História From Secrets to Love - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Plagg, Tikki
Tags Adrinette, Alyno, Diário, Plakki, Romance
Visualizações 376
Palavras 1.520
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


=)

Voltei pipocas =)

Boa leitura ^^

Capítulo 14 - School Work


Fanfic / Fanfiction From Secrets to Love - Capítulo 14 - School Work

 

 

Marinette on:

 

 

 

Após uma hora, concluímos parte do trabalho na biblioteca, e como estava escurecendo decidimos ir embora.

 

-Você pode ir dormir lá em casa amiga? – Pergunto, precisava falar seriamente com ela.

-Acho que sim, vou ligar para minha mãe. – Diz ela inocentemente.

 

Após concluir a ligação, Alya se vira para mim falando que poderia ir, mas precisava passar na casa dela para pegar suas roupas e objetos de higiene pessoal.

 

-Concluiremos o trabalho amanhã? – Pergunta Nino.

-Sim, mas acho que podemos concluir em casa. – Diz Alya sorrindo maliciosamente.

 

Corei violentamente nessa hora. Me lembrei do nosso quase beijo, portanto, não confiaria tanto em mim quando estivesse sozinha com Adrien novamente.

 

-Então Mari, o que vamos fazer? – Pergunta Adrien.

-P-Pode ser na m-minha c-casa. – Digo gaguejando.

-Tudo bem, o próximo será na minha. – Diz ele com um sorriso de canto. Haveria uma próxima vez?

-Ótimo, vamos indo amiga? – Diz ela me livrando da situação embaraçosa.

-Vamos! – Respondo rapidamente.

 

Após nos despedirmos, Alya me puxa em direção a casa dela.

 

-Alya Césarie.... – Começo com meu sermão.

-Shhhh, aqui não! Espera chegar a sua casa e você me mata... – Diz ela percebendo a merda que tinha feito.

Buscamos as coisas da minha amiga na casa dela e eu liguei para minha mãe avisando que Alya dormiria lá. Em menos de meia hora, chegamos na minha casa.

 

-Olá meninas. – Diz meu pai sorrindo, ele já estava fechando a padaria.

-Oi pai! – Digo dando um beijo em sua bochecha.

-Oiiie Tio Tom! Como vai? – Diz Alya sorrindo abertamente.

-Ótimo Alya. – Diz meu pai assim que terminou de fechar a padaria. – Que tal subirmos? Sua mãe está fazendo um jantar delicioso.

-Já disse que adoroooo as comidas da Tia Sabine? – Diz Alya com os olhinhos brilhando.

 

Subimos rapidamente e encontramos minha mãe fazendo o jantar.

 

-Oooooh cheirinho deliciosoooo! – Diz Alya.

-Obrigada Alya. – Diz minha mãe dando uma risada gostosa, e foi em direção a Alya para abraça-la.

-Terminaram o trabalho? – Pergunta minha mãe.

-Terminaremos o resto amanhã. – Respondo. – Precisa de ajuda?

-Não querida, seu pai vai me ajudar. – Diz minha mãe sorrindo. – Podem arrumar suas coisas, chamo vocês na hora que o jantar estiver pronto.

-Obrigada mãe! Vamos amiga.

-Obrigada Tia Sabine. – Diz Alya sorrindo e me seguindo.

 

Chegamos ao quarto e coloco minha bolsinha em um lugar discreto, para Tikki poder sair sem ser vista.

 

-Me conta tudo amiga, o que eu atrapalhei? – Pergunta Alya curiosa.

-Como sabe que atrapalhou algo? – Pergunto meio irritada.

-Na hora que chegamos você e o teen model estavam corados.

-Você interrompeu o beijo. – Digo meio brava e vejo Alya esbugalhar os olhos.

-VOCÊ S ESTAVAM SE BEIJANDO? – Ela praticamente grita.

-Fala baixo amiga, meu pais podem escutar. – Digo desesperada. – E não foi um beijo.... Foi um QUASE beijo.

