História From darkness to love - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Hyuyeon, Jessica, Seohyun, Soosun, Sooyoung, Sunny, Taeny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yoonhyun, Yulsic, Yuri
Visualizações 273
Palavras 4.680
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii^~^

Eu sei que eu demorei muito pra voltar,ainda mais com a fic do jeito que está,mas infelizmente não tenho uma boa desculpa para dar para vocês a não ser a boa e velha preguiça auhsuah
mas espero que me perdoem pela demora u.u

Fiquem com o capitulo e se verem algum erro ou algo sem nexo,eu peço que vocês figam que não viram nada,ok?Ok u.u

Boa leitura^^



Uma gif massa~ para um capitulo tenso u.u (espero que vcs consigam ver^^)

Capítulo 37 - Revelações


Fanfic / Fanfiction From darkness to love - Capítulo 37 - Revelações

POV Jessica

 

Eu não acredito que a minha melhor amiga passou mais de uma semana do outro lado do mundo e não mandou nenhuma mensagem se quer pra dizer que ta bem ou pelo menos viva!Eu tive que cuidar da empresa dela e a mesma nem pra me visitar quando voltou para casa,é isso que é amiga ingrata,também,nunca mais faço nada por ela!

-Jessica,Jessica!-Yuri sai da cozinha chamando meu nome toda animada.

-Fala Yul.-Me ajeito melhor no sofá.Em suas mãos está uma vasilha e em seus lábios um sorriso travesso.-Que isso,amor?-Pergunto curiosa.

-Uva.-Ela diz se sentando um pouco afastado de mim,logo depois ela deita apoiando sua cabeça em meu colo.

-Opa,gosto de uva.-Digo animada.

-Eu sei!-Ela fala animada,uma animação muito estranha pro meu gosto.-To.-Ela me entrega a vasilha,a mesma se inclina para frente e pega o controle que está em cima da mesa de centro.Ela liga a TV e abre a boca me olhando estranho.

-Que foi Yuri?-Pergunto confusa.

-É pra você colocar as uva em minha boca.-Ela diz sorrindo,reviro os olhos e pego uma uva da vasilha.

-Eu mereço...-Digo balançando a cabeça em sinal de negação e jogo  a uva em sua boca.

-Você é a melhor namorada do mundo!-Ela diz mastigando e sorrindo ao mesmo tempo.Passo a prestar atenção na programação da TV enquanto me alimento e alimento a preguiçosa da minha namorada.-Amor,Tiffany falou com você durante essa semana que ela estava na Coréia?

-Não...Ela só falou comigo hoje mais cedo,lembra?E ainda por cima nem pra visitar a gente.-Digo um pouco irritada.

-Taeyeon também não falou comigo durante a viajem...Eu vou matar aquela anã.-Ela diz e jogo mais uma uva na boca dela.-Vou dizer umas poucas e bo- Sem querer acabo por jogar mais uma uva em sua boca fazendo-a engasgar, ela levanta desesperada tossindo horrores.

-Desculpa Yuri!-Digo tentando ajudá-la.-Quem manda você ficar falando demais!-Reclamo tentando ajudá-la,a abraço por trás e aperto seu peitoral.

-C-cal-calma J-Je- Ela tenta falar,continuo a apertá-la ,a campainha começa a tocar desesperadamente.

-JÁ VAI!-Grito.-Desculpa Yuri.

-P-pe-pelo quê?-Ela meio que pergunta.

-Por isso!-Aperto mais forte seu tórax fazendo-a cuspir a uva na parede,a morena cai no chão tossindo feito louca.-JÁ TO INDO!-Grito para a maldita pessoa que ainda toca a campainha.Dou uma rápida corrida para a porta de entrada,quando abro a mesma a fecho desesperada ao ver quem está ali,meu coração acelera.O corpo do Tyler impede de eu fechar completamente a porta.

-Espera Jessica!-Ele pede tentando abrir a porta,não dou ouvidos,forço meu corpo contra a porta.

-Yuri!YURI!-A chamo desesperada.A morena vem ao meu encontro sem entender a situação,mas  quando ela percebe quem está atrás da porta seu rosto adquiri uma expressão surpresa e irritada.

-VÁ EMBORA TYLER!-Ela grita me ajudando a empurrar a porta.-O que ele ta fazendo aqui Jessica?!

-E eu vou saber?!-Pergunto irritada.

-Ué e-

-É serio Jessica!É importante!-O desgraçado diz sem desistir.

-Nada que venha de você me interessa!-Quase grito.

