História Funkeiros a prova de bala - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ai Que Amor, Bangtan Boys, Bts, Funkeiros, Meu Kookie Do Céu
Exibições 67
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


FÉRIAS ❤

Como o prometido para a unicórnia @Louca_Do_Namjoon fiz o Hentai #NamLou

Espero que tenham gostado desse hentai 💙

Contem a opinião de vcs, ela é mto importante 💙

Obrigada pelos 114 favoritos 💜 só tenho o que agradecer ❤

Beijos e fiquem com o cap! 🍃

Capítulo 41 - Hentai ^^


~ Lou PoV ~

" Ela pow pow pra mim

Eu dei tey tey pra ela

Pow pra mim

Eu dei tey tey pra ela" - Pow, Pow, They, They (Mc Dedé)

Isso só quer dizer uma coisa: Hoje tem.

(...)

- Louise, precisamos conversar. - o Nam fala, e eu apenas sorrio.

O que estamos fazendo? Nesse exato momento estamos jantando com o pessoal, e vocês acham que, Kim Namjoon e Louise irão jantar comida, ou virar canibais e se comerem? (🌚)

Os olhares do pessoal foi de tipo: " Ish fodeu", e eu estava com vontade de rir, mas me conti.

Subindo as escadas, e entrando em um quarto que é divido com mais duas pessoas. Namjoon tranca a porta e me olha com malícia.

- Hoje, você irá gritar meu nome como nunca Bae. - Namjoon falou com um olhar de predador.

- Parece que hoje serei sua presa, né Monnie? - ele apenas sorriu e veio até mim.

Ele começou a beijar bem devagar o meu pescoço. Ele sabe me torturar, ele sabe como me deixar molhada.

- Nam... - sussurrei seu nome da forma mais sexy que consegui.

- Hm Baby? - eu apenas sorri com sua resposta e puxei-o para um beijo agressivo.

Sua mão vasculhava cada parte do meu corpo, até encontrar a Barra da minha blusa.

Ameaçava tirá-la, mas não tirava.

- Jonnie... tira logo... - ele apenas tirou a minha blusa de uma maneira agressiva.

Ele beijava a minha nuca e pescoço, - com várias mordidas e beijos molhados - até os meus seios.

Ele ficou tateando as minhas costas até encontrar o fecho do meu sutiã.

" Eu posso te ajudar com o seu sutiã Baby..."

Era só isso que ele sussurrava em meu ouvido.

Namjoon tirou o meu sutiã e jogou-o em algum lugar do quarto. Nossas respirações estavam ofegantes, e isso que nem havíamos começado.

- Você é tão linda Baby... - ele começou a beijar meu seio direito e a massagear o meu esquerdo.

Cada beijo, cada toque, um choque elétrico de felicidade.

Ele parou de beijar e começou a morder. Mordia, dava chupadas, lambia e até fazia carinho.

Kim Namjoon é o cara mais gostoso desse mundo, não só com o corpo e sim com os toques.

Tirei a sua blusa e fiquei babando no seu abs. Por que ele sempre guardou-o, sendo que é tão perfeito?

- Às vezes me pego pensando... Você é tão perfeito, que não pode ser humano Jonnie... - ele sorri e deixa aquelas covinhas à mostra.

Se ele soubesse o quanto é precioso para mim...

Eu trilhei uma linha de beijos invisíveis do seu pescoço até o cós da sua calça.

Ele puxou o meu cabelo para trás, fazendo-me soltar um gemido arrastado.

- Devia usar seu gemido como toque de celular... - sussurrou mais uma vez, mas mordeu o lóbulo da minha orelha.

Tão excitante e provocante... Kim Namjoon não tem limites, e se tiver, é totalmente desconhecido.

Tiro a sua calça e olho para sua boxe, que estava com um volume.

Fui engatinhando igual um gato em sua direção, e o mesmo apenas passou a língua nos lábios.

- You're only mine tonight, Baby... - falou enquanto tirava a minha saia, deixando-me apenas de calcinha.

Nos beijavamos ferozmente, como se aquele fosse nosso último beijo - ain :3.

Ele tocava todo o meu corpo, apertava minha bunda, e como resposta ao seu "carinho" eu arfava.

Parou de me beijar e me olhou sacana.

Relou na minha calcinha - já molhada - e sorriu. O filho da Mãe sorriu.

Ele roçava a sua mão na minha intimidade, deixando-me ainda mais molhada.

- Namjoonie... Isso é tortura! - falei manhosa e ele mordeu os lábios.

Um fetiche de Kim Namjoon: Uma inocência não tão inocente. (Pandyh; que?)

Ele começou a massagear a minha intimidade pelo tecido fino da calcinha, e logo se ajoelhou tirando a calcinha com os dentes.

Pegou-me no colo e levou-me até a sua cama, deitando-me de uma forma carinhosa.

Colocou sua cabeça no meio das minhas penas e começou a chupar minha intimidade.

Gemidos descontrolados, altos e roucos eram escutados pelo quarto - ou até pela casa.

Cada movimento com sua língua levava-me à loucura, fazia-me ver estrelas.

Tirou a sua língua e substituiu por uma massagem no clitóris, demorada e bem feita.

- Jo-Jonnie... - gemia descontroladamente.

'

- Chupa. - Namjoon pediu colocando dois dedos na Minha boca, e eu apenas fiz questão de chupá-Los. Quando terminei, ele colocou os dedos na minha intimidade, fazendo-me jogar as costas para trás.

Fazia movimentos de tesoura com os dedos, enquanto já me acostumava com uns dos próximos passos.

Tirou os seus dedos quando estava próxima de um orgasmo, e lambeu os mesmos.

Olhei sacana pra ele e comecei a masturbar seu membro pela sua boxe.

Lento e doloroso, descreveria o momento.

A sua cara era de pavor e reprovação.

Tirei a sua boxe sem aviso prévio e continuei a masturbar seu membro duro.

Substitui a minha mão pela boca, lambendo toda a extensão do seu membro e chupando a sua glande da maneira mais sexy possível.

Poder ouvir os seus gemidos roucos e grossos estavam me levando à loucura.

Continuei lambendo, mordendo e chupando o seu membro, enquanto o mesmo fodia a minha boca.

Assim que o mesmo gozou, lambi todo o seu membro sem deixar vestígios.

Peguei um preservativo e coloquei no membro de Namjoon.

Ele encaixou o seu membro na minha entrada que implorava atenção.

Ele penetrou-me com cuidado, mas com uma certa força.

Fazia os movimentos de vai e vem, e várias vezes acertava o ponto certo.

Ele continuava com as estocadas, até trocarmos para as cavalgadas.

Quicava no no membro de Namjoon, até que senti minha entrada se encolher e o membro do Namjoon ficar preso.

- AWNNNN.... - Soltei um gemido manhoso, rouco e arrastado por ter chegado no meu orgasmo, acompanhada de Namjoon.

Ele jogou a camisinha em um lixo do quarto e nos deitamos de conchinha.

Suados, ofegantes e cheios de prazer.

- Eu te amo minha pequena. - falou dando-me um selinho.

- Eu também meu grandão. - fiquei corada.

Dormimos feitos anjos naquela noite fria, onde apenas um edredom nos cobria.

Pelo jeito o Hope e o Suga tiveram que dormir na sala..


Notas Finais


Gostou?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...