História Fruto Vermelho - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hidan, Kakuzu
Tags Hidan, Kakuhida, Kakuzu, Naruto
Visualizações 11
Palavras 529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Com o companheiro nas costas, Kakuzu anda pela cidade tentando encontrar um local que pudesse parar para ajudar Hidan. Não demorou muito para achar um hotel. Era um local feio, mal frequentado, sujo e fedido, sendo assim barato.

— Eu quero um quarto. — Ele diz a recepcionista.

A mulher encara Kakuzu e então seu olhar cai em Hidan, que jogado nas costas do mais velho, repentinamente envolve seus braços ao redor do pescoço do homem.

— Para com isso, Hidan! — Ele bufa tentando, em vão, tirar os braços do rapaz de seu pescoço.

— São 100 ryous. — Ela diz corando.

— Você me deve essa, Hidan. — Ele reclama e então, de mau grado, paga a mulher.

— T-Tenha uma boa... noite. — Ela cora ainda mais forte.

Kakuzu sobe as escadas estranhando o comportamento da mulher. Chegando ao quarto ele abre a porta e, finalmente, entende. Ela tinha dado a chave de um quarto de casal.

— Ela achou que nós... — No seu limite, Kakuzu tenta voltar para a recepção para conseguir um quarto para dois e resolver o mal entendido, mas muda de ideia ao escutar um gemido do rapaz em suas costas. — Deixa para lá...

Ele joga Hidan de qualquer jeito na cama e tira um frasco do bolso.

— Beba! — Ele ordena, mas não recebe resposta.

Kakuzu o levanta e abre sua boca, despejando todo o conteúdo do frasco dentro dela.

— Que droga é essa? — Hidan abre os olhos com dificuldade.

— Um antídoto. É bom estar preparado para essas situações, ainda mais se seu parceiro é um completo idiota.

— Tem...um gosto...horrível... — O rapaz faz uma leve careta antes de desmaiar novamente.

— Seu pirralho ingrato, mesmo envenenado você ainda tem forças para reclamar, não é? — Ele deita ao lado de Hidan, tomando uma boa distância. Estava quase dormindo quando escutou o jovem falar novamente.

— O-Obrigado...Kakuzu...



~No dia seguinte~



Os primeiros raios de sol surgiram, entrando pela janela e iluminando aquele quarto sujo e fedido em que a dupla estava hospedada.

Kakuzu que ainda estava tentando dormir mais um pouco se vira na cama e joga o braço por cima de algo macio. Ainda grogue de sono, abre os olhos brevemente e percebe ser uma mulher que dormia de costas para ele.

Ele traz o corpo para perto dela e a abraça calorosamente, a mesma se aproxima ainda mais para se aconchegar. Enterrando o nariz em seus cabelos, ele respira profundamente, o cheiro lhe agradava. Lentamente ele passa as mãos pelo corpo feminino, recebendo gemidos de incentivo da mulher. Sua mão pousa em um dos seios e ele acorda com um grito.

— VELHO TARADO! — Ela sai da cama desesperada.

Kakuzu desperta por completo e fita a mulher nervosa ao lado da cama. Ela vestia o manto da Akatsuki, seus cabelos grisalhos jogados para trás caiam sob os ombros e os olhos púrpura estavam repletos de raiva. Os olhos de Kakuzu se abrem ainda mais ao perceber o colar que ela usava.

— H-HIDAN? — Ele pergunta temendo ouvir a resposta.

— DÃ?! QUEM VOCÊ ACHOU QUE ERA VELHOTE?

— Essa não...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...