-É sobre a Tiffany!Ela corre perigo,Jessica!-Ele diz,pelo tom de sua voz ele aparenta estar preocupado,impossível,ele deve estar mentindo.-Meu deus Jessica!Deixa eu falar!-Ele pede desesperado.

-Jessica,vamo deixar ele falar!-Yuri sussurra parando de me ajudar a contê-lo atrás da porta.

-E se ele estiver mentindo?-Pergunto.

-Não podemos arriscar.-Ela diz,assinto depois de instantes.Abro a porto e me deparo com um rapaz todo suado e ofegante.-Desembucha Tyler.-Yuri diz projetando seu corpo para minha frente,como uma forme de me “proteger”.

-Jessica,você sabe que eu nunca faria mal a você,não sabe?-Ele pergunta entrando para dentro da minha casa,por reflexo dou um passo para trás puxando a morena para mais perto de mim.

-Não foi o que você fez à três meses atrás.-Digo fria.

-Eu sei,eu estava fora de mim,mas eu nunca te seqüestraria ou te machucaria.-Ele diz me deixando assustada.Como assim seqüestraria?Sinto meu estomago revirar.

-Do que você está falando,Tyler?-Yuri pergunta também assustada.

-O Nichkhun,ele veio até mim com uma historia louca de seqüestro e fugir.-Ele diz gesticulando por nervoso.

-O Nichkhun?!O que mais ele disse?-Pergunto com medo.Sinto um arrepio horrível percorrer o meu corpo.

-Eu não sei,ele está estranho,por que ele seqüestraria a Tiffany?Eles são noivos,mas isso não é importante agora,a questão é que ele chegou a mim alterado e me fez uma proposta de ajudá-lo a seqüestrar a Tiffany e em troca me daria você!Eu não sei o que diabos está acontecendo Jessica,mas tenho certeza que sua amiga corre perigo.-Ele diz tão nervoso e assustado quanto eu,sinto meu corpo estremecer,quase caiu para trás se a Yuri não tivesse percebido e me segurado a tempo.-Jessica,você ta bem?

-Não,obvio que não.-Yuri fala me levando até o sofá,quando me sento ao lado da Yuri,a primeira coisa que eu faço é pegar meu celular em cima da mesa,disco apressada o numero da minha amiga.Tyler senta na poltrona ao lado do sofá.Nada da Tiffany atender,tento mais uma vez e nada,meus olhos marejam,começo a roer a minhas unhas por estar ansiosa.Continuo tentando mas nada dela atender,tento até ligar para a Taeyeon mas ela também não atende.

-Relaxa amor,elas podem estar namorando.-Yuri diz afagando meus cabelos,olho para ela e faço que não a cabeça.-Ok,vamos lá na casa da Tiffany,se atrapalharmos a foda delas,pelo menos vamos saber que elas estão bem.-Ela diz e se levanta,com isso me levanto também,Tyler acaba por fazer o mesmo.-Quando que o Nichkhun lhe falou isso?-Ela pergunta para ele.

-Hoje mais cedo.-Ele diz.

-E por que não disse antes?-Pergunto irritada deixando as lagrimas acumuladas caírem.

-Ué,Jessica,eu tinha que tomar coragem pra falar com você!-Ele se defende.Reviro os olhos e passo a seguir a Yuri,ela pega as chaves do carro em cima da mesa.-Posso ir com vocês?-Ele pergunta.

-O quê?-Pergunto incrédula.

-Pode!-Yuri fala,a olho pasma.-Se o que ele falou for verdade,quanto mais gente melhor.-Apenas assinto.Descemos para o térreo,Yuri e eu entramos no carro dela,já o Tyler entrou no dele para seguir a gente.Passei o caminho inteiro preocupada e assustada.Nichkhun é capaz de tudo,capaz de qualquer coisa para ter o que quer.