-Não acredito que interrompi o começo de tudo.... – Diz ela choramingando. – Me desculpa, nunca vou me perdoar por isso.

-Hey, calma, ta tudo bem. – Digo dando um risinho do drama dela, mas ao mesmo tempo estava completamente frustrada. – Só não sei se vou conseguir ficar sozinha com ele amanhã.

-Hehehe, se quase rolou uma vez, amanhã pode rolar de novo. – Diz ela com um sorriso malicioso. – Me conta, como se sentiu? – Pergunta ela curiosa.

-Nervosa.... – Digo simplesmente. – Senti milhões de borboletas no estomago.

-Mari, que vestido é aquele? – Alya pergunta mudando completamente de assunto, assim que viu o vestido que estava fazendo no manequim.

-Aaah, é apenas o vestido que estou fazendo. – Digo o óbvio.

-Isso eu sei.... Você vai termina-lo hoje, não é?

-Não! – Respondo simplesmente.

-Por que não?

-Por que eu não quero.

-Mas você vai terminar o vestido hoje sim, daí pode ir na casa do Adrien com ele. – Diz ela autoritária.

-Mas....

-Sem mais! – Diz ela me cortando.

 

Dei um suspiro e revirei os olhos, acho que nunca conseguiria vencer uma discussão com ela.

 

-Vou termina-lo mais tarde, satisfeita? – Pergunto com um sorriso de canto.

-Com toda a certeza. – Diz ela devolvendo o meu sorriso.

 

 

 

~QUEBRA DE TEMPO~

 

 

 

-Marizinhaaaa! Acorda, eu já escolhi sua roupa e seu sapato para você ir MARAVILHOSA para a escola. – Diz minha amiga me acordando.

-Já acordei. – Digo com a voz rouca de sono.

-Então levanta, não se esqueça que o seu príncipe encantado vem na sua casa hoje.

 

Isso foi o suficiente para me fazer abrir os olhos por completo.

 

-Meu Deeeeeus! O que eu vou fazer? Alya você tem que me ajudar a retirar as fotos dele da parede. – Digo desesperada.

-Ok, vai se arrumando e eu cuido disso. – Diz minha amiga rindo.

 

Vou para o banheiro e faço minhas higienes pessoais. Após terminar, vou até a roupa que minha amiga escolheu e a analiso.

Alya tinha escolhido uma camisa regata preta e um short cintura alta jeans, com uma camisa branca transparente que ia até os cotovelos para colocar em cima da preta, e por fim, a sandália preta.

Coloquei a roupa e prendi meu cabelo em um rabo. Peguei minha bolsinha de sempre e procurei por minha kwame. A achei em um cantinho meio escondido, comendo seus cookies, e logo entrou na bolsinha discretamente.

 

-Você está maravilhosa! – Diz minha amiga me analisando.

-Graças a você. – Digo a elogiando.

 

Descemos para tomar o café, minha mãe havia ido ajudar meu pai a preparar os pães e os doces da padaria, mas deixou a mesa arrumada para nós.

Tomamos nosso café animadamente, conversando e rindo muito.

 

-Parece que estão se divertindo. – Diz minha mãe entrando na cozinha.

-Estamos sim.... Aliás, obrigada pelo café. – Diz Alya.

-De nada querida. – Diz minha mãe dando um sorriso fofo.

-Mãe, hoje o Adrien pode vir aqui em casa terminar o trabalho?

-Claro querida. – Diz minha mãe dando um sorriso maior do que o normal. – Farei algo beeem gostoso para vocês comerem.

 

Sorri em resposta. Isso era bem típico da minha mãe, ela adorava fazer a visita se sentir em casa.

Após tomarmos o café, eu e Alya fomos para a escola. Chegando lá, fomos direto para a sala.

 

-Vai me contar TUDO o que rolar hoje, me ouviu? – Diz Alya autoritária e curiosa.

-Tudo bem, vou te contar tudinho, eu prometo! – Digo rindo.

