História Gaara - Uma Nova História... - Capítulo 74


Escrita por: ~ e ~vivhina-hyuuga

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Baki, Boruto Uzumaki, Chiyo, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ibiki Morino, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Kakashi Hatake, Kankuro, Karura, Kurenai Yuuhi, Matsuri, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shukaku, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yondaime Kazekage
Tags Gaara, Hokage, Inosai, Jiraya, Kakasaku, Kankuro, Karura, Kazekage, Kyuubi, Naruhina, Naruto, Neji, Rasa, Romance, Sasuke, Shukaku, Temari, Tsunade, Yashamaru
Visualizações 403
Palavras 1.032
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


*Nudes do Gaara (Po gente eu tentei com carinho agradar vcs uuhsuahsas mas eu n sei desenhar direito os nuds do Gaara fiquei nervosa sabe)

Capítulo 74 - Boas-Vindas


Fanfic / Fanfiction Gaara - Uma Nova História... - Capítulo 74 - Boas-Vindas

Gaara estava exausto. Temari e Kankuro também. Os irmãos da areia passaram exatas 24h sob as luzes constantes do hospital, abaixo de um estresse emocional sem igual. Sem terem se alimentado, trocado de roupas ou dormido, os três voltavam para a casa.

Gaara estava realmente abatido. Fazia anos que ele não tinha uma aparência tão horrível. Mas o coração dele e de todos estava dividido: Tristeza,por Sayo ter sofrido e estar em más condições de saúde; E alegria, pela criança ter sobrevivido.

Os irmãos estavam em silêncio, mas devido ao cansaço extremo. Eles estavam indo para casa, mas não iam descansar: Gaara ordenou que os equipamentos da UTI-neonatal fossem instalados no quarto de Sayuri e que uma pequena equipe cuidasse da menina em casa. Infelizmente, Sayo não poderia sair ainda, seu estado era mais delicado do que o de Sayuri.

*

Quando Gaara pisou fora do hospital, se surpreendeu que já era manhã de outro dia. E então notou que um aglomerado de pessoas se formou na saída. Eram os aldeões, preocupados com ele e com Sayo. Gaara não tinha condições de falar, mas sentiu-se imensamente agradecido por perceber a preocupação de todos com sua família. Era sempre um pequeno choque de realidade quando recebia demonstrações de que era querido por Suna.

Baki os esperava na saída, para acompanhá-los.

Foi estranho para Gaara entrar em sua casa sem Sayo. Subir as escadas com o silêncio dando boas vindas; Ninguém para pendurar-se em seu pescoço; Nenhum sorriso meigo; Aquela carinha amável fazia falta. Gaara parou no topo da escada, olhando o local onde Sayo caiu desacordada, ficou pensando que tudo seria diferente se ele estivesse lá. Gaara viveu mais tempo na solidão do que na alegria, mas o pouco tempo em que viveu a alegria o viciou de tal maneira que era difícil a mera lembrança dos tempos de solidão. Gaara começou a se perguntar como pôde viver sem Sayo tantos anos antes de conhecê-la, mas após pouco tempo com ela, ter a certeza que não aguentaria viver nem metade desse tempo sem ela. Era estranho.

TEM- Gaara... Você precisa descansar. Vai tomar um banho e trocar as roupas; Temos muitas pessoas para arrumarem o quarto da Sayuri.  – Temari o acordou dos maus pensamentos.

Gaara queria assistir o processo de montagem do quarto de Sayuri, mas o cansaço físico venceu: Gaara subiu para o quarto e deixou a água quente da banheira abraçar seu corpo inteiro; Encostou a cabeça na borda da banheira e fechou os olhos por um instante. Gaara estava destruído com a situação de Sayo... Mas Sayuri era o que lhe dava forças para manter a calma e prosseguir.  

Depois do banho, Gaara vestiu-se com roupas simples e confortáveis e viu a bandeja com algo para comer que provavelmente Temari tinha posto lá. Gaara pensou longamente que precisava agradecer Temari por ser sempre cuidadosa com ele e com Sayo. Comeu. Gaara estava com mais fome do que pensou que estaria.

