História Fugindo do sentimento - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shizune, Tsunade Senju
Tags Sasusaku
Visualizações 187
Palavras 3.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boom dia amores meus! Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpe pelo a demora, me desculpe essas últimas duas semanas estavam corrida ah espero que essa seja mais susu
- EM segundo lugar obrigada e obrigada pelo os 50 favoritos, to muito feliz por te conseguido chegar a 50
E - EM terceiro lugar vamos a leitura
ATÉ AS NOTAS FINAIS
BOA LEITURA ;)

Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction Fugindo do sentimento - Capítulo 12 - Capítulo 12

        Pov’s Sasuke

Estaciono o carro na garagem depois de doze longas horas cansativas de vôo; eram quase três da manhã e noto que ainda tinha gente acordado ali, pois tinha luzes acesas e era possível escuta as voz enquanto subia a escada de acesso da garagem que nos dava acesso a sala de visita. Adentrei o cômodo notando que Mebuki, Kizashi e Sakura discutiam algo, me aproximei lentamente. 

Eu queria  que  todos estivessem dormindo, assim daria  para invadir o quarto de Sakura e fala com ela

_ Boa noite!_ disse por educação, fitando as esmeraldas que me fitaram surpresas e ao mesmo tampo assustadas, uma Mebuki se levantou vindo até mim enquanto que Kizashi apenas me olhou cansado, tinha algo acontecendo ali!

Sakura esta pálida e aparentava ter deperdido peso, estava com um semblante triste e ao mesmo tempo cansado. A face avermelhada por conta das lágrimas que das esmeraldas saiam

_ graças a kami você chegou_ falou vindo até mim_ por que não nós avisou?_ questionou ao se aproxima _ talvez possa nos ajuda!_ desvio por segundos os olhos para Mebuki logo voltando a fita Sakura _ talvez sua irmã confie mais em ti, para lhe conta quem é o pai da criança que ela carrega no ventre _ fitei Sakura que abaixou a cabeça _ ela não quer nos conta! _ Finalizou Mebuki , sua voz estava longe. Eu ouvia sua voz como se estivesse distante pois a voz da mesma está baixa demais para mim que digeria suas palavras, me sentindo incomodado pelo o fato dela dizer que somos irmão, eu sou o pai do filho que ela carrega, estou longe de vê-la como irmã

_ sakura não e Minha irmã !_ falei roboticamente ainda digerindo as palavras de Mebuki que me ignoro se aproximando de sakura

_ vamos lá, filha nos conte ? _ pediu Mebuki ficando de joelhos tocando o rosto da rosada que se encontrava cabisbaixo enquanto eu a olhava sem conseguir desvia os olhos dela _ não deve ser tão ruim assim!

_ SOU EU! _ não conseguia vê a mesma se torturada mais. sabia que ela só estava calada por que o pai era eu. A mesma levantou a cabeça vagarosamente, fitei as esmeraldas que dirigiram-se a mim, enquanto Sakura me olhava com seus olhos penetrante e a surpresa estampada no rosto

_ e você o que ? _ perguntou kizashi sem entender, enquanto Mebuki também me fitava com a mesma expressão. Eu e a rosada nos olhávamos intensamente sem conseguir desviar os olhos um dos outros

_ EU SOU O PAI! _ completei, eu sabia que tudo mudaria depois daquele momento. O queixo de Mebuki foi ao chão enquanto grossas lágrimas se formavam em seus olhos e a mesma levava a mão a boca , kizashi apertou os olhos me fitando

_ por Deus! _ manifestou-se Mebuki _ i.isso _ parecia perplexa _ não pode vocês são irmão! Meu Deus isso não tá acontecendo_ sentou-se no sofá 

_ n.não somos irmão mãe! _ me preparava para fala a mesma coisa, mas Sakura apreçou-se fitando os olhos de Mebuki enquanto tocava sua mão e foi ai que me toquei ela estava a chamando de mãe _ desculpe! _ pediu cabisbaixo _ eu não conseguir evitar...

