História From Hatred to Love - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Bullying, Colegial, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Rap Monser, Romace, Suga, Violencia
Exibições 112
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioioioi meus amores! Outro cap. Deixo nas notas finais a casa de SeulGi tabom??
Ótima leituraaaaaaaa
Kissus

Capítulo 11 - Mudanças e reviravoltas


Fanfic / Fanfiction From Hatred to Love - Capítulo 11 - Mudanças e reviravoltas

Estava quase a passar o portão da escola quando oiço.

- Não se esqueceu de algo? - me virei para trás me deparando com Jimin e fiz uma cara confusa. - Eu preciso ir com você, ou já esqueceu?

- Ah! Pois é.... - falei num tom mais aborrecido do que contente e o mesmo me olhou de lado.

- Sério que você não está nem um pouco feliz por vir morar com Park Jimin? - o mesmo sussurrou em meu ouvido e eu me afastei depois dele falar fazendo uma cara enojada​.

- Depois do que você e seus amigos fizeram comigo... você acha que me apetece ao menos olhar para sua cara? - falei séria e o mesmo me olhou com uma feição sarcástica.

- Ouve menina... respeito, hein? - Jimin falou logo se calando... parecendo querer dizer algo mais mas não disse calando-se por completo fazendo eu arquear uma sobrancelha.

- Como queira...

SeulGi pov's on

Saímos do colégio e ficámos completamente em silêncio, nenhum de nós se atrevia a falar no entento tinha assuntos que queria resolver.

- Jimin? - o chamei pelo facto que seu olhar estava completamente distante... como se estivesse noutro mundo. Poucos segundos depois o mesmo olhou para mim.

- O que foi agora?- o mesmo perguntou friamente rebolando os olhos em seguida olhando para mim. 

- O... que aconteceu verdadeiramente com sua mãe? Para você ter chorado... - perguntei e tentei não olhar em seus olhos pois tinha uma pequena ideia do olhar que ele estava transmitindo. Sem mesmo olhar para sua cara senti os músculos das suas costas ficarem tensos.

- Eu não disse a você para esquecer o que tinha acontecido? - o olhei e reparei que pus o mesmo numa situação desconfortável. 

- Sim, sim. Quando você quiser contar... - falei aumentando o ritmo dos meus passos e ele fez o mesmo. 

Quando chegámos a casa o meu pai abriu a porta e cumprimentou Jimin com uma reverência.

- Jimin, realmente você é a cara de sua mãe. - observo Jimin sorrir e fazer uma reverência a meu pai também. 

- Prazer senhor Kim. Que mansão acolhedora!

Park Jimin pov's on

Quando chegámos à minha "futura casa" reparei que o pai de SeulGi já se apresentava à frente da porta de entrada. Observei rigorosamente todos os detalhes da parte de fora da casa. Era uma casa completamente moderna, um tanto parecida com a minha. Não me admirava o tamanho da casa até porque os nossos pais eram chefes do Hospital mais privilegiado de Seoul.

- Jimin, realmente você é a cara de sua mãe. - oiço o senhor Kim falar e se reverênciar e tento sorrir. Observo SeulGi observar desconfiada mas apenas ignoro.

- Prazer senhor Kim. Que mansão acolhedora. - me reverêncio também. Observo o mesmo a fazer um sinal para entrar e entramos todos.

- SeulGi... A HaGi não vem?- perguntou o sr.Kim. Com que então a HaGi mora aqui também... Isto vai ser interessante.

- Ela tem que fazer um trabalho com uma amiga e acho que vai ficar lá a noite também... - respondeu SeulGi dando de ombros. - Bom eu vou para o meu quarto.

- Filha... apresente a casa para Jimin enquanto a sua mãe ainda não chegou e eu preparo a comida primeiro, está bom? - vejo o sr Kim sorrir e SeulGi afirmar.

Depois dela me apresentar a sala, a cozinha, a sala de jantar, o banheiro e o meu próprio quarto ouvimos minha mãe chegar então fomos em direção ao hall onde encontrámos nossos pais se beijando.

- Que falta de senso... - oiço SeulGi murmurar e eu assenti.

- Acho que depois disso vamos ficar cegos. - Tapei os olhos de SeulGi com a minha mão e oiço a mesma resmungar qualquer coisa. Revirei os olhos e esperamos silenciosamente até eles se darem conta da nossa presença.

- Filho! - oiço minha mãe e tiro minha mão dos olhos de SeulGi. Omma estava completamente feliz, me deixando sem saber o que fazer mas... prometo que não vou facilitar a vida da SeulGi. - SeulGi... que bela que você é!

