História Future Letter - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Ação, Aventura, Drama, Kakashi, Naruto, Romance, Sakura, Shoujo, Shounen
Visualizações 405
Palavras 2.451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Aqui vamos com o terceiro capítulo :)
Espero que todos comecem a entender um pouco da subtrama da fic. Sei que todos nós amamos romance kkkk mas as vezes é preciso um pouco a mais para as coisas não serem tão simplórias.
Então, boa leitura e até lá embaixo!

Capítulo 3 - Confirmações


Kakashi se remexeu na cama mais uma vez e, finalmente, pôs-se sentado em desistência. Levou as mãos ao rosto ainda cansado e esfregou os olhos por alguns instantes. Se tivesse cochilado por mais que duas horas essa noite teria valido a pena a tentativa, mas sabia bem que esse não fora o caso. Ele suspirou ainda fadigado e, empurrando o lençol que engrolava-se em sua cintura, ergueu-se e caminhou em direção à janela com a esperança de que o restaurante, onde sempre tomou seu café da manhã, estivesse em funcionamento. “Fechado novamente..”, concluiu preocupado ao fitar a vista de ruas desertas que sua janela proporcionava no primeiro andar do prédio.

O ninja voltou-se com desgosto para a última gaveta da cômoda em seu quarto.  Nos últimos dias todos os restaurantes estavam fechados e hoje, novamente, ele teria que recorrer aos alimentos industrializados entulhados naquela gaveta. Criticou suas escolhas mentalmente e, pela primeira vez na vida, se arrependeu por não ter escolhido uma casa com sala e cozinha em vez de sua atual “casa” que se resumia à um pequeno quarto e banheiro.

Sem se torturar ainda mais, o ninja abriu a gaveta e retirou um bolinho de arroz e um pote de maçã desidratada. Comeu aquilo rapidamente e vestiu sua farda com um pouco mais de ânimo ao lembrar-se para onde deveria ir nessa manhã.

Havia se passado cinco dias desde que recebera aquela carta e, infelizmente, desde então não havia conseguido encontrar a Hokage, Shizune ou se quer Sakura para esclarecer o que estava acontecendo ali. As coisas na vila estavam estranhas de fato, algumas ‘pessoas de bem’ estavam surtando sem motivos aparente e alguns casos de assassinatos já haviam sido registrados fazendo a taxa de homicídio, que antes era praticamente inexistente, saltar alarmantemente dentro das estatísticas da vila.

Embora inúmeras hipóteses já tivessem surgido nas ruas, Tsunade não havia se pronunciado sobre a situação até o momento. O hospital estava interditado e, durante todos esses cinco dias, Kakashi não vira um ninja médico se quer vagar sem rumo pela vila, na verdade, os poucos médicos que avistou eram das equipes enviadas para realizar exames gerais nos moradores.

Já fardado, Kakashi ergueu a máscara sobre o rosto e suspirou novamente desanimado ao lembrar-se que a ‘reunião’, a qual Gai o alertou no início de tudo, na verdade, não passara de uma desculpa de Tsunade para reunir todos os Jounins e examina-los com urgência. “Sinceramente... espero que não sejam outros exames.”, resmungou mentalmente tomando posse do livro em sua escrivaninha e folheou-o certificando-se que a carta ainda estava ali. Não que realmente precisasse dela para saber os prováveis acontecimentos... já havia lido aquela carta tantas vezes que havia decorado até os poucos erros de pontuação que tinham ali. No entanto, se este fosse o dia em que os demais fatos contidos na carta iriam se concretizar, ele estava decidido a tornar aquilo do conhecimento de Tsunade também.

 

[Prédio Hokage]

– Bem, sinto muito pela demora em informar vocês... – Tsunade falou olhando seriamente para o grupo de quase trinta jounins que preenchiam sua sala. – mas passamos esses cinco dias tentando entender contra o que estamos tentando lutar...  Nossa equipe médica acredita que fomos alvo de um ataque biológico e... Esperem! Ainda não acabei! – Ela ordenou erguendo uma mão quando alguns múrmuros ecoaram e continuou assim que o silêncio tomou o recinto novamente - Não sabemos quem poderia ter feito isso, temos algumas poucas suspeitas, mas nada muito promissor até o momento, então, não vamos nos aprofundar nisso nessa reunião. Já sobre a...

