História Frozen Fractals 1 - Na mira da Vingança - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Frozen - Uma Aventura Congelante, Originais
Personagens Anna, Duque de Weselton, Elsa, Hans, Kristoff, Olaf, Personagens Originais
Tags Ação, Assassinato, Aventura, Comedia, Disney, Drama, Elsa, Fantasia, Frozen, Hans, Helsa, Iceburns, Magia, Mistério, Monstros, Olaf, Originais, Poderes, Romance, Saga, Segredos, Suspense, Tragedia, Vingança
Visualizações 37
Palavras 1.854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Steampunk, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Como vai vcs?
Bom, tenho uma noticia pra dar a vcs... meu celular bichou justamente enquanto eu escrevia um dos capitulos da fic 😭 A noticia boa é que eu consegui recuperar a maiorias dos esboços dos capitulos e a má é que minha memória é igual da Dory e eu me lembro o que estava nos outros kkkkkk Mas não vou abandonar a fic, eu prometo, porém pode acontecer de dar uma parada, mas isso é bem mais pra frente.
Recado dado, vamos a primeira parte desde capitulo. Boua leitura!

Capítulo 6 - O grande dia - Primeira Parte


Elsa tivera uma boa noite de sono e ao acordar pela manhã, se sentou na cama e viu que novamente seu quarto não estava congelado, e sim, com apenas alguns flocos de neve pairando no ar como um grande globo de neve que é balançado e posto depois parado. Ficou por um tempo observando a neve caindo tranquilamente e então a desfez, se levantou e arrumou-se. Desceu e foi em direção a cozinha, Gerda junto com as novas ajudantes já havia preparado o desejum e alguns dos convidados estavam tomando o café da manhã.

— Bom dia Majestade — disse uma moça.

— Bom dia — respondeu com um sorriso.

Elsa avistou Kai e foi em sua direção.

— Olá Kai.

— Olá Elsa — respondeu — Dormiu bem?

— Sim — Elsa olhou para os lados — Viu Anna?

— Creio que ainda não acordou. Quer que mande chamá-la?

— Ah não — falou calma — Eu mesmo irei fazer isso.

— Como quiser...

Elsa virou-se e seguiu novamente em direção ao segundo andar, indo direto para o quarto da irmã.

______Fποζεη_____

Anna dormia tranquilamente quando Elsa entrou no quarto, ela fechou a porta e aproximou-se da cama e cutucou a irmã.

— Anna — chamou — Acorda.

— Me deixa dormir — disse se ajeitando na cama.

— Anna! — Elsa a balançou — É dia do seu casamento!

— Só mais cinco minutinhos...

— Okay...

Elsa foi até a beirada da cama e fez um frio passar por baixo da coberta de Anna.

— AAAAAH! FRIO, FRIO, FRIO... — Anna acordou já sentada ao sentir a friagem passando por suas pernas, enquanto Elsa estava tampando a boca com as mãos para não rir muito alto — ELSAAA!— Anna a viu e lançou-lhe o travesseiro.

— Bom dia pra você também — falou ainda rindo.

— Isso é jeito de acordar alguém?!— tentou parecer séria.

— Vingança é um prato que se come frio — riu jogando o travesseiro de volta — Mas então? Preparada para a festa?

— Pra ser sincera — Anna fez carinha de dó — Não.

— E por quê?— perguntou se sentando na cama.

— Eu estou muito nervosa.

— Isso é normal, eu também fiquei muito nervosa no dia da coroação.

— Você não parecia muito nervosa — pensou um pouco — Talvez na hora da cerimônia.

— Sim, principalmente quando o padre pediu para eu retirar as luvas, e mais ainda quando senti o cetro começar a congelar em minha mão.

— Por isso você estava com cara de quem viu uma assombração! — Anna gargalhou.

— Eu estava a ponto de sair correndo de lá.

— E se me der vontade de sair correndo? O que eu faço?

— Mas você não vai sair correndo, vai dar tudo certo — Elsa animou a irmã — Vai ser um dia perfeito!

Anna sempre tentava imaginar como seria o dia do seu casamento, e agora que ele chegara, sentia aquele friozinho na barriga. Mas ela estava muito feliz, sabia que Kristoff era o cara certo, e que ele a amava de verdade assim como ela também o amava.

— Que tal descermos para tomar o café da manhã? — sugeriu Elsa.

— É uma ótima idéia.

