História From children to monsters. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Abandono, Alice, Novo, Órfãos, Original
Visualizações 2
Palavras 629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Sobrenatural
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Ghost shop


Fanfic / Fanfiction From children to monsters. - Capítulo 2 - Ghost shop

- Alice! Alice, você não pode comer ele! _ um menino, aparentemente adolescente tira um rato da garota.

- Calma, Joh, eu só estava com fome. A culpa não é minha se você demorou com a comida! _ diz a menina meio zangada.

- Tá, ok, eu sei que me atrasei. Mas trouxe sua comida favorita. _ ele diz guardando o ratinho no bolso.

- Tá desculpado. _ diz a garota com uma voz fofa e angelical.

- Mas eu não pedi desculpas! _ ele responde rapidamente, afim de implicar com a menininha.

- Está me perdendo aos poucos! _ fala a garota com uma intenção de fazer o outro rir.

O garoto revira os olhos e coloca uma lata de sopa com bacon sobre uma fogueira que aquecia o local, logo depois abrindo ela é colocando em duas tigelinhas improvisadas.

- Joh… Acha que temos chance… Tipo… De voltar? _ perguntou a menina meio triste _ Desidi ir…

- Realmente? _ perguntou o menino tão animado, que até esqueceu da pergunta da garotinha.

- Talvez… Acho que lá seja “o meu lugar”... Mas… Ah, deixa! Vamos jantar.

Eles jantaram, e logo, sem nem dar descanso, já foram logo andar de novo. Andaram até chegar em um lugar que parecia mais civilizada do que todos os lugares que já viram.

- Joh, comida _ disse a menina toda animada.

- Já quer comer de novo, Baleia? _ Joh falou, depois deu uma risadinha.

- Não, idiota! Aquilo! _ ela aponta para uma lojinha. Era bem velha, parecia que tudo que tinha lá já tinha vencido há muito tempo.

- Uau! Está com sorte, Alice _ ele pega a garota no colo e entra na lojinha.

Por sorte deles, as coisas alí estavam na validade boa. Mas tinha uma coisa ainda melhor. Se tudo estava com validade boa, significa que ainda tinha humanos alí. Talvez não muitos, mas tinha!

- Joh… _ Alice chama o rapaz e aponta para algo… Era verde e brilhoso.

- Alice… Vamos sair daqui!

Ele agarra a mão da garotinha, e tenta puxa-la para trás, mas se depara com um rastro verde, gosmento e brilhoso. Em silêncio, mas rapidamente, tira os objetos que estavam entre prateleiras juntas, eram grande o suficiente para caber os dois. Eles entram e deitam na prateleira e se cercam com os objetos, deixando alguns buracos pequenos para respirarem e outra para ver o monstro.

O monstro parecia um dragão-de-komodo, só que com uma mistura de morcego, ele parou colocou a língua para fora, como se tentasse comer o ar, como se o oxigênio fosse algo novo para ele. Ele ficou cheirando e cheirando, mas os cheiros dos produtos não deixava ele cheirar direito, quando finalmente se convenceu que alí não tinha humanos, saiu da loja, deixando o caminho livre para Joh e Alice. Joh tira o ratinho de seu bolso e o coloca em um pedaço de queijo, os dois vão pegando alimentos e colocando em uma mochila, depois pegando coisas básicas para sobreviver, como fósforos e casacos novos para eles, já que os deles estavam rasgados.

- Você precisa disso? _ perguntou Joh, se referindo ao casado.

- Sim, ou quer que eu morra? _ respondeu a menina.

- Não seria uma má ideia! _ disse o rapaz e depois deu uma risadinha.

Alice bufou de raiva e revirou os olhos. Os três saíram da lojinha, olharam ao redor, mas não tinha nenhum sinal de energia e nem de vida, estava tudo quieto e escuro.

- Cara, essa é única vez que eu odeio morar em uma cidade grande _ comentou Alice.

 Iriam acender o lampião que carregavam, mas já estava tarde. Montaram um lugarzinho para dormirem, finalmente dormirem, os dois se deitaram sobre um colchonete improvisado e alí tentaram dormir.

- Boa noite, Alice... _ disse Joh, pegando no sono.

- Boa noite, Joh... Te amo _ respondeu Alice, e depois dormiu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...