História Fumes - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Exibições 84
Palavras 1.905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


'LUH PORQUE VOCÊ DEMOROU TANTO?"
Bem ... eu acabei criando uma página no facebook pra postar mangás yaoi em PT-BR (vou deixar o link lá embaixo)
então eu passei esses dias escrevendo outras fics e traduzindo os mangás.... minha vida é complicada.
Sem contar meu trabalho de TI do curso que eu to fazendo, então ... ficou realmente difícil.
Mas aqui estou eu, com um capítulo novo!
kkkkkkk
espero que gostem!
Desculpe os erros, já to vesga já.

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Fumes - Capítulo 8 - Capítulo 8

Depois do pequeno incidente que ocorreu com Naruto, Sakura e Sasuke estranharam a demora do mais novo. A rosada foi até a porta verificar aonde ele estava, podendo ver o loiro correndo para o lado de fora do prédio.  

A mulher fechou os olhos e respirou fundo. "Ele ouviu." Foi tudo o ela pode pensar no momento enquanto se lamentava completamente de não ser tão cuidadosa quanto devia.  

Se virou para encarar o moreno que a fitava não compreendendo o que havia acontecido.  

-Ele já foi para casa, espero que faça o mesmo e não demore aqui.- Disse enquanto arrumava as coisas do loiro em sua pequena mochila. Levaria até a casa do mesmo e teriam uma longa conversa.  

-O que? Como assim?- Perguntou ainda confuso. 

-Você por acaso é burro?- Perguntou séria e o moreno a olhou indignado pela ousadia da mulher. - Naruto foi pra casa, deve ter escutado nossa conversa e foi embora. - Falou sem parar um minuto de arrumar as coisas do loiro. 

Sem dizer nada, Sasuke viu a mulher sair da sala carregando todos os pertences de Naruto. Ele não conseguia entender o que o loiro tanto escondia, o que ele não podia falar e o do porque ele ter saído correndo, talvez fosse realmente grave. Depois de alguns segundos paralisado como se fosse um idiota, pensando em possibilidade, ele correu atrás de Sakura.

-Hey! Espere! - Alcançou a rosada e disse:- Posso ir junto?  

-Ir junto? Não mesmo! - Disse e continuou a andar até seu carro e o destrancar.  

-Por favor! - Insistiu vendo a mulher suspirar e pedir paciência aos céus. 

-Não acho que seria uma boa ideia. - Falou séria. 

-Me deixe ir, me deixe mostrar a ele que eu não vou desistir do que quer que ele esteja passando. - Continuou a pedir sem se importar se estava sendo insistente demais ou não.

Sakura respirou fundo e concordou. "Até que seria uma boa ideia ter um programa diferente essa noite para Naruto. Espero que ele não me mate" 

-Entra logo nesse carro e vê se não me importuna mais.  - Falou sem paciência e colocou as coisas no bando de trás. 

O caminho até a casa do loiro foi em silêncio, assim como Sakura tinha ditado. Quando chegaram ao apartamento, a mulher não tardou a tocar a campainha e aguardar até que Deidara atendesse. Naruto nunca atendia a porta por motivos de preguiça e antissocialismo.

-Sakura? O que faz aqui? - O loiro mais velho disse assim que abriu a porta.  

-Vim trazer as coisas do seu irmão.- Disse levantando os pertences do outro. - Ah, e boa noite pra você também. - Ironizou.

-Me desculpe.- Sorriu sem grassa. - Boa no- Se interrompeu ao ver o moreno ao lado da mulher -Você? - Não conseguia controlar a cara de espanto que provavelmente estava fazendo naquele momento.

Sasuke nada disse apenas o olhou questionador. Já havia visto esse homem em algum lugar, mas onde?

-Vocês se conhecem ? - Sakura pergunta, não entendendo o que se passava diante de si.  

-Mais ou menos. - Sasuke disse mas logo foi puxado para dentro do apartamento junto com Sakura.

- Sakura, você sabe aonde é o quarto no Naruto, pode ir pra ló. - O loiro não desgrudava os olhos de Sasuke e também não tirava o sorriso do rosto. - Temos muito o que conversar. -Disse animado enquanto segurava a mão do moreno e levava até o sofá. 

