História Futuros Incertos - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Jikook, Kookmin, Longfic, Vmin
Visualizações 10
Palavras 1.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi. Tudo bem? Espero que sim.
Então, nao ficou um capítulo muito bom porque o original eu perdi. O app que eu uso apago todos os capítulos que eu tinha escrito, ta tudo muito diferente do original mais eu fiz com carinho.

Capítulo 4 - 04


Mesmo que ainda não fosse hora de estar em pé, eu não poderia perder o belo amanhecer de inverno. Sou um apreciador das cores de inverno, do inverno, mais prefiro o verão, por mais que eu não tenha o que fazer nele, como a maioria das pessoas. Mas o verão é lindo o calor que ele trás me enche de alegria, é uma época em que tudo fica mais bonito. 

 Encostado no parapeito da sacada de meu quarto vi alguém passando - Passando não, brotando do nada - Muito estranho, é muito cedo. Principalmente nessa parte da rua que nunca passa ninguém. Voltei para dentro do quarto fechando a porta que da para sacada. 


 É estranho esse jeito que meu corpo reage as estranhisses do Jungkook, e é estranho também como meus pensamentos sempre acabam se voltando para ele. Estou pensando em patos na lagos e quando dou por min, estou pensando nele. É automático, é involuntario. 

 Afundei à cabeça no travesseiro na intenção de deixar todo esse problema em forma de gente ali. 

 Será que ele também sente o mesmo? Será que ele não consegue parar de pensar em min? Talvez eu esteja me iludindo, com certeza eu estou me iludindo. 

Peguei meu celular, 05:20, de 06:00 o Flich abre a escola. Vou fazer de tudo para não ter de encontrar com ninguém do Bangtan hoje. Principalmente o louco do Jungkook. 



 「• • •」



 Já de banho tomado peguei meu cachecol dei duas voltas em meu pescoço, ao mesmo tempo em que pego minha mochila. Certo, 5:40. 

 Desci às escadas na ponta do pé, do jeito que a tia é ela ja ate deve ter acodado, deve ter me ouvido tomar banho. Caminhei ate a entrada calsei os sapatos e sai trancando a porta. Hoje irei caminhando. Apertei a mochila em mãos. Dando os primeiros passos tive vontade de voltar correndo para dentro de casa me esconder debaixo das cobertas. Quem não vai mais caminhar? Eu. 



 「• • •」



 Não estou com nem um pouco de vontade de descer do ônibus. Com cara de bunda olhei para o motorista lhe dando um sorriso para la de amarelo, ja estava ali na porta em pé a alguns segundos. Respirei fundo, tomando coragem pulei do ônibus. Pude ouvir os pensamentos do motorista praticamente gritarem " Finalmente." 

 Talvez hoje seja o dia mais frio e mais mais cinzento do inverno. Mais ainda bem que ja esta no fin. Ja na Semana  que vem poderei sentirei o calor que aquece meu coração.

 Passei sem pressa pelos corredores vazios, gelidos e silenciosos me arrastando pelos cantos. Essa escola mais parece escola de filmes de terror realmente é de dar medo, e pra completar algumas luzes vacilantes piscando. Esses corredores definitivamente não combinam vazios.

 Abri a porta da sala e um vento frio passou por min me arrepiando de cima a baixo. Tá, isso foi estranho. Me sentei confortável em meu lugar agora são 06:20 poucas pessoas irão vir hoje.. Fazendo esse frio, sexta feira… Sexta feira não… não!! Me levantei bruscamente peguei minha mochila saindo rapidamente. Aula de matemática, Jungkook. Não to a fim. 

 Entrei na biblioteca me sentei bem no fundo de la peguei um livro afundei o rosto nele. So voltarei para a sala na hora do intervalo quando ali enche e fica insuportável. 

 Página 360 do livro Harry Potter e o cálice de fogo. É engraçado que o Zelador daqui tenha mesmo nome do zelador de Hogwarts. 



 「• • •」



 Um agudo e alto son pinvadio meus ouvidos, abri os olhos devagar ainda meio atordoado. Ah é , estou na escola devo ter dormido. Deve ter sido o sinal para o começo das aulas. 

 —Que ? Claro que não eu nunca faria isso… 

 — Ata, sei. Vem vamos estudar logo. -Que ? Esse é o sinal para o intervalo?

 Várias pessoas começaram a invadir a biblioteca, com suas vozes estridentes e irritantes. Como foi que eu durmi tanto tempo? Ah eu sou um merda mesmo! Levantei com brutalidade e acabei derrubando a acdeira fazendo um barulhão. Ixi. Todos pararam o que faziam e direcionaram seus olhares para min. Encolhi os ombros e baixei a cabeça, senti meu rosto ferver, estava ate começando a ficar dolorido. Levantei a cadeira, peguei minjas coisas e quase sem forças sai correndo dali, do lado de fora ainda pude ouvir as risas autas e os xingamentos. Senti as lágrimas chegando, baixei a cabeça mais ainda, tentei enxugar as lágrimas, mais não adinta elas continuam a vir com força. Caminhei com pressa sem saber para onde ir, as pessoas pareciam não me ver, praticamente me pisavam, hoje parece ter mais gente do que nunca. So queria chegar logo na sala e psentar, e pela primeira vez chorar. Chorar como se o mundo fosse acabar. 

 — Ai! - antes eu pudece respirar ja estava no chão. Levantei a cabeça para ver em quem eu havia batido, e poderia ser todo mundo menos Jungkook. Enxuguei as lágrimas por trás dos óculos, peguei meu material me preparei pra levantar e la estava o braço dele estendido. Olhei para ele e o ignorei levantando sozinho sentindo meus olhos encherem denovo. Quando eu ia passando por ele, senti meu pulso ser envolvido olhei para trás e la estava ele denvo. — O que aconteceu? - não consegui  ouvir sua voz mas consegui ler seus lábios. Nada fui capaz de dizer, minha voz simplesmente sumio. Puxei meu pulso com forças e sai correndo.

 Por que essa fraqueza agora? Por que isso? O que esta havendo comigo? 


 Abri bruscamente a porta da sala e quando ia entrar vi um ser debruçado sobre a mesa. Pensei, Pensei mais não tem outro lugar a onde eu poderia ir. Vou ter de ficar aqui. Sentei e baixei a cabeça. Gostaria de entender porque estou aqui assim. Chorando feito uma criancinha, coisa que não fiz enquanto era uma. Que situação, que decepção. Tudo culpa do Jungkook. 

 — Ei, Jimin. 

 — Hum…? - levantei a cabeça ate que meus olhos pudecem ficar a vista. É o… Taehyung… 

 — Porque você ta chorando? 

 — Por que você quer saber? 

 — Porque… Porque Esta atrapalhando meu sono. 

 — Não se preocupe irei chorar mais baixo. - o tom de irritação em minha voz era perceptível. Não sou assim. 

 — O forte Park Jimin chorando pensei que nunca iria ver isso. 

 — Vai gozar de min também? Vai em frente Taehyung. O dia não pode ficar mais lindo.

 O silêncio se fez presente e eu apenas baixei a cabeça. 

 Senti uma mão em meus cabelos e um sussurro — Não Jimin, eu nunca faria isso com você. - Taehyung… ele não muda.  


Notas Finais


Comentem<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...