Chegamos na rua do prédio onde Tiffany mora,carros de policias parados quase na frente do mesmo junto com uma ambulância,um pequeno aglomerado de pessoas na frente do prédio me faz estremecer,aperto o braço da Yuri forte,sinto meus olhos marejarem,meu corpo treme por medo.Quando ela para o carro desço do mesmo o mais rápido possível,passo  por aquelas pessoas apressada sem nem me importar se estou sendo mal educada ou não, deixando Yuri e o Tyler para trás.Uma faixa amarela envolve o prédio e uma certa parte da rua,ignoro o pedido dos guarda de que as pessoas se afastem,passo por debaixo da faixa,me desvio dos guardas que tentam me impedir de passar,os mesmos fazem uma muralha humana,consigo uma brecha e no meio dessa o que vejo faz com que as lagrimas que estão aglomeradas nos meus olhos desçam descontroladamente.Taeyeon sentada na ponta da ambulância,ela não possui nenhuma expressão,em seu rosto vários curativos,seu olhar é vago quase sem vida.No desespero,não sei como mas consigo me desvencilhar dos braços desse brutamontes policias,corro em direção a ela,a abraço com força sem retribuição.Eu não sei o que aconteceu mas tento passar conforto para a pequena por meio desse abraço e ao mesmo tempo tentando me acalmar.

-T-Tae.-Nos separo o suficiente para encará-la,já ela não faz o mesmo.Agora de perto,percebo o quanto seu rosto está machucado,com alguns hematomas de coloração roxa.Sua blusa está rasgada na lateral e por meio dela vejo vários hematomas em sua barriga.Seguro seu rosto fazendo-a me encarar,ou quase,seu olhar está tão vago que me traz uma sensação de vazio.-Taeyeon,fale comigo.-Peço em um fio de voz,em questão de segundos seu rosto toma uma expressão de surpresa,suas pupilas se contraem,ela segura em meus punhos com certa força transmitindo medo para  mim,ela bate as próprias costas na porta da traseira da ambulância.-Sou eu Taeyeon.-Tento acalmá-la.Ela finalmente me olha nos olhos,suas pupilas se dilatam quase sumindo com o castanho de seus olhos,os mesmos se enchem de lagrimas,seu lábio inferior começa tremer com isso ela morde o mesmo.

-J-jessica e-eu...-Ela começa a chorar,a abraço mais uma vez,sendo que agora ela me retribui.-Me desculpe Jessica,eu não consegui im-impedi-los de l-levá-la...-Ela diz me abraçando ainda mais forte escondendo seu rosto em meu pescoço.-Eles levaram a T-tiffany,Jessica!-Ela fala abafado,tento me conter mas não consigo evitar de chorar ao ponto de soluçar.Eles pegaram minha Tiffany,a nossa Tiffany,minha melhor amiga.-Me desculpe J-jessica,eu te-tentei...-Ela chora e chora junto a mim.

-Jessica.-Escuto a voz da Yuri me chamar.-T-Taeyeon?-A voz dela estremece,me separo da menor e logo em seguida a Yuri a abraça.-O quê que aconteceu,Tae?!-Ela pergunta,me sento ao lado da menor,balanço minhas mão contra o meu rosto tentando controlar minhas lagrimas.Temos que ir atrás dele,não podemos deixar aquele desgraçado vencer!

-N-nichkhun a levou de mim Yul...O quê que eu f-faço?-Ela pergunta desesperado,vejo Tyler conversas com um dos policiais,talvez dando depoimento do que foi lhe proposto pelo maldito a algumas horas atrás.

-A gente vai resolver,calma,Tiffany vai voltar...-Yuri diz afagando os cabelos da menor.Taeyeon apenas assente freneticamente desmoronando no braço da minha namorada.Como ele conseguiu passar pelo porteiro?Droga,tinha me esquecido que para o resto do mundo Nichkhun é o noivo da Tiffany e não o monstro que ele realmente é.

-Taeyeon.-Tyler aparece.Yuri se separa da menor e vem para o meu lado,a mesma me abraça de lado e seca as lagrimas que ainda caem de seus olhos.

-Tyler?-Taeyeon pergunta confusa.-Não já está bom por hoje,não?-Ela pergunta irritada olhando pra cima.

-Ele está do nosso lado Taeyeon.-Yuri diz ficando seria.-É o que eu espero Tyler.-Ela diz o fuzilando.

-Sim,estou do lado de vocês.-Ele diz rindo sem graça.-Eu sinto muito pela Tiffany,mas acredito que você irá tê-la de volta.-Ele diz,Taeyeon o olha surpresa.

-É o que eu espero Tyler.

 

POV Taeyeon

Duas horas depois...

 

Fazem três horas que Tiffany está desaparecida junto ao Nichkhun.Ainda estou muito atordoada com tudo,a maneira que ela foi tirada de mim,estávamos indo tão bem e aí vem esse desgraçado e acaba com tudo!Eu não sei o que vou fazer,tudo que eu mais quero  é encontrar a Tiffany.Juro que se esse desgraçado tocar um dedo se quer nela,eu o mato sem hesitar.Me sinto destruída,como ela deve estar?Será que está viva?Eu desejo que sim...O que eu vou fazer se ela morrer?Eu não acredito que vou perder alguém que amo mais uma vez...