_ então que dizer que todo esse tempo estiveram juntos aqui em baixo do nosso nariz_ disse kizashi levantando e vindo em minha direção_ Pora Sasuke minha filha, sua irmã, o que tá acontecendo com vocês?_ parecia bravo dividindo seus olhares entre Sakura e eu

_ sakura não é minha irmã, nunca a verei assim!_ olhei nos olhos do homem que me criou e falei calmo

_ n.não pai, por Deus _ disse sakura segurando a mão de Mebuki que apenas chorava _ f.foi apenas uma vez e não foi aqui, foi durante a viajem _ falou desesperada _ me desculpem, mas não enxergo Sasuke como irmão, pois irmãos jamais teriam feito o que fizemos e muito menos estariam esperando um filho agora... _ dividia seus olhares entre kizashi e eu_ desculpe não conseguir evita! _ falou cabisbaixo

_ Sasuke venha_ chamou kizashi, me fazendo desviar os olhos de Sakura para ele pedindo para segui-lo

_ o.onde vão ?_ perguntou visivelmente com medo

_ vamos conversa Sakura, fique tranquila e cuide de sua mãe _ pediu kizashi indo na frente e eu logo atrás, passando por ela é fitando a...

andamos o corredor inteiro em silêncio, apenas nossos passos eram ouvidos, chegando até porta de madeira onde kizashi girou a maçaneta revelando as caldeiras estofadas a mesa de madeira na cor tabaco e a prateleira cheias de livros. Adentrei o cômodo sendo seguido pelo o mesmo que logo fechou a porta atrás de nós

_ sente-se _ mandou enquanto se sentava atrás da mesa _ não vou negar o tamanho de minha decepção com você _ disse enquanto eu me sentava _ confiei ela a você para traze-la até mim itaquita e na primeira oportunidade que teve a engravidou_ falava calmo _ o que acontece com você, me explique o que te levou a fazer isso, pois isso não e normal de sua parte _ falou passando as mãos na cabeça _ meu filho _ olhou-me nos olhos

_ desculpe kizashi, mas nem eu mesmo sei_ olhava sério nos olhos dele_ nunca me aconteceu antes, eu apenas não conseguir evita! _ confesso, o tamanho de minha surpresa em sabe que serei pai, isso nunca passou por minha cabeça, mas confesso que era uma surpresa boa, ainda mais por a mãe dele ou dela ser quem é. Seria estranho, totalmente diferente, pois nunca pensei em ter filhos ou uma família

_ não tem como volta atrás _ disse o mesmo suspirando e passando a mão na cabeça_ você deveria te cuidado dela

_ e eu cuide!_ verdade seja dita

_ ok! Não tenho muito o que fazer aqui, pois os dois são meus filhos, mas a vontade que tenho moleque e de te mata_ falou calmo olhando em meus olhos me fazendo sorrir de canto, meu próprio pai queria me mata que irônico não? com um pai assim quem precisaria de inimigos!_ e agora como ficará a situação de vocês? _ questionou sério

_ vou fazer o que tem que ser feito!_ o mesmo confirmou com um aceno de cabeça

_ me diga.._ falou me fitando _ seu real motivo de continua aqui foi Sakura _ confirmei com a cabeça, vendo um sorrir de canto brota no rosto do mesmo_ vamos descer e fazer o que tem que ser feito _ levantou-se _fico mais aliviado em sabe que está apaixonado _ disse levantando-se e suspirando pesado...

em nenhum momento falei que estava!_ falei para mim mesmo mentalmente

(...)

POV’S SAKURA

Meu coração estremeceu quando ouvir aquela voz, meus pelos arrepiaram, tremi levantando a cabeça para olha-lo encontrando os lindos e  negros olho que  tanto sentir falta me observando, me estudando enquanto meu pai e minha mãe me pressionavam para fala quem era o pai do filho que eu carregava no ventre, pois bem ele estava ali em nossas frente mais eu não tinha coragem de fala

Qual seria a reação dele ao saber da criança?_ me preocupei, vendo Mebuki ir ao seu encontro, falando a respeito do bebê, fazendo o mesmo me olha mais intensamente do que antes; abaixo a cabeça esperando que Sasuke figa não ter ouvido. Ouço meu coração descompensa e os olhos negros sobre mim queimado minha pele; logo ouvir as vozes de meus pais me pressionando novamente para fala a respeito do pai, foi quando ouvir Novamente a voz firme, fazendo meu coração saltar como se quisesse sair da caixa do peito.