– Tsunade-sama! – Alguém a interrompeu ao fundo da sala – Não poderia ser um ataque do inimigo? Tobi, não é? Ele não declarou guerra a todos os países ninjas?

Os múrmuros se formaram novamente e Tsunade ergueu a mão como mais um pedido de silêncio. – Mas por que apenas nós? – Ela indagou. – Nenhuma outra vila está sofrendo nada até o momento, então... essa é nossa dúvida. Ele está em nossa lista de suspeitos, mas não nos parece ser o culpado por isso. Como falei, ainda temos pouca informação, então, não vamos nos aprofundar sobre isso nessa reunião. O mais importante agora é curarmos os infectados e evitar que mais pessoas adoeçam! – Ela falou firmemente e encostou-se na mesa com um semblante mais preocupado. – Como ia falando... Já sobre a doença, ela é causada por um vírus ainda não identificado. Nós tentamos extrai-la por meio do ‘ninjutsu médico de extração de doenças’, mas os vírus voltaram à corrente sanguínea do paciente em poucas horas... o que mostra ser um vírus muito bem elaborado e provavelmente desenvolvido em laboratório. Conversamos com o Raikage da vila oculta da nuvem, pois sabemos que lá existe um laboratório renomado com ninjas especializados em doenças virais. Ele nos explicou que a anos atrás a vila da nuvem sofreu algo parecido e desde então ninjas voltados para doenças virais e bacterianas vem sendo treinados. É muito tarde agora para se lamentar, nós temos um laboratório e equipamentos para isso, mas ninguém parece se interessar desde que Kabuto tornou-se um traidor. Vamos ter que tentar mudar isso nos alunos, não podemos deixar as coisas como estão. – Tsunade coçou a testa em uma mistura horrível de cansaço e culpa. Como ela poderia ter deixado aquilo acontecer? Logo ela, uma renomada ninja médica, não poderia ter se dado o luxo de ter uma fraqueza tão simples em sua vila.

– Tsunade-sama.. quanto ao Raikage... – Shizune chamou-a a tenção no canto da sala e Tsunade voltou a fitar os olhares atentos dos jounins que ainda pairavam sobre ela em silêncio.

– Sim... quanto ao Raikage... – A linha de pensamento retornou à Tsunade – Ele se propôs a nos enviar os melhores do setor para nos ajudar a entender o que é esse vírus, como é a transmissão, como age e, claro, criar as vacinas e soros. No entanto, o Raikage exigiu algumas escoltas para trazermos esses ninjas até aqui e, enquanto alguns de vocês vão busca-los, todos os que ficarem deverão manter o mesmo esquema de vigia vinte e quatro horas na vila! – Todos assentiram em um único timbre e a loira suspirou aliviada ao finalmente chegar ao fim de seu discurso. – Gai e Kakashi, vocês ficam! Os demais podem ir e voltem a circular!

Com o esvaziar da sala, Tsunade sentou-se com uma expressão um pouco mais relaxada. Kakashi e Gai de alguma forma eram um pouco mais íntimos e isso a deixava mais à vontade em não se preocupar em esconder o quão exausta estava.

Kakashi abriu a bolsa em busca do livro. Os fatos ditos da carta estavam se confirmando um atrás do outro e, agora, ele sabia que não seria diferente. Já sabia exatamente o que Tsunade estava prestes a falar a eles e, sem a necessidade de esperar, pegou e folhou o livro em busca da carta.

– Vocês e seus respectivos times irão escoltar esses ninjas até aqui à salvos... – Tsunade falou e Kakashi segurou a carta com firmeza ao notar que o terceiro fato também se confirmara. – Vocês são minha mão direita para assuntos delicados e urgentes como esse e preciso desses ninjas aqui para ontem. Então, arrumem suas coisas e partam ainda hoje.

Ambos os ninjas assentiram e, antes de mais nada, Kakashi deu um passo à frente.

