História Fujoshi at School - Capítulo 5


Postado
Categorias Originais
Tags Fujoshi, Girllife, Yaoi, Zoeira
Exibições 51
Palavras 1.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - The domio


Sabrina PoV

Estava na santa aula de Matemática no tédio girando a caneta entre meus dedos tentando me distrair, de repente olho disfarçadamente pro lado é olho o Yutaka sentado de modo estranho o pobrezinho deve estar com a delicia doendo. Apos esse pensamento lembro da linda noite de ontem quando senti o pedaço de paraíso em meus dentes e rolou a treta inteira, pois as empregadas ligaram para meu tio e ele resolveu uns trecos doidos com o policial, então comecei a rir baixo, mas depois coloquei o braço na boca para tentar controlar o riso, porém depois eu não me aguentei e berrei rindo na cadeira e por consequência a eu tomei a atenção da sala inteira, e o professor de matemática que mais parecia com um velho japa caquético começou a me dar sermão, e eu não estava nem ai pois continuei rindo só que mais controladamente.

- Menina não irei tolerar esse comportamento na minha sala! - Ele dizia com uma  voz meu fina hilaria que acabava de notar, o que fez com que eu aumentar  os níveis de psicopatia. Os alunos já estavam rindo de mim e outros cociçavam sobre a situação, mas eu estava foda-se pra isso era hilario.

- Ultimo aviso senhorita! comporte-se ou terei que lhe medir para se retirar - Ele disse aquilo com um tom de voz autoritário que sai ainda mais cômico. E então boom eu cai da cadeira chorando e com dor de barriga.

E obvio aqui estou eu em frente a sala da diretora espera pra tomar no botão.

 

Eu estava esperando a uns 15mins , que mais pareciam 3h, no banco em frente a porta e esta muito incomodada eu já estava pensando em ir bater mas  quando me levantei tropecei no meu próprio  pé e cai de cara na porta  batendo nela isso soou com um barulho alto que fez aparecer aquela maid meio tomboy na porta.

 

- O que você está fazendo aqui em horário de aula?

- É que eu meio que ri demais na sala de aula e o professor me expulsou de lá!

Então ela me olhou de baixo a cima e mandou eu entrar, e enquanto entrei sentei na cadeira que tinha em frente a mesa da diretora, que foi onde essa mulher sentou 

- Perguntinha, cadê a diretora?

- Ela adoeceu e me pediu para tomar conta enquanto a mesma ainda não melhorar - Quando ela falou isso eu pensei um diretora loita + maid tomboy = yuri, essa palavra nojenta na minha opinião me fez pensar que este ser sequestrou aquela coisa fofa pra ficar com a fofura só para ela (carinha de brava mais a de choro).

- Como a senhorita ainda é novata e estou sem muita paciência darei um castigo leve - Ela disse com as mãos  entrelaçadas e apoiadas pelos cotovelos na mesa - Você ajuda Satoshi, o cozinheiro da escola durante o almoço!Quando ela disse cozinheiro meu botão pisco eu levantei num pulo e fiz uma saudação militar - Sim Senhora! - E corri pelo corredor largando a porta aperta rumo a uns dos melhores lugares da escola a cantina! XD
...

- SHAZAM CARALHO COMIDA GRÁTIS! - lá estava eu correndo até o refeitório, na maior delicadeza, fazendo total barulho nos corredores e gritando enquanto todo mundo estava assistindo aula olha pelas janelas das salas eu correr igual uma loka, tomara que aquela mulher-homem não saiba disso.
Quando estava virando o corredor avistei o refeitório, enquanto observava aquele lugar vazio eu comecei a gritar

- TIOOOO CADÊ VOCÊ? -

Então uma figura saio correndo ver o que era, todo aquele barulho que eu fazia, quando ele apareceu vou como ver um deus grego em minha frente apareceu, profundos olhos violetas e cabelos castanho presos dentro de uma rede de cabelos é seu corpo parecia escultural mesmo ainda vestido. Mas aquele lindo rosto dele tinha algo que me intrigava parecia um uke porém parecia um seme.

- Suke... Seke? - deixei um murmuro escapar de meus lábios

- O que você veio fazer aqui garota? - A voz dele era rouca e meio grossa fazia meus ouvidos gozarem!

- A-ahn v-vice-diretora? ou a-a-algo dela me pediu para ajudar você com a cozinha como castigo por perturbar a aula - Falei gaguejando de inicio.

- hum... - AI MEU RÁ ESSE  ´´HUM...`` MUITO SEXY - Bem me desculpe mas você não será útil no momento - Adimito que mesmo estando corada devido as pensamentos pecaminosos que eu estava tendo essa frase me uma faca na mão.

- Por que? -

- As refeições já estão prontas e... -

- TEM COMIDA!? - Imediatamente apos minha pergunta meu estomago roncou - desculpa ter interrompido você é que estou com muita fome -

 

Após terminar de comer os muffins, que por sinal estava deliciosos, eu tirei uma bolsa do cu do inferno e peguei o tabuleiro ouija que eu andava por ai pra saber a sexualidade dos outros, me julguem. O tio olhou surpreso quando eu bati ele na mesa.

- Isso é um tabuleiro ouija ?

- Sim! agora vem cá pra gente brincar! - Ele êxito mas depois começou a pensar um pouco e eu tava esperando a decisão dele, até porque aquilo tava um tédio total.

- Certo... - Ele se levantando da cadeira onde estava e veio até mim com cadeira parando na minha frente.

- Já sabe as regras né? - mesmo eu brincando com isso pra saber a sexualidade dos outros eu não quero me fuder pro demônio puxar meu pé a noite não.

- Sim -

- Ótimo, vamos começar - tirei o ponteiro da puta que pariu também e coloquei em cima do tabuleiro a seguir colocando o dedo indicador no mesmo e ele também.
Depois de alguns segundo daquele blá blá inicial quando finalmente nós responderam o tio engoliu seco e eu perguntei:

- Você é homem ou mulher? - O ponteiro se mecheu indo em direção ao não depois ao alfabeto que tinha no mapa... Não lhe interessa! Ele escreveu!

- Que pessoinha rude você em! - normalmente nunca se pergunta isso, o tio olhou para mim com uma cara de ´´what the fuck!``, mas eu estava foda-se. Quando eu ia pergunta algo o tio me interrompe.

- Essa garota é louca? - Quando eu estava pra responde-lo o ponteiro se mexeu... ´´+ ou -``.
Manow quando eu vi aquilo quase morri o até os demônio me conhece minha reserva com o tio Lu foi feita com sucesso, ha ha. Assim que eu parei de ir fui direto ao ponto:

- o tio é seme ou uke - Ele olhou na minha cara como se eu tivesse feito a pior coisa do mundo ai o tabuleiro mexeu uma a uma ele paro em cima U-K-E... 

- KYAAAAAAH - Eu tinha dado um grito que poderia ser ouvido até da puta que pariu, o tio olhou todo corado pra mim e pediu permissão pra sair mas o espírito negou. Ai eu continuei:

- Então ele não é virgem? - Não apareceu, e eu gritei denovo. Porém quando olhei-o para o tio ele estava com uma cara de bravo porém toda corada o que não deixa claro se ele estava bolado ou não mas eu parei assim percebi.

Ai eu disse - Ultima pergunta... é biscoito ou bolacha? - O ponteiro não sai do lugar... Depois de alguns segundos o ponteiro mexeu tão rápido que soltamos nossas mãos dele ele de repente parou no ´´Tchau!``



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...