E agora qual seria a reação de meus pais?_ me perguntava mentalmente olhando nos olhos de sasuke, procurando algo, pois sua expressão era a mesma; frio, sério! De início meus pais não intende o que Sasuke quis  dizer com “Sou eu!” questionando o mesmo que soltou de vez: “ Eu sou o pai!”_ sem desviar os olhos dos meus e eu sentir um alívio, pois eu não sou a pessoa mais corajosa do mundo para dá essa notícia a eles. Queria desvia os olhos do de sasuke e fita meus pais, ver qual a reação na face dos mesmo que ficaram em silêncio por segundos, digerindo a notícia. Depois de minha mãe reclamar e meu pai pelo a primeira vez fala irritado com Sasuke, me deixando externamente assusta os dois se retiram deixando apenas eu e Mebuki, que parecia longe demais.

Observei os dois subirem a escada até que sumiram, me perguntando o que aconteceria dali para frente, volto a fita minha mãe que parecia longe demais e seu semblante me mostrava o que tanto procurava. Sua cara era de decepção, abaixou a cabeça sentindo as lágrimas teimosas molharem minha face. Minha mãe parecia esta viajando ou apenas me ignorava, levantei a cabeça fitando a mulher que estava sentada a minha frente a fitei por míseros segundo, logo tratei de ir até ela, me ajoelhado a sua frente com dificuldade por conta da tontura e da fraqueza causada por não me alimenta bem esse últimos dias. Olhei nos olhos dela que estavam triste

_ m.me desculpe..._ pedi de joelhos, vendo os olhos da mesma mareja _ eu queria que fosse diferente, mas não me arrependo _ confessei _ desculpe-me por favor_ pedi mais uma vez olhando em seus olhos

_ xiii..._ colocou sua mão sobre minha cabeça, me fazendo deita-la em seu colo, ainda ali de joelhos, e acariciou minhas madeixas rosas, enquanto as grossas lagrimas corriam de seus olhos e dos meus também...

Bem era isso que eu precisava no momento, um cafuné de mãe _ pensei sentindo o cheiro doce que ela emanava, sua mão macia acariciando meus finos fios de cabelos. O silêncio se tornou algo bom, o carinho de mãe estava maravilhoso e logo sentir os olhos pesa...

(...)

AUTORA N

Mibuke acariciava o cabelo da filha em meio as lagrimas, observando a moça que dormia sentada sobre o chão e com a cabeça em seu colo. Queria grita com a menina, mas não negara a felicidade em saber que será a avó, duas vezes avó em um vez só, pois por mais louco que fosse o neto que a mesma esperava era filho dos seus dois filhos

_ kami_ sussurra para si mesma, observando a face porcelanada da filha em seguida seca as lagrimas de sua face

Agora não era hora de chorar nem julga Sasuke muito menos Sakura, pois Tinha que fazer o que nunca fez, cuida de sua menina que estava muito debilitada. Tudo bem que seria difícil para a mulher engolir isso, seria difícil se acostuma com a ideia, mas aguentaria tudo para ter seus filhos e agora neto perto de si

Ouvir passos desviando seus olhos para a escada vendo o marido e o filho a descendo. Fazia mais de 30 minutos que os dois subiram, Sakura após chorar um pouco em seu colo dormiu ali mesmo, Mebuki decidirá não acorda-la, pois o dia foi cansativo demais para ela; observava a filha quando sentiu a presença de Sasuke perto de mais, levantou a cabeça encontrando os olhos negros do rapaz que abaixou-se pegando a rosada no colo, enquanto kizashi o observava. Mebuki fitou o marido por míseros segundos, logo desviando os olhos para Sasuke

_ venha querida _ chamou kizashi a esposa com mão, após Sasuke acolher Sakura em seus braços, observou o mesmo de costa com ela nos braços

_ espere_ pediu levantando-se _ para onde levará ela? _ perguntou para o filho já de costa

_ para o quarto_ sua voz saio firme, Mebuki caminhou ate eles, ficando de frente para o filho olhando nos olhos do mesmo, logo desviando os olhos para Sakura e sorrindo boba com os olhos marejados

_ ela é linda! _ fitou a menina que sê mexeu, arrumando a cabeça no peito do uchiha, que olhava para a mulher a sua frente sem reação _ v.você a ama ?_ levantou os olhos para olhar nos de Sasuke

_ eu não sei! _ falou frio, desviando os olhos para a face de Sakura

_ cuide dela hoje meu filho! _ depositando um beijo na testa da rosada que piscou os olhos mexendo, logo tocando o braço de sasuke fazendo um leve carinho ali