Estou na delegacia para dar um depoimento mais detalhado para os policiais.Yuri,Jessica,a mãe da Tiffany e Tyler,o ultimo contou para mim que Nichkhun fez para ele uma proposta absurda,o que não me surpreendeu em nada,agora espero qualquer coisa desse monstro.O que me surpreendeu foi que Tyler recusou,bom,desde o começo percebi que Tyler era furada,mas parece que ele mudou...

 

A mãe da Tiffany foi informada quase uma hora atrás,foi horrível ver o estado que ela chegou aqui.Ela chorou demais,eu realmente não queria a conhecê-la assim,tentei confortá-la e de certa forma funcionou,até mesmo me ajudou a me acalmar melhor.Ela sabia de tudo sobre o Nichkhun mas por saber que ele é perigoso nunca ousou fazer nada contra ele mesmo tendo um ódio monstruoso sobre o mesmo.

Tyler,eu e algumas testemunhas do carro que saiu apressado do estacionamento privado do prédio da Tiffany demos nossos depoimentos aos policiais,agora que eu estou mais calma consegui detalhar melhor o que aconteceu.Tive que explicar o porque do “noivo” da Tiffany ter seqüestrado sua “amada”,também falei sobre o meu relacionamento com a mesma e contei detalhadamente o que aconteceu ontem a noite já que nesse momento deve ser uma da madruga,foi torturante ter que “reviver” aquela cena mais uma vez.Eu não vou deixar que isso continue assim,eu não vou deixar a Tiffany sobre o poder daquele psicopata.Eu não sei o que vou fazer,mas parada e ficar esperando os policiais fazerem o trabalho por mim não é uma opção.

Me surpreendi quando vi um homem alto entrar na delegacia,ele é o pai da Tiffany.Nunca tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente,mas pelas fotos que a Tiffany me mostrou esse com certeza é o pai dela.É difícil de acreditar que o principal motivo pelo qual Tiffany esteja passando por isso é o seu pai que possui uma falta de caráter imensa.Me controlo para não sair de perto dos meus amigos e avançar nele.Ele anda pelos corredores olhando para os lados até que seu olhar paira sobre a Sra.Hwang. Ele a encara com uma expressão culposa,pelo que eu me lembre ela e ele já se separaram.

-BoA.-Sr.Hwang a chama.Ela o percebe,seu rosto triste se transforma em uma expressão irritada,arrisco dizer de ódio.

-Seu monstro!-Ela vai pra cima dele o estapeando.A seguro impedindo a mesma de descontar sua raiva no senhor a nossa frente.-ISSO É TUDO CULPA SUA!-Ela grita chorando tentando se desvencilhar dos meus braços.

-Eu não sabia que ele iria fazer algo do tipo!-Ele se defende.Ouvir ele falar me dá vontade de deixar a Sra.Hwang ir pra cima dele,mas infelizmente não deixo.-Como eu iria saber que Nichkhun seria capaz de fazer algo do tipo?!-Ele pergunta com os olhos marejados.

-Tem razão,um homem podre como você não consegue reconhecer os seus semelhantes!-A Sra.Hwang fala cuspindo as palavras para o homem a sua frente,ela para de tentar sair de meus braços.

-Boa,não fale a-

-Eu vou falar!Minha filha corre perigo por sua culpa!Você a prendeu nesse noivado doentio!-Ela o interrompe.

-Jessica,tire a Sra.Hwang daqui.-Peço para ela.

-Não Taeyeon.-A Sra.Hwang diz séria.-Eu vou por livre e espontânea vontade,não vou ficar mais um segundo perto desta praga.-Ela diz e eu finalmente a solto.-Aconselho a fazer o mesmo.-Ela se vira a mim e diz,logo depois ela sai.Olho para Jessica e ela assente indo atrás da mãe da Tiffany.

-Posso saber quem é você?-O Sr.Hwang pergunta.Solto uma risada soprada.

-Bom,você é o pai da Tiffany,deveria saber quem eu sou.-Não evito falar em deboche.Esse homem é igualzinho ao Nichkhun,a diferença que ele entregou a própria filha na mão de um psicopata e o Nichkhun é o psicopata.

-Sabe com quem está falando,garota?-Ele pergunta incrédulo.

