História Futuro Imprevisível - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kurenai Yuuhi, Mirai Sarutobi, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Temari
Tags Ino, Karin, Narukarin, Naruto, Sakura, Sasuhina, Sasuke, Shikamaru, Shikasaku, Viagem No Tempo
Visualizações 90
Palavras 1.755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


o, minna ;-;
Primeiramente: Perdão pela imensa demora, de verdade mesmo. Eu travei nesse capítulo, mas prometo que não voltará a acontecer.
Essa é a última parte do ponto de vista da Shikari. Espero que gostem.
Boa leitura!!!!! [Leiam as notas finais, tem avisinho importante lá]
NÃO DESISTAM DE MIM, POR FAVOR *-*

Capítulo 7 - VI Por você, por mim, por nós!


Fanfic / Fanfiction Futuro Imprevisível - Capítulo 7 - VI Por você, por mim, por nós!

— Parece que chegou o momento. — Daisuke fechou o olho esquerdo e quando tornou a abri-los apareceram as veias ao redor. Abriu as palmas das mãos e se colocou em posição de batalha. — Vamos começar, Kari.

Também fico em posição de luta.

E agora que verá do que realmente sou capaz, Dai. Boruto conheceu o lado que herdei do meu pai, você conhecerá o que herdei da minha mãe.

Eu vou ganhar!

Avanço rapidamente sobre o Uchiha. Tento soca-lo, mas o mesmo se abaixa com maestria. Chuto e de novo se defende, dessa vez usando o braço direito para parar meu ataque.

Pulo para trás, afastando-me dele.

Não será fácil, tal como imaginei. Talvez se tivesse usado minha verdadeira força no chute... Não! Poderia machuca-lo seriamente.

Jogo duas kunais contra Daisuke, que se desvia com uma facilidade invejável. Aproveito a oportunidade e paro parto para cima novamente. Antes que pudesse toca-lo o moreno se mexe em rotação e uma barreira de chakra azul fica envolta de si, sou jogada a  alguns metros quando toco nela.

Levanto, batendo na roupa para tirar o pô em seguida.

— Esse foi o oito trigramas palmas giratórias do céu. — Explicou, sem esboçar qualquer tipo de emoção. — É uma técnica que pertence ao Clã Hyuuga. Para ser sincero, só irei usar as habilidades proporcionadas pelo meu Byakugan e aquelas qual aprendi com minha mãe.

O quê?

Que diabos está falando?

— Ei, por acaso está me subestimando? — Grito, realmente irritando-me. — Acha que usando somente metade do seu poder irá ganhar de mim?

É muito arrogante mesmo!

— Não leve para o pessoal. — Pediu tranquilo e só serviu para me irritar completamente. — Escolhi ser assim e provarei que não preciso usar o olho direito, muito menos os jutsus do meu pai. Mesmo assim alcançarei o topo.

Hã? 

— Não diga besteiras. — Ordenei, revoltada. — Treinei como nunca, só para te enfrentar aqui! É injusto que não lute ao máximo!

— O mundo é injusto, Kari. — Avisou, simplista.

Maldito.

Corro para cima dele, indignada. Tentei algumas investidas, mas de nada adiantava, ele apenas desviava de todas. Em determinado momento me acertou na barriga com a palma da mão aberta, fazendo-me dar três passos para trás.

Droga! É muito bom no taijutsu.

— Temos mais alguns minutos. — Sorriu de canto. — Sinceramente, essa exibição não me importa muito, ela só serve para eu mostrar para o meu pai que não preciso de nada que venha dele.

Como assim?

Está brigado com Sasuke? Por essa razão evita lutar a sério? Sério?

— Birra!? — Arqueio a sobrancelha direita, rindo desacreditada dessa situação. — Tudo isso é birra, Daisuke? Não vai usar seu Sharingan por pura pirraça?

— Você não entenderia. — Abaixou a cabeça. — É mais que isso, Kari. É ódio, nojo... Repulsa por essa herança hereditária!

— Por que teria raiva das próprias habilidades? — Indago, realmente confusa.

É estranho ouvir uma coisa dessas, admito. Ainda mais vindo de Uchiha Daisuke, o prodigo da Academia Ninja. O orgulho do praticamente extinto Clã Uchiha, segundo todas as pessoas.

— Esse olho.... — Quando voltou a me encarar a mão esquerda tapava seu Byakugan, deixando apenas o ônix visível. — Ele me trás lembranças desagradáveis.... Sabe, é preciso sofrer algum abalo emocional forte para despertar o Sharingan... E adivinha... eu sofri e odeio esse fato. Odeio ser Uchiha Daisuke, odeio ser filho de Uchiha Sasuke!

