História Fuck me my daddy - imagine min yoongi incesto - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Appa, Babygirl, Bangtan Boys, Bts, Daddy, Filha, Incesto, Incesto Bts, Meu Appa, Min Yoongi, Pai, Suga
Visualizações 137
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Sci-Fi, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong ❤

Capítulo 2 - What are you doing, Daddy?


Fanfic / Fanfiction Fuck me my daddy - imagine min yoongi incesto - Capítulo 2 - What are you doing, Daddy?

P.O.V S/N 

Eram exatas 7:00 horas da manha, e lá estava eu, junto aos meus ursos, fitando minha janela, e podendo ver o céu atraves dela, que de fato estava lindo, o azul se juntando ao amarelo e no alaranjado, era divino!, mas de qualquer modo, meu dia estava cinzento e sem vida, estava podendo tambem, ouvir o som da chuva misturada aos gemidos abafados que viam do quarto do meu proprio pai.

 as gotas da chuva escorrendo pela janela faziam uma perfeita sincronia,  com as que saim dos meus olhos, já inchados e vermelhos, e escorriam em meu rosto, seguiam caminho até meus labios, por conta da minha boca abrindo, por culpa dos soluços saindo disparados, me faziam sentir o gosto Salgado que elas  obtinham.

Não era a primeira vez que meu pai trazia qualquer vadia para casa, sabia que não seria a ultima, pra mim é uma tortura, uma das mais doloridas que uma pessoa apaixonada pode sentir, seu amado, amando outra qualquer, eram milhões de sensações dentro de mim, as mais ruins ocupavam mais espaço, meu coração estava doendo, pensei por um milésimo de segundos que ele poderia parar, mas o que parou foi os gemidos que vinham do quarto do meu pai, acabou a minha tortura, eu já podia me sentir mais calma. 

Sou tirada dos meus devaneios, ao ouvir o som do alarme soando alto em meus ouvidos, limpo as lágrimas com a manga da minha blusa, respiro fundo e me sento a frente da penteadeira, eu estava realmente inchada por conta do choro, sigo até o banheiro e faço minha higienes matinais, tomo um banho, visto o uniforme do Colégio, meias que chegam até o joelho, opto por um calçado de plataforma preto, com verniz, cristal e um pouco de brilho,  seco o cabelo, passo uma maquiagem mais carregado, para esconder tudo, pego minha bolsa e desço, meu appa não tinha decido ainda,  achei estranho,  mas dou de ombros, me viro pra  pegar algo pra comer, então avisto uma moça saindo pela porta de trás, a chamo.

_hey moça, porquê está saindo pela porta de trás ?-digo. 

_humm, estou, estava.., errei de porta.

_é claro que errou, o que mais seria, não acho que você dormiu com meu pai e agora ta saindo de fininho,  capaz ne ?- digo sendo sarcástica, a moça logo me olha incrédula. 

_é claro que nã...-ela é interrompida por meu pai,    _sim, nos dormimos juntos

Vejo o mesmo descer, estava lindo, com um terno vinho, os cabelos, todos os fios no lugar, um sapato social, uma gravata preta, estava encantador, nem liguei ao seu comentario, mesmo que me machucasse afinal, não era a primeira vez. 

-esto indo pra escola, xau -disse saindo daquele lugar as pressas.

(.......)

Voltei da escola já era tarde, pois eu  tinha ido estudar na casa do meu melhor amigo, taehyung, ele é bobão, mais é um amor, confesso, ele me atrai, tiro os meus sapatos e me jogo no sofá,  era um alivio deitar depois de um monte de aulas chatas, ouço o trinco da porta ser mechido e a porta abrir, eu não sei o que diabos me deu, mais eu fingi estar dormindo, virei de barriga para baixo e fechei os olhos, a porta se fechou vagarosamente, espiei por um olho, era suga, mas dessa vez todo descabelado,boca toda vermelha, claro que era batom, ja imaginei na hora, suga veio até mim e beijou minha testa, eu percebi na hora, estava bebado, fedia a cachaça pura, suga nunca foi de beber, o mesmo me pegou no colo, estilo noivos, me levou até o quarto, me deitou na cama, e ficou ali sentado me olhando,  eu estava tipo, "WHAT?", suga colocou sua mão sobre minhas costas e fez um carinho,  era Otimo, sua mão percorreu o meu corpo, e parou sobre minha bunda,  eu realmente me assustei, mas estava gostando, não tive uma ação na hora, suga apertava, deslizava, sua mão desçeu a minha parte mais intima, sua expressão era de total desejo sobre mim, me arrepiei na hora, antes que ele fizesse algo mais, abri os olhos, o fitei, e por fim mordi os labios.

_o  que esta fazendo papai ?-suga, me olhou assustado,_ eu..e..eu ? Nada-disse ele retirando sua mão de mim e se levantando, passou a porta e a fechou,  quase pedi pra ele ficar, realmente, mais por mais que eu quisesse, era errado, me ajeitei na cama e fiquei pensando por horas, o porquê disso ?

Por que? Porque aquilo?  Será que foi só o efeito do álcool,  deve ser.

Dormi em meio aos meus pensamentos... 


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...