-Sei o suficiente para saber que o senhor não merece ser o pai de uma mulher tão incrível como a Tiffany.-Digo e ele me olha irritado,eu não estou diferente em relação a ele.

-Diz como se conhecesse minha filha há tempos,bom,mas ela nunca me falou sobre você.-Ele diz.

-Será mesmo?Tem certeza que não foi você que não deu ouvidos a ela?-Pergunto quase rindo cínica.Não gosto de agir assim,mas ou é assim ou na porrada,prefiro ir por esse caminho mesmo.

-Me respeite garota!-Ele levanta o indicador a mim.

-Lembre que estamos em uma delegacia,Sr.Hwang. Pense bem em seus atos.-Yuri fala por mim.Ele me encara furioso.

-Não vai me dizer o que é dá minha filha?-Ele pergunta mais uma vez.

-Namorada,ta bom pro Senhor?!-Pergunto exaltada.Eu sei que estou agindo como criança mas eu também preciso extravasar.Ele me olha surpreso e logo em seguida um olhar incrédulo.

-Impossível!-Ele diz gesticulando bruscamente.

-Impossível?!Depois de apostar a própria filha achei que a palavra impossível não estaria em seu vocabulário.-Digo debochada,seu olhar se torna indescritível,uma pequena veia aparece em sua testa franzida,ele faz menção em avançar para cima de mim.-Nem pense nisso,mais um processo em sua conta não vai ser nada bom.-Digo fria e ele para,me olha surpreso e de certa forma assustado.

-Como voc-

-Faz diferença?Acho que você deveria se importar com sua filha que está em perigo por sua culpa.Eu ser namorada da Tiffany e os seus crimes são os seus menores problemas.-Digo cuspindo as palavras,o homem a minha frente fica perplexo sem dizer nada.-Minto.-Me aproximo do Sr.Hwang o suficiente para ele me encarar diretamente.-Se algo acontecer com a Tiffany,eu vou ser o seu maior problema.-Digo em um tom grave e ameaçador.

 

Treze horas depois...

 

O delegado disse que já estavam procurando por minha mulher pelas ruas de Nova York e pelas as proximidades da mesma.Não tinha mais nada pra fazer naquele lugar a não ser ficar olhando para aquele monstro que diz ser pai da Tiffany.Voltei para casa junto com Jessica,Yuri e a Sra.Hwang,não tinha condições de eu deixar ela sozinha nesse estado.Quando chegamos na casa da Yuri,Sooyoung e Sunny se agarraram em meu pescoço,pensei até que elas não iriam me soltar.Pensei em descansar  um pouco,mas não deu em outra,peguei a chave do carro da Yuri pra sair a procura da minha namorada aproveitando que todos conseguiram descansar um pouco.Não sei quanto tempo perdi  mas no final não deu em nada,apenas serviu para eu poder gritar e desabafar a raiva e o medo que tenho de perder a mulher que amo.Voltei para onde meus amigos estavam pelo comecinho da tarde e sem um pingo de vontade de descansar.As meninas me encheram de perguntas,expliquei para elas que não posso ficar parada sem fazer nada enquanto Nichkhun tem a Tiffany em mãos e deve estar fazendo sei lá o que com ela.Eu nunca vou me perdoar se Tiffany sofrer nas mãos dele.Lá pro meio da tarde recebi uma ligação da policia dizendo que eles possuem uma nova testemunha.Saí junto a Yuri para a delegacia e agora estou aqui surpresa ao ver o pai do Nichkhun.

-Ola Taeyeon.-Ele diz se levantando .

-Ola?-Pergunto surpresa.Ele me ajudou quando eu estava estirada no seu jardim toda arrebentada mas bom,ele é o pai daquele desgraçado.

-Taeyeon,não se preocupe,eu vim aqui para ajudar.-Ele diz em um tom...Acolhedor?

-Como?-Pergunto desconfiada.

-O senhor Horvejkul veio aqui para testemunhar contra o Nichkhun.-O delegado fala e o Sr.Horvejkul assente concordando com ele.

-Testemunhar?A palavra certa não séria se entregar?-Pergunto debochada.Se eu me lembro bem,ele sempre soube do que Nichkhun fez com a Tiffany e agora vai pagar de um dos mocinhos?!Não cola,não comigo.

-Sim Taeyeon,também vim me entregar...Mas a cima de tudo ajudar.-O Sr.Horvejkul  sorri de canto.-Podemos começar?-Ele pergunta,o delegado faz menção em dizer algo mas eu o impeço.