É a primeira vez que o vejo exaltado desse jeito.

— Qual a razão disso tudo? — Questiono. — Muitos te invejam por ser que é.

— Invejam? Ora, porque não sabem a verdadeira história. — Vociferou, trincando os dentes. — Eu sou um experimento, Shikari! Meu pai se casou com minha mãe só para isso... Criar eu... O ser perfeito, com os doujutsus mais incríveis do Mundo Ninja. Fui feito com o intuito de superar Uzumaki Naruto, já que Sasuke não foi capaz é meu dever fazer, segundo o próprio. Passei a infância treinando para isso. Não podia sair de casa, tampouco brincar... Apenas treino atrás de treino, até meu corpo não aguentar mais e despencar no chão, todo tremulo.

— Daisuke...

 — Nas minhas lembranças... mamãe está sempre chorando pelos cantos da casa. — O rancor é palpável na voz do moreno. — Dizem que no casamento dos meus pais uma lágrima escorreu pelo olho direito dela... mas não era de felicidade. O que estou querendo dizer é: A união deles não é igual a dos seus pais, ou como os do Boruto... Eles se casaram por interesses, não por sentimentos. Meu pai sempre fora um péssimo marido, ausente, frio, insensível... Odiava ver minha mãe sofrendo por causa de Sasuke. Certo dia eles brigaram e eu me intrometi, foi quando despertei o Sharingan, por conta da raiva. Ele ficou feliz, o maldito ficou feliz porque despertei essa droga, sendo que mamãe estava ali, bem na sua frente, sofrendo! Atualmente até que se dão bem juntos. Mas naquele momento prometi pra mim mesmo que negaria o lado Uchiha e ainda sim me tornarei o maior shinobi.

Certo...

Esse desabafo foi uma descoberta surpreendente. Não imaginava que a vida dele fosse assim, apesar do convívio entre nós. Nunca percebi o lado sombrio da família Uchiha, até porque raramente via a interação entre os três, já que Tio Sasuke vive viajando.

Mas...

"As habilidades são suas, Shikari, não minha ou do seu pai, apenas sua." A frase dita por mamãe ontem, durante nosso treino, ecoa na minha cabeça "Podem ser parecidas com as nossas, mas quem vai decidir como usa-las é você."

— Ei, ei. — Chamo por Daisuke. — São suas habilidades, não é? 

— O quê? 

— Não é a do seu pai, são suas! — Esbravejo. — Nasceu com elas, logo, pertencem somente a você, Dai! Mesmo que sejam parecidas, não é a mesma coisa.  Como pode ter ódio de si mesmo? 

— Kari, não dig...

— Quer se tornar o melhor usando apenas metade do poder? — Interrompi, bruscamente. — Acha que Hinata ficará orgulhosa disso? Foi você que treinou duro para alcançar, você quem despertou para tê-lo. Mostre que é o melhor usando todas as SUAS habilidades!

Um rápido silêncio se instalou entre nós.

— Minhas... — Murmurou, tapando o rosto por completo. — Minhas.

Parece que está surgindo efeito, ótimo.

— Sim, suas! — Incetivo. — É graças ao seu passado e esforços que as tem, não por causa de Sasuke. Nem todos os Uchihas despertam o Doujutsu, pelo que eu saiba.

Acho que vai entender onde quero chegar.

— Kari... sabia que você tinha algo especial. — Quando tirou as mãos do rosto, pude ver que as veias ainda estavam saltadas do lado esquerdo dos olhos perolados e mais... Sharingan... o olho direito está vermelho. — Me fez enxergar a realidade. Obrigado.

Isso!

Daisuke vai lutar pra valer. Farei o mesmo.

Ouvi ChouChou e Inojin murmurando algo, mas não me importei muito. Temos, pelo menos, mais cinco minutos até acabar o tempo.

— Aqui vou eu, Uchiha. — Informo.

— Sim, venha. — Sorriu de uma forma verdadeira.

Fica ainda mais lindo sorrindo...

Contudo, preciso esquecer meus sentimentos por sua pessoa, nesse momento ele é meu inimigo.

