História Frozen .um amor de gelo e fogo.❄ - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Frozen - Uma Aventura Congelante
Tags Frozen, O Amor De Elsa
Visualizações 21
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura 😍.

Capítulo 5 - Rainha Elsa de Arendell.


-TEMPESTADE VEM.

ERIK

-essas foram as únicas palavras que eu ouvi antes de que começasse a nevar e uma parede de gelo gigantesco crescesse em volta do conde de Pascual e de seu companheiro ,mais ainda me sentia confuso ,nesses últimos vinte quatro anos de vida eu achei que fosse o único a conter esse poder que me assombra por todos esses anos,achei que foi o único a conter essa maldição de que eu mesmo tenho medo ,mas ela é diferente ela nem ao menos se importou em mostrar isso a todos ao seu redor ,como isso pode estar acontecendo.

ELSA.

-naquele momento me esqueci de que não posso me descontrolar se isso acontecer posso machucar a todos ao meu redor , não posso permitir que tudo aconteça novamente meu reino ,o coração de Anna ,fiz tudo isso porque não soube me controlar mas isso não vai acontecer não pode acontecer.


Em um único pensamento Elsa se acalmou e fez com que parasse de nevar ,olhou a seu volta e viu a parede de gesso que criou ,ela não podia mais continuar ali tudo que queria era voltar para seu reino ,voltar para Anna ,esquiar com Olaf como havia prometido,com esse pensamento Elsa puxou as correntes mais uma vez mais nada ,ela não tinha força o suficiente para rompelas tudo que queria era voltar para casa até ver que um dos guardas se aproximava com uma espada em suas mãos sendo segurada com possessão.

-feiticeira , não vou permitir que condene o nosso reino.(diz o guarda pronto para atacar Elsa).

- não ouse tocar nela(fala Erik vendo que o guarda a atacaria).

-mas magestade,o único geito de se acabar com a feitiçaria é matando a fonte.(diz o guarda ).

-apenas obedessa(diz Erik).

-mas magestade , não posso permitir que ela amaldiçoe o reino é meu dever protegê-lo.(Diz o guarda).

-se não fizer o que eu digo outro fará ,e poderá esquecer que um dia pertenceu a esse reino(diz Erik).

-sim,magestade(diz o guarda ).

-soltem ela ,e tragan-na para o castelo ,vou espera-se em meus aposentos(diz o príncipe saindo para o castelo).

- é você conseguiu escapar da morta ,mas não vou permitir que condene nosso reino , não se sinta feliz pelo príncipe ter empedido que eu a matasse mais saiba que em breve ele mesmo pedirá a sua cabeça ,e trate de desfazer esse murro ,para que o conde Pascual e seu companheiro saiam ,pois se depender de mim ,eles terão o mesmo final que você ,por te trazerem aqui feiticeira.(Diz o guarda).

Elsa apenas ouviu o que o guarda disse com atenção não acreditava que queriam mata-la ,eles não poderiam achar que ela era um mostro afinal ela não queria estar naquele lugar ,ela apenas observava o homem tirar seus algemas .

-venha ,e desfassa esse murro.(diz o guarda).

Elsa apenas se levantou e em um movimento rápido com as mãos Elsa transformou o murro de gelo em um floco de neve que foi absorvido por ela ,é apenas observou o homem barbudo sorrindo para ela e quando o conde Pascual se escondia atrás dele que em resposta sorriu de volta.

- vocês dois ,vem comigo também .

-mas eu posso explicar é que(diz o conde Pascual tentando assimilar uma resposta concreta para explicar o porquê de ter trazido Elsa para o reino).

- você não deve explicações a mim e sim ao príncipe .(diz o guarda).

-ai príncipe (pergunta o conde).

-sim ,mas venha logo antes que peça para meus guardas te trazerem amarado).