-Ainda não.-Saio da sala onde eles estão e vou a procura do pai da Tiffany,eu quero que ele ouça tudo que Nichkhun fez com sua filha.O encontro sentado mexendo no celular,ele ficou aqui na delegacia desde hoje pela madrugada,mas essa preocupação toda não me desce.-Senhor Hwang.-O chamo,ele me olha de canto mas não me responde,rio soprado.-Estão te chamando na sala do delegado.-Digo e ele me olha assentindo.

-Por que um policial não veio me chamar?-Ele pergunta se levantando.

-Desculpe,mas eu queria ter o prazer de fazer isso.-Sabe,a minha maneira de lidar com pessoas que eu não gosto é usando o cinismo,é um jeito de conter a minha raiva sobre a pessoa.Ele me olha sem entender mas dá de ombros,logo depois seguimos para a sala do delegado.Passo por Yuri,a mesma me olha sem entender o porque de eu estar com o pai da Tiffany,lanço um sinal com o olhar afim de dizer que depois eu explico,ela apenas concorda.Entramos na sala,o pai do Nichkhun me olha surpreso mas logo depois entende o que pretendo com isso.

-Senhor Hwang?-O delegado pergunta arqueando uma das sobrancelhas.

-Sim,ele precisa ouvir isso.-Digo e espero o Sr.Hwang se sentar,com isso me sento em uma cadeira que fica na parede contraria a do mesmo.Eu quero ver a reação dele de camarote.

-Agora sim podemos começar.-O Sr.Horvejkul fala e se senta a frente do delegado.Ele contou tudo,desde a proposta insana que ele fez ao pai da Tiffany depois que o mesmo perdeu naquele  jogo de poker,até o horrível fato de que Nichkhun abusava da Tiffany e como já imaginava,Nichkhun também já fez coisas até piores com outras mulheres,o Sr.Horvejkul contou que apesar de achar o que o filho faz horrível,o ajudava a cobrir seus crimes pois não queria perder o seu único herdeiro e arruinar  o histórico da família Horverjkul.O pai da Tiffany escutou tudo com sangue nos olhos,acho que agora ele percebe a merda que ele fez,na parte em que o Sr.Horvejkul conta sobre o que Nichkhun fez com a Tiffany,eu pensei que o mesmo teria um enfarte,o homem ficou tão vermelho que quase atingiu uma coloração roxa e eu...Eu fiz questão de mostrar o desprezo que tenho sobre ele com apenas o meu olhar e que com certeza ele é o maior culpado nisso tudo.

-O senhor está consciente que será preso por ser cúmplice,não sabe Sr.Horvejkul? -O delegado pergunta.

-Sim.-Ele responde em claro e bom tom.-Mas como um ultimo pedido gostaria de falar com a Taeyeon as sós.-Ele pede

-Seu desgraçado!-Me assusto quando o Sr.Hwang parte pra cima do Sr.Horvejkul.-COMO VOCÊ PODE DEIXAR ELE FAZER ISSO COM MINHA FILHA?!-Os guardas ali presentes o segura para impedi-lo de agredir alguém.

-Eu estou arrependido.-O Sr.Horverjukul fala  abaixando a cabeça.Não importa o quanto ele pode estar arrependido,perdoar é algo muito sério e não se dar a qualquer um.

-QUE SE FODA O SEU AR-

-Eu acho melhor o senhor parar,não estas em condição de julgar ninguém.-O interrompo me levantando.

-Ta feliz?Acha que Tiffany iria querer isso?!-O homem exaltado na minha frente me pergunta me fazendo rir.

-Eu não sou Tiffany,não tenho obrigação de passar a mão na tua cabeça igual ela fez,estou aqui por ela e não pelo senhor,apenas quero que você veja o quanto fez mal a tua filha e o quanto ela foi misericordiosa ao te perdoar,mas eu não sou ela.-Digo firme sustentando seu olhar de fúria,ele faz menção de partir para cima de mim mas os oficiais não deixam.

-Levem o senhor Hwang para fora,ele precisa esfriar a cabeça.-O delegado diz e os policiais o fazem.-Deixarei o senhor e a Kim a sós,depois resolveremos o seu caso.- O delegado fala para o Sr.Horverjkul, ele assente e assim o delegado e o advogado do Sr.Horverjkul saem deixando nós as sós.

-Sente-se Taeyeon.-Ele pede se sentando.

-Por que,senhor?-Pergunto séria e me sentando.

-Não entendi.-Ele fala.

