História From Countryside to City - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Original
Exibições 1
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Mistério
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Este capitulo é narrado na primeira pessoa. (já deixando claro)

Capítulo 1 - O Começo


Meu nome é Vamani Saito,tenho 16 anos e moro com meus avós em uma fazenda afastada da cidade. Com essa idade já deveria estar no primeiro ano do ensino médio,mas pra ser sincero meus avós me ensinam em casa desde que me conheço como gente. Meus pais? Talvez possam ter me abandonado quando pequeno,mas toda vez que pergunto deles aos meus avós sou ignorado ou eles me responde algo do tipo "perguntas desse tipo não mudaram nada da sua rotina".

Hoje era dia 15 de Janeiro e já avia terminado todas as tarefas da casa e do campo,eu estava completamente entediado comigo mesmo,foi quando decidi me levantar daquele chão já varrido por mim mesmo ir até a parte do porão onde meu avô ficava fazendo seus bonecos de madeira com uma pequena faca,era uma escultura mais lida que a outra,poucas de bustos de famosos compositores.
Ao abrir a porta do porão e começar a descer pude ouvir uma conversa quando já estava no quarto degrau:
-Ele já tem idade o suficiente para trabalhar,então tem idade o suficiente para ir pra um colégio.Por favor Haru! Vai ser melhor pra nós também,nosso dinheiro não vai dar apenas com esses bonecos e sua  plantação de flores...-Logo desci toda a escada olhando para os mais velhos com uma expressão meio confusa.
-Eu vou para um colégio na cidade?-eles me olharam e a mais velha disse calma e serena- Eu não sei se devo achar essa historia como algo bom...A cidade é um lugar muito severo com pessoas como nós,as pessoas de lá não tem amor nem a si mesmas e a malicia nelas atrapalha tudo! 
-Bobagem! O garoto já pode sim ir a cidade! O que aconteceu no passado talvez não se repita-o mais velho disse essa ultima parte em um tom baixo,mas deu claramente pra escutar.Ele me olhou dando um leve sorriso em seu rosto todo enrugado-Vamani,você vai sim pra um colégio da cidade e vai ficar na casa de um fiel meu,você sabe que eu e sua vó não vamos viver pra sempre,então...Por favor,faça o seu melhor quando estiver lá-ele disse pegando em minha mão,pela sua expressão achei  que iria chorar,mas meu avô nunca foi de deixar suas lagrimas caírem ao chão.-Amanhã as 7 horas da manhã já esteja acordado,assim que tomar banho ponha a melhor roupa que tiver,as 8 horas da manhã meu amigo vem lhe buscar.
Eu não acredito que aquilo esteja mesmo acontecendo.Dei um sorriso largo de orelha a orelha e soltei a mão do mais velho seguindo ao meu quarto em passos largos para já prepara as minhas coisas,só podia ouvir minha vó falando como já estava realmente crescido.
Ao chegar em meu quarto já peguei a melhor roupa e puis encima de meu criado mudo ao lado da cama pra já me preparar.Peguei o meu velho despertador que já não usava a anos e ja agendei sua programação para 6h30,pois estava muito animado e com certeza minha vó iria ficar me atrasando com o café da manhã. Peguei uma mala e comecei a guardar minhas coisas nela,logo quando fui pegar meu amuleto,o olhei e sorri,ao invés de guarda-lo na mala o puis encima de minha roupa para amanhã,eu costumava dizer que ele dava sorte,mas na verdade ele só era a unica coisa de lembrança de meus pais que ainda estava ali.
-Aish,é amanhã que minha vida vai mudar,eu estou tão feliz-comecei a falar sozinho abracando uma peça de roupa na minha mão,mas no momento não tinha notado o quão retardada aquela cena.
---------------------------------------------------------QUEBRA DE TEMPO-----------------------------------------------------------------------------
Acordei alguns minutos antes ao menos do despertador bater,já acordado tirei sua programação para não acordar meus mais velhos. Me levantei indo até o banheiro e tomando um banho,logo em seguida puis aquela roupa que avia deixado encima do criado mudo,pegando meu amuleto e pondo-o em volta de meu pescoço,o pegando e sorrindo para o mesmo.
Peguei minha mala e fui andando com ela em direção a cozinha,antes de chegar lá no meio do corredor dei de cara com minha vó que sorria em um tom meio triste e me abraçou logo em seguida.
-Vamani,quero que saiba que eu te amo,e se algo acontecer não se esqueça disso...-a mais velha beijou minha testa e me soltou,aquilo me fez parecer uma criança,mas nunca me importei em como a mais velha demostrava afeto a mim-...Já preparei seu café-ela me soltou e foi andando em direção a sala,foi quando desviei o olhar dela e fui até a cozinha,me sentando na mesa e pegando um pão.Antes que pegasse a faca pra passar geleia pude ver um estranho entrando com meu avô pela porta que ficava ao lado do fogão.

-Então esse é o garoto Vamani?-o estranho foi com o olhar até mim e veio me estendendo a mão.Eu apenas dei um leve sorriso e apertei sua mão em um cumprimento.
-Sim,sou Vamani Saito-antes que pudesse falar algo meu avô já comecou a me apressar para tomar o café logo.
Assim que terminei meu café eu fui pra fora pela porta que os mesmos entraram,enquanto o senhor pegou minha mala e foi me acompanhando até o carro-Ah sim...me desculpe,mas eu ainda não sei seu nome-disse meio sem graça e olhei para o senhor.
-Meu nome é um segredo,mas todos me chama pelo meu apelido...Pepper. -ele disse em um tom engraçado logo em seguida rindo q guardando as coisas no porta malas.
Entrei no carro no banco da frente já animado pensando em como seria a casa que iria ficar,imaginei ela grande e linda,como as dos filmes...mas nem tudo é o que parece.Quando chegamos lá era um apartamento onde parecia uma viela ou coisa do tipo.
Assim que entramos eu pude ver alguns meninos com mais o menos a minha idade no corredor,fiquei feliz porque poderia fazer novos amigos,mas os olhares que caiam sobre mim pareciam de desgosto.


Notas Finais


Espero que gostem,eu vou melhorar com certeza ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...