História Fuck You (H.S) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Isabelle Drummond, Maite Perroni, One Direction
Personagens Harry Styles, Isabelle Drummond, Maite Perroni, Zayn Malik
Tags Harry Styles
Exibições 111
Palavras 1.843
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe os erros gramaticais

Capítulo 20 - Um mês


Faz exatamente um mês que não tenho notícias do Harry, faz um mês que não vejo, faz um mês que não ouço o nome dele, faz um mês que a minha vida voltou ao normal. Hoje meus estudos está sendo a minha prioridade, nesse um mês eu e o meu pai não brigamos mais, ele está deixando eu sair mais, e me entendeu sobre eu ter perdido a virgindade.
Mas mesmo que a minha vida voltou ao normal, lá no fundo no meu peito está faltando alguma coisa, eu sinto falta do Harry, mas desde que ele apareceu em minha vida, só deu brigas, é melhor eu esquece-lo de uma vez por todas.

Nesse mês, eu fui nas festas que a Maite organizava, com um pingo de esperança imaginando que o Harry iria estar lá mas ele não apareceu em nenhuma, o Zayn está muito feliz com a Maite e eu estou muito feliz pelos dois, eles se amam mesmo.
Sempre que andava nas ruas, ficava olhando para os lados para ver se ele estaria andando por ali, mas como sempre, ele nunca estava. Pensei em algumas vezes em ir a sua casa, mas sempre desistia, não queria saber oque eu iria encontrar.

Fui na escola, encontrei o Zayn na entrada como a gente sempre fazia, rimos a toa e colocamos o papo em dia.
Voltei para casa de ônibus, meu pai tinha ficado com o carro, almocei e fui deitar; acordei às três da tarde com a minha mãe me chamando.

- Eu e o seu pai vamos ter que sair, vai querer ir junto - ela acende a luz e meus olhos ardem.

- Pode ir - falo tampando meus olhos.

- Não temos hora para voltar, esquenta a janta e lava a louça depois, beijos - só confirmo e ela sai falando para eu ir fechar a porta. Levanto sem vontade e vou até a sala fazendo oque ela pediu, como sabia que não iria conseguir mais dormir, deitei no sofá e peguei um filme na netflix 'amizade colorida' fiz uma pipoca e comecei assistir, uma hora depois a campainha toca, faço uma careta e dou pausa no filme.

- Quem será - coloco meus chinelos e vou até a porta, pergunto quem é, mas ninguém responde, dou uma bufada, pego o rodo na cozinha, se fosse um ladrão iria sair a rodada de casa.
Quando eu abro me assusto com a pessoa que se encontra parada, com um cigarro de maconha entre os lábios, incrivelmente sexy, meu coração nessa hora está a mais de 120 de aceleração, mas não vou deixar a emoção me fraquejar.

- O que você está fazendo aqui - falo cruzando os braços na frente do meu peito.

- Só queria conversar - ele fica com cara do gatinho do Sherek.

- Conversa? - dou uma risada sem graça - Você me toca na sua casa, some por um mês e depois aparece na MINHA casa querendo conversar, por favor né Harry, vai fazer outra de otária - tento fechar a porta, mas ele é mais rápido e me interrompe.

- Eu sei Isabelle, eu não deveria ter feito aquilo - eu saio da porta, e ele vem atrás de mim, fechando a porta atrás dele.

- Não foi convidado para entrar - tento ser grossa - Minha mãe e meu pai estão quase chegando, por favor vai embora - aponto para a porta.

- Eles vão demorar - ele fala se sentando no sofá, e o encaro por isso. -Nesses um mês eu não consegui tirar você dá cabeça Isa...- Interrompo.

- Isa é só para os mais próximos, pra você é Isabelle - ele da de ombros e continua.

- Eu não consigo tirar você da cabeça por um segundo, eu levanto pensando em você e vou dormir pensando em você, imaginando o que você deveria estar fazendo, se você também estaria pensando em mim - ele fala tudo olhando em meus olhos, meu corpo está arrepiado e tudo o que eu mais quero é ele na minha cama, mas não posso me deixar levar.

- Olha Harry, desde que conheci você minha vida mudou, eu e meu pai viva brigando, mentia para eles coisa que nunca fiz, e minhas notas diminuíram muito, mas nesse um mês que fiquei sem você tudo voltou ao normal, mesmo que eu sempre quis mudar minha vidinha, mas hoje eu sei que ela é ótima. Eu não pensei em você, só vivi a MINHA vida de forma normal. - Minto em quase todas as palavras que falei e meu coração se quebra em cada uma delas.

- Eu não acredito - ele se levanta e vem se aproximando.

- Não chega perto de mim Harry - vou dando passos para trás até uma parede me atrapalhar.

- Eu sei que é mentira - ele está a centímetros do meu corpo.

- sabe é? - falo com a respiração pesada e ele só confirma com a cabeça. - Como? - pergunto.

- Por que se você não estivesse pensando em mim, você não estaria olhando para a minha boca agora - ele sorri e aparece as suas lindas covinhas, minha realidade volta, balanço a cabeça negativamente e me desvio dele que bufa.

- Harry vai embora, meus pais vão chegar e se eles te verem aqui, não sei oque vai ser da minha vida - abro a porta para ele.