-O que ganha com isso?-Pergunto sem entender.Se ele protegeu aquele desgraçado esse tempo todo,por que agora seria diferente?Isso me deixa com raiva,tamanhos sofrimentos seriam evitados se ele tivesse esse tipo de pensamentos antes.

-Sabe Taeyeon,eu também já fui assim como você...Apaixonado,na verdade ainda sou,minha mulher é e sempre será a minha felicidade,eu queria que meu filho também encontrasse a dele,mas com ele foi diferente,acho que desde criança ele demonstrava ser diferente dos outros,mas não pro lado bom e infelizmente o amor que eu sinto por ele não me faz enxergar a realidade...-Ele começa a falar,entendo se ele estiver desabafando mas o que isso tem haver com minha pergunta?-Eu sei que não lhe interessa,mas minha mulher é incrível,tão boa,justa e amorosa,completamente ao contrario do que esse ogro a sua frente é...-Ele ri nostálgico,acabo por acompanhá-lo.-Eu tinha vergonha do que meu filho fazia e do que eu fazia por ele e por isso eu escondia a todo custo a verdade da minha mulher,tinha medo dela me deixar e com certeza ela iria,então um certo dia ela resolveu fuçar o meu escritório,você sabe,vocês mulheres são bem curiosas...-Ele ri mais uma vez,evito rir mesmo achando engraçado já que também sou uma mulher.-Ela acabou descobrindo junto com alguns problemas da minha empresa...Quando ela veio falar comigo eu fiquei desesperado,ela disse que se sentia decepcionada e que o homem que ela amava não era mais o mesmo,ela me deixou no mesmo dia que Nichkhun agrediu você na festa de noivado dele...Depois de muito tempo pensando e com a falta que minha mulher me trazia,tive uma decisão,durante essa semana  que passou marquei uma reunião com os acionista das minhas empresas,mostrei a eles o que roubei deles e o processo de devolver cada centavo pra eles está em atividade,daqui seis meses provavelmente estarei falido...-Ele ri mais uma vez só que desta vez fraco.É bom saber que ele está correndo atrás de seus erros mas é só o começo de uma longa caminhada.-Ontem pela manhã tive uma conversa com o meu filho,disse a ele que iria me entregar e por conseqüência o entregá-lo também e mais uma vez o amor que eu sinto por ele falou mais alto,ele implorou que eu desse mais uma semana a ele,para poder aproveitar a vida e essas coisas que os jovens fazem,eu fui um idiota ao aceitar,quando vi recebi a noticia de que a Tiffany foi seqüestrada pelo meu filho Nichkhun...-Ele começa a chorar.Me levanto ando até chegar ao lado dele,repouso minha mão em seu ombro.

-Espero que sua mulher te perdoe e que volte para o senhor...Para mim, perdoar é algo sério e é por isso que eu realmente espero que ela te perdoe...Ter dado a iniciativa de devolver o dinheiro dos acionistas e ter vindo se entregar é um grande passo para isso.Não perca a esperança.-Acaricio o seu ombro  e assim vou em direção a porta.

-Taeyeon.-Ele me chama ainda com a voz embargada.-Acha que Tiffany vai me perdoar?-Ele pergunta,me viro a ele,o mesmo já está de pé,ele ainda chora agora mais silencioso.

-A Tiffany?-Pergunto e ele assente,rio ao me lembrar dela.-Ela mesma irá te responder quando voltar para mim.-Digo esperançosa,ele sorri assentindo e eu retribuo.Meu celular toca,tiro-o do bolso,vejo que na tela está um numero desconhecido.-Com licença,tenho que atender.-Peço ao homem em minha frente e mais uma vez ele assente,saio da sala e  me sento em uma cadeira próxima.-Alo?-Pergunto ao que não escuto nada do outro lado da linha.Devem ter ligado errado-

-Ola Taeyeon,como vai?-Meu corpo gela ao ouvir aquele desgraçado falando.

-Nichkhun?!O que você fez com a Tiff-

-Calma minha cara,ele está bem,por enquanto...-Meu coração acelera a mil quando ele fala.Me levanto e começo a caminhar procurando alguém para me ajudar.-Está tão apressada por que Taeyeon?-Ele pergunta e eu paro de andar na hora.Como ele sabe?

-D-do quê você está falando?-Pergunto tentando parecer o menos nervosa possível.Ele ri alto do outro lado da linha,escuto também um gemido de dor.Se for a Tiffany eu-

-Não brinque comigo Taeyeon,você não sabe com quem está mexendo...-Ele diz rindo.Calma Taeyeon,mantenha a calma.-Tiffany,quer dizer um oi?-Escuto outro gemido,sinto meu sangue ferver.