– Tsunade-sama, antes de partir preciso lhe mostrar algo. – Kakashi falou com uma aparente tranquilidade – Eu recebi essa carta no dia em que a epidemia parece ter tido início, cinco dias atrás. – Ele estendeu a carta para a mulher e, sem hesitar, Tsunade tomou posse do papel com curiosidade.

– A princípio pensei que poderia ser uma brincadeira... – Kakashi admitiu ao notar os olhos de sua superior percorrer o papel ceticamente. – Mas vendo que as coisas estão realmente se confirmando eu acredito que deveríamos dar um voto de confiança e que deveríamos tomar medidas quanto ao menino tratado aí, talvez aumentar a segurança nesse dia ou...

– Espera aí, Kakashi... – Ela falou erguendo uma sobrancelha descrente para o ninja apático à sua frente. – Você está dizendo que essa carta está prevendo o futuro? 

Embora sua mente ainda estivesse confusa com tudo aquilo, Kakashi assentiu com uma aparente convicção do que falara.

– Apenas te pergunto uma coisa: como isso é possível? – Tsunade arqueou uma sobrancelha cética.

Kakashi calou-se por um instante, de fato não sabia como responde-la, mas seus pressentimentos ainda clamavam para que ele desse um voto de confiança àquela misteriosa carta. – Eu não vejo razões para não acreditar além do fato de não sabermos explicar como isso é possível.

Tsunade suspirou descrente do infundado argumento e coçou a franzida testa impacientemente. – Kakashi, vamos pensar racionalmente... Se alguém pode prever o futuro e pretende ajudar, porque simplesmente não nos diz de uma vez a cura para isso? – Ela indagou olhando-o seriamente. – Enquanto não tivermos evidências melhores sobre essa tal carta, sinceramente, tenho preocupações maiores. – Ela falou estendendo a carta de volta e Kakashi a pegou sem muita relutância. Sabia que as coisas não deveriam estar sendo fáceis para Tsunade e talvez ele mesmo pudesse dar conta de resolver os problemas contidos ali, como a própria carta sugeria. – Isso deve ser brincadeira de alguma criança... – Ela completou. – Naruto, talvez, você não pensou nisso? De qualquer forma, preste atenção e me informe sobre o restante dela quando voltar, mas não acho que vale a pena se preocupar com isso... agora vão logo por favor. – Ela falou com quem implorasse para que ele parasse de perturba-la e com um suspiro de cansaço deitou a cabeça sobre o encosto da cadeira.

Mesmo não concordando em completo, Kakashi assentiu. Nunca foi de seu gênero discutir sobre algo por muito tempo, se as pessoas não compartilhavam o mesmo pensamento que ele, ele resolveria sozinho, como sempre o fez. Ao sair da sala, fechou os olhos por um momento. Não queria deixar de pensar que aquela carta poderia ajudar em tudo que estava acontecendo, mas, admitia que Tsunade havia feito uma boa observação. “Se alguém consegue prever o futuro, porque não nos dá informações mais valiosas do que as contidas ali? Quem é nosso inimigo? Que doenças é essa?". Havia tanta coisa mais importante para ser dito. O ninja suspirou com os pensamentos tão confuso quanto estava no primeiro dia.

– Kakashi, você falou sério sobre aquilo? – A voz de Gai ecoou curiosa ao seu lado e só então Kakashi lembrara que seu amigo estivera ali em silêncio durante toda a conversa.

– Talvez... – Kakashi respondeu-o. – Apenas um pressentimento de que devo dar um voto de confiança a quem escreveu isso.

– Posso vê-la? – Gai indagou curioso. Embora a expressão de Kakashi transmitisse total tranquilidade, ele o conhecia muito bem para saber que aquilo o estava preocupando.

Kakashi entregou-o o papel. Se havia alguém em que ele poderia sempre confiar era Gai, então, havia motivos para preocupar-se em compartilhar a carta com ele também. – Mas vamos manter isso entre nós... Não queremos aqueles meninos desfocados da missão. – Kakashi falou iniciando a caminhada até a saída e, acompanhando-o lentamente, Gai assentiu com a cabeça sem retirar seus olhos um segundo se quer do que tinha em mãos:

愛愛愛愛

“Para o Kakashi que espero conhecer.