- Eles não vão voltar hoje - ele pega nos meus punhos e fecha a porta.

- Como você sabe? - ele sorri, franzo o cenho - Você falou com ELES? - grito.

- Isso não importa Isa - reviro os olhos, ele é insistente como o Mark.

- Oque você é do Mark? - Pergunto me lembrando do que o Mark iria me dizer um mês atrás, mas depois daquele dia ele não tocou mais no assunto.

-  Era sobre isso que eu queria conversar com você - dessa vez ele me venceu, vou até o sofá e me sento ao lado dele.

- Tem dez minutos para falar e ir embora - ele só confirma.

- Eu já sei que a Maite contou pra você muita coisa, só que ela não contou tudo. - fico prestando atenção nele. - Não quero que você chega perto do Mark, pelo simples motivo que somos muito idênticos em muita coisa, você já deve ter percebido isso - confirmo com um 'sim' - Ele é um filho da puta que deixa as pessoas nas horas mais difíceis - ele parece mesmo com raiva - Eu e o Mark se conhecemos desde que eu nasci, quando aconteceu tudo aquilo comigo, ele não deu a mínima e falou que não iria me ajudar em porra nenhuma, pois não considerava a nossa mãe, porque eu era sempre o queridinho dela, ele deu só risada e foi viajar para o States como um covarde - ele me olha e não consigo entender.

- Nossa mãe? - pergunto confusa.

- Sim, eu e ele somos irmãos. - não acredito no que eu acabei de ouvir.

- Irmãos? - falo espantada e ele só confirma. - Por isso ele é loiro, insistente igual a você e também conhece a Maite, como não enxerguei isso antes.

- Eu não quero que você chega perto dele, não quero que você fica com ele, porque você está ficando com quase um clone meu e eu não posso aceitar isso, por que só quero que você fica comigo, quero que você só transe comigo, quero que você só sinta prazer comigo - não aguento suas palavras, o encaro e as nossas bocas se encontra, um encaixe perfeito, nossas bocas foram feitas uma para a outra, ele vai me deitando no sofá devagar  até estar totalmente por em cima de mim. Ele começa a me encarar com  sorriso e eu sorri para ele que começa a passar a mão em meu rosto.

- Tão linda - ele diz com a voz grossa e sexy, o puxo novamente para mim e meu corpo implora o seu.

Pego a barra da sua blusa e a puxo para cima, exibindo seu abdômen definido, com uma borboleta bem no meio, olho para ele e sorrio "esse homem é meu" ele começa a beijar meu rosto e vai abaixando até o meu pescoço dando pequenas mordidas, quando chega no meu decote ele faz uma cara feia.

- Isso tem que sair daí - ele aponta para a minha blusa. Não penso duas vezes e a jogo do outro lado da sala. Começando outra série de beijos selvagens, ele leva a sua mão até meu shorts e o desabotoa,passando ela por minha calcinha e tocando em minha região sensível, com dois dedos ele começa massagear bem lentamente, me deixando cada vez mais louca e implorando por mais.

- Você já está molhada minha linda - ele fala em meu ouvido me fazendo gemer. Arranco meu sutiã, deixando os meus peitos bem na região de sua boca, ele começa a chupa-los e vários gemidos escapam de minha boca. Meu corpo é totalmente dele, eu sou totalmente dele. - Esse sofá está muito pequeno - ele fala olhando para o chão. Rolamos até o chão e eu fico por cima dessa vez. Vou lambendo sei abdômen até chegar em sua calça.

- Se eu gozar antes não reclama - ele sorri.

Desabotoou sua calça a puxando junto com sua cueca, até tira-las por completo, subo até a região de seu pênis que está duro feito uma rocha, e começo a chupa-lo.

- Você me deixa louco - ele fala deixando escapar gemidos.

Ele pega a minha cabeça e começa a fazer movimentos para cima e para baixo. Vejo que os seus olhos estão revirando.

- Linda - ele geme.

Tiro o meu shorts e a minha calcinha, ele faz eu parar e coloca a camisinha.
Vou me enterrando devagar nele, começo a gemer e agarro minhas unhas no sofá, Harry se senta e aperta meus seios enquanto beija o meu pescoço, começo a cavalgar em seu pênis, aumentando a velocidade. Gemidos e gritos escapam da nossa boca, cada vez que vejo Harry gemendo meu nome eu fico louca, querendo cada vez mais transar com ele.

- Linda eu vou gozar - e o beijo e sai um gemido mais agudo de sua boca ele gozou

Vou me desenterrando dele, que fica com uma cara de decepcionado.

- Foi o melhor sexo da minha vida - falo me deitando ao seu lado.

- Você vai ter muita transa ainda comigo - ele tira os cabelos grudados na minha testa por causa do suor. Parece que ele quer falar alguma coisa, mas está sem coragem.

- O que? - pergunto encarando seus olhos verdes que agora estão mais brilhantes do que nunca.

- Eu te amo - ele fala baixinho e meus olhos lacrimejam.

- Eu também Te amo Harry - dou um beijo em sua boca.

- EU TE AMO ISABELLE - ele grita e nos beijamos a noite inteira.


Notas Finais


Reta final!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...