-Tudo bem então. - A mulher disse enquanto pegava as coisas do loiro mais novo e ia em direção ao quarto do mesmo. 

-Você é o garoto do restaurante, não é? - Deidara perguntou com os ânimos a mil. 

-Restaurante?- Perguntou atônito, mas então sua mente puxou as memórias para só agora cair a ficha. - Espera um segundo! Você é o cara que deu em cima do meu irmão? Ele te ligou? - perguntou interessado na resposta que o loiro daria. 

-Eu... não sei. - Falou um pouco desapontado ao lembrar-se do ocorrido. - Meu celular quebrou quando eu iria receber uma ligação ontem, mas eu não consegui ver o número que me ligou. Mas ele não tinha me ligado até então.  

A tristeza de Deidara era quase palpável para o Uchiha, que apenas acenou positivamente com a cabeça, mostrando que compreendia. Mas então uma ótima ideia surgiu em sua cabeça. 

-Eu tenho a solução. - falou alegre enquanto pegava seu celular.  

Atento a todos os paços do moreno, o mais velho não entendia o que se passava até ouvir uma voz grossa vindo do outro lado da linha.  

-Sasuke? - Apenas pela menção no nome do irmão, Deidara sentiu todos os pelos de seu corpo se arrepiarem. A voz era grossa e rouca, como se tivesse acabado de acordar. - São quase onze horas, porque está me ligando? 

Sasuke tinha que admitir, não sabia que horas eram, na verdade quando passava tempo com o loiro, mal via ele se passar. Ficou até um pouco chocado e ressentido em acordar o irmão a essa hora, sabia que ele acordava muito cedo e que deveria estar cansado, mas isso é questão de emergência.  

-Ah, desculpa eu nem vi as horas. - Disse. - Bem, é sobre aquele bilhete que te deram no restaurante. Você já pensou em ligar? - Perguntou como se não quisesse nada. 

-Porque isso tão de repente? - A voz era duvidosa mas o moreno menor nem se importou.  

-Apenas me responda! - Tanto Deidara quanto o Uchiha estavam a ponto de gritar de tanta ansiedade. Sasuke não tinha nada a ver com isso, mas era bastante curioso.  

-Já, já pensei em ligar pra ele. Mas quando eu liguei caiu na caixa postal. - suspirou. - Deve ter sido alguma brincadeira de ma lgosto, então nem tentei de novo. - Lamentou. 

-Isso não é ver- Deidara gritou, porem fora interrompido pelo moreno que tampou sua boca 

-Tem mais alguém ai? - a voz de Itachi parecia realmente brava o que fez o menor entrar em pânico. Não sabia o que falar então deu a primeira desculpa que veio em sua mente. 

-O que? Não, eu só tinha deixado a televisão da sala ligava e vim pra cá. Já está no mudo. - disse confiante enquanto olhava para o loiro de forma ameaçadora. Não sabia se tinha conseguido enganar o irmão, mas tentou seu melhor, não tardando a mudar de assunto. - Mas sobre o loiro, acho que deveria ligar para ele. -Falou sorrindo sentindo um sorriso sob sua mão.  

-Eu não acho. - Falou meio inseguro, mas deixou o loiro um pouco abatido. - Sabe que não me dou bem com essas coisas de relacionamento. E além do mais, se realmente rolasse alguma coisa, o que eu acho que seria impossível, não sei se poderia dar tanta atenção a ele. 

O jeito como Itachi falava e pensava em um futuro com os dois juntos fazia o coração de Deidara bater a mil. Não iria mentir que também já pensou nisso, mas nunca achou que seria correspondido nesse quesito.  

O Uchiha mais velho só estava confuso e com medo de ser enganado novamente por causa de amor, e isso o loiro compreendia completamente, podendo sorrir amarelado. 

-Então o que você acha de irmos amanhã no mesmo restaurante? Vai que ele vai até você novamente. - sugeriu fazendo o loiro pular em alegria, porém silenciosamente. 

-Eu não sei... 