Como você está? Estou escrevendo essa carta para você com a esperança de que ao fim de tudo possamos nos conhecer. Não sei como chamar você ao certo, fiquei por horas pensando em que pronome de tratamento poderia usar aqui, mas até agora não cheguei a uma conclusão, então, espero que não se incomode de chamar você assim. Bem, peço desculpas, mas me sinto na obrigação de me ocultar, pelo menos nessas primeiras cartas.

Você deve estar se perguntando porque alguém que se quer te conhece estaria escrevendo uma carta, não está? Bem, é porque eu gostaria de te pedir um favor e te fazer um favor. Complexo, não é?

Eu gostaria que você tornasse os meus conselhos realidade, não importa o que aconteça! Assim, não ocorrerão erros ou arrependimentos para você e para ninguém (bem, é o que eu acho!). Eu escreverei com frequência o que vai acontecer e quando irá acontecer, com a precisão que me for possível, assim eu espero que você escute meus conselhos. Mas, no fim, quem vai tomar as decisões é você. Não esqueça, as tome com sabedoria.

Se tudo estiver ocorrendo como acredito que esteja, você deve estar lendo essa carta no dia vinte de novembro. Hoje, será descoberto que uma terrível doença está afetando Konoha. Não há muito o que você possa fazer quanto a isso, sinto muito, mas, após alguns dias, a Hokage irá pedir ajuda à Vila da Nuvem e você será enviado para escoltar tais ajudantes até Konoha...

Até aí não tem muito o que eu possa lhe ajudar, apenas te peço para não tornar essa carta pública, pois estou apenas te contando esses fatos de antemão para que você realmente possa acreditar em minha palavra e, lembre-se, ela é destinada a você.

Antes de entrarmos nos fatos, quero te deixar ciente de que o seu presente não pode ter grandes e drásticas mudanças! Grandes mudanças nele trarão grandes mudanças no futuro e isso tornará as coisas MUITO mais complexas para mim. Então, passe por todos os acontecimentos que irei citar, vivencie-os e tente melhora-los da maneira que irei instrui-lo. Bem, então, vamos aos dois fatos em que tentarei lhe ajudar nesta carta:

Primeiro, dia 26. Nesse dia vocês chegarão à vila da nuvem e iniciarão a escolta dos três ajudantes até Konoha. A partir desse dia já será de conhecimento geral que a doença se trata de um ataque biológico e de que os ninjas da nuvem estão a caminho, portanto, acho que não seria muita surpresa se eu avisasse que tentarão uma emboscada, não é? Mas preste atenção... quando isso ocorrer, vocês serão separados e peço para que protejam os ninjas da vila da nuvem até que o ultimo inimigo seja derrotado. Eu te peço um favor, mantenha uma atenção especial sobre a ninja apaixonada por plantas e agradeça-a pela contagem!

Segundo, dia 27. Vocês chegarão pela noite e, ao adentrar a vila, uma criança irá clamar por socorro. Vocês decidirão deixar os ninjas da nuvem a espera sob a guarda de dois jovens da equipe, mas, acredite em mim, essa não é a melhor estratégia. Infelizmente sua equipe não achará o menino a tempo e esse é um fato que algumas pessoas gostariam de ter feito diferente. Portanto, eu te peço esse favor: use todo o pessoal disponível no momento, apesar de médicos, seus aliados da nuvem também são ninjas! De alguma forma, também sinto que você gostaria que esse fato se revertesse, portanto, espero que escute meu conselho.

Entrarei em contato novamente após seu retorno, por favor, use as informações que estou lhe dando com sabedoria.”

梨梨梨梨


Notas Finais


Teve gente me perguntando do resto da carta, então, aí está finalmente!
Para quem está desesperado pelo romance, eu só digo uma coisa: Calma! Estamos chegando lá s2
Lembrem-se que criticas, sugestões e elogios são sempre bem vindos! Eu amo ler e responder todos os comentários, então, não se acanhem em me falar o que acharam desse capítulo, ok? Espero vocês lá!!! xD
Beijoss e boa sexta!

Ps: Agradeço de todo coração ao meu namorado (Scariottis) s2 pela paciência de editar meus capítulos e corrigir meus erros antes de postar aqui s2 ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...