História Frutas Divinas - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Anjos, Demonios, Deuses, Frutas, Magia, Poderes, Ressurreição, Transformações
Visualizações 4
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shounen, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


No capítulo anterior Saito e Yuri conseguem selar o GM, Saito agora quer mais, quer descobrir sua verdadeira origem!

Capítulo 5 - Arco 1- Quem eu sou?


Noutro dia Saito se encontra com Yuri no local de sua antiga casa.
—Cara, você não falou nada que aconteceu para seus pais né?
—Óbvio que não, acha mesmo que eu iria preocupa-los? mas futuramente quero entender esse negócio de eu ser um meio-anjo.
—Talvez logo logo nós iremos descobrir, vou fazer muitas pesquisas ainda contigo pra entender.
—Aliás, o que você fez com sua casa? onde está morando agora?
—Bom, eu tive que fazer uma magia de diminuição, logo eu a enterrei, ontem eu dormi no gramado mesmo.
—Como?estava chovendo!
—não teve problema, eu fiz um mini-cubo mágico para me proteger.
—Entendo, me fala uma coisa, você irá para a academia militar?
—Fazer o que, tenho que ir, é obrigatório a partir dos 16 anos e nós já temos 15.
—Eu não queria ir, não quero me misturar com pessoas com aquele pensamento.
—Relaxa cara, lá as pessoas ainda não passaram pelo processo de doutrinação, só se for pelos pais.
—Caramba, então vou me inscrever, iremos ficar mais fortes lá certo?
—Sim, eles irão dar missões para nós fazermos, porém se você não for forte o suficiente irá morrer ou será expulso da academia antes que isso ocorra.
—Poxa, eu nem sei usar meu Houk.
—Falando nisso você terá que camuflar seu Houk a todo momento, pois se demonstrar um Houk Angelical irá ser pego no flagra pelos próprios militares de lá.
—Cara, então me treine, preciso aprender a controlar esse poder.
—Tudo bem, amanhã nós podemos começar, vamos colocar a conversa mais em dia.
O Dia havia se passado, Saito fora para sua casa, Yuri estava construindo uma nova para si mesmo, Saito ao chegar em casa decide tirar suas dúvidas com sua mãe:
—Mãe, venha aqui na sala um pouco.
Nilka estava na cozinha preparando a janta, logo ela termina de cortar as cebolas e vai até Saito.
—O que foi Saito? está com dúvidas na lição de casa?
—Não é isso mãe, eu queria saber uma coisa, sou realmente seu filho?—Saito considerava a possibilidade de Nilka não ser sua mãe quase nula, mas mesmo assim queria fazer a pergunta, seu coração o obrigava.
O Coração de Nilka começa a acelerar, aquele segredo devia permanecer mais tempo sem ninguém saber para o próprio bem de Saito, porém Nilka não mentia, mentir era sempre a última solução.
—Por que a pergunta Saito?
—Apenas responda!
—Quem te deu indícios de eu não ser sua mãe?
—Ninguém me deu indícios, porém meu novo amigo Yuri sentiu um Houk Angelical em mim.
Nilka neste momento sentiu o coração quase sair pela boca.
—Não pode ser, ele descobriu? Ele falou para alguém?
—Calma mãe, escute até o final, ele é um anjo e me contou isso.
O Coração dela começa a desacelerar.
—Ainda bem, isso me alivia, mas que história é essa? como seu Houk já está sendo liberado sendo que você nunca nem se quer foi treinado?
—Eu não sei, mas me fale algo, se eu sou um anjo ou não, por que não havia me ensinado a guardar meu Houk antes? Até porque um GM sentiu meu Houk diferente, porém Yuri me ajudou a selar ele, por sorte conseguimos.
—O que??? você selou um GM? Meu Deus, e se os GM's superiores ficarem sabendo disso?
—Eles não saberão que nós tivemos relação com isso, excluímos todas as pistas, não há nenhuma evidência que me entregue, agora me escute, por que me deixou correr esse risco sabendo que meu Houk era diferente?
—Eu não tinha ideia de que você já estava liberando seu Houk tão cedo, eu só iria te ensinar a escondê-lo quando você entrasse na academia militar.
—Entendo, agora responda, o que eu sou? por que eu tenho um Houk diferente?
Nilka iria responder a pergunta, porém não iria em hipótese alguma falar que não era sua mãe, pois ela era a mãe dele, no fundo ela se considerava a mãe de Saito e queria que Saito pensasse a mesma coisa.
—Filho... Você não é um Anjo... Você não é um Demônio...
—Então o que eu sou?
—Você é os dois.
CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...