Elsa apenas seguia o guarda sendo acompanhada pelo conde e seu companheiro que vinham a passos pequenos atrás dela como se temessem por algo,ela ainda tentava entender porque o príncipe empedido o guarda de mata-la afinal todas as pessoas que foram acusadas de feitiçaria foram mortas ,eles os consideravam uma maldição para o mundo ,mas é claro que em Arendell ela viveu feliz no último ano pois ela finalmente pode ser quem era sem que tivessem medo dela  ,pois sabiam que ela jamais faria mal a eles ,mas ela sempre teve medo de conhecer outras pessoas fora de seu reino pois eles podiam achar que ela faria mal e eles ou que tivessem medo dela como estava acontecendo agora,Elsa apenas seguia o guarda sem falar nada até que avistou o castelo ,era tão bonito quanto o seu em Arendell ou talvez mais o guarda seguiu caminhos por vários corredores e passando por diversas  Portas onde parou enfrente uma delas com o desenho de duas cabeças de dragão douradas esculpidas na porta o guarda parou na porta e deu dois pequenos toques suaves na porta.

Toctoc.

-entre (diz o príncipe Erik ouvindo as batidas na porta e colocando instantaneamente o par de luvas de metal).

-magestade(diz o guarda fazendo puma reverência ).

-fez o que eu pedi Roger (diz o príncipe).

-troxe a feiticeira ,é o conde Pascual junto com seu companheiro (diz o guarda).

-mandeos entrar (diz o príncipe virando de costas para a janela que tinha vista para o seu reino).

-principe Erik eu juro que posso explicar (diz o conde Pascual entrando no quarto sendo seguido por Elsa e seu companheiro).

- então ,explique (diz o príncipe ainda virado de costa ,mais observando pelo canto do olho a imagem de Elsa sendo refletida em um espelho que estava ao seu lado).

-bom é que ,eu queria dizer , é bem (diz o conde tentando se explicar).

-se não consegui nem ao menos me explicar nada ,acho que deveria mandá-lo para a masmorra pelo resto de suas vidas(diz o príncipe ainda os olhando pelo canto do olho , sorrindo com a reação deles).

- não,por favor eu posso explicar (diz o homem barbudo dando um passo a frente).

- então já pode começar (diz Erik).

--bom permitame ,que eu me apresente primeiro ,sou Tomás conselheiro do conde (diz o homem fazendo uma reverência).

-tudo bem Tomás ,então se explique (diz o príncipe).

-o senhor deseja saber a verdade (pergunta Tomás ).

-a mais pura verdade (diz Erik).

-tudo bem ,a alguns anos o conde Pascual está tentando juntar uma boa fortuna para que ultrapasse a sua e (o homem foi intenrompido por Pascual ).

-idiota ,como ousam me trair assim (diz Pascual ).

-Pascual (chama Erik).

-sim ,auteza (diz Pascual tremendo  de medo quando o príncipe soubesse o que ele fez ).

-cale-se ,e Tomás continue.(diz Erik).

-bom ,o conde queria juntar uma fortuna em dinheiro para que ultrapasse a sua , e depois que fizesse isso provasse para o reino que ele governaria o reino melhor que o senhor é.

-prosiga (disse Erik).

-bom como o senhor sabe seu pai foi o rei com maior fortuna acumulada nesses cento e cinquenta anos e para o conde seria quase impossível conseguir uma fortuna tão grande  ,mas daí descobrimos que os reinos vizinho estariam dispostos a pagar uma grande quantia em dinheiro que juntos ultrapasariam a sua ,para que pudessem ver magia com seus próprios olhos (disse o homem olhando para Elsa ).

-me desculpe pelo que fiz Rainha Elsa .(Diz tomas ).

-Rainha (diz Erik se virando olhando o homem segurando as mãos de Elsa em sinal de se desculpar).

-sim ,nós perdoem pelo que fizemos e permita que eu os apresentem.

-Principe Erik do reino do norte (diz Tomás o apresentando a Elsa ).

Erik ficou tão surpreso em saber que ela era uma rainha que apenas a comprimentou com um aceno com a cabeça.

-e permita-me que eu lhe apresente Rainha Elsa de Arendell.


Continua...



Notas Finais


Desculpe pelos erros espero que gostem 😀😁😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...