História Fuck Boy - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford
Visualizações 267
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


essa da foto é só para vocês terem uma ideia de como eu imagino a Cher, mas imagine como quiser

Capítulo 3 - Cher vs. Cherry


Fanfic / Fanfiction Fuck Boy - Capítulo 3 - Cher vs. Cherry

–Nós temos dois dias para te deixar desejável.

Outch. Acho que me ofender não é muito inteligente, Michael. Vou ajudar vocês de graça. Seja gentil.

–Acho que você ainda não entendeu. – ele balança a cabeça desapontado – Você precisa ser desejável para garotos como o Luke. E credo, Cher. Eu sou seu irmão, você nunca vai ser desejável para mim.

Nós rimos um pouco e ele começa a me mostrar o perfil de garota que Luke se interessa.

1 - Peitos

2 - Bunda

3 - Decote

4 - Líder de torcida ou
chama atenção como uma

5 - Menos popular que ele

6 - Não é tão inteligente

7 - Frequenta festas

8 - Ri das piadas dele

9 - Acredita em qualquer coisa que ele disser

10 - Fácil de se aproximar

Parece que eu acabei de ler uma lista que descreve tudo o que eu não sou. Exceto o item cinco, claro. Vamos ter muito trabalho até as aulas começarem.

***

–Hoje é o dia. – Michael diz com a boca cheia de cereal – Está pronta?

Tomo um gole de leite e sorrio sarcasticamente. É claro que eu não estou pronta.

As ultimas 48h foram terríveis. Eles fizeram de tudo para me transformar em alguém fútil e rasa. O problema é que eu não sou. A última coisa que eu quero fingir que sou burra para ter a atenção de um garoto idiota.

E sobre o papo de “ele já magoou tanta gente! você vai ser uma heroína!”: besteira. Quando essas meninas foram enganadas por Luke Hemmings, elas tinham pleno conhecimento de quem ele era. Saber que ele não presta não é a coisa mais impossível que existe.

–Não esquece que agora seu nome é Cherry. – Michael me lembra – Tipo a fruta.

Eles insistiram em dizer que meu nome não é atrativo suficiente. E que, como eu entraria para o time de líderes de torcida, precisaria de um nome do mesmo nível. Segundo eles, Cherry é misterioso, interessante e me dá potencial para ser sexy.

–Eu odeio cereja.

***

Depois de andar seis quarteirões, finalmente chego na escola. Nessas horas, tudo o que eu queria era estudar na mesma que o meu irmão; ele tem um carro.

O esquema de hoje é tentar pegar as mesmas aulas que Luke e fazer a audição para o time de líderes de torcida.

Como todo primeiro dia de aula, os corredores estão cheios. O pessoal descobrindo qual armário vai usar, escolhendo as aulas, revendo os amigos, essas coisas. No meu caso, estou apenas tentando encontrar o Luke no meio de toda essa gente.

É quando vejo as pessoas abrindo espaço para dois garotos altos e loiros passar. Um deles é Luke e, de acordo com as minhas informações, o outro deve ser Ashton. Ashton também é do time de futebol. Eles sempre sentam juntos no almoço e ele tem uma namorada. A namorada dele é a capitã das líderes de torcida e se chama Emma. A parte engraçada é que Emma e Luke tem um caso. Todo mundo parece saber disso, menos o próprio namorado dela. Pensando melhor, talvez não seja tão engraçado assim.

Por agora, só preciso colher informações. Sem chamar muita atenção, vou em direção a eles e esbarro na papelada que ele carregava.

–Meu Deus! – falo me abaixando para recolher as folhas – Me desculpa. Sério, foi mal.

Dou uma lida no horário de aulas dele rapidamente e devolvo para ele. Tudo tão rápido ao ponto de Luke não ter tempo para dizer nada. Viro as costas e continuo andando.

–Quem é ela? – escuto a voz dele atrás de mim – Intenso.

Ok, intenso. O que raios isso quer dizer? Que a blusa decotada que Mali me emprestou fez efeito? Ou que eles conseguem ver a poupa da minha bunda com essa saia? Eu não sou intensa. Essas roupas não me representam. Eu não deveria estar usando elas.

***

Tinha esquecido o quão desconfortável esses bancos de madeira são. Ainda mais quando você precisa esperar um total de 30 garotas fazerem teste de acrobacias. Isso tudo porque você se atrasou para a audição. E você só se atrasou por estar tendo dificuldades em aceitar sua parte no plano de destruir Luke Hemmings.

–Você é... – uma voz fina e irritante interrompe meus pensamentos

Olho para a dona da voz e percebo que ela só pode estar falando comigo. Sou a única ainda esperando. Ela é loira, alta e tem a maquiagem perfeita. Deve ser a Emma.

–Cherry. – respondo ao me levantar e abro o sorriso mais falso possível – Cherry C. Estou aqui para as audições do time.

–Tem alguma experiência com acrobacias? – ela pergunta.

Ugh... Sim. Fiz ginastica olímpica por oito anos. Estou um pouco dura, mas acho consigo acompanhar.

–Certo. – Emma anota alguma coisa na prancheta – Você está dentro.

–E os testes?

–Sem necessidade. Aquelas garotas só fazem porque não sabem nem o que é um flip. – ela diz debochando e começa a arrumar suas coisas para ir embora – Elas não tem nenhuma experiência e tentam todo ano. Estão querendo mesmo as vantagens de ser líder de torcida.

–Vantagens?

–Ah, você sabe. Ser chamada para festas, ter atenção de garotos, sentar na mesa dos atletas... essas coisinhas. Fora que podemos andar por aí com o uniforme do time.

Emma coloca a mochila nas costas e sai andando do ginásio.

–O treino começa amanhã! – ela grita ainda de costas – Depois da aula!

***

No caminho de volta para casa, decido parar na lanchonete que fica no meio do caminho. Posso sentir o suor escorrendo pela minha testa por conta do sol. Entro na lanchonete e sento na mesma mesa de sempre. Faço meu pedido e fico esperando enquanto agradeço mentalmente por ser a única aqui.

De repente, percebo uma movimentação lá fora. Assisto pela janela.

É Luke e uma garota. Ela está chorando e ele tenta confortá-la. Ele é péssimo nisso, apropósito. Tapinhas nas costas? Sério?

Depois de alguns minutos, a garota vai embora e Luke nem tenta ir atrás dela. Para a minha infelicidade, faz ao contrário: entra na lanchonete também.

Veja, eu sendo eu mesma – Cher – ficaria tentando me esconder de qualquer pessoa que fosse conhecida. Como Cherry, eu deveria chamar o máximo de atenção possível. Afinal, se meu objetivo é Luke Hemmings, sorte a minha de ele estar aqui. Acontece que eu não ensaiei isso. Michael, Calum e Mali não encenaram essa cena e eu não sei como agir nessa situação.

Decido fazer contato visual, mas quando meus olhos encontram os dele, percebo que ele já estava olhando. Droga. Agora ele está vindo para cá.

Preciso pensar como Cherry.
O que a Cherry faria? 


Notas Finais


Cherry se lê: xérwi ou tcherwi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...