Assim que se sentiu confortável novamente, desceu para ver como estava a montagem dos equipamentos no quarto de Sayuri. E se surpreendeu: A equipe foi eficiente e Sayuri estava lá. Enroladinha como uma bola, dormindo aquecida na incubadora transparente. Gaara nunca foi de ostentar os poderes de um Kazekage, mas não pôde negar que desta vez, a influência foi realmente útil: Ter uma enfermaria em casa e poder ter médicos nin ali era a melhor coisa que Gaara poderia ter naquele momento. Ficou feliz pela primeira vez na vida pelas aquisições financeiras.

Gaara puxou a poltrona confortável que estava ali para que Sayo amamentasse a criança. Gaara tentou não pensar nisso. Gaara sentiu que o quartinho de Sayuri era agora seu refúgio, eera silencioso, com aroma delicado e cores suaves. Não se parecia com o caos do mundo lá fora nem com nada de ruim da qual ele pudesse se lembrar. Sentou-se ao lado da incubadora e percebeu que poderia mesmo passar horas e até mesmo dias ali, olhando através do vidro. Sayuri era linda.  Sayuri era o que Sayo lhe deu de mais valioso e era no momento a lembrança viva de que ele e Sayo se amavam. De que foi real.

***

Duas semanas depois

Os dias de Gaara estavam bem atarefados: Cuidar da vila, visitar Sayo na UTI e depois ficar olhando para Sayuri hipnoticamente através da incubadora, enquanto a equipe cuidava dela. Temari  e Kankuro pareciam igualmente apaixonados por Sayuri (O que deixara Gaara enciumado, pois os dois podiam admirá-la mais tempo do que ele, que só podia vê-la após o longo expediente de líder de Suna)

Em outra ocasião, ter Sayo internada o faria perder todas as forças e novamente isso o fazia pensar em Rasa e como Rasa teve força para cuidar da vila mais alguns anos mesmo depois de perder Karura... Talvez fosse o amor por ele e seus irmãos, pois para Gaara naquele momento a única força para prosseguir vinha em olhar Sayuri naquela incubadora e pensar que precisava cuidar de tudo para ela.

Naquela semana Gaara mandou fazer um pequeno porta retrato com a foto de seu casamento para deixar em sua mesa de trabalho.A falta que Sayo fazia ainda era de doer, embora estivesse progredindo e cada dia fora de perigo. Era ver Sayo ainda desacordada que fazia Gaara ainda um bocado infeliz.  Ele parou de fazer relatórios para admirar o sorriso meigo e cheio de alegria de Sayo naquela fotografia... Tentando lembrar qual era o som da voz dela.

GAA- Sayo... Quando eu vou ter uma boa notícia? Você pode me ouvir? Onde está sua consciência nesse momento? – Gaara sentiu-se ridículo conversando com a fotografia.

A saudade o fazia insano às vezes.

TEM- Hey, Gaara!! – Como sempre, ela escancarou a porta do seu escritório sem avisar. Era terrível ser pego em momentos frágeis de sentimento.

GAA- O que foi Temari?

TEM- Venha depressa!!!! Sayuri!!! Sayuri não precisa mais da incubadora e já está respirando por si!!!

“Acho que você pode mesmo me ouvir de algum lugar onde esteja presa tentando voltar” Disse em pensamento para a fotografia de Sayo enquanto corria com Temari para finalmente ver Sayuri livre dos equipamentos e lhe dar as verdadeiras boas-vindas para a vida. 

 


Notas Finais


Próximo Capítulo: Gaara Pai.
"Gaara se aproximou do bercinho de Sayuri. Ela ainda era consideravelmente pequena mas estava tão bem enrolada que parecia firme para tentar pegar. A equipe médica a deixou preparada para que Gaara pudesse segurar a menina. " NÃO PERCAM!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...