Elsa esperou Anna se arrumar e juntas saíram do quarto. Estavam conversando distraídas pelo caminho e ao fazerem a curva no fim do corredor, Anna esbarrou em algo, ou melhor, em alguém, Julie, uma das serviçais, que estava carregando um vaso de porcelana em suas mãos, e quando trombou com a princesa fez com que o objeto escorregasse de suas mãos e caísse.

— UIA!— Alex disse ao conseguir segurar o objeto a milímetros do chão — Quase que este vira caco.

— Mil desculpas Alteza — disse Julie envergonhada — Foi minha culpa, não estava prestando atenção.

— Tudo bem, foi só um acidente — Anna disse — Por sorte Alex tem reflexos de águia — falou rindo.

— Para onde iam com esses objetos?— perguntou Elsa ao ver que ambas carregavam vasos de porcelana.

— Para a outra sala Majestade — Julie disse de cabeça baixa, era visível o medo que tinha da rainha.

— Gerda pediu para levarmos os objetos decorativos de porcelana ou cerâmica que estivessem no corredor ou no salão principal para lá — explicou Alex — Justamente para evitar esses pequenos acidentes.

— Tudo bem — falou Elsa — Mas tenham cuidado.

— Pode deixar — Alex e Julie continuaram seu caminho.

Elsa junto com Anna, desceram para fazer o desejum e ficaram a manhã inteira conversando com alguns dos convidados que estavam hospedados no castelo. Alguns deles queriam tirar duvidas com a rainha em relação aos seus poderes, se era perigoso, se era muito forte, como o controlava, como funcionava, etc. Outros estavam contentes por as coisas terem melhorado no reino deste a coroação, e havia aqueles que apenas tagarelavam sem parar, mas no geral, todos estavam animados com a festa.

— Majestade — Edwin a chamou — Chegou outro convidado para a festa.

— E onde ele está?

— No pátio, a esperando.

Elsa se dirigiu para o lado externo do castelo, e de longe avistou a criaturinha distraída com a decoração do lugar.

— Olaf! — disse ao se aproximar.

O boneco se virou e abriu um enorme sorriso ao ver a rainha.

— Elsa! — foi ao encontro dela a abraçando.

— Achei que não fosse vir.

— Tive uns contratempos haha, mas consegui chegar!

— Tem uma pessoa que vai gostar muito de te ver — Elsa disse sorrindo.

— Aposto que ela deve estar muito feliz com o casamento!

— Você não faz idéia.

Foram conversando enquanto voltavam para dentro do palácio e de repende Olaf parou e cochichou com Elsa.

— Esse cara não é normal, ele está falando sozinho! — disse apontando para o lado.

Elsa olhou na direção indicada e avistou Nick gesticulando enquanto falava algo para uma pilha de barris a sua frente.

— Acho melhor eu ir falar com ele — disse Elsa e se aproximou do rapaz — Nicholas?

Ele se virou e a encarou, sua expressão era de surpresa.

— Majestade!? — fez um aceno — Precisa de algo?

— Não — respondeu e ele a encarou com as sobrancelhas arqueadas — É que você estava...— apontou para os barris e Nick sorriu.

— Ah isso — falou — É que estamos organizando lá dentro para guardar esses barris — e apontou para uma porta que ficava alguns centímetros do chão e dava para o interior de uma sala subterrânea e Elsa reconheceu que era uma das entradas que levava a adega, o que explicaria os barris do lado de fora, e que tampavam a vista da entrada, estavam sendo guardados.

Nessa hora Alex saiu de lá com uma careta estampada em seu rosto, olhou na direção da rainha e sua expressão mudou ao mirar seu olhar no boneco.

— Céus! Acho que passei tempo demais lá dentro sentindo aquele cheiro forte de vinho — sua expressão era de confusão com um leve assombro — Me diz que você também está vendo aquilo, per favore.

— Se você está falando do boneco, sim, estou vendo — falou Nick.

— Olá — falou Olaf risonho, o que piorou a cara da garota.

— Até onde eu sei bonecos de neve não andam, nem falam e só podem ser feitos se tiver neve — falou sem tirar os olhos da criaturinha — E estamos no outono, o que nesse caso é...— olhou Elsa — totalmente possível, já que ela tem poderes... Que coisa sinistra!

— É porque você não viu o Marshmallow ainda — falou o boneco divertido.

— Vocês não ouviram falar do Olaf?— perguntou Elsa.

— Sim — respondeu Nick.