_ vamos Mebuki esta tarde _ aproximou-se kizashi tocando o ombro da esposa que fitou o marido logo dando espaço para que Sasuke continuasse

O moreno observava Sakura que dormia em seus braços, enquanto seus pais o seguia na escada, logo os olhos da mesma se abre lentamente, enquanto ela se mexe sobre seus braços. Fita o rapaz e diz:

_eu consigo andar! _ falou sonolenta

_ não te perguntei se conseguia_ respondeu frio, desviando os olhos dos dela e observando o enorme corredor

_ Boa noite! _ ouviu a voz de seus pais e os observou por cima do ombro

_ Boa noite!_ respondeu por educação, voltando a caminha após ouvir o barulho da porta do quarto dos pais se fecha. Andou mais um pouco com a rosada em seus braços chegando, em frente a porta de seu quarto e adentrando com a mesma após gira a maçaneta

_ esse não é meu quarto_ falou baixinho observando o cômodo Bem organizado, onde tinha uma cama de casal, com os foros azul marinho e fronhas negras com vermelho. As paredes na mesma cor dos foros, uma mesa onde ficava papéis e um computador, ao lado da cama tinha criados mudos no modelo antigos assim como o guarda roupas, Sasuke a ignorou, indo até a cama e a deitando ali, logo dando as costa folgando a gravata, e se desfazendo do blasé e dos sapatos, abrindo três botões da camisa social que usava deixando seu peito um pouco a mostra, indo até uma prateleira ali dentro do quarto mesmo e escolhendo uma bebida se servido e logo em seguida bebendo o líquido, sobre o olhar curioso de Sakura _ por que me trouxe aqui?! _ questiono curiosa, fazendo o moreno fita-la

_ para informa-la que vamos nós casar _ falou sem ânimo, olhando nos olhos confuso de Sakura

_ e você já decidiu isso ?! _ perguntou encarando o moreno que confirmou com a cabeça_ acho que deveria pergunta se eu quero antes, não?!_ falou, fazendo um Sasuke sorrir de canto e balança a cabeça negativamente

_ o problema e que você não tem escolha! _ disse fitando a rosada que apertou os olhos visivelmente irritada

_ talvez "você" não tenha escolha!_ falou decidida se ajeitando na cama_ por que já Tinha feito a minha antes de descobrir a gravidez que não deveria te acontecido! _ encarou o uchiha que se aproximou

_ e qual é a sua escolha?! _ perguntou sentando na cama e encarando as esmeraldas de perto _ sua escolha e se tranca em um convento pró resto de sua vida, depois do nascimento de seu filho, entregando a criança para sua mãe cria, me deixando sozinho e provavelmente me empurrando para os braços de outra apenas para da uma família para o filho que e seu! _ falou com seu tipico semblante de desânimo, surpreendendo Sakura

_ n.nosso, o filho e nosso! _ encarou o moreno sentindo a sua espinha eletrizasse

_ você intendeu o que quis dizer! _ falou desviando os olhos do dela

_ isso não e oque você quer! _ abaixou a cabeça _ está apenas querendo assumir seu erro, sua obrigação!_ falou chamando novamente a atenção do uchiha

_ não foi um erro para mim! _ disse surpreendendo sakura que levantou a cabeça encontrando os olhos negros _ não quero apenas cumprir minha obrigação, quero da a essa criança um família

_ tá e ai? _ questionou _ nós nos casamos apenas para da uma família a essa criança, nós casamos só por isso; vivemos uma vida a dois como completo estranhos, você provavelmente se cansara, sentirá falta das inúmeras mulheres, das festa... se entediara com a vida em família e em apenas ter uma só mulher todas as noites em sua cama e passará a sair beber e me trair com qualquer uma, várias delas. passará a ser infeliz por esta vivendo uma vida que não e sua. Casamento não só isso Sasuke _ olhavam-se nos olhos _ e muito mais que isso, não quero que case comigo por obrigação, não quero ser o motivo de sua infelicidade

_ não será assim Sakura!

_ e como será Sasuke?_ perguntou com os olhos marejados

_ eu não sei, apenas sei que não será assim! _ disse tocando o rosto dela secando as lagrimas teimosas que insistia em escorrer _ obrigado! _ agradeceu fazendo Sakura olha-lo surpresa

_ pelo o que ?_ perguntou com a voz chorosa

_ por esta me dando um filho! _ sorrir de canto desviando os olhos para o ventre da mulher

_ está feliz com isso? _ perguntou secando as lagrimas e chamando a atenção de Sasuke

_ sim! _ olhava dentro das esmeraldas _ você não está?