Narradora pov's on

Quando a senhora Park abraçou SeulGi a mesma sentiu um enorme poder maternal que já não sentia faz anos e anos.

- Muito obrigada senhora Park... tenho de admitir que meu appa tem bom gosto também. - respondeu SeulGi e ambas riram. Os homens... Jimin e o sr Kim observavam silenciosamente a situação até começarem a falar também.

- Que gracinha! - Sra. Park acariciou a face de SeulGi cuidadosamente sorrindo gentilmente. - Sei que ainda é cedo... mas quando quiser me pode chamar de omma, está bom? - sorri e assenti sem saber ao certo o que dizer.

- Jimin! Quando você se sentir preparado também... Me chama de Appa! - disse o sr. Kim sorrindo meigamente mas meio brincalhão também. Jimin arqueou uma sobrancelha e olhou em volta.

- Humm... Isso não vai acont- antes do mesmo acabar a frase o mesmo sentiu o olhar de sua Omma. Então ele repensou e calculou. - Isso não vai acontecer porque.... Eu já o considero meu pai. - Jimin ri tentando acalmando o ambiente que se tinha formado apesar de só querer dizer a verdade. Os sentimentos que Jimin sentia eram inexplicáveis e apesar dele ter boas razões, sua Omma já tinha avançado na vida. A personalidade sensível de Jimin não o deixava esquecer o que tinha acontecido à anos atrás.

SeulGi aproxima-se para ao pé do Jimin e o olha.

- Nunca vi uma pessoa tão falsa como você. - a mesma sussurrou ao ouvido de Jimin mas o mesmo ignorou durante algum tempo.

- Não se preocupe morzinho... - o mesmo sorriu falsamente olhando para SeulGi. - Hum... Eu não quero ser rude mas eu vou arrumar as minhas coisas. - o mesmo falou se retirando e indo para o seu novo quarto.

O resto do dia foi mais ou menos normal. A família Park ainda estava se acostumando com a mudança e a família Kim com a nova família. Jimin e SeulGi ainda estavam completamente desconfortáveis com a ideia e praticamente nem saíram dos seus quartos. Eram mudanças e reviravoltas muito grandes.

(Dia seguinte) 

SeulGi fez a sua típica rotina matinal, acordou, vestiu-se e vai até ao caminho do banheiro. Quando a mesma abre a porta sente um enorme vapor de água espalhado pelo ar e quando concentrou melhor a sua visão reparou num Jimin apenas de boxers, com os cabelos loiros completamente molhados e gotas de água escorrendo pelo seu corpo.

- O que você pensa que está fazendo? - o mesmo grita e SeulGi paralisou.

- D-Desculpa! Para a próxima trança a porta! - Quando SeulGi ia para fechar a porta Jimin agarrou seu braço e sorriu maliciosamente.

- Isso é apenas um pretexto para me poder ver pelado, né? Pena sua que já vesti meus boxers... - SeulGi corou violentamente e se soltou do braço de Jimin fechando a porta em seguida. Quando Jimin saiu a mesma entrou fazendo sua higiene e depois foi para a cozinha para beber qualquer coisa.

- Bom dia! - diz senhora Park beijando a testa de ambos os adolescentes. - SeulGi, Jimin disse alguma coisa de mal a você? Sabe é que ele às vezes é um idiota. - Jimin revirou os olhos e respondeu na vez de SeulGi.

- Não mãe... Eu não disse e nem fiz nada! - o mesmo se sentou, pegou num croissant e num copo de sumo de laranja o bebendo.

- Assim espero Park Jimin! - a Sra Park sorriu e logo voltou sua atenção de novo para SeulGi. - Você não vai comer nada? - a mesma perguntou ao perceber que a jovem só tinha pego um copo de sumo.

- Eu... não estou com muita fome obrigada. 

- Menina, não me diga que está com a mania das dietas! - a mesma perguntou desconfiada. - Me faça esse favor e coma connosco. Fui eu que preparei o comer com todo o amor e carinho. - E mais uma vez.... SeulGi estava a sentir o poder maternal e não conseguiu negar à proposta. Comeu e no fim foi para o colégio e como tinha combinado com o Jimin... por caminhos diferentes para ninguém desconfiar que estavam vivendo juntos.

Quando cheguei ao colégio mais uma vez SeulGi passava e andava pelos corredores muito cautelosamente para ver se não encontrava ninguém até esbarrar em alguém.

- De-desculpa! Eu não vi você.... - disse se deparando com Jungkook.

- Tsk!... - o mesmo ficou desconfortável e a olhou. - Preciso falar com você.

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...