— Só não imaginava que era um boneco — disse Alex — Oi, Olaf — fez um aceno com a mão.

— E vocês são? — perguntou o boneco.

— Eu sou Nick.

— Alex.

— Eles chegaram há poucos dias — Elsa explicou para Olaf.

— Ah sim — falou o boneco — Foi bom conhecer vocês.

— Igualmente — disse Nick.

— Agora temos que ir, até mais.

Despediram e foram atrás de Anna, que estava na sala de arte, um de seus lugares preferidos.

— Anna — chamou Elsa — Adivinha quem chegou?

— Quem?— perguntou e viu Olaf entrar — OLAF!!

— Oi Anna! — sorriu e a abraçou.

— Já faz bastante tempo que não nos vemos — disse a princesa.

Realmente havia bastante tempo que não se viam, pois Olaf ficou morando no castelo de gelo junto com Marshmallow, e só vinha ao castelo uma vez ou outra para visitá-las.

Ficaram um bom tempo conversando e sobre vários assuntos falaram, foram almoçar e depois dar uns últimos reparos da festa, ver como ia a preparação dos aperitivos, as músicas a serem tocadas e sua ordem, as bebidas a serem servidas, e por fim, chegou a hora se prepararem para o casamento, e Anna estava um misto de alegria, ansiedade e nervosismo.

______Fποζεη_____

Elsa e Anna já estavam prontas quando Kai foi chamá-las na sala designada para Rachel preparar as roupas, ele também estava pronto para o cerimonial.

— Majestade a carruagem já está à espera de vocês.

— Obrigada Kai, estamos indo — Elsa respondeu e Kai saiu — Mas ainda falta uma última coisa — disse virando-se para Anna.

— O quê?— perguntou Anna

— A surpresa.

— Ah sim, tinha me esquecido — Anna se lembrou da tal surpresa que Elsa tinha falado.

— Pronta?— perguntou a rainha.

— Vamos logo, não me mate de curiosidade!

Então com um movimento de mãos, a magia da rainha foi dando detalhe ao vestido conforme a sobreposição de tecidos, dando efeito na hora de andar de transformação, como se a cada passo os detalhes ganhassem vida.

— Ah Elsa! — disse Anna olhando os movimentos do vestido — EU ADOREII! — Anna deu um abraço na irmã.

— Então vamos logo se não vai se atrasar — falou Elsa.

Anna acentiu e foram para onde estava a carruagem, quando chegaram lá, se encontraram com Olaf, que as esperava para irem juntos.

— Olá — disse o boneco sorridente ao vê-las

— Olá — responderam.

Olaf olhou para o vestido de Anna e depois para ela.

— Wow esse vestido ficou perfeito! — falou sorrindo — Você está linda Anna.

— Obrigada Olaf.

— E você também Elsa — virou-se para a rainha.

— Obrigada Olaf.

Entraram na carruagem e foram para a catedral, onde já estavam todos prontos a esperando.

[...]

A igreja estava lotada, eram condes, duques, príncipes, princesas, governadores, reis, rainhas, gente de todo lugar. Kristoff estava bem elegante usando seu smoking branco com detalhes em azul escuro, e visivelmente ansioso, esperando por sua noiva no altar.

A marcha nupcial começou a ser tocada e todos ficaram de pé para ver a princesa entrando. Olaf entrou na frente jogando as flores e ela entrou logo em seguida e podia se ouvir os “wow”, “ah!” e “oh!” dos convidados, ao verem Anna deslumbrante em seu vestido detalhado pela magia da irmã, entrar na igreja. Elsa estava no primeiro banco, e não conteve algumas lágrimas ao ver a irmã entrando acompanhada de Kai.

Ele a levou até o altar e a entregou a Kristoff, que beijou a mão da moça e se virou para o padre, que começou a cerimônia e não se ouvia nenhum outro barulho a não ser da voz dele.

— Estamos aqui para celebrar a união...

Deu-se inicio ao discurso do padre, depois Sven entrou carregando as alianças e então vieram os votos dos noivos, e por fim o...

— Eu vos declaro marido e mulher — falou o padre.

E todos vibraram com o beijo apaixonado dos noivos.

Terminada a cerimônia, todos se dirigiram de volta para o castelo para o baile dos noivos. A decoração branca e azul anil com alguns contrastes de azul claro e prateado estava muito bonita. Todos estavam se divertindo e a toda hora chegava alguém para parabenizar os noivos e desejar felicidades.


Notas Finais


E vamos ao próximo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...