_ e claro, e algo maravilhoso, só nunca pensei que aconteceria comigo _ abaixa os olhos

_ nem eu! _ confessa _ nunca pensei me sentir assim de novo!

_ Assim?_ questionou

_ feliz... _ sorrir de canto_ quero ser pra esse bebê o pai que meu pai foi pra mim! Mas para isso preciso de você ao meu lado Sakura_ a mesma o olhou surpresa _ eu preciso de você_ falou baixinho e rouco aproximando-se da rosada, tocando sua face e olhando nos olhos da mesma, sentindo a respiração descompensada dela, depositando um selinho nós lábios da mesma e voltando a fita os olhos esmeralda, mas estavam fechados. O mesmo sorrir voltando a beija-la com luxúria, sentindo a mão de sakura ir de encontro a os seus cabelos puxado-os

Beijavam-se como se precisasse daquilo para sobre viver...

Logo Sasuke começa a correr as mãos pelo o corpo da rosada, apertando seios, coxas e bunda; depositando beijos no pescoço e colo, louco para alcança os seios medianos que tinha o seu sabor favorito, tinha sabor de Sakura e cheiro de flor. Passou a camisola branca de seda pelo a cabeça da menina que se encolheu cobrindo os seios com os braços ficando com as bochechas vermelhas, Sasuke a observou assim e sorriu de canto olhando para o abajur que ficava em cima do criado mudo e o desligou, deixando o quarto escuro. Não se importava com a escuridão pois consegui a enxergava perfeitamente assim também, logo voltando a beija-la e suga-lhes os seios

_aaah, s.Sasuke, isso não e certo _ falou em meio a gemidos enquanto Sasuke sujava os seios e acariciava o clitóris por cima do fino pano da calcinha que ainda cobria a intimidade de sakura

_ que se dane o certo! _ rosnou o moreno se desfazendo da camisa em seguida da calça e logo a box, voltando a distribuir beijos pelo o corpo de Sakura, deixando chupões vermelhos onde beijava, passando pelo a barriga da rosada deixando ali um beijo demorado e logo após dirigindo-se a intimidade da menina, rasgando a calcinha e jogando a peça longe logo abocanhando a intimidade já molhada mordiscando, sujando e brincando com o clitóris. lambe um dedo e penetrando de vagar na rosada que tentava abafa seus gemidos tapando a boca com almofadas. Sasuke fazia movimentos de vai e  vem com o dedo enquanto brincava com o clitóris com a língua se divertindo e sentindo seu membro cada vez mais duro implorando para entra na fenda molhada. Queria fazer a rosada goza antes de penetra-la, mas acabou não aguentando pois seu membro doía, implorando por ela; se posicionou no meio das pernas da mesma, beijo os lábios dela e começou a penetra-la lentamente, sentindo ser apertado, esmagado, gemendo rouco em meio ao beijo logo sentindo as unhas de sakura corta sua pele e um gemido alto sair de sua boca quando o pênis do Moreno encaixa-se todo dentro dela. Sasuke tenta abafa o gemido com beijos, enquanto movimenta-se lentamente dentro, estocando fundo, esperando que a rosada se a costume com ele para assim ir mais rápido e mais fundo o que não demorou muito.

Sai de dentro da mesma virando-a de bruços beijando todas suas costa até chega na bundo, depositando beijos e mordidas ali, fazendo a rosada empinar e a assim conseguido beijando sua intimidade, penetrando a língua e logo em seguida a penetra com seu meu membro, metendo forte e fundo ouvindo os gemidos de prazer da mesma , que começa a rebola, fazendo o uchiha para e apenas observa, puxando seus cabelos fazendo com que ela empinasse ficando de quatro, rebolando e gemendo, se contorcendo, sujando e apertando o    membro de sasuke que rosnou dando uma palmada na bunda sentindo seu membro encharcado com o gozo da rosada, metendo forte segurando nos quadris dela chegando ao orgasmos em um gemido alto

_ gostosa _ rosnou mordendo a orelha de sakura em seguida deitando-se sobre ela depositando um beijo em seu pescoço

           Continua...


Notas Finais


Eu espero que gostem do Cap esperando aniosamente as opiniões de vocês bjus bjus até os comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...