Concentro chakra nos pés, isso deixará meus movimentos mais rápidos, partindo para o ataque. Tento acertar socos e chutes, mas o Uchiha desviava de todos, enquanto andava para trás. Sorri confiante quando ficou contra a parede, tentei outro soco e novamente Daisuke desviou, abaixando. A parede de concentro atrás dele rachou com o golpe. O moreno aproveitou para me dar uma rasteira, em seguida tentou ficar por cima e eu acabei empurrando para longe.

Em um salto ambos ficamos de pé. Uso o Jutsu Possessão das Sombras para tentar paralisa-lo, mas o filho de Hinata dse afasta com pulos constantes, cada vez que seu pé tocava o chão ele fazia uma posição de mãos diferente.

— Estilo Fogo: Jutsu Bola de Fogo. — Respirou e suas de repente uma quantidade grande de fogo veio em minha direção.

Rapidamente soquei o chão de terra e tirei um pedaço grande, para me proteger do ataque. Comemoro mentalmente por ter dado tempo e certo. Chuto o que era meu "escudo" contra Dai, que de novo faz o movimento de rotação e se defendo com o chakra azul.

Após terminar, ele voltou a fazer algumas posições de mãos. Segurou o pulso direito com a mão esquerda, no mesmo tempo que uma luz azul idênticas a raios começa a se formar na palma dela. É possível ouvir o som de algo parecido com pássaros.

Esse não me parece um jutsu comum.

Está ficando interessante... Acho que vou atacar com meu melhor golpe também.

Cerro os punhos com força. Faço com que minha própria sombra suba pelo meu corpo, passando em volto do braço direito por completo. Essa é uma técnica que eu mesmo desenvolvi, uni o jutsu do meu pai e a força da minha mãe. Meu braço está mais resistente e forte, graças a sombra que o cobre.

Essa luta vai acabar agora...

Quando estou prestes a atacar, sinto alguém segurando meu pulso com força. Olho por cima do ombro e encontro mamãe.

— Filha, não use isso. — Seus olhos verdes estão repreendedores sobre mim. — Tem noção do que aconteceria se o atingisse um soco?

Só de pensar no estrago que faria....

Cara, exagerei mesmo.

— Desculpa. — Fico sem jeito.

Voltei a encarar o garoto e me surpreendi ao ver Tio Sasuke segurando o pulso dele também. Disse algo que não consegui ouvir bem, graças a distância. Daisuke abaixou a cabeça e parou com o Jutsu.

 Depois daquilo a luta foi encerrado por Shino e no fim nenhuma equipe foi dada como vencedora, já que ouve interrupção de terceiros. Inojin e Chochou ficaram desapontados, pois faltava algo em torno de um minuto para acabar!

 

S&S

Quando saia do vestuário dei de cara com o Uchiha encostado na parede. Mesmo que a rosto estivesse fechado como sempre, parecia diferente do habitual.

— Estava te esperando. — Afirmou, de forma séria.

Ok, foi surpreendente ouvir essas palavras. Não esperava isso.

 — Sério?

— Queria te agradecer pela luta, significou muito pra mim, no fim das contas. — Admitiu. — Você é muito forte, tal como pensei.

— Obrigada. — Agradeci, corando levemente com o elogio.

— Kari... Eu... — Desviou o olhar, constrangido. Suas bochechas ganharam um tom avermelhado. — O que acha de tomarmos um sorvete qualquer dia desses?

— Tipo um encontro?

— Não!... quer dizer... — Relaxou os ombros, voltando a me encarar nos olhos. — Sim, algo parecido com isso, Nara.

Foi impossível evitar de sorrir diante aquilo, sonhei diversas vezes com algo parecido.

— Você paga, Uchiha.

Dito aquilo sai apressadamente, antes que tenha uma espécie surto ou algo parecido na frente dele.

Essa luta foi realmente surpreende.... apesar do resultado não ser aquele que desejava. No fim consegui um encontro com o garoto mais lindo do Mundo Ninja, ao menos.


Notas Finais


E então, gostaram?
Ficou bom a luta? E o resultado? Eu, sinceramente, não sabia qual dos dois colocar como vencedor, por isso decidi fazer um empate.
Daisuke... A história dele e da família Uchiha foi baseada na vida do personagem "Todoroki Shoto", do anime BNHA.
Avisinho: A fanfic está chegando ao fim, tem mais dois capítulos só. Ah, e provavelmente os dois especiais dos casais: Naruto x Karin, Sasuke x Hinata e Shikamaru x Sakura.
É isso.
Se alguém ainda lê FI, manisfeste-se, por favor ;-;
SEMANA QUE VEM TEM CAPÍTULO NOVO!
Até mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...