung parecia realmente desesperado então eu o fiz, mas não fazia a mínima ideia de que Jungkook estava vendo tudo e ainda por cima que tinha sentimentos por mim, eu o magoei demais com isso.

Bang.

Por essa eu não esperava, nem de longe. Agora quem corou foi eu, ainda mais forte que Jimin, que também tinha as bochechas vermelhas. Eu queria me enfiar em um buraco e nunca mais sair de lá, mas ao mesmo tempo queria o encher de beijos, ele estava, de algum modo, se redimindo pelo o que fez sem ter realmente culpa disso.

– Que Jungkook gostava de você, todos sabiam – comentou Jin, que me olhava de um modo afetuoso  – Mas isso deve ter o magoado muito mesmo, eu não sabia dessa história, que grandes amigos vocês são, hein.

Jin acabou reclamando de nós todos, logo Namjoon o acalmou e disse para contarmos tudo o que acontecer entre nós para não dar mais problemas como aquele, depois Hoseok e Taehyng já estavam me pedindo desculpas pelo o ocorrido alegando que era culpa deles tudo isso ter começado. Jimin só me olhava tristonho, pois ele acreditava que a culpa de tudo realmente era dele. Depois de vários pedidos de desculpas e lamentações, eu sorria para todos ali, eles eram os melhores amigos que eu poderia ter.

– Helloooooo – se manifestou Yoongi enquanto erguia os braços chamando a atenção de todos – Alguém esqueceu de que quem está sofrendo mais com essa situação sou eu!

E todos caíram na risada, sem se conter dessa vez. Até mesmo Yoongi riu um pouco da situação, não conseguindo conter o riso.

– Vocês não prestam para nada mesmo – comentou Yoongi, depois das risadas de todos terem cessado, mas ele sussurrou: – Mas amo vocês.

Consegui ler os lábios de Yoongi e me aproximei dele, passei um dos meus braços em seu ombro, tal atitude pegou o mais baixo de surpresa e eu esbocei o meu melhor sorriso, tentando o confortar. Ele merecia apoio agora.

– Vamos dar um jeito de curar esse seu coração de gelo, Yoongi hyung – disse para ele, assim conseguindo um sorriso, mesmo que pequeno, de todos presentes naquela sala.

Yoongi também sorriu para mim, mas não seu sorriso debochado ou irônico, seu verdadeiro sorriso, aquele sorriso que contagia, o sorriso de criança que só Yoongi tinha e eu sabia que logo as coisas iriam voltar ao normal para meu amigo.

– É bom mesmo, Kookie-ah, porque se não fosse por mim, você não teria se declarado para o Jimin – soltou Yoongi e novamente todos pareciam confusos.

– Como assim? – perguntou Taehyung, surpreso.

– Eu também quero saber – disse Jin, curioso.

– Aish, de novo, não – comentei e coloquei minhas mãos em meu rosto – Agora não é o melhor momento.

– Tem razão, vamos ter muito o que conversar hoje à noite – respondeu Yoongi, que passou um dos seus braços em meu ombro assim como eu tinha feito consigo – Vamos logo tirar essas fotos.

Então, todos nós voltamos para o trabalho. Seria a sessão de fotos de todos, o grupo reunido em várias posses. Eu poderia dizer que foi as fotos mais engraçadas e animadas que já tiramos naquela tarde, pois todos pareciam estar em harmonia novamente. Mesmo com todos os problemas para resolvermos e conflitos internos que cada um de nós tínhamos, todos estavam felizes e sorridentes naquele instante.

Eu queria poder congelar o tempo por alguns minutos e apreciar a família que eu tenho naquele momento.

 


Notas Finais


MANOOOOOOOOO

Essa frase do Jungkook no final, tocando 7 years aqui na minha playlist, me fez chorar, scrr

Esse capítulo teve treta Jikook, treta entre integrantes, treta pra lá, treta pra cá, senhor, mas tudo no final deu certo, não é? Isso que eu chamo de família (。♥‿♥。)

Para quem está se perguntando o que irá ser de Taeyoonseok, caaaaalma que tem muito o que rolar! E vcs sabem pq o Jimin ficou bravo com o nosso Kookie, né? Me digam que ficou óbvio (/ε\*)

Vou dar uma dica: começa com "c" e termina com "iúmes" heuheuheuhe

Cês viram a capa nova? To xonada, não sou a melhor com banners, mas tento né, isso que importa~

Vcs tão ligados que eu postei fic nova, né? Já leram? Se não, corre lá, postei capítulo lá também hihi <3

Link: https://spiritfanfics.com/historia/desejo-concedido-9363179

Até semana que vem, seus lindos e bom final de semana!

Bjs (_ε_)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...