-Ah, Itachi Uchiha você não me venha com essa de "não sei", encara essa situação logo! Ou vai querer ser enrolado que nem da ultima vez?  - Perguntou ameaçador. - Amanhã, nós vamos até aquele restaurante e você vai falar com ele, QUERENDO OU NÃO.  - falou. - Me encontre as 13 horas E NÃO SE ATRASE.  

Desligou o celular sem deixar que o irmão respondesse, olhou para o homem ao seu lado e o viu com uma expressão engraçada. Tinha um pouco de felicidade e medo ao mesmo tempo, não sabia distinguir.  

De repente, sentiu ser envolvido por um abraço de urso dado pelo mesmo, que o apertava sem dó entre seus braços. 

-Muito obrigado! - Disse feliz enquanto soltava o mais novo, que tinha seu rosto completamente vermelho, não de vergonha, mas por falta de ar.  

-Graças a Deus, ar. - Disse dramático enquanto respirava fundo. - Pode achar que fiz isso por você, mas foi por puro interesse próprio. - Falou sério enquanto arrancara uma carranca interrogativa do mais velho. 

-Como assim?  

-Eu não vou até o restaurante, você irá falar com ele enquanto. Enquanto eu, vou estar em outra mesa com o seu querido irmão, que no caso ainda não sabe disso, mas eu vou ser persistente. Ou seja, além de me livrar de um irmão que fica sofrendo por amores passados, ainda vou conseguir um almoço com o Naruto. - Disse convencido. - Viu, não é tão difícil quando se é inteligente.  

-Você é um monstro. - disse o loiro com um tom de divertimento. - Mas sobre o meu irmão. - Ficou sério fazendo Sasuke engolir a seco. - Quais são suas intenções com ele?  

Parecia que não, mas o loiro estava com muito medo da resposta. Tudo que Naruto não precisava era de outro idiota em sua vida. Ele necessitava de um amigo, de uma paixão de verdade, não aquela mula que um dia o prometeu amor.  

-Sakura já me advertiu, pode achar que não, mas eu não quero me separar do Naruto. Não sei pelo que ele está passando, mas eu quero ficar com ele. Quero uma chance de mostrar pra ele que eu não sou como os outros, que eu posso sim ficar do lado dele pelo que der e vier. - Sorriu fraco. - Não sei como aconteceu, mas mesmo ele sendo frio e um pouco calado, Naruto conseguiu roubar meu coração desde a primeira vez que nos vimos. Todo dia eu descubro algo dele novo. Descobri que ele desenha com as duas mãos, que a tinta favorita dele é a laranja, que ele tem uma tatuagem na costela, que ele prefere refrigerante de uva, ah e ele tem uma mania feia de achar horrível tudo o que eu desenho e um mal hábito de esquecer as coisas muito rápido.  E tudo o que eu quero é poder descobrir mais e mais.  

Enquanto Sasuke falava o que percebia em Naruto, Deidara não conseguia esconder o sorriso de satisfação que tinha em seus lábios. Será que finalmente tinha encontrado alguém que pudesse fazer seu irmão feliz? Pelo menos o máximo de tempo possível? Sabia que era egoísta de sua parte pedir isso a Sasuke, mas seu irmão merecia alguém também.  

-Tudo bem, tudo bem. - Falou entendendo o que o outro queria demonstrar. - Por mim tudo bem, desde que não o machuque. Eu e Sakura ficaremos de olho em você. Se por acaso você deslizar eu mesmo vou atrás de você. - Ameaçou fazendo o sangue do moreno congelar. - Mas como isso não irá acontecer, eu tenho certeza, tem minha benção. -Sorriu no final. 

-Muito obrigado. - Falou contente. Agora o Uchiha que abraçava o loiro com força. 

-Tudo bem, agora vem me ajudar a fazer o jantar.- Chamou o outro. 

-Ah, já está tarde eu acho que já vou indo. - Falou desconcertado.  

-Fique, rapaz, jante conosco e depois eu te pago um taxi. - Falou enquanto puxava a mão do futuro cunhado, até a cozinha.


Notas Finais


https://www.facebook.com/mangakuree/
Link da página!!
antisocialismo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...