História From Fear to terror - Capítulo 2


Escrita por: ~, ~afrosenju e ~Yuuki_Marvell

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 17
Palavras 573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Josei, Luta, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Minha paixão é.....Matar


hoje era uma noite chuvosa que não perdoava ninguém, os ventos eram forte que causava destruição, nesse mesma noite um cara invade uma casa.... não qualquer casa, mas sim das gêmeas, o cara queria limpar a casa ou até fazer uma vítima para satisfazer o desejo de foder alguém, ele entra na casa das gêmeas, e observar a foto das irmãs o deixando com mais vontade de satisfazer aquele maldito desejo, ele começa a andar pela casa, mais acaba fazendo um barulho que poderia levar a sua morte...

Enma acorda e olha para o lado é vê sua irmã dormindo tranquilamente, ela ouve um barulho de alguma coisa caindo no chão e quebrando, ela coloca sua mão de baixo da cama e tira de lá um machado, ela logo se levanta é segue o barulho quando ela chega andando lentamente sem preocupação o tal cara o avista.

homem: Não devia estar dormindo princesa? - diz o homem olhando para ela com olhos cheio de malícia*.

A garota não diz nada, e o cara se aproxima.

homem: Já que você está acordada, você vai ser minha putinha - diz o cara se aproximando é jogando a menina contra parede.

o cara coloca se braço para atrapalhar ela para que a mesma não escapasse, mais ela não fazia nada, e só olhava para o chão e ficava em silêncio ... até que a garota quebra o silêncio.  

 - Putinha *diz ela rindo*  se for para alguém me chamar assim, sera só meu Senpai, só ele deve me tocar é acariciar meu corpo -Logo em seguida a garota deixa visível o machado e passa no pescoço dele, e logo sua cabeça sai rolando pelo chão do seu apartamento.

Enma pega a cabeça do cara é se senta no chão é começa a conversar como ele.

 - acho que fui muito rápida, nem ouvi gritos de misericórdia! *diz ela abraço a cabeça é o sangue começa a escolher na roupa dela*.

Logo em seguida desce a sua irmã gêmea mais normal Kaguya, logo ela se depara com a sua irmã "brincando com aquela cabeça".

AHHHH MEU DEUS!! -grita Kaguya quase tendo um infarto*.

- Oi nee você não devia tá dormindo - diz Enma pegando uma tesoura é enfiando nos olhos do cara.

- POR FAVOR NÃO FAZ ISSO!! -kaguya corre em direção da irmã é puxa ela toda melada de sangue.

- Ç....Ç poxa deixa eu me divertir.....bem isso também não tem graça, ele já morreu -diz Enma jogando a cabeça no chão.

- Divertido! -se assusta.

- Hai! -diz Enma rindo.

- *suspiro* é melhor você tomar um banho! -digo puxando a Enma para o banheiro.

- U....U ok ok....

Logo Enma entra no banheiro é começa a tomar seu banho, então isso Kaguya tava morrendo de medo, só de saber que tem um cadáver na sua casa, ela se aproxima perto a cabeça é fica encarando.

- Ok ok cara que perdeu a cabeça, por favor, não reviva é nem puxa meu pé - diz Kaguya, tentando se aproxima da cabeça.

Logo sua irmã parece andando pela casa, só de toalha é vê o medo da sua irmã.

- Ele não vai puxar seu pé, eu mato ele de novo - pego a cabeça pelos cabelos é jogo dentro do lixo é deixo o corpo aonde tava- amanhã eu te enterro.

Logo as suas sobre para o quarto é vai dormir novamente ....

 

 

Continua.....


Notas Finais


Pessoal desculpa pelo tamanho eu tô sem tempo agora então no próximo cap vou tentar arrumar uma hora para fazer bem grande Arigato! beijos da Nova


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...