-Nichkhun se você tocar nela,eu juro que-

-Taetae,você não está em condições de fazer muita coisa não,viu?-Ele fala cínico.-Não é Fany?-Mais outro gemido.

-Por favor,não machuque ela!-Imploro.

-Não vou se você não contar para nenhum desses policiais que está falando comigo...-Ele diz,olho para todos os cantos pra ver se alguém não está desconfiando de minha ações.

-Tudo bem,tudo bem,mas como eu vou saber que a Tiffany está bem?Deixe me falar com ela!-Peço.

-Vou fazer melhor...-Ele fala me deixando confusa e preocupada,ele cochicha alguma coisa que não consigo entender.-Olhe para sua esquerda,Tae.-Faço o que ele pediu,nos primeiro segundos continuo sem entender,mas ao que vejo no canto da delegacia,um dos policias segurando um telefone em minha direção discretamente,o que ele me mostra quase me deixa sem chão se a raiva não tivesse me tomado.É a Tiffany deitada no que parece ser um chão sujo com pedaços finos de tecido cobrindo o seu corpo,suas mãos e pés estão amarrados,sua boca amordaçada,ela também está chorando,não sei se ela está machucada,o telefone está muito longe para eu ver mais detalhadamente.Quando eu te achar Nichkhun,eu vou te matar seu desgraçado!

-Nichkhun,você vai me-

-Lembre-se,eu estou com ela aqui e não vai ser esforço algum machucá-la se você me desobedecer.-Ele diz cínico.PORRA!Que merda,agora eu to na mão desse psicopata.Olho para o “policial”,o mesmo passa o indicador pela garganta.Penso em mostrar o dedo para ele mas quem me garante que não tem alguém me filmando.-O que faria pela Tiffany,Tae?

-Que pergunta é essa?!

-Responda.

-Tudo Nichkhun,o impossível por ela!-Digo caminhando para fora da delegacia.Não posso deixar que ninguém me veja assim e piore as coisas.

-Ótimo,já que você já está saindo,vá para o seu carro.-Ele diz,apenas o faço.Chego em meu carro.-Agora entre.-Faço o que ele pede.

-Nichkhun,o que você quer com isso?-Pergunto preocupada.

-Quer ver a Tiffany,não é?-Ele pergunta,escuto algo como um grito abafado do outro lado da linha.

-Tiffany?!-Pergunto apavorada.-Nichkhun,você disse que não ia machucá-la!-Digo sentindo meus olhos marejarem.Como queria ela nos meus braços agora,segura e comigo.Ela deve estar apavorada,é claro Taeyeon!Ela foi seqüestrada!

-É ela que não quer ficar quieta!Mas você não tem opção Taeyeon,agradeça por ela não estar morta nessas horas!-Ele diz rindo.Seu covarde!Desgraçado!Miserável!-Agora,quer ver a Tiffany ou não?-Ele pergunta.

-É claro!-Digo irritada.

-Lhe enviarei o um endereço,vá nele e me espere até as oito da noite.Já sabe,se informar a policia,eu irei ficar sabendo.

-Como eu vou saber que você não vai me matar quando eu chegar lá?!Como eu vou saber se você vai me deixar ver a Tiffany?!-Pergunto desesperada.

-Aah Taeyeon...Se eu quisesse te matar teria feito isso faz tempo,mas respondendo a sua segunda pergunta,você não tem opção,ou é isso ou a Tiffany vai ter que fazer uma visitinha para IU...-Como ele sabe?Que diabos!Droga,esse cara é muito mais esperto do que pensei!-Uuuh,acho que toquei na ferida,né?...Mas enfim,vai ou não?

-S-sim.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Vou nem comentar sobre esse Sobrancelhudo ¬¬

Espero que tenham gostado desse capitulo^^

Olha,eu não sei se devo contar agora ou no próximo capitulo,mas vou contar agora pra vocês se prepararem logo u.u
Gente,a fic ta terminando(Acho que faltam mais dois ou três capítulos...Não sei,com a historia que ta em minha mente provavelmente vai ser só mais dois ou três),eu não sei como falar isso mas acho que não tem muito o que falar...Então pois é,ta acabando...Mas isso não é ruim certo?A não ser que tenha um final triste u.u
QUE FIQUE CLARO QUE PODE NÃO TER UM FINAL TRISTE,AQUIETEM O RABO!

Até o próximo capitulo^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...