História Fuck the rules (Jikook) - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Suga, Vhope, Yaoi
Exibições 198
Palavras 585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


100 favs sério?

Capítulo 22 - Vândalos



Pov's JungKook

Tomei um banho rápido e vesti um jeans escuro, uma blusa preta e um tênis da mesma cor e então desci as escadas.

Jimin estava escorado na porta olhando para o celular, me aproximo.

- Vamos?

- Uhum. Er.... não achei as latinhas.

- Ah não se preocupe, estão aqui nessa mochila. - aponta para a mochila preta em suas costas.

- Ah sim, vamos.

Ele fecha a porta e começamos a andar pela calçada. Passamos por várias casas e então começamos a nos afastar do lado mais "povoado" da cidade.

Chegamos a um prédio abandonado quase caindo aos pedaços, ele adentra o local e sobe algumas escadas.

Paramos em um espaço vazio com apenas alguns escombros jogados pelo chão. Era totalmente escuro, bem, quase, possuía uma vista incrível da cidade toda e as luzes da mesma iluminvam boa parte do local.

Ele abre a mochila e retira uma latinha de spray de cor roxa e outra preta, joga uma delas pra mim e começa a fazer seu nome.

- Sua vez.

Faço meu nome em baixo do seu e um coração em volta dos dois.

- Pronto, agora vão saber que nosso amor vai durar para sempre.

- Quem?

- Sei lá, o importante é que vai durar para sempre.

- Que meigo.

- Eu sei.

Eu rio deito no chão sendo acompanhado por Jimin que põe a cabeça sobre meu ombro.

Ficamos um bom tempo ali só olhando para o céu coberto de pequenas estrelas enquanto ele cantarolava músicas baixinho.

- Ei Kook.

- Que?

- Sabe o que eu sempre quis fazer?

- Queimar a escola? - rio.

- Quase isso, só fazer um pequeno estrago não necessariamente queimar.

- Tá falando sério.

- Quer ser meu parceiro nesse "crime". - faz aspas com os dedos.

- Sei não....

- Vamos Kook, nem tem câmeras.... por favor.

- Certo, certo, por você.

.................

Depois que chegamos na frente da escola nós pulamos o muro e entramos no local sem ser visto pelo vigia.

Caminhamos pelo corredor e Jimin parou bem na frente da sala do diretor.

- O que vai fazer.

- Isso.

Ele entra com tudo, pega uma das latinhas e escreve bem grande: BABACA.

- Profundo. - rio.

- (Risos) Agora vem, tem mais coisas que eu quero fazer por aqui.

Bom, digamos que ele realmente fez um "pequeno estrago", papel higiênico molhado por toda a quadra esportiva, tinta na água da piscina e etc.

Nos escoramos na parede do corredor e nos encaramos.

- Onde é que tu aprendeu isso?

- Nos meus sonhos.

- Sem graça.

- E tu....

- Ei vocês! O que fazem aí?

- Corre Kook que deu merda.

Nos levantamos e começamos a correr feito loucos até chegar no muro onde pulamos só que o lesado aqui acabou se machucando.

- Kook? Tá doendo?

- Aish...

- Vem sobe na minhas costas.

- Mas...

- Sobe!

Subi e ele continuou correndo porém agora mais devagar.

Ele parou numa praça quando teve certeza que o vigia não estava mais nos perseguindo. Sentamos no banco ainda ofegantes.

- Deixa eu dar uma olhada.

- Ai.

- Tá sangrando.... Vem sobe de novo, vou te levar em casa.

.................

- Obrigado Jimin, sério, por tudo.

- Nada, ei, te deixei uma surpresinha em baixo da sua cama, mas é só para emergência tá?

- Certo, tchau. - falo vendo ele fechar a porta.

Subo as escadas ainda com dificuldade e entro em meu quarto. Tomo outro e visto só um moletom. Sento em minha cama e me curvo para olhar o que tem em baixo dela.

- Jimin.... - falo rindo enquanto observo a garrafa de tequila.


Notas Finais


Bjos bai bai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...