 

Logo Nino e Adrien chegaram, fazendo minhas mãos suarem de nervosismo.

 

-Olá Mari, oi querida. – Diz Nino.

-Olá meninas. – Diz Adrien exibindo o sorriso perfeito.

-O-Olá! – Digo gaguejando.

-Eaii teen model! – Diz Alya com um sorriso pervertido, com certeza ela se lembrou de quando eu disse do quase beijo.

-Tudo certo para hoje? – Pergunta Adrien.

-Claro. – Digo, dando um sorriso tímido.

 

Após alguns minutos, a professora Mendeleiev entrou e começou a dar sua chatíssima aula.

 

 

 

~QUEBRA DE TEMPO~

 

 

 

A aula havia finalmente acabado, e eu não poderia estar mais nervosa. Adrien iria direto para a casa, como havíamos combinado. Ele havia desmarcado as sessões de fotos de hoje e de amanhã, para que conseguíssemos terminar o trabalho.

 

-V-Vamos? – Pergunto para ele assim que chegamos a saída da escola.

-Vamos. – Diz ele sorrindo. – Até Nino, até Alya. – Diz ele.

-Até brow. – Diz Nino.

-Bom trabalho, hehehe. – Diz Alya pervertida, me fazendo revirar os olhos.

 

Em seguida, eu e Adrien atravessamos a rua e fomos para minha casa. Chegando lá, entramos pela padaria, encontrando meus pais.

 

-Oi mãe, oi pai! – Digo com um pequeno sorriso.

-Olá Sr. Dupain, olá Sra. Cheng. – Diz Adrien dando um sorriso.

-Como vai crianças? – Meu pai nos responde.

-Olá queridos. – Diz minha mãe amigavelmente.

 

Após as saudações, minha mãe subiu com nós e nos serviu a comida. Meus pais se juntaram a nós para o almoço, e tudo aconteceu sem incidentes. Adrien e meus pais conversavam animadamente. Após terminarmos de comer, subimos para meu quarto para terminarmos o trabalho.

 

-Ahññ.... – Procurava as palavras, mas não conseguia formular uma resposta descente. – Sinta se a vontade.

-Obrigada Mari. – Diz ele sorrindo.

 

Logo começamos com o trabalho, e ao contrário de ontem que ficamos a maior parte do tempo em silêncio, hoje conversávamos e brincávamos a todo o momento. Paramos para jogar videogame por um tempo, e como sempre, ganhei todinhas, fazendo Adrien ficar um pouco emburrado.

 

-Isso não é justo! – Diz ele com um bico.

-A vida não é justa. – Respondo com um sorriso travesso.

 

Após inúmeras partidas, voltamos ao trabalho e finalizamos a parte escrita, agora só faltava o questionário e a apresentação. Como já tínhamos adiantado tudo e estava escurecendo, Adrien decidiu ir embora antes que arrumasse problemas com seu pai.

Descemos e encontramos meus pais na cozinha.

 

-Já vai Adrien? Mas ainda é cedo. – Diz meu pai.

-Já sim, Sr. Dupain, muito obrigada pelo almoço. – Diz Adrien se referindo ao meu pai e a minha mãe.

-De nada querido, sinta-se à vontade para nos visitar novamente. – Diz mamãe sorrindo fofamente.

-Muito obrigada.

 

Após isso, descemos para a entrada e Adrien se virou para mim.

 

-Me diverti muito hoje Mari. – Diz ele sorrindo.

-Eu também. – Digo devolvendo seu sorriso.

-Então amanhã será na minha casa?

-Tudo bem. – Digo sorrindo. – Até amanhã.

-Até amanhã. – Diz ele dando um beijo em meu rosto como despedida, e então seguiu seu caminho.

 

Fiquei com as pernas bambas pelo simples beijo, com certeza essa foi a melhor parte do meu dia.

 

 

 

Continua....

 

 


Notas Finais


=)

Amanhã sai o próximo....
Desculpe pelos erros e obrigada por lerem ^^
Larissa ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...